Qr Code do blog

Qr Code do blog
Qr Code do blog

Rss

Contacto

Blog Archive

Followers

Follow by Email

Add me on Facebook

NutriViva Tv



Total de visualizações de página

sexta-feira, 5 de março de 2010

GMOs na Europa - BASF e o seu passado Nazi



Continuação de A Comissão Europeia autoriza a comercialização de OGM


Uma das empresas por detrás da tentativa de introdução de GMOs na Europa é a BASF. para saber um pouco do perigo que se avizinha fomos consultar a história da fundação desta empresa.


A BASF foi fundadora da IG Farben (Interessengemeinschaft Farben - Interessengemeinschaft significa "Associação de Interesses Comuns") em conjunto com a Bayer, a Hoechst e outras companhias quimicas e farmaceuticas, e produziu a maioria das armas de guerra para Hitler para além de participar na construção dos campos de concentração, câmaras de gás e do próprio gáz Zyklon-B que matou milhões de pessoas, foram ainda os maiores patrocionadores do regime. Cientistas e dirigentes da BASF estiveram directamente envolvidos nos planos nazis. Sem o envolvimento destas companhias a II guerra mundia não teria sido possivel nem Hitler teria alguma vez o poder que teve.


Milhares de pessoas foram utilizdas e mortas pela IG Farben em experiencias médicas nos campos de concentração em muitos casos testes de vacinas. Nas experiencias eram usadas todo o tipo de substancias como pós, comprimidos, injecções ou enemas. Muitos destes medicamentos faziam as vitimas vomitar ou ter diarreias sangrentas. Há relatos de venda de prisioneiros com boa saúde entre campos com o intuito de serem utilizados para as experiencias. Num dos casos o negócio foi de 150 mulheres para experimentarem um medicamento com efeitos soniferos. Todas elas morreram nesta experiencia e logo em seguida forma feitas mais "encomendas" por escrito de mais vitimas.


Medicamentos enviados pela própria Bayer para os campos, com o pretexto de curar um surto de tuberculose  dizimaram todos os doentes. A Bayer usava mulheres constantemente para experiencias com hormonas.


Qualquer das 3 companhias (BASF, Bayer e Hoechst, agora Aventis) fundadoras da IG Farben, sobreviveram à II Guerra Mundial e são hoje multi-nacionais.Os seus dirigentes estiveram directamente ligados ao regime nazi.


Carl Wurster, presidente da BASF até 1974  esteve no grupo de fabrico do gás Zyklon-B .
Carl Winnacker, presidente da  Hoechst até aos finais dos anos 70, foi membro da Sturm Abteilung (SA) (em alemão "Se(c)ção Tempestade","Destacamento Tempestade" ou "Se(c)ção de Assalto") e director da IG Farben
Curt Hansen, presidente da Bayer até aos finais dos anos 70, foi um dos organizadores da conquista da Europa no departmento de "acquisição de matérias primas." Debaixo da sua liderança as "filhas" da  IG Farben daughters, BASF, Bayer, e Hoechst, continuaram a suportar politicos representantes dos seus interesses.


A BASF tem fábricas  na  Argentina, Australia, Bélgica, Brasil, França, Reino Unido, India, Italia, Japão, México, Espanha e EUA. 


Hoje em dia produz principalmente bases para medicamentos, agro-tóxicos, pesticidas, herbicidas, insecticidas e fertilizantes. Produz ainda base para detergentes, para produtos de beleza usados por uma infinidade de companhias, emulsionantes, corantes e até absorvedores de raios UV, entre outros.


A BASF trabalha em parceria com a Monsanto na criação de Transgénicos.


Esta empresa tem autorização do parlamento europeu para produzir alimentos geneticamente modificados na Europa. 


Este processo parece ainda estar ligado ao projecto do Codex Alimentarius


Referencias:
http://en.wikipedia.org/wiki/BASF
http://eh.net/bookreviews/library/0785
J. Steven Jones, "Review of Werner Abelshauser, Wolfgang von Hippel, Jeffrey Allan Johnson
http://www4.dr-rath-foundation.org/PHARMACEUTICAL_BUSINESS/history_of_the_pharmaceutical_industry.htm and Raymond G. Stokes, German Industry and Global Enterprise BASF: The History of A Company." EH.Net Economic 

0 comentários: