Qr Code do blog

Qr Code do blog
Qr Code do blog

Rss

Contacto

Blog Archive

Followers

Follow by Email

Add me on Facebook

NutriViva Tv



Total de visualizações de página

quinta-feira, 8 de maio de 2008

Dieta rica em carboidratos refinados pode aumentar risco de degeneração macular relacionada à idade

Autora: Laurie Barclay

Publicado em 09/10/2007

De acordo com os resultados de um estudo prospectivo publicado no volume de outubro do American Journal of Clinical Nutrition, as pessoas que ingerem mais carboidratos refinados apresentam um risco maior de degeneração macular relacionada à idade, enquanto uma dieta com baixo índice glicêmico reduz esse risco.

"Nossos dados mostraram que as pessoas no grupo de alto índice glicêmico se encontravam em grande risco de progressão da degeneração macular relacionada à idade, especialmente aquelas nos estágios mais avançados, declara o autor principal do estudo, Dr. Chung-Jung Chiu, DDS, PhD, do Jean Mayer US Department of Agriculture Human Nutrition Research Center on Aging (USDA HNRCA), na Tufts University, em Boston, em um release da imprensa. "Os participantes que consumiram os carboidratos mais refinados apresentaram uma probabilidade 17% maior de desenvolver cegueira decorrente de degeneração macular relacionada à idade do que aqueles do grupo que consumiram carboidratos menos refinados."

O objetivo desse estudo foi avaliar prospectivamente o efeito do índice glicêmico da dieta no início do estudo, calculado como a média ponderada de índices glicêmicos dos alimentos, na progressão da degeneração macular relacionada à idade.

Em 3.977 participantes do Age-Related Eye Disease Study (AREDS), o índice glicêmico da dieta no início do estudo foi categorizado como acima ou abaixo da média entre os sexos (feminino: 77,9; masculino: 79,3). A faixa etária foi de 55 a 80 anos; 58% dos participantes eram mulheres. Os pesquisadores classificaram 7.232 pacientes elegíveis, sem degeneração macular avançada relacionada à idade, em uma das três categorias da doença: grupo 1 (drusas pequenas não-disseminadas), grupo 2 (drusas intermediárias, drusas pequenas disseminadas, ou anormalidades pigmentares), ou grupo 3 (drusas grandes ou drusas intermediárias disseminadas). Para determinar a relação entre o índice glicêmico da dieta no início do estudo e o risco de degeneração macular relacionada à idade, o modelo de regressão de riscos proporcionais de Cox foi usado, permitindo a produção de um modelo do tempo de progressão máxima da degeneração macular relacionada à idade.

Durante oito anos de acompanhamento (média, 5,4 anos), o risco de progressão multivariado ajustado total foi significativamente maior no grupo de índice glicêmico da dieta inicial alto em comparação com o grupo que apresentava esse índice inicial baixo (taxa de risco, 1,10; intervalo de confiança de 95%, 1,00 – 1,20; P=0,047). O risco de progressão foi 5% maior no grupo 1, 8% maior no grupo 2 e 17% maior no grupo 3 (P para tendência, <0,001).

Os pesquisadores, portanto, estimam que se as pessoas consumissem uma dieta com baixo índice glicêmico, 7,8% dos novos casos avançados de degeneração macular relacionada à idade seriam prevenidos em cinco anos.

"As mudanças nos hábitos alimentares constituem o método mais prático e custo-efetivo para combater a progressão da degeneração macular", afirma Allen Taylor, PhD, diretor do Laboratory for Nutrition and Vision Research, do USDA HNRCA. "É surpreendente como há tão pouca atenção dada à relação entre a degeneração macular e os carboidratos... Ninguém foi capaz de identificar uma intervenção efetiva e não-invasiva que diminuiria a progressão da degeneração macular."

As limitações do estudo incluem: dificuldades em determinar o tempo exato da progressão, possíveis mudanças dietéticas durante o período do estudo e confundidores potenciais e residuais sem controle, tais como atividade física, diabetes e nível socioeconômico.
"Nós acreditamos ter identificado um fator de risco que poderia atrasar a debilitante perda de visão com poucas privações pessoais e econômicas", declara Dr. Taylor. "De acordo com nossos dados, a ingestão limitada de carboidratos refinados, restringindo bebidas adoçadas ou trocando o pão branco por pão integral, em idosos em risco, poderia reduzir o número de casos avançados de degeneração macular relacionada à idade em 8%, em cinco anos. Isso pode ser equivalente a salvar a visão de aproximadamente 100.000 pessoas."

O Departamento de Agricultura dos EUA, o National Institutes of Health e o Johnson and Johnson Focused Giving Program financiaram esse estudo. Os autores declaram não possuir conflito de interesses.

Am J Clin Nutr. 2007;86:1210–1218.
Informação sobre a autora: A Dra. Laurie Barclay é revisora e escritora freelancer para o Medscape.

Fonte: http://www.medcenter.com/Medscape/content.aspx?id=8208&LangType=1046

0 comentários: