Qr Code do blog

Qr Code do blog
Qr Code do blog

Rss

Contacto

Blog Archive

Followers

Follow by Email

Add me on Facebook

NutriViva Tv



Total de visualizações de página

terça-feira, 4 de março de 2008

Fármacos para Úlcera Péptica (e Refluxo) aumentam risco de fractura óssea

Fármacos para Úlcera Péptica aumentam risco de fractura óssea
Estudo publicado na JAMA


A utilização frequente de inibidores da bomba de protões (omeprazol, pantoprazol) particularmente indicados nas úlceras pépticas pode levar a um aumento do risco de fracturas da bacia, devido à perda de densidade óssea nessa região, segundo o resultado de um estudo publicado na mais recente edição da revista da American Medical Association (JAMA).

Investigadores britânicos examinaram o receituário de 145 mil pacientes ingleses e concluíram que aqueles que se submeteram a tratamento com inibidores da bomba de protões durante mais de um ano, com doses baixas, tiveram o risco de fractura de bacia aumentado em 44% em comparação aos que não usaram esses medicamentos. Para os que tomaram doses mais elevadas, o risco aumentou 2,5 vezes.

Segundo o estudo, outras classes de medicamentos para estômago também aumentam esses riscos, embora numa escala menor: os antiulcerosos e anti-histamínicos antagonistas dos receptores H2, como a cimetidina e a ranitidina.

A explicação, de acordo com os cientistas, teria a ver com a dificuldade de absorção do cálcio, devido à redução da acidez estomacal provocada pelos fármacos. Menos cálcio significa mais fragilidade óssea e, consequentemente, mais fracturas.

O médico Doug Levine, representante do laboratório AstraZeneca, laboratório responsável pela comercialização de certos medicamentos, afirmou à JAMA que o estudo não prova qualquer relação de causa e efeito entre os inibidores da bomba de protões e as fracturas de bacia. Segundo ele, o estudo simplesmente abre uma luz sobre a associação dessas questões.

MNI- Médicos na Internet
3 de Janeiro de 2007

0 comentários: