Qr Code do blog

Qr Code do blog
Qr Code do blog

Rss

Contacto

Blog Archive

Followers

Follow by Email

Add me on Facebook

NutriViva Tv



Total de visualizações de página

sexta-feira, 4 de janeiro de 2008

Sucos de luz chegam à cidade e ganham adeptos famosos

Manga, clorofila e abacaxi com hortelã são alguns dos ingredientes dos sucos de luz. Bebidas inusitadas têm fãs como Marisa Monte e Demi Moore. Mas nutrólogo adverte sobre promessas milagrosas.

Já ouviu falar naquela história de se alimentar de luz? Pois agora tem gente até bebendo luz. Luz do sol, da lua, das estrelas e até do universo. E se você está pensando em um copo iluminado, pode mudar os seus conceitos. A receita, símbolo da corrente naturalista chamada de alimentação viva, traz brotos, sementes germinadas, verduras e frutas combinadas.

“Leva hortaliças, raízes, como inhame cru ou batata doce, maçã e sementes germinadas, que podem ser de linhaça ou girassol, e verduras como espinafre ou agrião”, ensina a chef de alimentação viva da Universo Orgânico, Tiana Rodrigues. Pela teoria de Tiana, os alimentos crus e conservados frecos vão para a receita com as enzimas ainda “vivas” e agilizam a digestão.

Mas o que tudo isso tem a ver com luz? “É porque é através da luz que se faz a fotossíntese, que é a energia de todos esses alimentos crus”, explica ela, que criou outras sete receitas a partir da original. “São combinações com intuitos diferentes: luz da lua, luz da terra, luz das estrelas, luz do universo , luz de marte e luz de júpiter”, enumera. Entre as misturas, manga com água de coco e linhaça, ameixa, babosa e couve, ou maçã, limão e gengibre.

Famosos já aderiram aos sucos de luz

A moda, que lá fora já encantou as atrizes Demi Moore e Donna karan, já tem por aqui adeptos como a cantora Marisa Monte, o ator Cauã Reymond, além da jornalista Glória Maria. “Tomo suco da luz todos os dias, há anos. Isso me supre as necessidades básicas e me sinto alimentado. Para quem não tem hora para comer e precisa comer rápido”, conta o ator Ângelo Antônio, 42 anos, que é vegetariano.

“Você limpa o seu corpo e fica com mais energia. A clorofila desintoxica o sangue humano e é chamado de sangue verde. Quando você come esses elementos, renova as suas células. É energia mesmo, propriamente dita”, reitera Tiana.

O nutrólogo Alexandre Merheb vê com ressalvas os milagres prometidos, mas acredita na funcionalidade da novidade. “Nos alimentos integrais, as enzimas ficam intactas e o processo digestivo pode ficar melhor. São nutrientes que não atrapalham a sua energia e não travam a atividade da cerotonina cerebral”, detalha.



Fonte: G1

0 comentários: