Qr Code do blog

Qr Code do blog
Qr Code do blog

Rss

Contacto

Blog Archive

Followers

Follow by Email

Add me on Facebook

NutriViva Tv



Total de visualizações de página

segunda-feira, 31 de dezembro de 2007

Terapias de DESINTOXICAÇÃO

Hipócrates, o "Pai da Medicina", há quase 2.500 anos, recomendava: "que o teu alimento seja o teu remédio e o teu remédio seja o teu alimento".

Portanto, a cada refeição devemos nos lembrar: amanhã, este alimento será meu sangue.

O que usamos como alimento determina a qualidade de nosso sangue, que por sua vez influencia o desempenho das células, órgãos e sistemas. Se o sangue for rico de nutrientes e desintoxicado, as células serão vigorosas, eficientes, integradas: saúde verdadeira.

Mas para acordar o organismo para esta nova forma de “viver”, é preciso:

- Estar diariamente buscando uma nova forma de alimentar-se.

- Estar periodicamente permitindo o alívio das cargas tóxicas presentes no organismo.

Existem várias formas de se desintoxicar, desde a prática diária dos sucos desintoxicantes, que é a proposta do meu livro Alimentação Desintoxicante – editora Alaúde, até programas de 1, 2, 3 ou mais dias. Porém, qualquer que seja o programa de desintoxicação; sempre serão os alimentos crus e vivos os empregados. Somente eles são altamente energéticos e ricos em enzimas, condições estas que permitem ao organismo se livrar de toxinas em uma velocidade gradual e segura.

Esperar que toxinas acumuladas durante toda uma vida, sejam eliminadas em um curto período de tempo não é sábio. Um processo gradual de desintoxicação permite ao organismo ir se ajustando às mudanças sem passar por perigosas "crises de cura" e distúrbios emocionais.

É claro que, dependendo da condição de saúde e dieta anterior, se pode experimentar algumas mudanças temporárias. Relaxe e confie na sabedoria interna de seu corpo. Com alimentos vivos, o organismo se purifica em ciclos, na sua velocidade própria. Estas mudanças acontecerão e, mais purificada, a pessoa irá descobrir que tem uma nova disposição de vida. Observar aumento de disposição e de energia, que é esperado durante todo trabalho de desintoxicação.

A sugestão é que a transição para uma alimentação predominantemente crua se inicie com um programa de desintoxicação. Vamos saber um pouco sobre as possibilidades e formas:

Importante: todas as receitas mencionadas abaixo encontram-se em Receitas da Alimentação Crua e Viva.

DESINTOXICAÇÃO COM SUCOS

- 1 dia inteiro só com líquidos ou

- 1 a 3 sucos/dia tomados diariamente (1 em jejum + 2 nos intervalos das refeições principais)

Abster-se de qualquer alimento sólido, favorecendo assim a eliminação de toxinas e gorduras. Beber 5 copos de 200 ml de suco de frutas ou verduras cruas. Por exemplo: suco de laranja, tangerina, lima, abacaxi, mamão, melão, caqui, figo, maçã, pêra, uva, cenoura, beterraba, etc. Os sucos de frutas podem ser misturados entre si e os sucos de verduras de igual forma; mas não se deve misturar sucos de frutas com sucos de verduras. Os sucos devem ser naturais, a partir de vegetais crus e tomados imediatamente após seu preparo. Devem ser tomados lentamente, ensalivando cada gole antes de engolir. Não acrescentar sal nem açúcar. Não os tomar gelados. Toma-se um suco a cada 3 horas. Entre os sucos devem ser tomadas 2 a 3 xícaras de chá de ervas e bastante água. Repouso, pouco exercício, lavagem intestinal (enema) de 2 litros de chá de camomila ou cavalinha morna todos os dias.

DESINTOXICAÇÃO COM FRUTAS

Comer 3 refeições de aproximadamente 300 gramas de frutas cruas, frescas e maduras por dia. Usar somente 1 a 2 qualidades em cada refeição e não misturar frutas doces com ácidas. Mastigar muito bem.

Exemplo de cardápio para 1 dia: - Desjejum: mamão e banana / - Almoço: abacaxi e morangos / - Jantar: pêra e maçã.

Entre as refeições pode ser tomado um suco de frutas ou de verduras e uma xícara de chá de ervas com gotas de mel, além de bastante água. Fazer enema com 1/2 litro de água fria previamente fervida caso não haja evacuação intestinal.

DESINTOXICAÇÃO COM MONODIETAS

Comer uma única qualidade de alimento/dia, em 3 a 5 refeições, e tomar somente água nos intervalos. Exemplos:
- Manga, se houver obstipação intestinal (laxante);
- Melancia para reduzir inchaços (diurética);
- Caqui para aliviar o fígado;
- Figo para cicatrizar uma úlcera de estômago;
- Banana madura para moléstias do intestino;
- Integradas com o limão para alcalinizar o sangue muito ácido.
- Arroz integral, para alcalinizar o sangue.

As monodietas de frutas devem ser feitas por somente 1 dia. A de arroz integral pode durar até 10 dias.

Na monodieta a digestão é leve e rápida e libera energias para a desintoxicação orgânica. Além disto, sempre haverá uma perda de peso e uma regressão de inchaços, por causa da ausência de sal.

DESINTOXICAÇÃO COM ALIMENTAÇÃO CRUA

Comer somente alimentos crus, 3 vezes ao dia e beber sucos de frutas ou verduras cruas, 2 vezes ao dia, além de chá de ervas e água. Exemplo de uma dinâmica diária:

Manhã
Das 7 às 10 horas –Líquidos (suco de clorofila, água, Rejuvelac, suco de frutas, vitamina cremosa)
Das 10 às 11:30 horas – Frutas

Tarde
12 horas – Refeição completa (sopa de energia + salada básica diária)
15 horas – Lanche (salada de frutas, mousse de frutas, vitamina cremosa, fruta ou desidratados ao sol)
17 horas – Frutas

Noite
19 horas – Refeição completa (sopa de energia + salada básica diária)
22 horas – Lanche (Rejuvelac, vitamina cremosa ou desidratados)

- Beba água antes de sentir sede
- Beba líquidos somente 30 minutos antes ou 1 hora após as refeições principais
- Mastigue muito bem os alimentos

DESINTOXICAÇÃO COM ALIMENTAÇÃO PREDOMINANTEMENTE CRUA – 14 dias

Primeira FASE: 3 dias consumindo somente líquidos
Durante este período será proporcionado ao organismo um descanso na digestão de sólidos, como também um preparo para o cólon, para iniciar a administração de enemas.

Durante estes 3 dias a pessoa poderá estar desempenhando suas funções de rotina, apesar dos procedimentos de limpeza e purificação internas. Portanto, nada de fome nestes dias. Alimentar-se bem, ingerindo – em forma liquida – uma “refeição” de 3 em 3 horas. Na necessidade de mastigar algo, permita-se uma fruta.

Sugestão para estes três primeiros dias (ver receitas aqui):
- 2 copos de suco verde (clorofila);
- Água a vontade;
- 1 litro de Rejuvelac;
- Sopas cremosas a vontade;
- 1 Sopa de energia;
- 1 Suco de melancia.

Segunda FASE: 2 semanas
No terceiro dia da desintoxicação deverão ser iniciados os enemas (lavagem intestinal). Faça no mínimo 1 enema/dia durante estas duas semanas, pois o cólon estará recebendo uma grande quantidade de toxinas e desta forma, precisa-se evitar a reassimilação destas toxinas pelo organismo, além de acelerar o processo de purificação interna.

Durante estas 2 semanas, as elevadas excreções tóxicas e a prática dos enemas, poderão gerar um desequilíbrio da flora intestinal. Portanto, é importante que os lactobacilos sejam repostos, encontrados em abundância nos alimentos fermentados, como o Rejuvelac e o Vegi-kraut.

Nesta fase é permitido se alimentar também de sólidos, logicamente não processados (refinados, industrializados, etc.) e não cozidos.

Aproveite para reaprender a mastigar bem os alimentos. Volte à dieta líquida sempre que sentir que seu organismo pede, contudo evite mais que 3 dias.

Observação: A duração de cada desintoxicação curativa depende de uma orientação médica. Mas, após os períodos de desintoxicação intensiva, recomenda-se adotar definitivamente uma alimentação saudável: desintoxicante, revitalizante e restauradora do equilíbrio orgânico.
- Comer sempre alimentos crus no início de cada refeição;
- Comer diariamente no mínimo 50% de alimentos crus;
- Comer sempre um pouco menos do que se deseja comer;
- Evitar açúcar, principalmente o refinado, frituras e refogados gordurosos. Usar pouco sal e, moderadamente azeite de oliva ou óleo vegetal prensado a frio.
- Evitar todos os alimentos desintegrados, como o arroz branco, a farinha branca e seus derivados, substituindo-os pela versão integral, feitos em casa;
- Evitar vinagre, mostarda, pimenta, todas as conservas, chá preto e mate, álcool, chocolate, fumo, bombons e doces processados (mesmo os caseiros);
- Evitar carnes, embutidos, linguiças, queijos picantes ou gordurosos. Quando necessário, consumir somente ricota magra ou queijo Minas fresco (magro);
- Planejar o horário das refeições. Deve haver um espaço de 3 a 5 horas entre elas;
- Não comer entre as refeições (3 vezes/dia). Se houver vontade, tomar sucos de frutas, de verduras ou chá;
- Não beber líquidos nas refeições. Deixar para fazê-lo até 1/2 hora antes ou 1 hora depois das refeições;
- Não comer mais do que 2 a 3 ovos por semana (dar preferência aos de galinhas caipiras);
- Não usar sobremesa nem frutas após as refeições de verduras;
- Mastigar bem os alimentos. Comer com calma e em ambiente tranqüilo;
- Após as refeições, não deitar para dormir ou ler imediatamente, mas movimentar-se (caminhar) durante 15 a 30 minutos, para facilitar a digestão.

Fontes: Apostila do curso Preservação e Recuperação da Saúde de Catharina Walzberg.
Guia de desintoxicação da Teodora - Trigueirinho - Figueira/MG.

0 comentários: