Qr Code do blog

Qr Code do blog
Qr Code do blog

Rss

Contacto

Blog Archive

Followers

Follow by Email

Add me on Facebook

NutriViva Tv



Total de visualizações de página

terça-feira, 15 de abril de 2008

Cogumelo Maitak


Ler mais: Cogumelo Maitake Cogumelo Maitake

Existem mais de 100 mil variedades de cogumelos. O maitake, para além do sabor agradável, tem propriedades terapêuticas para o sistema imunitário.

Conhecido por “cogumelo dançante”, o maitake é um fungo que cresce na região nordeste do Japão, assim como na América do Norte e na Europa. O nome está relacionado com o seu aspecto, semelhante ao de um grupo de borboletas dançantes. Outra lenda conta que o japonês que o descobriu começou a dançar de alegria.

Apesar de ser extremamente sensível às alterações ambientais, o seu cultivo foi um sucesso, tendo a disponibilidade e o consumo deste cogumelo aumentado significativamente nas últimas décadas.

Aplicações medicinais

Muitos estudos científicos têm sido conduzidos sobre a sua composição e eventuais aplicações terapêuticas. Sendo mais usado na área alimentar, não só como alimento integral mas também como suplemento alimentar, o maitake possui substâncias que o tornam um eficaz adaptogénico, ou seja, contribui para o equilíbrio do organismo. Na maioria dos casos associado a outros dois cogumelos, o reishi e shiitake , o maitake é composto por um conjunto de polissacáridos, designados por beta-D-glucanos, que parecem ter uma acção muito positiva ao nível do sistema imunitário. Apontados como estimulantes da produção de anticorpos, os beta-D-glucanos ajudam a melhorar a resposta a processos inflamatórios, como nos casos em que existe uma imunosupressão (tumores e SIDA). Alguns dos estudos já publicados sugerem uma acção benéfica ao nível destas patologias. O maitake é referido ainda como sendo um alimento aconselhável em casos de hipertensão, diabetes e hipercolesterolémia.

Dosagens recomendadas

No que respeita às doses/quantidades recomendadas, a bibliografia consultada aponta para os 3-7 gramas diários. Há que referir que este cogumelo já existe sob a forma de comprimidos e cápsulas, sendo na maioria das vezes utilizado sob a forma de extractos.

Utilizado nas dosagens recomendadas, o maitake não parece estar associado a nenhum caso de toxicidade ou de efeitos colaterais. No entanto, em casos de doença declarada, gravidez ou amamentação, é conveniente aconselhar-se com o médico para um melhor esclarecimento.

Fonte: Revista Performance 19/1/2006





Loja Alimentação Viva

0 comentários: