NutriViva no Facebook é a nossa página no Facebook onde há uma constante actividade com pratos e ideias sobre Alimentação Viva.
O blog também está acessivel em ALIMENTACAOVIVA.COM e ALIMENTACAOVIVA.INFO
Visitem o meu blog em inglês (com traduçao automática)
Raw in Copenhagen
Ao deixar um comentário referente a um artigo, por favor colar o link desse artigo.

Badge Raw Food

Qr Code do blog

Qr Code do blog
Qr Code do blog

Rss

Contacto

Search/ Busca

Carregando...

Blog Archive

Followers

Follow by Email

Add me on Facebook

NutriViva Tv



Ocorreu um erro neste gadget

Total de visualizações de página

sexta-feira, 18 de abril de 2008

Os poderes do gengibre

Ler mais: Os poderes do gengibre Os poderes do gengibre

Trata problemas digestivos, circulatórios e dores articulares. É saboroso. Conheça o gengibre e aprenda a introduzi-lo nos seus hábitos alimentares.

Com folhas em forma de lança e raízes com aspecto característico e inconfundível, o gengibre é uma planta ancestral que, devido às suas propriedades, se diz ser oriundo do Jardim do Éden. Zingiber deriva de uma palavra de origem Sânscrita que significa “forma de chifre”, em referência às protusões na raiz da planta.

Nativo da Ásia, cresce ao longo dos trópicos, em especial entre a Índia e a China, sendo a sua propagação feita através da divisão da raiz. Desenvolve-se bem em solos férteis e necessita de muita chuva, chegando a atingir 1,2 metros. O seu rizoma é retirado ao fim de 10 meses. Depois de lavado é posto de molho, sendo por vezes fervido e pelado.

Utilizado como especiaria devido ao seu aroma e sabor muito característicos, a raiz de gengibre é também usada medicinalmente com diversos fins. Rica em óleo essencial (2 a 3%) como o zingibereno, geraniol e linalol, possui ainda substâncias que lhe dão um sabor acre e picante: os gingeróis e soagóis (presentes na fracção resinosa), amido (60%), lecitinas, proteínas e sais minerais. Devido à natureza dos seus constituintes, o gengibre tem uma acção estimulante da secreção salivar e gástrica, aumentando o tónus da musculatura intestinal e o peristaltismo, sendo estas acções atribuídas às substâncias picantes. Além desta acção, o gengibre é também um excelente antiemético natural no combate aos enjoos das viagens. Tem ainda um efeito positivo em situações de problemas respiratórios (gripes e constipações), como excelente antiséptico e anti-inflamatório. Devido às suas características pungentes (picantes), o gengibre é também um estimulante circulatório, podendo ajudar em casos de frieiras e má circulação nas mãos e nos pés.

Utilização e aplicações medicinais

Quer como aperitivo, antiemético, no combate aos enjoos ou nas afecções respiratórias, a raiz de gengibre tem de facto revelado, quer pelos estudos científicos, quer pela utilização tradicional, ser uma óptima ajuda em diversos casos. A Comissão E* aprovou a sua utilização em problemas dispépticos e na prevenção de sintomas da cinetose (tonturas, náuseas, eventualmente vómitos, palidez e suor que podem ser causados por veículos em movimento).

Já no que respeita à administração do gengibre nos enjoos da gravidez, a Comissão E* não a recomenda. No entanto, não existem evidências que as doses terapêuticas mencionadas pela Comissão E* para a actividade anti-nauseante produza algum tipo de efeito perigoso, quer para a mãe, quer para o feto. Pensa-se que esta contra-indicação advenha de estudos realizados sobre a utilização de compostos isolados do gengibre.

A medicina tradicional chinesa utiliza amplamente esta planta, incluindo para tratamento dos enjoos da grávida, sem qualquer tipo de advertência. Contudo, e dado se tratar de uma situação especial, é sempre conveniente o aconselhamento médico. Os orientais costumam ainda aplicar compressas de gengibre sobre zonas dolorosas, para aliviar dores articulares e musculares.

Dosagens recomendadas

Quer por cozimento ou infusão, em comprimidos, cápsulas ou tintura, o gengibre pode ser consumido de várias maneiras. Para uma infusão ou cozimento, podem-se adicionar 0,6 a 2g de rizoma de gengibre por chávena. Beber três chávenas por dia. Em comprimidos, a dose será cerca de 500mg de pó três vezes por dia, antes das refeições. Se for utilizada uma tintura, 30 a 50 gotas (1:5) uma a três vezes por dia.

Fonte Revista Performance 17/1/2006




Loja Alimentação Viva

À mesa, com a Levedura de Cerveja?

A levedura de cerveja é um alimento precioso e um remédio milenar. Já assim a considerava Hipócrates, o “Pai da Medicina”, bem como os monges das confrarias medievais, que a empregavam nas curas de muitos males, principalmente nas chagas e furunculoses.

As leveduras são fungos ascomicetos, cogumelos microscópicos, que se multiplicam ordinariamente por gemação, conformando, assim, longas fiadas de células (cada uma é um ovóide com a dimensão de 8 a 10 milésimas de milímetro), como as contas de um rosário. O género Saccharomyces compreende várias espécies, de que uma das principais é a levedura de cerveja (saccharomyces cerevisae). É, de longe, a mais apreciada e a mais rica em termos alimentares. Provindo do malte, e não da madeira e celulose 1, assegura as proteínas necessárias e completas em todos os aminoácidos, sendo, por isso, ideal para os que não se alimentam de carne.

Propriedades

Está particularmente indicada nos casos de diabetes (devido ao alto teor em glutatião 2), furunculose, acne e demais problemas de pele, gravidez, anemias, atrasos de crescimento e desenvolvimento, afecções do sistema linfático (intoxicações, infecções), arteriosclerose, doenças artríticas, alcoolismo. É um excelente reconstituinte e protector do sistema nervoso. Possui acção reguladora das glândulas endócrinas, como a tiróide, o pâncreas, as supra-renais, as gónadas. É um tónico geral, cardíaco e circulatório. Favorece a assimilação dos alimentos, equilibra e regenera a flora intestinal e é um notável protector hepático (indicada nos estados pré-cirróticos e nas degenerescências adiposas do fígado). É muito adequada aos desportistas, aumentando-lhes a resistência, favorecendo o trabalho muscular e promovendo a eliminação de toxinas residuais.

Mostra-se ainda mais eficaz e equilibrada que o germe de trigo, um “alimento-rei” na nossa alimentação. Estudos comparados, em numerosos produtos de nutrição, revelaram que nenhum outro apresentava uma tal combinação tão perfeita, e sob forma tão assimilável, de substâncias nutritivas importantes ou raras.

Composição

A levedura de cerveja é rica em proteínas (45 a 50%) muito digeríveis, possuindo todos os aminoácidos indispensáveis à vida (histidina, arginina, lisina, triptofano, alanina, leucina, isoleucina, cistina, cistaína, glicina, ácido aspártico, ácido glutâmico, fenilalanina, treonina, metionina, tirosina, valina, prolina, serina, etc), glúcidos, auxonas (complexo T), vitaminas (sobretudo do grupo B) e minerais (principalmente fósforo, ferro 3, potássio, cálcio, magnésio, silício, cobre, zinco, selénio, crómio, alumínio). Possui, igualmente, em quantidades consideráveis, lípidos (5 a 20%: estearina, palmitina, ácido aracínico), lecitinas, numerosos esteróis (os principais: ergosterol 4, zimosterol…), enzimas ou diástases (zimases, invertina, maltase, fosfatases…).

No que concerne ao teor vitamínico, é considerada a maior e melhor fonte conhecida. Como já dissemos, é riquíssima em complexo B, factor essencial da respiração e nutrição celulares e, assim, da manutenção do equilíbrio orgânico. Vale a pena, pois, determo-nos no seu quadro de vitaminas e factores vitamínicos:
- B1 (aneurina ou tiamina) - protectora e equilibrante do sistema nervoso e de enorme importância no metabolismo dos glúcidos (registam-se 8 a 15mg por 100gr de levedura).
- B2 (riboflavina ou lactoflavina) - factor de crescimento, favorece a respiração celular e regenera a flora intestinal (3,5 a 8mg).
- B5 (ácido pantoténico) - de grande valia para o fígado, os epitélios, as mucosas respiratórias e digestivas (útil nas alergias). A carência produz dificuldades na atenção e na concentração mental, dores de cabeça, transtornos do sono, cãibras musculares e baixo rendimento energético geral. Ajuda a promover o crescimento e a pigmentação dos cabelos, e a cicatrização das feridas, sobretudo no campo da cirurgia (12 a 25mg, 8 vezes mais do que igual conteúdo de cereais).
- B6 (adermina ou piridoxina) - factor de crescimento, estimulante muscular, favorece a formação de glóbulos vermelhos, protege a pele. Intervém na função adreno-cortical e no metabolismo do enxofre e das purinas. É antagónica à histamina, sendo, por isso, útil nas doenças alérgicas (3 a 10mg, 10 vezes mais do que em igual conteúdo de carne).
- B9 (ácido fólico) - factor de crescimento e anti-anémica; nutriente do sistema nervoso. É muito necessária na gravidez (0,005 a 0,13mg, 20 vezes mais do que igual conteúdo de farelo de trigo).
- B12 - intervém activamente na hematopoese (formação dos glóbulos sanguíneos) (não dispomos de valores tabelares).
- B15 - facilita o aporte de oxigénio a todos os tecidos. Ajuda na síntese das proteínas. Estimula o sistema imunitário. É um protector hepático e combate o colesterol (não dispomos de valores).
- BX (ácido paraminobenzóico) - é importante na boa utilização das proteínas. Mantém, e em alguns casos recupera, a pigmentação capilar, bem como a elasticidade da pele. Promove a expectoração e é balsâmica nas inflamações do tracto urinário. O seu défice pode causar eczema (0,03 a 0,55mg).
- PP (nicotinamida) - anti-pelagra, importante para a assimilação dos amidos e gorduras, intervém na formação do sangue e na função dos nervos (30 a 80mg, 10 a 20 vezes mais do que igual conteúdo de carne).
- Biotina - protectora da pele, anti-seborreica, importante no equilíbrio do crescimento e do sistema nervoso (2 a 7,5mg).
- Colina - tem acção fisiológica sobre a pressão sanguínea, como antagonista da adrenalina, e na regulação dos movimentos peristálticos do intestino. Opõe-se à sedimentação de gordura a nível hepático, sendo útil nas cirroses (0,1 a 1,2mg).
- Inositol - tem papel determinante e regulador na reprodução celular, sendo anti-cancerígeno. Combate a alopecia (queda dos cabelos). Contribui para um crescimento equilibrado. Intervém na actividade lipotrópica e na motilidade intestinal (80 a 160mg).
- Ergosterol (provitamina D) - está intimamente ligado com a vitamina D, auxiliando na boa fixação do cálcio e do fósforo de origem alimentar. É importantíssimo na formação dos ossos e dentes e para a manutenção das suas estruturas. Tem papel na conservação do tónus muscular e na contracção dos músculos (não dispomos de valores).
- E - é fundamental na manutenção da integridade dos tecidos da reprodução (ovários, testículos), bem como da musculatura e vasculares. É anti-esterilidade e anti-abortiva (conteúdo elevado, embora não disponhamos de valores).
- Complexo T - promotor do crescimento, útil na anorexia infantil, doença celíaca, osteoporose e raquitismo (não dispomos de valores).

Uma vez que a levedura de cerveja é invulgarmente rica em aminoácidos fundamentais, julgamos útil reproduzir aqui as características básicas que lhes são referentes 5:
- Arginina - tem papel preponderante na libertação das hormonas de crescimento, intervindo no desenvolvimento muscular e na redução de gordura no organismo. Tem, paralelamente, uma importante acção como retentora do nitrogénio, essencial para o crescimento dos músculos.
- Lisina - é igualmente útil na libertação das hormonas de crescimento e utilizada para favorecer o crescimento proporcional em crianças extremamente pequenas. Actua na produção da carnitina, a qual tem a propriedade de “queimar” as gorduras em excesso no organismo. Mostrou-se, ainda, útil na prevenção dos vírus de Herpes Zoster.
- Tirosina - é um derivado do aminoácido fenilalanina. É um precursor da hormona adrenocortical, assim como da dopamina. Actua na actividade mental.
- Fenilalanina - estimulante da memória e da capacidade cognitiva, bem como da funcionalidade sexual. Revelou-se útil nos tratamentos anti-depressivos. Tem efeitos analgésicos.
- Histidina - tem vindo a ser utilizada no tratamento da artrite reumatóide. Igualmente, revelou resultados positivos no combate às situações alérgicas. Conjuntamente com a niacina e a piridoxina, sugere ter efeito estimulador a nível da actividade sexual.
- Ácido aspártico - intervém na síntese das glicoproteínas, além de desempenhar um papel na formação de glicose (conversão de hidratos de carbono, glucose, etc). Parece, ainda, incrementar a capacidade de resistência dos atletas.
- Treonina - intervém nos processos digestivos, designadamente na função intestinal e no metabolismo dos lípidos ao nível hepático.
- Cisteína - é um poderoso anti-oxidante que ajuda a proteger o organismo contra as bactérias, vírus, químicos e radiações nocivos. Promove a saúde capilar e a das unhas, acelerando o seu crescimento.
- Valina - intervém determinantemente na actividade mental, na coordenação dos músculos e no equilíbrio emocional.
- Metionina - é fundamental para a síntese da carnitina e tem um importante papel no sistema glandular. É anti-tóxica.
- Serina - é essencial no funcionamento do cérebro.
- Ácido glutâmico - é o único aminoácido capaz de transpor a barreira entre o sangue e o cérebro. É geralmente utilizado nos tratamentos anti-depressivos, diminuição da memória, senilidade, esquizofrenia, alcoolismo e muitas outras desordens cerebrais (é comum referir que o ácido glutâmico é o combustível do cérebro).
- Isoleucina - é interveniente no funcionamento cerebral.
- Glicina - experiências revelaram existir grande concentração de glicina na pele e tecido conjuntivo. Crê-se que seja beneficamente interveniente na regeneração destes tecidos, bem como no crescimento dos músculos.
- Alanina - tem uma acção directa na redução do colesterol, particularmente quando associada com a arginina e a glicina. Contribui para a regulação dos níveis de açúcar no sangue.
- Prolina - é um dos principais componentes do tecido conjuntivo que liga e suporta todos os outros tecidos (colagénio). Ajuda a combater a flacidez associada ao envelhecimento. Intervém beneficamente nos processos de cicatrização.

Modo de Emprego

Em pó:
Como alimento, usa-se misturada nas saladas, nas sopas, nas hortaliças estufadas, fritas ou cozidas (cerca de uma colher de sobremesa, para crianças; uma ou duas das de sopa, para adultos). Emulsionada em azeite, pode barrar fatias de pão, substituindo, com vantagem, o queijo ou a manteiga. Existe, à venda, levedura isenta de sódio, para as dietas sem sal. Para manter a sua integridade, não deve ser cozinhada mas, sim, misturada nos outros alimentos, “em cru”, ou pode polvilhar-se, como se faz com o queijo ralado.

Como regime dietético, toma-se regularmente, nas três refeições principais, uma colher de sobremesa de levedura, dissolvendo num pouco de líquido.

Em comprimidos ou cápsulas:
Como manutenção, e em geral, tomam-se 6 comprimidos ou cápsulas distribuídos pelas três refeições principais (ou de acordo com a prescrição específica referida na embalagem).

Nos tratamentos de fundo e nas crises agudas (casos de reumatismo e doenças artríticas, furunculose, etc), são indicados 12 comprimidos diários, 4 no final de cada refeição. A mesma quantidade deve adoptar-se nos regimes de combate à Obesidade mas tomada cerca de dez minutos antes de cada refeição.

Nos casos de Obstipação (prisão de ventre), tomar 10 a 12 comprimidos junto com o pequeno-almoço.

Quem tenha uma vida muito sedentária, pode, com vantagem, fazer uma “Cura de Levedura” de três semanas (21 dias) em cada estação do ano.

Naturalmente, fazemos notar que nas doenças já instaladas (agudas ou crónicas) a levedura não deve substituir-se ao tratamento prescrito pelo médico, unicamente devendo ser considerada um adjuvante.

Isabel Nunes Governo

1 Esta levedura, mais barata, germina até em culturas sintéticas e tem as percentagens em vitamina B1, treonina e metionina muito reduzidas. Na Alemanha, contudo, é igualmente muito valorizada. Durante a Guerra, sob a míngua dos recursos, aprendeu-se a aproveitar até os desperdícios da madeira. Dela se verificou que, de modo simples, era possível extrair um rico alimento albuminóide que, em outras condições mais risonhas, talvez não merecesse a atenção e adopção para consumo humano, dado o seu pouco agradável sabor.
Entre nós, esta levedura da madeira sempre foi considerada um alimento mais apropriado para o gado suíno, melhorando a saúde geral dos animais e conferindo um apreciado paladar às suas carnes. Tal se deve ao elevado teor em biotina, que ajuda a transformar sebo em carne (massa muscular).
2 O glutatião é um péptido sulfurado (composto de ácido glutâmico, cisteína, glicocola…), que exerce acção preponderante em todos os fenómenos biológicos e, em particular, nas reacções de oxido-redução, nos processos de desintoxicação e de resistência às infecções. Encontra-se, na levedura, numa quantidade excepcionalmente elevada.
3 Numa tabela divulgada pelo médico naturista Dr. Indíveri Colucci, na levedura de cerveja encontram-se 182 mg de ferro por cada quilo, um índice que dista imensamente do de quase todos os alimentos disponíveis na alimentação comum. O mais próximo é o do farelo de cereais, que ronda os 168 mg por quilo, seguindo-se-lhe a gema de ovo, com 86 mg/kg, o melaço de cana, 73, e as leguminosas secas, entre 60 e 86. Em média, os restantes (e são muitos) apresentam valores até 20 - 30 mg por quilo.
4 Contém grandes quantidades de ergosterol (provitamina D), de tal modo que, depois de irradiado, a sua acção anti-raquítica é quatro vezes superior à do óleo de fígado de bacalhau.
5 Elementos extraídos de uma tábua publicada por “Terra Pura”, C.C. das Amoreiras, Lisboa

License

This work is published under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 2.5 License.




Loja Alimentação Viva

Poluição reduz fragrância das flores e impede polinização, diz estudo

A poluição proveniente de usinas de energia e automóveis destrói a fragrância das flores e impede a polinização, segundo um estudo realizado por cientistas da Universidade da Virgínia, nos Estados Unidos.

Em um relatório sobre a pesquisa publicado nesta sexta-feira (11) pela revista "Atmospheric Environment", os cientistas afirmaram que esse efeito dos poluentes explicaria a redução das povoações de insetos polinizadores, que se alimentam do néctar das flores, em várias partes do mundo.

Essa redução começou a afetar há alguns anos especialmente abelhas, besouros e borboletas, segundo outros estudos.

"As moléculas aromáticas que produziam as flores em um ambiente menos poluído, como há um século, podiam se estender por cerca de 1.000 ou 1.200 metros" de sua fonte, afirmou José Fuentes, professor de ciências ambientais da Universidade da Virgínia.

"No entanto, no ambiente poluído das grandes cidades, não passam de 200 ou 300 metros", manifestou.

"Isto faz com que os insetos encarregados da polinização tenham cada vez mais dificuldade para localizar as flores", acrescentou.

O resultado é um círculo vicioso no qual os polinizadores lutam para encontrar alimento para manter sua população.

Ao mesmo tempo, as plantas que florescem não conseguem a polinização que precisam para se reproduzir e se diversificar, indica o estudo.

Os cientistas criaram um modelo matemático para determinar o deslocamento do aroma das flores com o vento.

Segundo afirmam em seu relatório, as moléculas aromáticas das flores são muito voláteis e se fundem rapidamente com os poluentes.

Isto significa que em vez de se deslocar intactos sobre longas distâncias, seu aroma se altera e transforma sua essência.

O experimento demonstrou que a poluição destrói o aroma das flores em 90%, em comparação com os períodos anteriores aos automóveis e à indústria pesada, disse Fuentes. (Fonte: Folha Online)





Loja Alimentação Viva

Apelo aos deputados europeus para salvar tigres

Foi feito um apelo aos deputados europeus para usarem a sua influência para forçar as nações com populações selvagens de tigres a parar com a caça furtiva e com o comércio ilegal de partes do corpo de tigres.

A primeiro Dia do Tigre do Parlamento Europeu realiza-se para chamar a atenção para a importância da protecção deste felino ameaçado de extinção, pois os cientistas estima que apenas restem 2500 adultos capazes de se reproduzir na natureza.

No entanto, os proponentes do Dia do Tigre referem que o efectivo dos tigres pode atingir os 10 mil no espaço de uma década se os esforços para a sua protecção receberem apoio e recursos adicionais.

Têm crescido os receios entre as organizações conservacionistas de que alguns países, como a China, possam legalizar em breve o comércio de partes do corpo de tigres criados em cativeiro.

"Um pequeno grupo de homens de negócios chineses, que investiram na criação em cativeiro de tigres de forma industrial (as chamadas 'quintas de tigres') enviaram uma petição ao governo para levantar uma proibição com 15 anos ao comércio de partes do corpo de tigre, uma proibição que tinha reduzido com sucesso o mercado da medicina tradicional chinesa", explica Grace Ge Gabriel, do International Fund for Animal Welfare (IFAW).

"Acabar com a proibição do comércio de partes de tigre levaria a um abrir das comportas do consumo, estimulando a caça furtiva de tigres selvagens."

Dirk Sterckx, deputado europeu pela Bélgica e presidente da delegação do Parlamento Europeu à China, diz que é "absolutamente essencial" para a China apoiar os esforços internacionais para salvar o tigre.

"Eu apelo às autoridades chinesas para que cumpram as suas obrigações internacionais ao declararem o seu empenho na proibição ao comércio de parte de tigre de 1993", comentou ele, e ao destruir os stocks ainda existentes de partes de tigre."

Alasdair Cameron, da Environmental Investigation Agency (EIA), também apelou a uma desactivação faseada das quintas de tigres.

"É essencial que todas as partes, incluindo o Parlamento Europeu, façam tudo o que está ao seu alcance para impedir a extinção do tigre selvagem e de outros grandes felinos asiáticos", diz ele.

Durante o decorrer do Dia do Tigre em Bruxelas os políticos estão a ser convidados para um vasto leque de eventos, incluindo um encontro com vários especialistas mundiais em tigres.

Fonte: Simbiotica

Saber mais:

Save the Tiger Fund

Parlamento Europeu

Cria de tigre do sul da China nasce em África

Será este o fim da fábula do tigre chinês?

Tempo escasseia para os tigres

Maior santuário de tigres indiano sob ameaça



quinta-feira, 17 de abril de 2008

Novo Blog falando de Alimentação Viva

Post do Atelier dos Sonhos


A Alimentação Viva promove a biodiversidade nas nossas florestas, rios, lagos montanhas, matas ciliares e oceanos, gerando ambientes favoráveis para os microorganismos úteis, em nosso ecossistema corporal humano e por conseqüência em todo o Planeta.
Como somos filhos da Terra, (ann primavesi) feitos a sua imagem e semelhança (teoria de gaia), através da Alimentação Viva temos a oportunidade de cuidar da grande mãe a partir do auto-cuidado ecológico com o nosso corpo.
Essa prática cotidiana simples, começa pelos 100 trilhões de microorganismos que compõe o nosso ecossistema corporal (biologia moderna e fisiologia intestinal) e irradia cuidado para todos os seres vivos, vegetais, humanos e animais. Afetamos assim toda a trama da vida. (ressonância mórfica).
A Alimentação Viva prioriza a Vitalidade. A energia vital dos alimentos nas sementes em processo de germinação e brotação. Também acessamos energia vital através do contato com os ambiente natural, água, terra e ar. Por isso estilo de vida também é fundamental na re-organização do ecossistema corpo.
Entendemos a re-organização do ecossistema corporal como desintoxicação.
A vida nos rios que alimentam os ecossistemas maiores do planeta renova-se a todo instante, o mesmo acontece nas nossas matas e rios internos, diariamente a vida se renova e os processos naturais de desintoxicação realizam a função de limpar e alcalinizar nosso ecossistema.
Os sucos de folhas verdes com sementes germinadas são altamente alcalinizantes e desintoxicantes.
Assim muitos praticantes dessa alimentação apresentam regularidade nas funções fisiológicas, eliminação dos odores corporais, aumento na resistências as infecções, imediata respostas as terapias naturais, além da melhora do sono, do humor e fundamentalmente disposição física. Destacamos um maior interesse nas questões relacionadas a preservação da natureza, compaixão por todos os seres vivos. (Terrapia)
A melhora na clareza dos sonhos é também um aspecto que destacamos. (grifo nosso)




Loja Alimentação Viva

AS SETE LEIS PARA O SUCESSO - Deepak Chopra - Resumo

INTRODUÇÃO



Embora este livro se intitule As Sete Leis Espirituais do Sucesso,

também se poderia chamar As Sete Leis Espirituais da Vida, porque se

trata aqui dos mesmos princípios que a natureza aplica para criar tudo

o que faz parte da existência material - tudo o que podemos ver, ouvir,

cheirar, saborear ou tocar. No meu livro Como Alcançar Prosperidade: A

Consciência da Riqueza no Campo de Todas as Possibilidades, estabeleci

os passos para alcançar a consciência da riqueza, baseando-nos num

verdadeiro conhecimento dos movimentos da natureza. As Sete Leis

Espirituais do Sucesso constituem a essência dessa aprendizagem.

Quando essa sabedoria se incorpora na nossa consciência, dá-nos a

capacidade de criar uma riqueza ilimitada com um mínimo de esforço e

permite-nos realizar com êxito todos os nossos projectos. O sucesso na

vida poderia definir-se como a constante expansão da felicidade e a

progressiva realização de objectivos meritórios. O sucesso consiste na

capacidade de realizarmos os nossos desejos com um mínimo de esforço.

E, no entanto, o sucesso, incluindo a criação de riqueza, foi sempre

considerado um processo que exige um trabalho árduo e muitas vezes

pensa-se que ele só se alcança à custa dos outros. Necessitamos de uma

abordagem mais espiritual do sucesso e da prosperidade, que consiste no

fluxo abundante de todas as coisas boas para nós. Com a sabedoria e a

prática da lei espiritual, colocamo-nos em harmonia com a natureza e

somos capazes de criar com despreocupação, alegria e amor. Há muitos

aspectos do sucesso; a riqueza material constitui apenas uma

componente. Para além disso, o sucesso consiste numa viagem, não

constitui um destino. Acontece que a abundância material, em todas as

suas formas de expressão, constitui uma das coisas que torna a viagem

mais agradável. Mas o sucesso também requer uma boa saúde, energia e

entusiasmo pela vida, fazer amizades, liberdade criativa, estabilidade

emocional e psicológica, sensação de bem-estar e paz de espírito.

Mesmo possuindo a experiência de todas estas coisas, não nos

sentiremos realizados, se não acalentarmos dentro de nós as sementes

da divindade. Na realidade, somos feitos de divindade, embora

encoberta, e os deuses e deusas em embrião, que se encontram dentro de

nós, procuram materializar-se plenamente. O verdadeiro sucesso

consiste, portanto, na experiência do miraculoso. Consiste no

desdobramento da divindade dentro de nós. Constitui a percepção da

divindade para onde quer que vamos, em tudo aquilo que observamos -

nos olhos de uma criança, na beleza de uma flor, no vôo de uma ave.

Quando começarmos a entender a nossa vida como a miraculosa expressão

da divindade - não ocasionalmente, mas sempre - então compreenderemos

o verdadeiro significado do sucesso. Antes de definirmos as sete leis

espirituais, vamos começar por perceber o conceito de lei. A lei

consiste no processo pelo qual o não-manifesto se torna manifesto;

constitui o processo pelo qual o observador se torna no observado;

constitui o processo pelo qual aquele que vê se transforma naquilo que

é visto; consiste no processo pelo qual o sonhador manifesta o sonho.

Toda a criação, tudo o que existe no mundo físico, constitui o

resultado do não-manifesto transformando-se a si próprio em manifesto.

Tudo aquilo que observamos provém do desconhecido. O nosso corpo

físico, o nosso universo físico - tudo e qualquer coisa de que nos

apercebamos através dos sentidos - consiste na transformação do não-

manifesto, do desconhecido e do invisível em manifesto, conhecido e

visível. O universo físico não é mais do que o Eu voltando-se para Si

Próprio para se realizar a Si Próprio como alma, espírito e matéria

física. A consciência em movimento exprime-se sob a forma dos objectos

do universo na eterna dança da vida. A fonte de toda a criação é a

divindade (ou a alma); o processo da criação consiste na divindade em

movimento (ou o espírito); e o objecto da criação consiste no universo

físico (que inclui o corpo físico). Estes três componentes da

realidade - alma, espírito e corpo, ou observador, processo de

observação e observado - constituem essencialmente a mesma coisa.

Todos provêm do mesmo local: o campo da potencialidade pura, que

pertence ao campo do não-manifesto puro. Na verdade, as leis físicas

do universo constituem todo este processo da divindade em movimento,

ou da consciência em movimento. Quando compreendemos estas leis e as

aplicamos nas nossas vidas, podemos criar tudo o que quisermos, porque

as leis que a natureza aplica para criar uma floresta, uma galáxia,

uma estrela, ou um corpo humano, são as mesmas que nos podem trazer a

realização dos nossos mais Profundos desejos. Agora vamos passar para

As Sete Leis Espirituais do Sucesso e ver como as podemos aplicar nas

nossas vidas.


A LEI DA POTENCIALIDADE PURA

A LEI DA POTENCIALIDADE é a fonte de toda a criação que
consiste na consciência pura. Ou seja, a potencialidade pura
procurando exprimir o não-manifesto através do manifesto e, quando
percebemos que o nosso verdadeiro Eu é potencialidade pura, aliamo-nos
ao poder que manifesta tudo no universo. No princípio Não havia
existência nem não-existência, Todo este mundo era feito de energia
não-manifesta... O Uno respirava, sem movimentos, através do seu
próprio poder Nada mais havia... Hino da Criação, Rig Veda A
primeira lei espiritual do sucesso é a Lei da Potencialidade
Pura.

Pratico o não-julgamento. Começo o dia com o pensamento,
com o seguinte propósito: “Hoje não farei nenhum julgamento
sobre nenhuma coisa” e durante todo o dia esforço-me por não fazer nenhum julgamento.

COMO APLICAR A LEI DA POTENCIALIDADE PURA

Ponho em prática a Lei da Potencialidade Pura,
seguindo estes passos:

1 Entro em contacto com o campo da potencialidade pura, reservando
todos os dias algum tempo para praticar o silêncio, para Ser apenas.
Para além disso, sento-me sozinho em meditação silenciosa pelo menos
duas vezes por dia, durante cerca de trinta minutos de manhã e trinta
minutos de tarde.

2 Todos os dias reservo algum tempo para comungar com a natureza e para
testemunhar em silêncio a inteligência que existe em todas as coisas
vivas. Sento-me, em silêncio e contemplo o pôr do Sol, escuto o som do
oceano ou de um rio, ou aspiro apenas o perfume de uma flor. No êxtase
do meu próprio silêncio e através da comunhão com a natureza,
desfrutarei da vibração milenar da vida, do campo da potencialidade pura e da criatividade infinita.

A LEI DA DÁDIVA

O universo opera através da
troca dinâmica... dar e receber constituem diferentes aspectos do fluxo
de energia do universo. e se estivermos dispostos a dar
aquilo que procuramos, a abundância do universo circulará nas nossas
vidas.

A vida renovada volta sempre a esse frágil vaso tantas e tantas
vezes esvaziado. Nessa pequena flauta de cana que te acompanhou
por montanhas e vales tocaste sempre novas melodias. As tuas dádivas
infinitas chegam às minhas minúsculas mãos. O tempo passa e tu
continuas a fluir e há sempre espaço para receber as tuas dádivas.

Rabindranath Tagore, Gitanjali


COMO APLICAR A LEI DA DÁDIVA

Ponho em prática a Lei da Dádiva, seguindo os passos:

1 onde quer que vá, ou seja quem for que vá encontrar, levo comigo uma
oferta. A oferta pode ser Um cumprimento, uma flor ou uma oração. Hoje
vou oferecer qualquer coisa a todos aqueles com quem contactar e, assim
darei início ao processo de fazer circular alegria, riqueza e
prosperidade na minha vida e nas vidas dos outros.

2 Hoje receberei com gratidão todas as dádivas que a vida me ofertar.
Receberei as dádivas da natureza: a luz do Sol, o canto das aves, as
chuvas de Outono, as primeiras neves do Inverno. Também espero receber
dos outros dádivas, sejam elas sob a forma de dinheiro, um cumprimento
ou uma oração.

_ 3 Comprometo-me a manter a riqueza a circular na minha vida,
dando e recebendo as mais preciosas dádivas da vida: dádivas de
carinho, afecto, apreço e amor. sempre que
encontrar alguém, desejar-lhe-ei, em silêncio, felicidade, alegria e
prazer.............."

A LEI DO “KARMA” OU DA CAUSA-EFEITO

Toda a acção gera uma força de energia que nos é devolvida na
mesma espécie... aquilo que semeamos é aquilo que colhemos. E quando
escolhemos acções que trazem aos outros felicidade e
sucesso, o fruto do nosso karma será de felicidade e
sucesso. o karma constitui a eterna afirmação da
liberdade humana... os nossos pensamentos, as nossas palavras e
obras formam as malhas da rede com que nos envolvemos.

Swami Vivekananda

_ COMO APLICAR A LEI DO KARMA

Ponho em prática a Lei do Karma, seguindo os passos:

1 Hoje vou observar cada escolha que fizer. E através da simples
observação dessas escolhas, trago-as para o campo do meu conhecimento
consciente. Reconhecerei que a melhor forma de me preparar para todos
os momentos do futuro consiste em ser plenamente consciente no
presente.

2 Sempre que fizer uma escolha, farei duas perguntas a mim próprio:
“Que consequências advirão desta escolha que estou a fazer?” e “Esta
escolha trar-me-á realização e felicidade, a mim e aos que por ela
serão afectados?

3 Depois pedirei conselho ao meu coração e deixar-me-ei conduzir pela
sua mensagem de conforto. Se a escolha significar conforto, adiro
totalmente a ela. Se a escolha implicar desconforto, paro e observo as
consequências da minha acção, por meio da minha visão interior. Este
conselho dá-me a possibilidade de fazer escolhas espontâneas e
correctas para mim e para todos aqueles que me rodeiam.


A LEI DO MENOR ESFORÇO

A inteligência da natureza funciona com um mínimo de esforço.
com despreocupação, harmonia e amor. E quando aproveitamos as forças da
harmonia, a alegria e o amor críamos sucesso e felicidade com um mínimo
de esforço. Um ser integral conhece sem agir, vê sem olhar e
realiza sem fazer.

Lao Tzu,


COMO APLICAR A LEI DO MENOR ESFORÇO

Ponho em prática a Lei do Menor Esforço, seguindo estes passos:

1 Terei de praticar a Aceitação. Hoje aceito pessoas, situações,
circunstâncias e acontecimentos, tal como eles ocorrerem.
Reconhecerei que este momento é aquilo que deveria ser, porque todo o
universo é como deveria ser. Não lutarei contra todo o universo,
lutando contra o momento presente. A minha aceitação é total e
completa. Aceito as coisas como elas são no momento, não como eu
gostaria que fossem.

2 Depois de ter aceite as coisas como elas são, aceitarei a
Responsabilidade pela minha situação e por todas as ocorrências que me
aparecem. Sei que aceitar a responsabilidade significa não culpar
ninguém, nem nada, pela minha situação (incluindo eu próprio). Também
sei que em cada problema se encontra oculta uma oportunidade e o facto
de me manter atento às oportunidades permite-me aceitar o momento que
passa e torná-lo melhor.

3 Hoje o meu conhecimento refere-se ao Distanciamento. Renuncio à
necessidade de defender os meus pontos de vista. Não sentirei
necessidade de convencer nem de persuadir os outros a aceitarem os meus
pontos de vista. Permanecerei aberto a todos os pontos de vista e não
me prenderei com rigidez a nenhum deles.


A LEI DA INTENÇÃO E DO DESEJO

Todas as intenções e todos os desejos contêm a sua própria
possibilidade de realização. no campo da potencialidade pura, a
intenção e o desejo possuem um poder organizador infinito. E
quando introduzimos uma intenção no solo fértil da
potencialidade pura, pomos esse poder organizador infinito a
trabalhar para nós.

No princípio era o desejo; que constituía a primeira semente do
espírito, os sábios, meditando do fundo do coração, descobriram
com o seu conhecimento a ligação entre o existente e o
não-existente. O Hino da Criação, Ríg Veda

COMO APLICAR A LEI DA INTENÇÃO, E DOS DESEJOs mais queridos.
Ponho em prática a Lei da Intenção e do Desejo, seguindo estes passos:

1 Faço uma lista de todos os meus desejos. Trago sempre comigo esta
lista, para onde quer que vá. Leio sempre esta lista antes de entrar em
silêncio e meditação. Também a leio antes de ir dormir, à noite. Volto
a lê-la ao acordar de manhã.

2 Entrego e submeto esta lista de desejos ao movimento da criação,
confiando que quando as coisas não parecerem conformes aos meus desejos
há uma razão para isso e que o plano cósmico possui para mim desígnios
ainda mais grandiosos do que aquilo que eu alguma vez imaginei.

3 Lembro-me de que devo praticar o conhecimento do momento presente em
todas as minhas acções.


A LEI DO DESPRENDIMENTO

No desprendimento se revela o conhecimento da incerteza. No
conhecimento da incerteza se revela a libertação do passado, do
conhecido, da prisão da circunstância do passado. E pela nossa vontade
de entrar no desconhecido, no campo de todas as possibilidades,
entregamo-nos ao espírito criativo que orquestra a dança do
universo.

Como dois pássaros de ouro empoleirados na mesma árvore, como
amigos íntimos, o ego e o Eu habitam o mesmo corpo - o
primeiro come os frutos doces e amargos da árvore da vida,
enquanto o último observa com desprendimento.

-Mundaka Upanissad


1 Hoje vou praticar o desprendimento. Darei a mim próprio e aos
que me rodeiam a liberdade de sermos como somos. Não imporei ideias
rígidas sobre como as coisas deviam ser. Não forçarei soluções para os
problemas, pois isso criaria novos problemas. Participarei em tudo com
um envolvimento desprendido.

2 Hoje interiorizo a incerteza como um ingrediente essencial da minha
experiência. A minha boa vontade para aceitar a incerteza fará com que
as soluções surjam, espontâneas, dos problemas, da confusão, da
desordem e do caos. Quanto mais incertas as coisas parecem, mais seguro
me sentirei, porque a incerteza é uma fonte inesgotável.


A LEI DO “DHARMA" OU DA FINALIDADE DA VIDA

Todas as pessoas possuem uma finalidade na vida... uma dádiva
singular ou um talento especial para oferecer aos outros. E
quando pomos o nosso talento especial ao serviço dos outros,
experimentamos o êxtase e a exultação do nosso espírito, que é
a finalidade suprema da vida.

Quando trabalhamos somos como flautas e, ao nosso coração o
murmúrio das horas soa como música. E o que é trabalhar com
amor? É tecer o pano com os fios do coração, como se
estivéssemos a tecer a roupa do nosso bem-amado...

Kahlil Gibran, O Profeta


COMO APLICAR A LEI DO “DHARMA” OU DA FINALIDADE DA VIDA

Ponho em prática a Lei do dharma, seguindo estes passos:

1 Hoje vou dar toda a atenção e amor ao deus ou deusa em embrião que se
oculta no mais fundo da minha alma. Darei toda a atenção à minha alma
interior que dá vida ao meu corpo e ao meu espírito. Vou tentar
despertar para a profunda serenidade que existe dentro do meu coração.
A consciência da eternidade e do Ser eterno acompanhar-me-á sempre
durante a minha experiência temporal.

2 Faço uma lista dos meus talentos especiais. Depois faço uma lista de
todas as coisas de que gosto de fazer quando exprimo os meus talentos
especiais. Exprimindo os meus talentos especiais e utilizando-os ao
serviço da Humanidade, perco a noção do tempo e crio abundância na
minha vida, assim como na vida dos outros.

3 Pergunto a mim mesmo todos os dias “Como posso eu servir?” e “Como
posso eu ajudar?”. As respostas a estas questões vão permitir-me
ajudar e servir os outros seres humanos com amor.


SUMÁRIO E CONCLUSÃO

Quero conhecer os pensamentos de
Deus... o resto são pormenores.

Albert Einstein


ACERCA DO AUTOR

Deepak Chopra é um famoso especialista no campo da medicina do corpo e
do espírito e do potencial humano. Ele foi o autor dos best-sellers:
Creating Affluence (Como Alcançar Prosperidade), The Way of the Wzzard,
Ageless Body, Timeless Mind, Quantum Healing e The Return of Merlin,
assim como de inúmeros programas áudio e vídeo, dedicados à saúde e ao
bem-estar. Os seus livros encontram-se traduzidos em mais de vinte
línguas e ele tem dado diversas conferências por toda a América do
Norte, América do Sul, índia, Europa, Japão e Austrália. Actualmente, é
o Director Executivo do Centro Chopra para o Bem-Estar em La Jolla,
Califórnia. GLOBAL NETWORK FOR SPIRITUAL SUCCESS

POST OFFICE BOX 1001

DEL MAR, CALIFORNIA 92014

Caro amigo: Em As Sete Leis Espirituais do Sucesso, descrevo as
virtudes e os princípios associados que me ajudaram, e a muitos
outros, a obter a satisfação espiritual e o sucesso material. Escrevo
para o convidar a juntar-se a mim, e talvez a milhões de outras
pessoas espalhadas pelo mundo, na Global Network For Spíritual
Success, que se baseará na prática diária desses princípios. A
participação na Rede está aberta a toda a gente que queira praticar As
Sete Leis Espirituais. Eu achei muito compensador concentrar-me numa
lei em cada dia da semana, começando no Domingo com a Lei da
Potencialidade Pura e terminando no Sábado com a Lei do dharma. Se
concentrar a sua atenção numa lei espiritual, transformará
completamente a sua vida, como eu transformei a minha, e se diversas
pessoas em conjunto aplicarem a sua atenção na mesma lei em cada dia,
em breve teremos um grupo importante de pessoas de sucesso que
poderiam transformar a vida no planeta Terra. já há alguns grupos de
amigos de todas as partes do mundo que começaram a concentrar-se numa
lei em cada dia. Como eu fiz com a minha equipa de trabalho e com os
meus amigos, sugiro que forme um grupo de reflexão com a família, com
amigos ou com colegas de trabalho que possam encontrar-se uma vez por
semana para discutirem as suas experiências com as leis espirituais. Se
as experiências forem dramáticas, o que por vezes acontece, pode
escrevê-las e enviá-las para mim. Para fazer parte da Global Network
For Spiritual Sucess, basta-lhe enviar um envelope com o seu nome,
direcção, e um selo, para o apartado indicado acima. Nós enviamos-lhe
um pequeno cartão, que pode trazer na carteira, com as sete leis e um
formulário para preencher e fornecemos-lhe informações sobre o nosso
trabalho na Rede. A entrada para a Rede representa a realização de um
dos meus mais queridos sonhos. Se entrar na Global Network e praticar
As Sete Leis Espirituais, tenho a certeza de que conseguirá obter
felicidade espiritual e realizar os seus desejos. Não posso
desejar-lhe melhor bênção. Com amizade e os meus melhores votos,

Deepak Chopra

3 de março de 1999





terça-feira, 15 de abril de 2008

Pistache protege contra doenças cardiovasculares

Boas notícias para os fãs de pistache. De acordo com uma nova pesquisa divulgada esta semana na conferência de biologia experimental em São Diego, Califórnia, o pistache mostrou - mais uma vez - ter um impacto positivo na saúde cardiovascular já que reduz a inflamação do organismo. O pistache contém muitos nutrientes importantes

A pesquisa desenvolvida na Universidade de Penn State envolveu 28 indivíduos com idades entre 30 a 70 anos, com os níveis de colesterol moderadamente elevados. Durante quatro semanas foram testadas 3 dietas: uma sem pistache e duas com níveis variados da oleaginosa. As três dietas forneciam a mesma quantidade de gordura saturada e colesterol, porém diferentes quantidades de gordura monoinsaturada, em decorrência da presença do pistache. Ao final do estudo as células dos participantes foram isoladas e marcadores de inflamação foram medidos. As dietas que continham pistache conseguiram diminuir os níveis de LDL-c (o colesterol "ruim") e reduziram a inflamação celular.


Outro estudo sobre o pistache foi conduzido na Universidade de Toronto, no Canadá, com relação ao controle do diabetes. O estudo "Glycemic Response of Pistachios - A Dose Response Study and Effect of Pistachios Consumed with Different Common Carbohydrate Foods on Postprandial Glycemia," liderado pelos doutores Cyril Kendall e David Jenkins, mostrou que o consumo de pistache associado a alimentos ricos em carboidratos, é capaz de diminuir a absorção destes, resultando em menor concentração de açúcar no sangue. Em geral, alimentos que não elevam tanto a quantidade de açúcar sanguíneo são geralmente considerados mais saudáveis. Este estudo foi o primeiro a determinar o efeito dos pistaches em combinação com os carboidratos no controle do diabetes.

Artigo adaptado de Medical News Today - 12 de Abril de 2008

O pistache e seus benefícios cardiovasculares - 16 de Junho de 2007

Pesquisa publicada no v. 26, n.2, do mês de abril (2007), do Journal of the American College of Nutrition coloca mais uma vez o pistache no centro das atenções. Conduzido por James N. Cooper, da Universidade George Mason, e por Michael J. Sheridan, do Hospital Inova Fairfax, o estudo mostrou um impacto positivo do alimento em indivíduos com níveis moderadamente altos de colesterol, que consumiram cerca de 15% de suas calorias diárias derivadas do pistache, durante 4 semanas. Ou seja, uma dieta pobre em gordura não é sempre a melhor indicação para a hipercolesterolemia, já que o pistache é rico em gorduras monoinsaturadas. O importante é então substituir as gorduras ruins (como as saturadas e trans) por gorduras de melhor qualidade.

Este estudo confirma e reforça os benefícios já admitidos pelo FDA (food and drug administration) em 2003. De acordo com o órgão: "evidências científicas sugerem, mas não provam, que o consumo de 40 g de nozes e castanhas como pistaches diariamente, como parte de uma dieta pobre em gorduras saturadas e colesterol pode reduzir o risco de doenças cardiovasculares".

Fonte:
Andreia Torres - Nutricionista, especialista em nutrição clínica e mestre em nutrição humana.
Atualmente leciona em faculdades particulares do DF e atende em seu consultório, em Águas Claras.


Loja Alimentação Viva

Macadâmia protege contra as doenças do coração

Um novo estudo revelou que a noz Macadâmia, também rica em gorduras boas (monoinsaturadas), tem o mesmo efeito na prevenção das doenças cardiovasculares. No estudo publicado no Journal of Nutrition, dieta com 42,5g de macadâmia foi seguida por 5 semanas e o resultado foi a redução dos níveis de colesterol total em 9,4% e de LDL-c em 8,9%.

Fonte do estudo: Amy E. Griel, Yumei Cao, Deborah D. Bagshaw, Amy M. Cifelli, Bruce Holub and Penny M. Kris-Etherton. A Macadamia Nut-Rich Diet Reduces Total and LDL-Cholesterol in Mildly Hypercholesterolemic Men and Women. J. Nutr. 138:761-767, April 2008.

Imagem: http://www.jornalentreposto.com.br/ago2006/imagens/macadamia.jpg



Loja Alimentação Viva

Meditação não é uma maneira de parar a sua mente...

"Meditação não é uma maneira de parar a sua mente. É uma maneira de entrar no silencio que já lá existe - debaixo dos 50,000 pensamentos que qualquer pessoa pensa todos os dias."


"...Quando sua mente se acalma... você pode acessar a sabedoria interna que emerge do aspecto mais fundo de seu ser."

…Vá além da turbulência de seu diálogo interno para conectar com aquela mente criativa abundante e infinita.

"Se você fosse me perguntar qual foi a experiência mais importante de minha vida, eu diria que é a experiência de transcender diariamente. Para mim, meditação é a coisa mais importante que uma pessoa pode fazer para restabelecer harmonia e evoluir a um estado mais alto de consciência."

~ Dr. Deepak Chopra
~ Dr. David Simon
The Seven Spiritual Laws of Yoga



Loja Alimentação Viva

Óleo de coco age no sistema imunológico.

Jornal Saúde - Saúde em Movimento


Semelhante aos benefícios imunológicos provenientes do leite humano, de fácil digestão, rápida geração de energia e efeito benéfico sobre o sistema imunológico. É assim que o óleo de coco extra virgem foi classificado por estudos e publicações científicas, que apontam o seu ingresso na família dos alimentos funcionais, com ação benéfica por se transformar no organismo humano em monolaurina, um composto de ação antibacteriana, antiviral e antiprotozoária. "O ácido láurico, uma das substâncias do óleo de coco extra virgem, que possui efeito de reduzir a capa lipídica de vários microorganismos, entre eles a cândida albicans; citomegalovirus; clamídia; estreptococos (dos grupos A, F e G) giárdia; helicobacter pylori; herpes, influenzae, entre outros", informa o especialista em Saúde Pública e Membro da Associação Brasileira de Nutrologia, o médico MarcioBontempo.

As referências dos estudos brasileiros, baseados em publicações no Life Sciences Research Office da Federação das Sociedades de Biologia Experimental dos EUA/Food and Drug Administration - FDA, demonstram que uma dieta rica em óleo de coco extra virgem não aumenta o colesterol ou o risco de se desenvolver doenças coronarianas, visto que esse tipo de óleo possui propriedade de aumentar a fração HDL do bom colesterol. O uso do óleo de coco extra virgem não afeta as bactérias benéficas da flora intestinal, o que o torna também eficaz para a normalização do funcionamento gastrointestinal. "Quando usado como suplemento diário é possível obter um efeito lipotrófico e lipolítico (queima gorduras) em função da presença do ácido láurico e pela própria estrutura molecular do óleo de coco extra virgem", finaliza Marcio Bontempo.

O óleo de coco extra vigem tem ação antioxidante por se tratar de um óleo rico em ácidos graxos saturados, de fácil metabolização e baixa capacidade de oxidação, tanto no organismo como no ambiente.

De vilão a herói

Na década de 50 o óleo de coco hidrogenado, extraído com altas temperaturas, foi condenado por se tratar de uma gordura saturada, capaz de promover elevação do colesterol, bloqueio das artérias e promover doenças cardiovasculares. Mas as pesquisas avançaram e hoje, a partir de um maior conhecimento da bioquímica dos alimentos, o óleo de coco extra virgem, por extração a frio, revelou ser rico em ácidos graxos saturados, porém de cadeia média e curta, o que não produzem efeito cumulativo de gorduras, capazes de reduzir o excesso de colesterol. Uma ótima dica para quem quer cuidar da saúde de forma natural.

Texto: Monica Coronel
Fonte: Cequal Comunicação


Publicado em: 09/04/2008



Poluição reduz fragrância das flores e impede polinização, diz estudo

A poluição proveniente de usinas de energia e automóveis destrói a fragrância das flores e impede a polinização, segundo um estudo realizado por cientistas da Universidade da Virgínia, nos Estados Unidos.

Em um relatório sobre a pesquisa publicado nesta sexta-feira (11) pela revista "Atmospheric Environment", os cientistas afirmaram que esse efeito dos poluentes explicaria a redução das povoações de insetos polinizadores, que se alimentam do néctar das flores, em várias partes do mundo.

Essa redução começou a afetar há alguns anos especialmente abelhas, besouros e borboletas, segundo outros estudos.

"As moléculas aromáticas que produziam as flores em um ambiente menos poluído, como há um século, podiam se estender por cerca de 1.000 ou 1.200 metros" de sua fonte, afirmou José Fuentes, professor de ciências ambientais da Universidade da Virgínia.

"No entanto, no ambiente poluído das grandes cidades, não passam de 200 ou 300 metros", manifestou.

"Isto faz com que os insetos encarregados da polinização tenham cada vez mais dificuldade para localizar as flores", acrescentou.

O resultado é um círculo vicioso no qual os polinizadores lutam para encontrar alimento para manter sua população.

Ao mesmo tempo, as plantas que florescem não conseguem a polinização que precisam para se reproduzir e se diversificar, indica o estudo.

Os cientistas criaram um modelo matemático para determinar o deslocamento do aroma das flores com o vento.

Segundo afirmam em seu relatório, as moléculas aromáticas das flores são muito voláteis e se fundem rapidamente com os poluentes.

Isto significa que em vez de se deslocar intactos sobre longas distâncias, seu aroma se altera e transforma sua essência.

O experimento demonstrou que a poluição destrói o aroma das flores em 90%, em comparação com os períodos anteriores aos automóveis e à indústria pesada, disse Fuentes. (Fonte: Folha Online)





Loja Alimentação Viva

Transgênicos levam mais fome e exclusão à população do campo, avalia ativista


Investir na reforma agrária, na distribuição de terras e no fortalecimento da agricultura familiar como o modelo produtivo que gera mais emprego, é ambientalmente mais sustentável e distribui mais renda são as três propostas alternativas ao plantio de transgênicos no Brasil defendidas na sexta-feira (11) pelo representante da campanha Acabar com o Terminator, Julian Pérez.

Baleias francas em risco mais uma vez


A onda de subida dos preços dos combustíveis fósseis deve acentuar o conflito entre a industria americana de gás e petróleo e os interesses das baleias migratórias, após dois anúncios federais ambas as partes pretendem a mesma zona do mar de Bering.

A região em disputa, parte da baía de Bristol ao largo da costa do Alasca, é uma das zonas que mais interesse tem despertado ultimamente nos prospectores, apesar da sua localização pouco hospitaleira, mas os conservacionistas alertam para o facto de a perfuração e actividades relacionadas irem ameaçar as baleias ameaçadas que nadam nessas águas. Os dois anúncios oficiais, ambos no mesmo dia, tornaram estas posições muito claras.

O Registo Federal é onde as agências americanas anunciam formalmente regras e afixam avisos. A edição de 8 de Abril contém dois mapas da região, um num anúncio delineando uma área ao largo da costa onde se propõem perfurações de petróleo e gás, outro num anúncio delineando o último 'habitat crítico' para as baleias francas do norte do Pacífico Eubalaena japonica, de acordo com a Acta de Espécies Ameaçadas americana. As regiões assinaladas nos dois mapas sobrepõem-se.

"Em linguagem simples a Acta das Espécies Ameaçadas diz que nenhuma agência federal pode destruir ou modificar de forma adversa habitats críticos", diz Brendan Cummings, director de programa no Centro de Biodiversidade de Tucson, Arizona, um grupo de advogados que defende nos tribunais uma melhor protecção federal das espécies ameaçadas. "Não vejo como uma pessoa minimamente razoável possa alegar que colocar plataformas de perfuração e detectores sísmicos, alguns dos sons mais altos nos oceanos, não o vá fazer."

Cummings notou a coincidência no Registo Federal e emitiram um comunicado à imprensa salientando o estatuto de ameaçado destas baleias. Os conservacionistas estimam que existam menos de 100 baleias a viver ao largo da costa americana, com talvez mais algumas centenas no mar de Okhotsk.

As baleias francas têm sido as favoritas dos baleeiros, que lhes atribuíram o nome por fáceis de capturar e muitas ricas em óleo. Agora parece que as poucas baleias que restam podem ser vítimas dos apetites americanos por gás natural.

A razão é o dinheiro, diz Phil Clapham, chefe do Programa de Avaliação e Ecologia de Cetáceos do Laboratório Nacional de Mamíferos Marinhos de Seattle, Washington. "É tudo por causa dos lucros imensos que resultam das explorações de petróleo e gás."

Clapham está a liderar uma série de projectos de investigação sobre as baleias francas que decorrem desde a actualidade até 2011, a data prevista para a emissão de licenças de perfuração às companhias que melhor pagarem.

"A lei não proíbe automaticamente as actividades comerciais num habitat crítico", diz ele. De facto, se o governo conseguir demonstrar que as actividades de perfuração não ameaçarão as baleias, as licenças serão emitidas. De acordo com o Serviço de Gestão de Minerais, a agência que licencia os direitos minerais governamentais em águas federais, podem existir 8 triliões de metros cúbicos de gás natural sob 2,3 milhões de placa continental e oceânica na zona.

A agência terá terá que demonstrar que as tipicamente lentas baleias serão minimamente afectadas pela perfuração. Muito pouco se sabe acerca do efeito das actividades de perfuração nas baleias francas do norte do Pacífico mas pode ser inferida alguma coisa a partir das suas parceiras do Atlântico Eubalaena glacialis que, até à muito pouco tempo, eram consideradas da mesma espécie.

As baleias francas do Atlântico têm principalmente que lidar com o tráfico marítimo e a pesca. "Ficam emaranhadas nas redes de pesca e são frequentemente abalroadas por navios", diz Clapham. "Não sabemos até que ponto estas situações podem estar a afectar as baleias francas do Pacífico norte mas gostávamos de o descobrir. Ficar enredada deixa cicatrizes e pode-se avaliar a frequência com que isso acontece ao analisá-las."

As ameaças específicas das perfurações incluem derrames de crude e os estudos sísmicos, que utilizam canhões de ar para analisar o que está debaixo do fundo do mar. Os ruídos fortes podem alterar o comportamento das baleias que estão constantemente em comunicação ou mesmo ensurdece-las. A construção e a operação das plataformas de perfuração também vai aumentar o tráfico marítimo e se uma baleia for abalroada geralmente morre, diz Clapham.

"Ainda é muito cedo", diz Robin Casy, porta-voz do Serviço de Gestão de Minerais. "Não está nada garantido, este é o primeiro passo. Temos um pouco mais de três anos para fazer uma avaliação."

Casy diz que alguma da terra pode ser removida da área de venda com a chegada das informações das pesquisas de Clapham. "O nosso processo funciona como uma pirâmide invertida", diz ela. "Começamos com uma área grande e depois vamos reduzindo."

A agência de Casy tem apresentado, mais ou menos, uma licença para compra por ano ao largo da costa do Alasca nos últimos cinco anos mas, com a subida dos preços do petróleo e o degelo do Árctico, podem existir grandes pressões para acelerar o passo, especialmente depois de 2012, quando o actual plano de cinco anos terminar.

O Serviço de Gestão de Minerais aceita comentários sobre a proposta até 8 de Julho.

Fonte: Simbiotica

Saber mais:

Designation of Critical Habitat for North Pacific Right Whale

Marine Mammals and Noise: A Sound Approach to Research And Management

Declínio das baleias do Pacífico é um mistério

Inverno com perdas devastadoras para as baleias francas do Atlântico norte

O ensurdecedor ruído dos oceanos

Provas de que sons humanos prejudicam baleias




Loja Alimentação Viva

Cogumelo Maitak


Ler mais: Cogumelo Maitake Cogumelo Maitake

Existem mais de 100 mil variedades de cogumelos. O maitake, para além do sabor agradável, tem propriedades terapêuticas para o sistema imunitário.

Conhecido por “cogumelo dançante”, o maitake é um fungo que cresce na região nordeste do Japão, assim como na América do Norte e na Europa. O nome está relacionado com o seu aspecto, semelhante ao de um grupo de borboletas dançantes. Outra lenda conta que o japonês que o descobriu começou a dançar de alegria.

Apesar de ser extremamente sensível às alterações ambientais, o seu cultivo foi um sucesso, tendo a disponibilidade e o consumo deste cogumelo aumentado significativamente nas últimas décadas.

Aplicações medicinais

Muitos estudos científicos têm sido conduzidos sobre a sua composição e eventuais aplicações terapêuticas. Sendo mais usado na área alimentar, não só como alimento integral mas também como suplemento alimentar, o maitake possui substâncias que o tornam um eficaz adaptogénico, ou seja, contribui para o equilíbrio do organismo. Na maioria dos casos associado a outros dois cogumelos, o reishi e shiitake , o maitake é composto por um conjunto de polissacáridos, designados por beta-D-glucanos, que parecem ter uma acção muito positiva ao nível do sistema imunitário. Apontados como estimulantes da produção de anticorpos, os beta-D-glucanos ajudam a melhorar a resposta a processos inflamatórios, como nos casos em que existe uma imunosupressão (tumores e SIDA). Alguns dos estudos já publicados sugerem uma acção benéfica ao nível destas patologias. O maitake é referido ainda como sendo um alimento aconselhável em casos de hipertensão, diabetes e hipercolesterolémia.

Dosagens recomendadas

No que respeita às doses/quantidades recomendadas, a bibliografia consultada aponta para os 3-7 gramas diários. Há que referir que este cogumelo já existe sob a forma de comprimidos e cápsulas, sendo na maioria das vezes utilizado sob a forma de extractos.

Utilizado nas dosagens recomendadas, o maitake não parece estar associado a nenhum caso de toxicidade ou de efeitos colaterais. No entanto, em casos de doença declarada, gravidez ou amamentação, é conveniente aconselhar-se com o médico para um melhor esclarecimento.

Fonte: Revista Performance 19/1/2006





Loja Alimentação Viva

Defenda-se com pau d’arco

Ler mais: Defenda-se com pau d’arco Defenda-se com pau d’arco

Utilizado pelos povos da América do Sul, o pau d’arco é conhecido pelas suas propriedades anti-inflamatórias e antibacterianas.

Originária da floresta amazónica e de outras regiões tropicais, esta árvore chega a atingir os 30 metros de altura e o seu tronco pode medir na base cerca de dois a três metros de diâmetro. O género Tabebuia engloba cerca de 100 espécies e, apesar de muitas serem utilizadas medicinalmente, a espécie Tabebuia impetiginosa tem qualidade superior. O pau d'arco é conhecido e utilizado há centenas de anos pelas tribos indígenas da Amazónia, para diferentes situações, como a malária, anemia, colites, problemas respiratórios, gripes, infecções fúngicas, febre, artrite e reumatismo, mordeduras de cobras, má circulação, sífilis e cancro.

Na América do Sul, a medicina tradicional classifica-o como um bom adstringente, anti-inflamatório, anti-bacteriano, anti-fúngico e laxativo; é usado para tratar úlceras, sífilis, infecções urinárias, psoríase, problemas gastro-intestinais, candidíases, cancro, diabetes e alergias. Na América do Norte e Europa, é utilizado como analgésico, antioxidante, anti-parasitário, anti-microbiano, anti-fúngico, anti-viral, anti-bacteriano, anti-inflamatório e anti-cancerígeno. Em Portugal, o pau d'arco é consumido em chás, comprimidos, extractos e é tido como um protector contra o cancro e para o bem-estar físico.

Poderoso agente anti-cancerígeno e anti-inflamatório

O pau d'arco é muito rico em quinonas, compostos benzénicos e flavonóides. Além destes compostos, podemos ainda encontrar óleos essenciais (0,55%-1,50%) e alcalóides (tecomina).

Nos anos 60 os estudos realizados in vitro e in vivo com extractos da madeira interior, assim como da casca de pau d'arco, revelaram que estes possuíam uma marcada acção anti-tumoral em animais. A descoberta despertou o interesse do National Institute of Cancer (INC), que se dedicou ao estudo da planta.

Por volta de 1968, uma investigação veio demonstrar que este composto apresentava actividade anti-cancerígena em tumores de ratos. Seguida de outras que apresentaram estudos sobre a sua acção anti-microbiana e anti-inflamatória.

No que respeita à actividade anti-viral, a acção conjunta das hidroxi-naftoquinonas demonstraram ser activas contra vários vírus da gripe. Enquanto que a beta-lapachona evidenciou alguma actividade anti-retrovírica relacionada com patologias como a SIDA.

Outros estudos demonstraram ainda que esta planta possui uma acção anticoagulante in vitro, e que a tecomina possui actividade hipoglicemiante e hipotensora. Inúmeras propriedades estão ainda a ser estudadas com resultados positivos, nomeadamente no caso da psoríase.

Contra-indicações e Preparação

Apesar de bem tolerado nas doses recomendadas, e dos casos de toxicidade estarem mais associados à utilização isolada de compostos desta planta, ela não deve ser utilizada durante a gravidez. Doentes a tomar anticoagulantes também não devem consumir pau d'arco sem consultar o médico.

No que respeita às formas de utilização, é conveniente fazer sempre uma correcta preparação desta planta. Um pau d'arco de qualidade deve possuir uma média de 4% de lapachol, ou seja cerca de 40 mg por grama de planta. Ela só tem real valor medicinal quando, além da planta ser de qualidade, a sua preparação é apresentada sob a forma de decocção, extracto fluido ou tintura. Embora solúveis em água, as naftoquinonas são melhor dissolvidas em álcool e devem apresentar-se numa proporção de 1 a 2% em qualquer formulação de pau d'arco.

Fonte: Revista Performance 23/1/2006





Loja Alimentação Viva