Qr Code do blog

Qr Code do blog
Qr Code do blog

Rss

Contacto

Blog Archive

Followers

Follow by Email

Add me on Facebook

NutriViva Tv



Total de visualizações de página

terça-feira, 22 de janeiro de 2008

Alimentação Natural na Flor da Idade ...

Um ato de amor a você!

Aqueles com mais de 50 anos apresentam progressivamente perda de massa muscular e água corporal, com tendência ao acúmulo de lipídios (gorduras). Além disso, o gasto calórico diário cai em comparação com crianças, adolescentes e adultos jovens; há maior propensão a doenças degenerativas, como a artrose, doenças cárdio-vasculares, incluindo a aterosclerose (grande causa de infarto agudo do miocárdio).

Mulheres no climatério e menopausa sofrem o declínio da produção de hormônios sexuais, em especial do estrogênio, importante componente causal da osteoporose.

Desta forma, a alimentação também tem que mudar dentro das necessidades dos indivíduos com mais de 50 anos, visando principalmente melhorar a qualidade de vida, prevenindo e tratando doenças e buscando retardar as consequências naturais do processo de envelhecimento.

A prática da alimentação natural se destaca como uma forma de alcançar esses objetivos e gerar corpos e seres saudáveis e felizes, provendo de forma equilibrada e harmônica vitaminas, sais minerais, proteínas e outros elementos indispensáveis para a vida humana. Vejamos algumas dicas simples e naturais:

- Em primeiro lugar, veja a comida como uma parte de você mesmo, assim ao comer, mentalize energia positiva e de cura invadindo cada célula do seu corpo;

- Mastigue lentamente os alimentos, isto facilita a digestão ( o seu estômago vai agradecer ) e reduz a quantidade de comida ingerida;

- Reduza a quantidade de comida nas refeições, já que as suas necessidades calóricas diárias são bem menores ( o que sobrar, vira gordura ). Se sentir fome entre as refeições, coma uma fruta, tome suco de frutas ou água-de-coco;

- Substitua o jantar por um lanche à base de frutas ou saladas;

- Evite os alimentos industrializados, contendo aromatizantes, corantes e conservantes artificiais. Evite também enlatados, presunto, mortadela, salsichas e linguiças, que podem ser altamente tóxicos;

- Troque o açúcar refinado pelo melado, mel ou açúcar mascavo. Cuidado, o excesso de açúcar e alimentos açucarados incluindo doces e refrigerantes podem desencadear diabetes e outras doenças graves;

- Estudos indicam que 1 colher de mel com geléia real pela manhã, em jejum, energiza, previne e combate doenças respiratórias, facilita a digestão, retarda o envelhecimento e aumenta a resistência orgânica;

- Reduza o sal da sua dieta: normalmente a pressão arterial tende a subir com o aumento da idade e o sal contribui ainda mais para o aumento de pressão arterial e distúrbios estomacais, incluindo úlceras e gastrite (prefira o sal marinho);

- Evite o consumo de carne vermelha e produtos de origem animal: causadores de doenças como gota, distúrbios digestivos e câncer (Instituto Alemão de Pesquisa Alimentícia) e acidez no organismo;

Se não conseguir deixar a carne:

- Prefira as carnes brancas como frango caipira (caseiro) e peixe: o frango deve ser consumido, no máximo, 2 vezes por semana, devido ao seu alto teor em hormônios. Inclua o PEIXE, no mínimo 2 vezes por semana na sua dieta, pois além da digestão mais fácil e rápida, são pobres em gordura. Os peixes ricos em omega-3 como cavala, sardinha, arenque, sardinha, salmão e bacalhau previnem infarto, reduzindo o colesterol ruim LDL e os triglicerídeos, combatem a depressão, o Mal de Alzheimer e o câncer (em estudos pela Universidade de Illinois).

- Use e abuse da natureza: frutas, legumes, tubérculos, raízes e folhas verdes que fornecem vitaminas, sais minerais e fibras, antioxidantes retardadoras do envelhecimento e desintoxicantes naturais; - Aumente o consumo de alimentos ricos em cálcio, em especial, mulheres na menopausa para prevenção e combate à osteoporose: iogurte natural, coalhada caseira, queijos brancos (ricota e queijo minas - não abusar pois pode criar excesso de muco), leite desnatado, derivados da soja fermentados(tofu, missô e leite), alfafa, alho poró e espinafre na salada, brócolis e couve;

- Inclua na sua dieta: levedura de cerveja (rica em vitamina B), germe de trigo (fibras, vitaminas e sais minerais), gergelim (cálcio, vitaminas e proteínas), sementes e nozes (proteínas e vitaminas), com moderação, pois são oleosos (deixe de molho para potenciar e para descartar as substancias antinutrientes);

- Os óleos vegetais poli-insaturados de milho e girassol (prensados a frio) são ricos em omega-6 e o de azeite de oliva em omega-9, os quais contribuem para a redução do colesterol ruim LDL. Use linhaça e ou óleo de linhaça (rica em ácidos graxos essenciais).

- As fibras são importantes coadjuvantes para evitar a prisão de ventre, distúrbios intestinais, câncer de cólon e prevenir a aterosclerose: quiabo, brotos de feijão e alfafa, ameixa, frutas secas, aipim, farelo de trigo (não abuse), farelo de aveia (use as sementes de preferência germinadas);

- O alho na salada, temperos ou pílulas tem efeitos importantes: normaliza a pressão arterial, age como antibacteriano e antinflamatório, previne a formação de coágulos sanguíneos e combate a aterosclerose, reduzindo o colesterol ruim LDL;

- Beba muita água mineral: a água limpa e desintoxica o organismo, facilita o trabalho do intestino e permite que os rins atuem com normalidade. Além disso, somos água em quase nossa totalidade ( 70% do corpo humano ), tome água de coco (água estruturada);

- Por fim, se alimente apenas de comidas preparadas com amor e carinho, pois estes são ingredientes importantes para um corpo saudável e feliz!!!

Para saber mais:

Augusto, Áureo. Naturologia-2: alimentação natural. 2.ed. Salvador: Deva Publicações. 1995
Brodsky, Greg. Do Jardim do Éden à Era de Aquarius: O livro da cura natural. São Paulo: Ground. 1994
Hermógenes. Saúde na Terceira Idade . 9. ed. Rio de Janeiro: Nova Era. 1998
Masson, Bernard. O Mel. São Paulo: Gaia. 1994
Natali, Marco. Vida Natural: o alho. 2.ed. São Paulo: Global. 1983
Siqueira, Lydia N. A saúde vem da cozinha. 2. ed. São Paulo: Casa Publicadora Brasileira. 1980.
Yogue Ramacharaca. Cura prática pela água. São Paulo: Pensamento. 1995

O mais importante é não ser radical em nada na sua vida e nem cometer exageros, o seu corpo agradece! Muita Saúde e Paz para todos!!!

Dra. Carla Rodrigues

Adaptação de Luis Guerreiro - Comida Viva

0 comentários: