NutriViva no Facebook é a nossa página no Facebook onde há uma constante actividade com pratos e ideias sobre Alimentação Viva.
O blog também está acessivel em ALIMENTACAOVIVA.COM e ALIMENTACAOVIVA.INFO
Visitem o meu blog em inglês (com traduçao automática)
Raw in Copenhagen
Ao deixar um comentário referente a um artigo, por favor colar o link desse artigo.

Badge Raw Food

Qr Code do blog

Qr Code do blog
Qr Code do blog

Rss

Contacto

Search/ Busca

Carregando...

Blog Archive

Followers

Follow by Email

Add me on Facebook

NutriViva Tv



Ocorreu um erro neste gadget

Total de visualizações de página

sábado, 27 de janeiro de 2007

Desintoxicação é Importante "colonics"

Quando mudamos os hábitos alimentares é normal haver alteração do funcionamento dos intestinos.

A minha mãe tem 61 anos e começou no inicio do ano a comer comida crua e agora diz que vai menos vezes ao banheiro (casa de banho em Portugal). Há maior assimilação de nutrientes por isso menos dejectos para jogar fora.

De qualquer forma o processo de desintoxicação é necessário quando queremos libertar-nos de toxinas e não só.
Os nossos intestinos acumularam matéria putrefacta durante muitos anos ( esta é para os vegetarianos que comem muita pizza, pão, cereais). Alimentos à base de gluten(amido) cobrem as paredes do intestino e todas as células de mucosidade.

O resultado no intestino é como uma câmara de ar negra(ver imagem desagradável em baixo) - tal e qual o que acontece numa bacia com torneira quando não é limpa começa a criar aquela substancia negra. Restos de outros alimentos mal digeridos, medicamentos não assimilados, etc, vão ficando retidos nesta espécie de borracha que entope e isola as paredes do intestino.


Aqui está uma imagem da eliminação típica e muito comum de alguns destes depósitos. Durante o nosso programa, a maioria das pessoas deixa atrás 10 a 20 vezes desta quantidade. é muito agradável uma pessoa ficar livre de tanta porcaria e a limpeza do colón, é verdadeiramente benéica para estabelecer boa saúde.


Eu sei que esta conversa é desagradável mas mais agradável é ter o organismo livre deste lixo. Qual a solução? Não tome laxantes à toa. Sei que não é muito agradável mas o ideal é lavagem dos intestinos com clister. Penso que ai nas farmácias deve vender o saco para clister. Não pense que por fazer clister vai deixar de ser "macho". É melhor do que usar laxantes químicos.

O ideal é com água morna com suco de limão ou café.

Tome um pouco de linhaça moída (é melhor deixar de molho de um dia para o outro -l avar e escorrer) ou psylium em pó ( psylum pergunte em ervanárias - tire o pó das cápsulas).

Para quem aguentar deve fazer esta lavagem duas vezes ao dia durante uma semana.

Eu fiz com a ajuda da minha companheira usando 20 litros de água de cada vez (fazendo jejum), mas isso é mais complicado - se conseguir encontrar alguém especialista em limpeza ao cólon recomendo imenso.


O mais simples mesmo é começar com os 2 litros que normalmente o saco leva. Pondo-se de joelhos, coloque o tubo no ânus com a ajuda de um pouco de vaselina ou azeite.
Baixe o tronco ficando com a cara junto ao chão e deixe o liquido escorrer. Aguente o tempo possivel (+- 5minutos) Se não aguentar devido à pressão da água, feche a torneira do tubo, retire e sente-se para evacuar. Descanse em seguida

Ou então como mostra na imagem (um sistema mais sofisticado)


Isto era usado antigamente por quase toda a gente e dava muito resultado. Na antiga União Soviética era hábito fazer um clister sempre que alguém fosse internado - para quase todas as doenças.

Aqui em Portugal tenho uma amiga, médica Naturopata e Acunputora, que faz este tipo de tratamento juntamente com jejum.


Depois da limpeza:


Tome um pouco de carvão activado.

Tente arranjar acidófilos para depois da limpeza - assim vai repor as bactérias amigáveis - pergunte na farmácia ou ervanária (ou use as cápsulas importadas que contenham acidófilos e bífidus) pode despejar as cápsulas num suco ou espalhar sobre fruta - tem um sabor parecido com o queijo.

Lactobacilos de todos os tipos são importantíssimos para a recolonização da flora intestinal: controlam o crescimento dos bacilos, fermentos e micróbios nocivos através de uma produção própria de antibióticos naturais. Os principais são os lactobacilos bulgáricos, acidófilos e bífidos. Os bulgáricos são os que transformam o leite em iogurte; acidófilos, extremamente resistentes a todos os tipos de antibióticos sintéticos, você compra em cápsulas na farmácia, assim como os bífidos, ou faz de repolho, assim:


Lactobacilos de repolho De manhã bater no liquidificador durante meio minuto, primeiro devagar depois em alta velocidade, 1 3/4 copos (420 ml) de água pura ou destilada com 3 copos (720 ml) de repolho cortado bem fininho e não muito apertado. Colocar a mistura num vidro, cobrir com um pano fino e deixar à temperatura ambiente durante 72 horas; coar e jogar fora o bagaço. Do líquido, apelidado Rejuvelac, 1/4 de copo (60 ml) são o fermento: reservar. Bater novamente no liquidificador 3 copos de repolho cortado fininho com 1 1/2 copo (360 ml) de água pura, colocar no vidro, juntar os 60 ml do primeiro Rejuvelac. Chacoalhar o vidro, cobrir e deixar à temperatura ambiente durante 24 horas (o processo vai mais rápido agora porque já tem o fermento). Guardar o resto do Rejuvelac na geladeira e tomar 1/2 copo (120 ml) três vezes ao dia, junto com as refeições. Jogar fora qualquer resto de Rejuvelac depois de 24 horas. O sabor do bom Rejuvelac é ácido e ligeiramente gasoso, lembrando iogurte natural ou água mineral gasosa forte. Se o gosto for podre, jogue fora e comece de novo.

»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»««««««««««««««««««««««««««««««««««««««
Procedimento para enfermeiro(a)

LAVAGEM INTESTINAL

Lavagem Intestinal: É a introdução de líquido no intestino através do ânus ou da colostomia.

Material:
irrigador com extensão clampada contendo solução prescrita: água morna, glicerina, solução salina, SF + glicerina, fleet enema, minilax;
sonda retal (mulher: 22 ou 24 e homem: 24 ou 26);
pincha para fechar o intermediário; gazes; vaselina ou xylocaína; cuba rim; papel higiênico; luva de procedimento; suporte de soro; comadre; biombo s/n; impermeável; lençol móvel; solução glicerinada ou fleet enema; saco para lixo.

Procedimento:
abrir o pacote do irrigador, conectar a sonda retal na sua borracha;
colocar a solução (SF + glicerina) dentro do irrigador;
retirar o ar da borracha;
colocar a xylocaína numa gaze;
colocar a cuba rim, gaze e irrigador completo numa bandeja e levar para o quarto;
proteger a coma com impermeável e lençol móvel;
dependurar o irrigador no suporte de soro à altura de 60cm do tórax do paciente;
colocar a comadre sobre os pés da cama;
colocar a paciente em posição de Sims;
tirar ar da sonda sobre a cuba rim;
clampar a extensão do irrigador;
lubrificar a sonda reta 5 cm;
calçar luvas;
entreabrir as nádegas com papel higiênico;
introduzir a sonda de 5 a 10 cm, usando uma gze, pedir ao paciente que inspire profundamente;
firmar a sonda com uma mão e com a outra desclampar a extensão;
deixar ecoar lentamente o líquido até restar pequena quantidade no irrigador;
se a solução não estiver sendo infundida, fazer movimentos rotatórios;
clampar a extensão, retirar a sonda com papel e desprezar na cuba rim;
orientar o paciente a reter a solução, o quanto puder;
oferecer comadre e papel higiênico à mão.


Tipo de Clister

Antisséptico: combate a infecção;
Adstringente: contrair os tecidos intestinais;
Carminativo: eliminar as flatulências;
Sedativo: aliviar a dor (C.A.);
Anti-helmíntico: destruir vermes;
Emolientes: amolecer as fezes;
Água gelada: diminuir a febre;
Enema salena: eliminar as fezes;
Enema irritativo: irrita o intestino provocando eliminação das fezes (feita com sulfato de magnésio).

Fonte:

http://enfermagem.portalmidis.com.br/lavagem-intestinal.htm

http://enfermagem.portalmidis.com.br/tipo-de-clister.htm


»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»


A limpeza ao cólon e outras eliminações.

Para quem é novo nestas práticas, fique sabendo que elas existem desde os primórdios da humanidade. A ayurveda (medicina da India com mais de 5000 anos), por exemplo recorre a muitas práticas de eliminação, desde a limpeza linfática com massagem sincronizada de ambas partes do corpo até à limpeza do cólon.

Resolvi copiar parte deste artigo para entendermos a eliminação e o seu uso histórico.


A crença de que as fezes contêm substâncias tóxicas para o organismo e de que estas podem ser absorvidas e causar doenças remonta aos antigos egípcios. No papiro Anonimo Londinense encontra-se o seguinte trecho:

"qualquer alimento ingerido que não é absorvido pelo organismo e que permanece nos órgãos, o calor do corpo gera resíduos que sofrem putrefação e causam enfermidades" Segundo Tamayo, na transição da medicina mágico-sacerdotal para a medicina empírico-racional, esta é a primeira interpretação da enfermidade como um fenômeno natural.[1]

Na decifração dos hieróglifos, encontrou-se repetidamente a seqüência de letras whdw que foi traduzida sem alfabeto latino por oukhedou. Acreditou-se durante algum tempo que se tratasse de alguma doença.
Segundo Steuer, o verdadeiro sentido do termo é de um princípio tóxico contido nas fezes, o qual, quando absorvido, coagula o sangue, produzindo abscessos ou corrupção sistêmica do organismo. A decomposição do cadáver, que se inicia pelo intestino, e a supuração patológica, são consideradas manifestações equivalentes da putrefação orgânica causada por este princípio tóxico.[1]

Os médicos egípcios atribuíam ao oukhedou muitas enfermidades e explicavam inclusive o envelhecimento como conseqüência de sua absorção contínua pelo organismo. Como tratamento e profilaxia das doenças prescreviam com freqüência purgativos, eméticos e clisteres, visando à retirada deste princípio tóxico do organismo. A sangria também era utilizada em alguns casos com a mesma finalidade.
Heródoto (II.77) deixou-nos, a propósito dos egípios, o seguinte depoimento:

"Em sua maneira de viver, têm o costume de purgar-se todos os meses do ano, por três dias consecutivos, procurando viver com saúde a custa de eméticos e clisteres, persuadidos de que todos os achaques e enfermidades do homem procedem dos alimentos." [2]

No papiro de Ebers há pelo menos 12 receitas de purgativos, destinados a "liberar o ventre e expelir todas as coisas más que estão no corpo do doente".[3]

Sobre o clister havia a lenda de que a íbis, ave sagrada dos egípcios, praticava em si mesma a limpeza da cloaca enchendo o bico de água e introduzindo-o através do ânus.[4][5] Skinner lembra que o deus Thoth, da mitologia egípcia, era representado com a cabeça da íbis e poderia ser ele, e não a ave, que ensinara o uso do clister para limpeza do reto.[6]

Estas idéias e conceitos etiopatogênicos dos egípcios trasladaram-se para a medicina grega, de início para a escola de Cnidos e, a seguir, para a escola hipocrática de Cós . Eurifos de Cnidos substituíu o termo hieroglífico oukhedou pela palavra grega peritomata, cujo sentido é o de "resíduos".[1]

A crença nos efeitos benéficos da lavagem intestinal no tratamento das doenças e como medida higiênica visando preservar a saúde parece ser intuitiva e comum a várias culturas, que se desenvolveram isoladamente, sem comunicação entre si.

Na civilização azteca, por exemplo, as lavagens eram muito utilizadas, sendo designadas por Notepamaca. Os araucanos, na América do Sul, usavam para a administração de enemas bolsas fabricadas com estômago ou bexiga urinária. [7]

Na África Central, o instrumento utilizado era feito com uma cabaça em forma de funil, com um orifício na extremidade afilada. O líquido, previamente colocado no interior do recipiente era injetado, soprando-se na outra extremidade alargada. A superfície externa da cabaça era decorada com desenhos artísticos. [8].

Entre os indígenas brasileiros também era comum o uso de purgativos e de clisteres antes da chegada dos colonizadores portugueses.[9]
Na medicina hipocrática o uso de purgativos e clisteres baseava-se em um conceito mais elaborado de enfermidade, qual seja o desequilíbrio dos humores.

A definição de humor (khymós, em grego) era de um constituinte básico do organismo, necessário à manutenção da vida e da saúde. Inicialmente, o número de humores era indefinido; posteriormente, seu número reduziu-se a quatro: sangue, fleuma, bile amarela e bile negra, tal como se encontra no livro Da natureza do homem, da coleção hipocrática, livro este atribuído a Polibos, genro de Hipócrates. [10].

O estado de saúde dependeria da exata proporção e da perfeita miscigenização dos quatro humores, que poderiam alterar-se por ação de causas externas ou internas. O excesso ou deficiência de qualquer dos humores, assim como o seu isolamento ou mistura inadequada, causariam as doenças com o seu cortejo sintomático.

A recuperação do enfermo se daria pela eliminação do humor excedente ou alterado. O médico pode auxiliar as forças curativas da Natureza, retirando do corpo o "humor em excesso" ou o "humor vicioso", a fim de restaurar o equilíbrio. Com este objetivo, foram adotados os mesmos métodos terapêuticos dos egípcios: sangria, purgativos, eméticos e clisteres.
A doutrina dos quatro humores foi revitalizado
por Galeno no século II d.C.

Depois de Hipócrates, Galeno foi o personagem que maior influência exerceu no curso da História da Medicina. Seus ensinamentos, contidos na extensa obra que deixou escrita, foram aceitos como definitivos e intocáveis durante a Idade Média, até o Renascimento, ou seja, cerca de 1.300 anos.

Galeno não somente aceitou a doutrina da patologia humoral com os seus quatro humores, como a expandiu em seus desdobramentos relativamente à patologia e à terapêutica. A preocupação em retirar do corpo o conteúdo nocivo que estaria causando a doença, para a recuperação da saúde do enfermo, tornou-se um dogma. E, para alcançar este objetivo nada melhor do que a sangria, os purgativos, vomitórios e lavagens intestinais.

Secundariamente poderiam ser usados também os revulsivos, como a ventosa, e os sudoríferos. [11]
No período de obscurantismo da Idade Média em que a medicina se estagnou na Europa, floresceram no Oriente, entre os povos persas e árabes, importantes centros de estudos médicos como Jundi Shapur, Ispahan e Bagdá. As obras de Aristóteles, Hipócrates e Galeno, entre outras, foram traduzidas para o árabe.

O maior expoente da medicina nesse período foi Avicena, que viveu de 980 a 1037 d.C. Avicena resumiu toda a ciência médica de sua época, acrescida de observações próprias, em um tratado denominado Canon da medicina. Este tratado foi posteriormente traduzido para o latim e serviu por muito tempo como livro-texto, ao lado das obras de Hipócrates e Galeno, nos países europeus.

Avicenna esposou a doutrina da patologia humoral e dos quatro humores, dedicando um capítulo sobre O uso dos eliminantes: purgação, emese, ventosas, flebotomia e sanguessugas. Neste capítulo, os purgativos ocupam o primeiro lugar na hierarquia dos eliminantes, como demonstra a seguinte passagem :

"Quando o laxativo deixa de agir e induz o aparecimento de dores em cólica, desconforto abdominal e o paciente sente-se mal, com alterações da visão, tonturas e cefaléia, devemos recorrer aos enemas ..."




A aplicação de clisteres, na maioria das vezes, não era função do médico e sim dos boticários, que se especializavam nessa prática e obtinham um bom rendimento com a mesma. O instrumento utilizado era uma seringa com capacidade para conter a quantidade desejada de líquido, o qual era injetado no reto, sob pressão, comprimindo-se o êmbolo ou pistão.

Posteriormente a seringa foi substituída pelo irrigador, de metal esmaltado ou porcelana e, finalmente, pela bolsa de borracha.







A partir do século XIX, depois de Pasteur e Koch, foram identificadas bactérias patogênicas como agentes etiológicos de muitas doenças de causa até então desconhecida. O entusiasmo pela microbiologia foi tamanho que se chegou a pensar que, se não todas, pelo menos a maior parte das enfermidades fossem produzidas por micróbios. Nesse contexto era natural que se considerasse a auto-intoxicação intestinal como resultante da ação de bactérias . Os resíduos alimentares que formam as fezes são um excelente meio de cultura e o cólon um ambiente apropriado ao crescimento e colonização de numerosas espécies bacterianas, dentre as quais estariam aquelas produtoras de toxinas.

A observação clínica de que, na insuficiência hepática grave, o fígado perde a sua função "desintoxicante" e manifesta-se o quadro clínico da encefalopatia hepática constituía uma evidência da acerto da teoria da auto-intoxicação, sobretudo porque o paciente melhora com a aplicação de lavagens intestinais.

A obstipação com a estase fecal prolongada seria um fator condicionante de maior absorção das toxinas, razão pela qual os laxantes deveriam ser usados, não somente como tratamento, mas também como medida preventiva da auto-intoxicação.

Metchnikoff e seus discípulos atribuíam às bactérias anaeróbias a putrefação intestinal e consideravam o indol como a principal substância tóxica produzida no intestino. O indol, entretanto, resulta principalmente do metabolismo do grupo dos bacilos coliformes.[16]

Segundo Metchnikoff, a flora anaeróbia é inibida pela flora acidófica produtora de ácido lático e, nesse sentido, recomendava o uso habitual de coalhada.

No início do século XX, a doutrina da auto-intoxicação por estase intestinal ganhou nova dimensão, com argumentos defendidos ou compartilhadas por autores de prestígio na comunidade médica.


O método atualmente adotado para tal fim denomina-se hidroterapia do cólon ou colonterapia e utiliza-se de moderna tecnologia por meio de aparelhos que injetam e removem automaticamente grande quantidade de água no cólon, promovendo sua limpeza. Embora sem aprovação da medicina oficial , é largamente usado como "medicina alternativa" em vários países, especialmente nos EE.UU. e paises europeus. A figura abaixo mostra quatro tipos desses aparelhos, fabricados, respectivamente, na Itália(1), Espanha(2), Brasil(3) e Inglaterra(4).











FONTES:

1. TAMAYO, R.P. – El concepto de enfermedad. México, Consejo Nacional de Ciencia y Tecnologia, 1988, p. 75
2. HERÓDOTO – Los nueve libros de la Historia, (trad., 3. ed.). México, Editorial Porrúa, 1981, p. 82.
3. SAINT-HIEBLE, C. – L’instrument des apothicaires. Paris, Jean Fort ed., s/d, p. 11-12
4. LECA, A-P – La médecine égyptienne au temps des pharaons. Paris, Editions Roger Dacosta, 1971
5. DUMESNIL, R. – Histoire illustrée de la médecine. Paris, Librairie Plon, 1935, p. 166
6. SKINNER, Henry A. - The origin of medical terms, 2.ed. Baltimore, Williams , Wilkins, 1961, p. 160-161.
7. PARDAL, R. – Medicina aborígena americana. Buenos Aires, Jose Anesi, 1937, p. 47
8. STEPHEN-CHAUVET – La médecine chez les peuples primitifs. Paris, Lib. Mloine, 1936, p. 53-54
9. RODRIGUES, L. – Anchieta e a medicina. Belo Horizonte, Ed. Apollo, 1934, p. 73.
10. HIPPOCRATE - De la nature de l’homme. Oeuvres completes (trad. Littré, 1861). Paris, Javal et Bordeaux, 1932, vol.II, p. 199-207.
11. CASTIGLLIONI, A. – Histoire de la médecine (trad.). Paris, Payot, 1931.
12. AVICENNA - The Canon of medicine (trad. Laleh Bakhtiar). Chicago, Great Books of the Islamic World, 1999, p. 496.
13. AROUET, F.M. (VOLTAIRE).- Contos. (trad.) São Paulo, Abril Cultural, 1972, p. 595-596.
14. ROSA, H., SILVÉRIO, A.O, PERINI, R.F. et al. Bacterial infection in cirrhotic patients and its relationship with alcohol. Am. J. Gastroenterol. 95: 1290-1293, 2000.
15. KESHAVARZIAN, A. – Alcohol: "Ice-Breakear" yes. "Gut Barrier-Breaker", may be.Am. J. Gastroenterol 95:1124-1125, 2000.
16 LEDINGHAN, J.C.G. – The bacteriological evidence of intestinal intoxication. Brit. Med. J. 1913, p.821-823.
Professor Joffre M. de Rezende

»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««





Colonterapia
“Hidrocolonterapia e Dieta Antioxidante para o Rejuvenescimento”

Quatro séculos antes de Cristo, Hipócrates (considerado o pai da Medicina) já falava: “Faz da comida o teu remédio”. Esta afirmação nunca foi considerada tão verdadeira como nos tempos atuais por médicos e cientistas que complementam: “De todos os fatores que afetam o envelhecimento, a dieta é o mais importante”.

Além de classificarmos em alimentos ruins ou bons para a saúde, temos uma nova classe de alimentos que fornecem ao organismo substâncias que auxiliam na prevenção e até no tratamento de doenças. São os alimentos antioxidantes, têm a capacidade de combater os temidos radicais livres, que em excesso, comprometem o bom funcionamento do organismo e aceleram o envelhecimento. Sabe-se que a maioria dos radicais livre se forma no intestino, por isso a importância de uma dieta antioxidante e limpeza intestinal.

Atualmente sabemos que tanto as frutas como as verduras são potentes antioxidantes naturais. As vitaminas C, E e A presentes em abundância em frutas como a laranja, acerola, manga e maçã têm o poder de reduzir os radicais livres. Um copo de suco de acerola, por exemplo, tem aproximadamente 1grama de vitamina C.

A dieta do mediterrâneo vem ganhando destaque neste assunto, devido ao uso de azeite de oliva extra virgem e nozes, que são poderosos redutores do LDL (o colesterol ruim ) e ajudam na longevidade.

Estudos comprovam também que a Aveia e Suco de uva ajudam a proteger o coração. Este último, devido a um pigmento encontrado na casca das uvas vermelhas, os flavonóides, que aumentam as taxas do bom colesterol e ajudam a prevenir o enrijecimento das artérias.

Outro poderoso alimento para a prevenção de doenças é o tomate. Especialistas recomendam 1 colher e meia de molho de tomate ao dia ajuda a reduzir em até 50 % o risco de 11 tipos de câncer, entre eles os de esôfago e próstata. Claro, desde que o tomate venha de uma cultura orgânica.

Outros alimentos antioxidantes são a soja, chá verde, alho, castanha do Pará, que também ajudam a prevenção de males cardíacos.

Além da dieta, outras dicas são importantes:

Sempre tenha frutas em lugar visível na casa, pois na hora da fome escolhemos os primeiros alimentos que aparecem em nosso campo visual;
Evitar comer distraidamente, em pé ou vendo televisão;
Em restaurantes, peça que o molho da salada seja servido a parte;
Inclua pelo menos de 3 a 5 frutas na alimentação diária. Elas podem atrasar o seu relógio biológico em até 4 anos;

Muitas pessoas têm dificuldade em mudar hábitos alimentares. Uma boa opção é fazer uma limpeza intestinal e uma reeducação alimentar orientada por um bom profissional.

Esta limpeza pode ser feita através do enema que consta da higiene intestinal através da introdução de uma cânula fina no ânus ligada a uma bolsa com 1 litro de água. Ou esta pode ser mais completa através da Colonterapia.

A Colonterapia é um processo de limpeza intestinal que desintoxica através da remoção das fezes retidas no intestino grosso, acompanhado de uma dieta antioxidante.

Muitos pacientes com este procedimento sentem mais vitalidade, disposição e consciência corporal. Assim ao cuidar do nosso sistema digestivo, melhoramos nossas emoções, retardando os sinais de envelhecimento e viveremos com muito mais energia.

Baseado nisto pode-se perceber a importância desse órgão esquecido pela maioria de nós.Então cabe reafirmar que uma dieta antioxidante, rica em fibras e alimentos orgânicos, exercícios físicos, limpeza intestinal, pensamentos positivos, meditação e o respeito às características individuais de cada um pode nos levar a uma vida com saúde, longevidade e felicidade.

Fonte: Tiago Almeida e Solange, autores do livro “Colonterapia: Reeducação Alimentar, Desintoxicação, Rejuvenescimento” (editora Gran Sol).

Ter o peso ideal com Alimentação Viva - Testemunhos

Aqui tem alguns testemunhos provando que é possível obter o peso ideal comendo alimentos crus. Sem suplementos nem medicamentos, sem matar animais, etc.
»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»
Para além de obeso Joel era viciado em cocaína até mudar para a Alimentação Viva

Not only was Joel overweight and un-healthy, (hey, he's a good friend, we can call it like it is) but he was also addicted to cocaine.

»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»
Uma das mais conhecidas figuras do movimento crudivoro em Inglaterra.
Shazzie ,22 meses depois de se iniciar à Alimentação Viva. Dá para dizer "UAuuuu!"

UK raw-food author and Chef Shazzie went from many years cooked (left) to 22 months raw (right). Can you say,"WHOA!"



»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»
Limpeza ao cólon e alimentos crus.

Antes e depois. Em 4 semanas Jason perdeu 8.64 Kg (79.09 Kg para 70.45 Kg)

4 weeks, 19 lbs lost.
(174 lb to 155 lb)
Jason went to the Ejuva Intestinal Cleanse because it had a nice transitional steps for individuals who've been doing the Standard American Diet for quite sometime now.





»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»
Abbey "Cozida" (antes), Abbey "Crua" (depois). Abbey, com 24, numa missão para ganhar peso. Ela passou de 40 Kg para 45.45Kg em 4 meses comendo tudo cru.

Abbey Cooked (before), Abbey Raw (after). Abbey, age 24, set out on a mission to gain weight the healthy way. She went from 90lbs to 100lbs in four months eating a raw food diet.
»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»

Pode parecer fenómeno mas não é. Com uma dieta crua, natural e vegana, sem suplementos, nem "pós", nem bebidas á base de proteinas - só um fenómeno 100% natural.
E depois chamem-lhe "dieta de coelho"...

This is a phenomenistic breakthrough with 100% RawVegan Organic Natural foods, no supplements, no powders, no protein drinks - just 100% natural phenomenal body building!
Than you can call it "Rabitt Diet"...







Shannon Oliver, crudivoro vegan
"body builder"
Shannon Oliver, raw vegan body builder
»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»
Mais fotos - more fotos
http://www.flickr.com/photos/raw-food/sets/1088022/

http://www.flickr.com/photos/48624003@N0
0/

Proteínas e vegetarianismo*

O tema proteína em alimentos de origem animal ou vegetal gera muita confusão.

Esse é um dos grandes mitos sobre o vegetarianismo.

Proteínas são compostas por aminoácidos.

Vamos deixar bem claro: não existe nenhum aminoácido necessário ao organismo humano que não seja encontrado nos alimentos do reino vegetal.

Dizer que o a proteína vegetal é incompleta também é um erro.

Alguns grupos alimentares, como cereais (arroz) e leguminosas (feijões) apresentam o quePublish chamamos de aminoácido limitante. É um aminoácido em quantidade um pouco menor do que os outros. No entanto, existem todos os aminoácidos essenciais em cada um desses grupos.

Grande parte da confusão provém da falta de conhecimento de alguns profissionais de saúde sobre conceitos básicos de nutrição, como: valor biológico, aminoácido limitante, NPU, qualidade da proteína (PDCAAS), proteínas complementares, digestibilidade...

Se o indivíduo atinge suas necessidades calóricas diárias com alimentos baseados em grãos, automaticamente a sua cota protéica com todos os aminoácidos essenciais é atingida.

Estudos populacionais mostram que a dieta vegetariana (inclusive a vegana) excede a necessidade de aminoácidos essenciais.

Para acabar com as dúvidas foi realizado um amplo estudo de revisão sobre o assunto (metanálise). Foi demonstrado que não há diferença na incorporação da proteína no corpo humano quando ela é proveniente do reino animal ou vegetal.

Existem marcadores sangüíneos que podem ser dosados para verificar o "estado protéico" da pessoa. A albumina sangüínea é um deles. Veganos têm níveis sangüíneos significativamente mais altos do que não vegetarianos, evidenciando um ótimo perfil de nutrição protéica.

Aos profissionais de saúde:

Ao calcular a oferta protéica de um vegetariano tenha certeza de que ele atinge o valor calórico total de calorias não protéicas.

Proponha variações dos grupos alimentares.

Alguns pesquisadores sugerem que devemos calcular a necessidade protéica de crianças veganas como sendo até 35% mais alta. Isso se deve à menor digestibilidade da proteína vegetal.

Confira as informações em:

Rand WM, Pellett PL, Young VR. Meta-analysis of nitrogen balance studies for estimating protein requirements in healthy adults. Am J Clin Nutr. 2003;77:109-127.

Position of the American Dietetic Association and Dietitians of Canada: Vegetarian diets. J Am Diet Assoc. 2003;103:748-765.(www.svb.org.br/artigos/artigos.htm).

*Dr. Eric Slywitch
Médico, coordenador do departamento científico da Sociedade Vegetariana Brasileira. Especialista em nutrologia (ABRAN) e nutrição enteral e parenteral (SBNPE). Pós-graduado em nutrição clínica (GANEP). Especialista em nutrição vegetariana.

Calculadora de Nutrientes

Calculadora de Nutrientes
Para calcularem o valor dos nutrientes



Tabela em pdf do valor dos alimentos
sexta-feira, 26 de janeiro de 2007

VIDEO:Cru durante 30 dias - Cura de Diabetes

Raw For 30: A Powerful Documentary - Cru durante 30 dias






Resumo:

É um documentário poderoso sobre um grupo de americanos com diabetes que conseguiram deixar a insolina em poucas semanas com uma dieta de alimentos crus.


Raw For 30 is a powerful documentary, in the works, about a group of average Americans who healed their diabetes naturally, (thnx Chris Whitcoe for the link). Produced by Patagonia Films, a Gabriel Cousins inspired venture, this flick has the potential of being being as big, or bigger, than Supersize Me.

One thing is for sure, this film is going to totally shake up this house. Can you imagine? Billions of dollars spent on diabetes research and then comes a long a no-name film maker and a tiny healing center that stands up and says, "Not only do we have a cure, but all y'all pharmaceutical companies out there just got punked!"

Is it me, or is this whole raw food movement starting to get really exciting?! Mad props to Michael, Dr. Gabriel Cousens, David Wolfe and the entire Raw For 30 film team.

O Cânhamo - super comida e não só

Cannabis ruderalis

As sementes de cânhamo foram consumidas pela humanidade (e pelos animais) durante séculos. Populações inteiras, sobretudo na China, sobreviveram em épocas de fome devido a estas sementes. Na China, nocinema, ainda se podem comprar sementes de cânhamo tostadas, da mesma forma que no Ocidente se encontram pipocas.

Segundo Rowan Robinson, autor do livro Manifesto do Cânhamo, o cânhamo, pelas suas múltiplas aplicações e qualidades, teve e terá um impacto positivo na sociedade em que vivemos e na ecologia do nosso planeta.

As sementes de cânhamo têm uma proporção de ómega 3 e 6 ideal para a
saúde humana. São igualmente ricas em minerais e em aminoácidos
essenciais, o que as torna numa fonte completa de proteínas. Pela sua
riqueza nutricional podem mesmo ser consideradas um super alimento da
natureza.

O consumo do óleo e das sementes de cânhamo é ideal para pessoas com
baixo nível de ácidos gordos essenciais, e também para atletas e
crianças. É ainda particularmente valioso à população vegetariana e
vegana, que encontra no cânhamo uma fonte completa de proteínas.

A semente de cânhamo é única no reino vegetal! O seu perfil de
proteínas e gorduras é o mais completo, e ideal para a nutrição do
corpo humano. Nenhuma outra planta, se compara ao cânhamo na sua
variedade e equilíbrio de benefícios nutritivos, tornando-o a
principal fonte de alimento ideal do Mundo.

Os ácidos gordos essenciais (AGE) são importantes e devemos comê-los
porque o nosso corpo não os fabrica. O cânhamo é a melhor fonte de
AGE, não só porque tem o total de AGE mais elevado de qualquer óleo
de semente (80%), mas também porque a proporção de AGE é considerada
a melhor para o equilíbrio da saúde humana. Os AGE baixam a pressão
arterial e ajudam os músculos a contrair, a regular o ácido do
estômago e a temperatura do corpo. Os AGE são também necessários para
o funcionamento normal do sistema reprodutivo, regulação de hormonas
e para quebrar os depósitos de colesterol nas artérias.

As sementes de cânhamo inteiras (com casca) são ótimas para fazer
leite de sementes de cânhamo, para germinados ou moídas para usar em
receitas com farinha. Por sua vez, as sementes descascadas são ideais
para povilhar massas, saladas, arroz, para enfeitar sobremesas ou
para comer simples.

O óleo de cânhamo tem um sabor suave e é ideal para temperar saladas.
Devido ao seu elevado índice em ácidos gordos essenciais, não deve
ser aquecido porque o calor destruirá os ácidos gordos. No entanto,
pode ser adicionado a todos os alimentos retirados do calor, para
melhorar o seu sabor e índice nutritivo.

Uma das maneiras mais simples de consumir cânhamo é em batidos. Basta
misturar sementes de cânhamo orgânicas (inteiras ou descascadas) com
fruta e um pouco de sumo num liquidificador.

Uma outra forma de aproveitar toda a riqueza nutricional do cânhamo é
confeccionar leite das suas sementes. A receita é simples: coloca as
sementes de molho durante 24 horas com algumas amêndoas orgânicas.
Escorre, passa por água e mistura numa liquidificadora com um pouco
de água. Coa com um pano ou um passador e está pronto a consumir.
Pode ser conservado durante 48h no frigorífico. Uma máquina de leite
de soja permite também confeccionar o leite de cânhamo (assim como de
outras sementes e frutos secos) de forma mais rápida e prática.

As sementes de cânhamo têm uma proporção de ómega 3 e 6 ideal para a
saúde humana. São igualmente ricas em minerais e em aminoácidos
essenciais, o que as torna numa fonte completa de proteínas. Pela sua
riqueza nutricional podem mesmo ser consideradas um super alimento da
natureza.
O leite de cânhamo é, por isso, uma bebida muito rica em aminoácidos
essenciais e em ácidos gordos ómega 3 e 6.




Informação Essencial sobre o Cânhamo - para além da alimentação

O Cânhamo é uma das primeiras plantas a ser cultivada pelo homem há
mais de 10.000 anos. Foi a primeira fibra têxtil a ser usada. Cresce
de forma natural, não precisa de pesticidas nem herbicidas e
proporciona o azoto que a terra necessita para se tornar mais fértil.
Uma das fibras mais longas e mais produtivas da natureza. É 30% mais
resistente do que o algodão, possui um grande poder de absorção (de
20 a 30% do seu peso); não se detriora, é anti-estática, reflecte
mais de 95% dos raios UV; resite ao mofo e aos micróbios, por isso
recomenda-se a quem sofra de alergias ou intolerâncias; possui um
óptimo poder isolante.


O Cânhamo como Tratamento para as Doenças de Hoje

Cânhamo na nutrição


É um suplemento moderno e saudável para quase todos os tipos de
comidas, pastelaria e massas. O cânhamo comestível satisfaz uma
nutrição adequada com ingredientes de grande qualidade.

A semente de cânhamo (descascada ou inteira) providência:

- Todos os aminoácidos necessários (essenciais e não-essenciais)

- No óleo de cânhamo 75-95% de ácidos gordos não saturados na
proporção ideal para a nutrição humana



- 2-4% AGL para uma condição saudável do sangue

- a maioria dos nutrientes minerais (cálcio, potássio, fósforo, ferro e muitos outros)

- Fibras alimentares, que são boas para a digestão

- Vitaminas variadas (vitamina B e E)

O cânhamo comestível favorece um metabolismo saudável para todas as células com os seus ingredientes vitais e fortalece as defesas do corpo. Por isso o cânhamo comestível devia fazer parte da nutrição

diária para a vitalidade e bem-estar de todos. A suficiência das colheitas de cânhamo muito raramente é ultrapassada, quer nutricionalmente, quer fisiologicamente. Providência ao corpo humano todos os ácidos gordos não saturados necessários, que têm um papel essencial na manutenção das células vitais, na composição de hormonas e no balanço perfeito de lípidos no sangue.

A qualidade biológica da proteína nutricional do cânhamo é de grande valor e pode ser comparada à da clara de ovo e à da carne. É também livre de colesterol e de ácidos trans-gordos nocivos. A variedade de sais minerais e micro nutrientes e vitaminas providência ao corpo os
nutrientes essenciais para garantir um metabolismo estável das células.



Um terço dos ingredientes são carboidratos e fibras alimentares para uma boa digestão do corpo. Como praticamente todas estas propriedades valiosas no cânhamo comestível são utilizadas imediatamente como substâncias auxiliares no metabolismo diário do corpo o perigo de estas se alojarem como gordura, praticamente não existe.Reciprocamente, o cânhamo comestível sempre foi um agente nutricional terapêutico devido à sua acção fortalecedora do sistema imune, o seu
consumo regular aumenta o poder de resistência do corpo contra infecções patológicas e células cancerígenas persistentes.

O Ácido Gama Linolenico que o óleo de cânhamo comestível contém, regula a gordura no sangue para os seus níveis saudáveis e consequentemente previne a arteriosclerose, os ataques de coração e os acidentes cardiovasculares.

Na Esclerose Múltipla, já é conhecida a acção da Marijuana para prevenir e ajudar os doentes contra as dores, mas o Cânhamo comestível é importantíssimo numa dieta de doentes com Esclerose Múltipla:

Quem sofre de Esclerose Múltipla necessita de ingerir uma maior quantidade de AGEs para reparar e reconstruir a Mielina.

Os AGE são os materiais naturais vitais para a restituição/reparação da Mielina. Também ajudam na transmissão dos impulsos nervosos, e como sabem fortalecem o sistema imune e são vitais para muitas outras funções.

O Cânhamo é uma fonte SUPERIOR de AGEs com a taxa perfeita de 3:1.O óleo de Cânhamo também é rico em Vitamina E, um antioxidante natural. Os antioxidantes previnem a deformação das células e ajudam o metabolismo. Também se sabe que previnem o aparecimento de células cancerígenas.

O consumo de Cânhamo bloqueia a absorção do mau colesterol (lipoproteína de baixa densidade), baixando os seus níveis e aumentando os níveis do bom Colesterol (lipoproteína de alta densidade). O Cânhamo é por estas razões eficiente na luta contra doenças degenerativas, incluindo Esclerose Múltipla, artrite, doenças cardio vasculares, cancro, diabetes, problemas de pele, e disfunções imunológicas.



Uma paciente de Esclerose Múltipla (ler http://www.msmeans.ca/hemp.html ) que toma uma a duas colheres de óleo de cânhamo por dia diz neste site:

O óleo de cânhamo não cura a Esclerose Múltipla mas fornece os AGEs necessários, e acredito que finalmente tenho os meus “tanques “de AGE cheios ao nível ideal, e que por essa razão, a minha saúde esta muito melhor . Desde que comecei a tomar uma dose regular e diária de óleo
de cânhamo, reparei em várias melhorias na minha saúde

• Um melhor funcionamento da minha bexiga – urinar com
menos frequência

• Os meus níveis de energia estão bastante melhores - Tenho muitos menos dias em que só os medicamentos me ajudam a manter-me alerta e acordada.

• Uma pele e cabelo mais saudáveis - menos acne de adulto e um cabelo mais brilhante e macio

• Um grande melhoramento dos sintomas PMS – Não preciso de dizer mais nada!

• Uma melhor sexualidade – o regresso da libido - Não preciso de dizer mais nada!

A minha saúde está sinceramente melhor e espero que venha ainda a melhorar. Acredito sinceramente que o consumo regular e diário de óleo de cânhamo facilitou a minha capacidade de manter a minha saúde ao melhor nível possível!

A redescoberta de uma nutrição consciente e saudável que inclua o consumo regular de cânhamo comestível é a solução para muitas das doenças de hoje!



COMIDA

«O Buddha comia uma semente de cânhamo por dia, durante os seus 6 anos de jejum, para se disciplinar antes de alcançar a iluminação.»
Os ácidos gordos essenciais (AGE) são importantes e devemos comê-los porque o nosso corpo não os fabrica. O cânhamo é a melhor fonte de AGE, não só porque tem o total de AGE mais elevado de qualquer óleo de semente (80%), mas também porque a proporção de AGE é considerada a melhor para o equilíbrio da saúde humana. Os AGE baixam a pressão arterial e ajudam os músculos a contrair, a regular o ácido do estômago e a temperatura do corpo.

Os AGE são também necessários para o funcionamento normal do sistema reprodutivo, regulação de hormonas e para quebrar os depósitos decolesterol nas artérias. Um corpo com falta de AGE sofre mudanças na estrutura celular que podem resultar em: cabelo quebradiço e sem brilho, problemas nas unhas, caspa, alergias e dermatites. De facto, maior parte das doenças associadas a artrites e manchas na pele são devido á insuficiência de AGE.


A semente de cânhamo é única no reino vegetal! O seu perfil de proteínas e gorduras é o mais completo, e ideal para a nutrição do corpo humano. Nenhuma outra planta, nem mesmo a soja, se compara ao cânhamo na sua variedade e equilíbrio de benefícios nutritivos, tornando-o a principal fonte de alimento ideal do Mundo. As sementes de cânhamo contêm fibras, proteínas e Ácidos Gordos Essenciais (AGE). Pode usar-se o óleo para saladas e cozinhados, para fazer farinha para bolachas, pizza, massa e pão.
Não é interessante que a semente de cânhamo tenha servido como fonte de alimento primário durante os tempos de fome na China, Europa e Austrália, na II Guerra Mundial?

O cânhamo é um elemento viável na luta Mundial contra a fome, e é saudável para todos nós!

COSMÉTICOS

«Os óleos originais usados em cosméticos como: cremes para bébes, cremes para a cara, creme de barbear, loções corporais são feitos a base de óleos minerais que – advinhem – são um derivado do petróleo!.»

Muitas pessoas não fazem ideia que os produtos de maquilhagem e cuidados pessoais que aplicam na cara e no corpo são baseados em petróleo. Para perceber porque é que os óleos minerais estão longe de ser uma contribuição para a saúde e beleza, primeiro temos que
perceber que toda a vida na terra é baseada, essencialmente em carbono, oxigeno e hidrogénio. Plantas vivas e outros organismos são baseados em carbono vivo. A vida existente há milhões de anos ou está fossilizada ou tornou-se carbono “morto”. Quando usamos cosméticos que contêm óleos minerais estamos basicamente a tentar revitalizar os nossos corpos com materiais mortos. Isto não faz sentido. Apenas os óleos de plantas vivas –fontes de carbono vivo- contêm propriedades regenerativas. Então porque é que o óleo mineral existe em tantos produtos? Numa só palavra: Preço! À parte de ser um óleo incolor e inodoro, a sua principal vantagem é que poucos óleos vegetais conseguem competir economicamente com eles. No fim, a nós como
consumidores é-nos oferecido uma notável linha de cosméticos que beneficia a nossa saúde tanto como uma caixa de Twinkees ou Maltesers.

Por outro lado, descobriu-se que o óleo de cânhamo, é altamente nutritivo, essencial para o cabelo e pele, promove o crescimento e retarda o envelhecimento. O cânhamo tem excelentes propriedades regenerantivas e hidratantes para a recuperação de doenças de pele e é particularmente usado por pessoas que sofrem de eczema e psoríase.

No reino das plantas, o cânhamo contém a mais elevada quantidade de ácidos gordos essenciais para a saúde do nosso corpo e foi provado cientificamente, ter efeitos bioquímicos e terapêuticos quando aplicados. O óleo de cânhamo pode ser encontrado em champôs, sabonetes, condicionadores, gel de banho, creme hidratante, batom eoutras preparações de cosméticos.

TÊXTEIS

«As primeiras calças de ganga azul da Levis, foram trabalhadas em lona de vela de barco, 100% feita de cânhamo. A lona foi importada de Nim-França e assim surgiu o “de Nim” ou “denim”.»
Da corda mais forte à renda mais fina, o cânhamo é a fibra mais versátil do Mundo, sendo responsável por centenas de produtos que estão no mercado hoje em dia. O cânhamo é usado em todo o tipo de vestuário, desde meias e sapatos a casacos e vestidos; acessórios desde malas e mochilas a cortinas e toalhas de mesa. Podem fazer-se tapetes e cordas através das fibras mais grossas. A fibra mais fina é delicada suficiente para ser tecida com seda. O cânhamo é a fibra mais longa da natureza, em comparação com as outras plantas. É naturalmente resistente ao bolôr e aos raios UV. E o cânhamo torna-se mais macio com as lavagens à medida que as fibras relaxam com a água.

O cânhamo é extremamente eficiente numa perspectiva ambiental com um bónus da sua grande qualidade. O cânhamo cria sementes que deixam o solo rico em depósitos de nitrogénio, fazendo crescer a produção das colheitas rotativas. Não usando praticamente pesticidas, o cânhamo produz mais 250% de fibras do que o algodão. Além de que o algodão requer mais água e pesticidas do que outra colheita comercial, deixando o solo empobrecido. De facto, nos EUA, metade dos produtos químicos agrícolas são usados em conjunto com as plantações de algodão, isto quer dizer que metade dos produtos químicos que estão a destruir os nossos rios provêem da plantação de algodão. A planta de algodão já foi tão geneticamente modificada que não se pode considerar uma fibra natural, mas sim uma planta que só se mantém através da pulverização de químicos. Pense nisto a próxima vez que comprar 100% algodão.

COMBUSTÍVEL

«Plantar apenas 6% dos Estados Unidos com uma colheita de biomassa, como o cânhamo, seria suficiente para satisfazer completamente as necessidades domesticas de óleo e gás.»

Sabia que o típico Americano trabalha desde 33 a 40 horas apenas para suportar as suas necessidades de energia? É verdade, 80% do dinheiro ganho é gasto em energia; tanto na energia despendida para cozinhar, como na gasolina para carros, manufactura, armazenamento e transporte dos produtos que compramos. As fontes de energia fóssil são responsáveis por 80% da poluição do Meio Ambiente. Estima-se que a América já tenha esgotado 80% de energia fóssil. Não é isto o principio de uma catástrofe?

O cânhamo industrial é o produtor número um de biomassa na terra, sendo um adversário actual e significativo na condição económica do combustível limpo. O cânhamo tem quatro vezes mais biomassa e celulose potêncial, e oito vezes mais metanol potêncial que a sua colheita adversária – o milho. Carvão e óleo são as maiores fontes de chuvas ácidas. A biomassa do combustível queimado é limpa e não contem nenhuns sulfatos, nem produz fumo durante a combustão. O ciclo de crescimento e colheitas de biomassas para queimar matêm o nível de
dióxido de carbono terrestre num perfeito equilíbrio. O que significa que temos menos probabilidades de experienciar as mudanças climáticas globais (efeito de estufa) derivadas do excesso de dióxido de carbono e vapores de água dos combustíveis fossilizados. Pense em todas as oportunidades económicas que poderiam ser criadas, produzindo energia pura em vez de pormos em perigo a nossa saúde com os restos de uma fonte suja e insustentável.

PAPEL

«A Bíblia de Gutenberg - o primeiro livro a ser impresso - foi impresso em papel de cânhamo. 600 anos depois as páginas continuam em boas condições. Os esboços originais da Declaração da Independência e da Constituição Americana foram, também, imprimidos em papel de cânhamo.»

O Governo Americano com o interesse de fabricação de papel, que implica o cortar de árvores, construiu quase meio milhão de milhas estradas, nas florestas federais - 10 vezes mais o comprimento da Auto-Estrada Federal Inter-Estatal. Depois vendem os produtos da floresta à industria de papel e madeira, por menos do que custou ao Governo as estradas e aadministração do programa. As estradas para as cerrações, são a maior causa de torrentes de lama e erosão do
solo, que arruinam as “camas” de ovas de salmão e outras espécies sob ameaça, no Oceano Pacifico. Os contribuintes Americanos estão a financiar a dizimação das suas florestas, apenas para lerem sobre isso nos jornais feitos pelas mesmas árvores. Entretanto, estão permanentemente a roubar ao planeta as suas velhas árvores, as quais providenciam um nível critico de oxigénio e ar puro necessário para manter a raça humana viva.

O cânhamo é o melhor papel do Mundo, devido ao material de qualidade e dum ponto de vista Ambiental. Um campo de cânhamo fornece a mesma quantidade de polpa que quatro campos de árvores.
O papel de canhamo resiste á decomposição e não se torna amarelo como o papel derivado das árvores. As fibras longas e exteriores do cânhamo criam um papel de grande qualidade para livros e revistas. As fibras curtas, do núcleo do cânhamo, criam jornal, papel, tecido e
embalagens. O processo de moer o papel de cânhamo não contém nem cloro nem outros produtos químicos ásperos, que podem acabar com os rios, ribeiros e o abastecimento local de água. O melhor de tudo, é que a fibra de cânhamo é a mais forte do Mundo, o que significa que
pode ser reciclada diversas vezes, mais do que o papel de madeira e outras fibras alternativas.

PRODUTOS DE LIMPEZA E TINTAS

«Quando limpamos as nossas casas com produtos convencionais, estamos a remover sujidade orgânica, poeira e óleos com químicos não biodegradáveis - químicos esses que nós inalamos antes de serem enviados pelos esgotos até aos Oceanos! O que há de limpo nisto?»

Porque é que usamos produtos de limpeza baseados em petróleo? Serão eles melhores do que os produtos naturais? São mais baratos? Na maioria dos casos a resposta é não! Todos os produtos de limpeza contêm agentes que actuam em superfícies. Muitos destes agentes sintéticos, provêm do petróleo e outros químicos. Os agentes naturais provenientes dos óleos vegetais conseguem fazer o trabalho tão bem ou melhor do que os agentes baseados em químicos. Algumas companhias que usam os agentes químicos têm que pagar para tratar os resíduos tóxicos que poluem as águas, pois faz parte das Leis Ambientais.

Porque não usar apenas produtos naturais e biodegradáveis? Testes Europeus, indicam que os produtos de limpeza com agentes naturais baseados no óleo da semente de cânhamo trabalham de modo igual ou melhor do que outros baseados em óleos como: côco, soja e canoula. Os
produtos baseados em cânhamo podem limpar tudo desde janelas e mobílias, a motores de aviões a jacto. O óleo de cânhamo é um candidato para várias aplicações industriais onde é usado o óleo de linhaça.

O óleo de cânhamo contém agentes de secagem naturais usados nas tintas, nos vernizes e isolantes, que tornam a madeira altamente resistente á água. De facto, a partir de 1937, todas as pinturas de qualidade foram feitas com uma base de óleo de cânhamo.

MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO

«Henry Ford desenhou e construiu um carro com cânhamo moldado por compressão e outras fibras naturais. Ele concebeu-o para ser utilizado com combustível de cânhamo.»

O cânhamo pode ser usado para construir carros. Existem companhias naAmérica e na Europa que constroem os painéis das portas e os pára-brisas do carro com fibra de cânhamo juntamente com resina ou plástico. A Ford, a Mercedes-Benz, entre outros, substituíram a fibra de vidro mais perigosa e mais cara por fibra cânhamo. Hoje em dia, esses carros andam nas estradas!

Pode construir-se uma casa com cânhamo. Hoje em dia o cânhamo já esta a ser usado para produzir calafetagem, cimento, fibra plástica em chapas, pavimentação, isolamentos, aglomerados de madeira, gesso, contraplacado, e telhados. O material endurecido é resistente ao
apodrecimento, a roedores, a insectos e ao fogo. É várias vezes mais leve que o cimento e providencia isolação térmica e sonora. Canos de betão reforçados com fibra de cânhamo custam menos de um terço do preço do polipropilene (material parecido com o plástico), tem uma grande flexibilidade e maior resistência à quebra. A fibra plástica feita de cânhamo é duas vezes mais forte, e três vezes mais elástica do que a fibra plástica feita de madeira. Devido à sua força e flexibilidade superiores e resistentes a quebras, é consequentemente excelente para áreas susceptíveis a tempestades, tornados e terramotos.

Henry Ford gostava de dizer “Para quê usar as florestas que demoram séculos a serem criadas, e as minas que requerem épocas para se estabelecerem, se nós podemos ter produtos florestais e mineras equivalentes ao crescimento anual dos campos?” George Washington Cover tinha uma resposta: “Eu acredito que o Grande Criador colocou minérios e óleos na terra para nos dar um “pequeno descanso”. Como nós os esgotámos devemos estar preparados para voltar às nossas
quintas, que são o verdadeiro armazém de Deus, e que nunca se esgotará! Nós podemos aprender a sintetizar o material para cada necessidade humana a partir das coisas que crescem!”

Este “pequeno descanso” terminou há 60 anos, quando Henry Ford construiu o seu carro. A partir daí, metade das florestas foram destruídas - eram uma fonte primaria de ar puro.

Apenas 3% das florestas originais dos Estados Unidos ainda existem.

Muitas das florestas, de velho crescimento, na Austrália, estão a ser destruídas para aparas de madeira.

Se não começarmos a usar cânhamo para ajudar a construir as nossas sociedades, o que iremos usar?



Neurodermite ou Líquen simples crónico (LSC) – eczema nervoso



O uso medicinal do óleo de cânhamo é conhecido há séculos. No entanto até ao momento, a ciência só tem pensado no óleo de cânhamo como um componente activo. Por isso, o óleo de cânhamo é pouco conhecido como fornecedor dos Ácidos Gordos Essênciais Alfa Linoleico e Acido
Linolénico e acime de tudo o Ácido Gama Linolenico. Enquanto isso, menos de 100 gramas de sementes (ou 30 gramas de óleo) é o suficiente para as nossas necessidades diárias de Ácidos Gordos Essenciais. Ao examinar o composto de ácidos gordos nas sementes de cânhamo vemos
uma grande proporção de gordura poli-insaturada: Ácido linoleico, Alfa Linolenico e o raro Ácido Gama Linolenico.



O óleo de cânhamo comprimido a frio pode ter um papel importantíssimo como um suplemento medicinal ou nutricional com a sua contribuição de ácidos linoleico e linolenico. O óleo de cânhamo é um óleo comestível muito bom e o único que contém Ácido Gama Linolenico. Por isso pode ser integrado na dieta de quem sofre de LSC. Isto é particularmente importante para pacientes com problemas em tomar medicação.



Uma deficiência em ácidos gordos essenciais pode provocar mutações na pele ou variantes como a LSC. Os AGE’s são um instrumento na função protectora da pele. Eles regulam a perca transepidérmica de água que pode ocorrer através cutículas. Estes sintomas aumentam com a
insuficiência de AGE’s. O tratamento de LSC usando estes AGE’s pode ser feito de duas maneiras:



O método convencional é tomar ácido linoleico e AGL oralmente. A aplicação destes num gel também é possível. A conversão enzimática do ácido linoleico em AGL é interrompida no paciente e a deficiência de ácidos gordos de cadeias longas emerge. Ist pode então ser balançado
através da administração selectiva de AGL.



A sua eficácia é comprovada por análises.
Houve inúmeras análises levadas a cabo no estudo do impacto terapêutico do ácido linoleico e do AGL. Wright & Burton (1982) fizeram uma análise em 99 adultos e crianças. Os pacientes receberam 360mg de ácido linoleico e 45mg de AGL 12 vezes por dia durante 12 semanas. O resultado foi um melhoramento significativo da patologia das suas peles. No total, um melhoramento de 30%, e sem efeitos secundários. A dose aplicada era o equivalente a 12 vezes 1,5g de óleo de cânhamo. Num estudo realizado por Fiocchi e os seus colegas (1994), crianças (com 11.4 meses em média) foram tratadas com 3g de AGL por dia durante 28 contra o LSC. Isto seria cerca de 100ml de óleo de cânhamo. O tratamento provou-se ser eficiente, seguro e sem efeitos secundários. Aanstey e os seus colegas (1990) fizeram um estudo controlado com um placebo e um creme contendo AGL em 12 pacientes com LCS durante 12 semanas. No final o creme com AGL provou ser superior ao placebo.

A conversão de sementes de cânhamo e óleo de cânhamo em substâncias activas funciona assim... A absorção de 1g de AGL requer 100g de sementes de cânhamo ou 30ml de óleo de cânhamo. Para satisfazer a necessidade diária de ácido linoleico é preciso menos de 20ml de óleo
de cânhamo ou 50g de sementes.


Até ao momento o tratamento para a Neuroderite era feito com óleo de prímula matina e de borragem. Estes óleos não mostram vantagens terapêuticas em relação ao óleo de cânhamo e são significativamente mais caros.

Factos sobre o Cânhamo



- Até meados de 1880, mais de três quartos de todo o papel no mundo era feito de cânhamo.

- Uma colheita de cânhamo produz 4 vezes mais fibra crua do que uma
plantação de árvores de tamanho equivalente.

- As árvores demoram 20 anos até serem adultas, o cânhamo demora 4 meses.

- O cânhamo não precisa de pesticidas porque é intragável para os insectos.

- O cânhamo não precisa de herbicidas porque cresce depressa demais para as ervas daninhas.

- O cânhamo repele até 95% dos raios ultra-violeta quando tecido numa malha apertada.

- O cânhamo absorve mais água do que o algodão e tem uma força tênsil 3 vezes superior.

- A produção de papel de cânhamo não usa lixívias que podem poluir os
rios próximos da fábrica.

- O papel de cânhamo amigo do ambiente é mais forte e mais duradouro
do que o papel feito da madeira.

- O papel de cânhamo ainda é usado para fazer notas e arquivos.

- Desde mais de mil anos antes de Cristo e até cerca de 1880 DC, o cânhamo foi o maior cultivo agrícola e industria do planeta, produzindo a esmagadora maioria das fibras, tecidos, óleos, papel,
incensos e produtos medicinais do planeta, assim como sendo a principal fonte de alimento para humanos e animais.

- A guerra de 1812 entre a America e a Inglaterra foi sobretudo sobre
o acesso ao cânhamo da Russia.

- Uma das razões principais para a invasão da Russia por Napoleão em 1812 foi também as provisões de cânhamo Russas.

- O cânhamo usa a luz do sol com mais eficácia do que qualquer outra planta no planeta.

- O cânhamo cresce praticamente em qualquer tipo de solo e clima e é uma excelente razão para usar terrenos que de outra maneira estariam abandonados.

- Até principios de 1800 a palavra "linhos" referia-se a tecidos grosseiros feitos do cânhamo ou linho.

- O óleo de cânhamo era refrido na Bíblia pelo nome. Aparentemente, etimologistas na Universidade Hebraica em Jerusalém, confirmaram que a palavra "kineboisin" ( também escrita "kannabosm") referia-se ao cânhamo usado numa pomada sagrada. Ver Exodus 30:23 onde a palavra foi mal traduzida para "cálamo".

- O óleo da semente de cânhamo dá a chama mais brilhante nas lamparinas a óleo e é usado desde Abraão. os Citas costumavam urificar-se com óleo de cânhamo que deixava as suas peles
"brilhantes e limpas".

- Até 1850 muito do papel era feito de cânhamo. Desde 1900, a maioria dos jornais, livros e revistas passou a ser feito de papel de polpa da madeira. Papel barato e dispensável, conviniente de uma sociedade consumista.

- As nossas florestas, ou o que sobra delas, estão a ser cortadas 3 vezes mais depressa do que elas conseguem crescer.

- O cânhamo oferece uma fonte de combustível valiosa e sustentável para o futuro. O cânhamo rende cerca de 1000 galões de metanol (3785 litros) por acre ano (10 toneladas de biomassa/acre, cada um dando 100 galões de metanol/tonelada). O metanol usado hoje em dia é
principlamente retirado do gás natural que é um combustível fóssil. O metanol está actualmente a ser considerado como o combustível principal para os automovéis, esperando assim reduzir os níveis de CO2.

- Henry Ford sonhou um dia que os carros nascessem do solo. A companhia Ford, depois de anos de investigação, produziu um carro cuja carroçaria era feita de plástico. Essa carroçaria rija era feita em 70% de fibra celulósica de cânhamo. Este plástico resistia a pancadas 10 vezes mais do que o aço sem ficar com mossas! O seu peso também era 2/3 do peso de um carro normal, sendo assim mais económico. Henry Ford foi então obrigado a usar o petróleo devido à proibição do cânhamo. Os seus planos para a sua frota de carros movidos a combustível de plantas também foi arruinado pela proibição do alcóol na altura.

- Canapa em Italiano, Hanf em Alemão, Canamo em Espanhol, Chanvre em

Francês, Kanoplya em Russo, Kender em Hungaro, Tal Ma em Chinês, o cânhamo é sem duvida internacional.






Referências:
http://yaoh.co.uk/about-hemp.html
http://www.hemp.co.uk
http://www.canhamo-pt.com
http://www.centrovegetariano.org/
http://pt.wikipedia.org/wiki/C%C3%A2nhamo
Livro "Eating for Beauty" de David Wolfe

Pão de Abóbora (cru)

Atenção: esta receita foi adaptada - eu não experimentei ainda é só uma sugestão para uma experiencia.

Rendimento: 16 porções
Tempo de Preparo: depende do sol ou desidratador

Ingredientes

Massa

1 xícara (chá) de água (200ml)
1 colher (sopa) de azeite (8g)
1 xícara (chá) de abóbora migada e amassada (200g)
1 colher (chá) de sal (2g)
cerca de 3 xícaras (chá) de trigo germinado (360g)


Modo de preparo:

Moa a abóbora num misturador. Adicione os restante ingredientes e vá misturando bem até que todos os ingredientes fiquem ligados. Coloque numa forma anti-aderente em camada fina e desidrate no forno a 45ºC ou ao sol.

Informações Nutricionais por porção

Calorias: 95 por porção
Proteínas: 2,3g
Gorduras: 1g
Carboidratos: 19,3g

Semente de Linhaça

A semente de linhaça é um alimento originário a partir da planta do linho, pertencente a família das Lináceas. A humanidade tem consumido a semente de linhaça desde a Antigüidade e a evidência de seus benefícios nutricionais são indiscutíveis. Existem indícios de sua utilização desde 5.000 A.C., na Mesopotâmia. Dali se espalhou através da Europa, África, Ásia e finalmente América do Norte.
Considerada como um alimento funcional, ou seja que contém, além de suas propriedades nutricionais, várias substâncias que parecem agir contra algumas doenças como as cardiovasculares e alguns tipos de câncer, por exemplo.
Muitos estudos confirmam que pode ajudar a baixar os níveis de colesterol como outros alimentos que contém fibras solúveis como a aveia e a pectina contida em várias frutas. Ela contém tanto fibras solúveis como insolúveis
Contém 39% de óleo na sua composição, sendo que a maior parte de ômega-3 e ômega-6, conhecidos por ajudar a prevenir problemas cardiovasculares e ter efeitos benéficos contra a aterosclerose causada por aumento do colesterol. Apesar desta quantidade de óleos, muito pouco é do tipo saturado. Mais de 70% é de polinsaturados sendo que a maior parte de ômega-3 e ômega-6, tipos de gorduras que não são produzidas pelo corpo e precisam ser consumidas através da alimentação e são conhecidos por ajudar a prevenir problemas cardiovasculares e ter efeitos benéficos contra a aterosclerose causada por aumento do colesterol.

Veja a composição de Gorduras da Semente de Linhaça:



% total de Gorduras

Gorduras Saturadas 9 %
Gorduras Monoinsaturadas 18%

Gorduras Polinsaturadas
Ômega-3 57%
Ômega-6 16 %

Além disso é a maior fonte alimentar de lignanas, compostos fitoquímicos parecidos com o estrogênio, que teriam propriedades anticancerígenas, principalmente em relação ao câncer de mama e cólon. Também funcionam como mediador das inflamações contendo propriedades antibacterianas. É rica em fibras solúveis sendo ideal como laxante e evitando problemas de constipação. Contém vitaminas B1, B2, C,E e Caroteno. Ainda contém ferro, zinco, alguma quantidade de potássio, magnésio, fósforo e cálcio
É boa para os diabéticos pois estabiliza os níveis de açúcar no sangue e alguns estudos mostram que a linhaça ativa mais o metabolismos podendo ajudar na prevenção da obesidade.
A semente de linhaça moída tem mais benefícios nutricionais que a semente inteira. Como ela é muito dura, acaba não sendo digerida corretamente e pode passar direto pelo organismo, reduzindo suas vantagens nutricionais.
Mas é muito fácil quebrar as sementes. Você pode fazer isto em um processador ou liqüidificador e não precisa moer até virar pó. Deixe-as ainda em pedaços. As sementes são mais nutritivas que o óleo e podem ser utilizadas trituradas sobre saladas, em sucos, misturada à cereais, massas de pães e bolos. Também pode substituir o óleo ou gordura utilizada em uma receita. Por exemplo, se uma receita pedir 1/3 xícara (chá) de óleo, use 1 colher (sopa) de semente de linhaça moída, em substituição.
Muito se fala na semente de linhaça dourada e que a marrom não teria as mesmas propriedades. Será que é verdade? Na verdade uma não é melhor que a outra. As duas são ricas em lignanas e fibras dietéticas e as duas contém mais que 50% de fenólicos. Apenas é mais fácil encontrar a marrom.
Agora, não se esqueça que quando moída ou quebrada, pode oxidar rapidamente por causa de sua gordura. Assim, é melhor moê-la quando for utilizar. Depois, guarde-a em refrigerador, e deixe fora da luz.
100g de semente de linhaça tem cerca de 490 calorias. Para facilitar veja as calorias em medidas caseiras da linhaça moída:

1 colher de sopa (8g) – 39 calorias
¼ xícara de chá (32g) – 156 calorias
½ xícara de chá (65g) – 318 calorias
1 xícara de chá (130g) – 637 calorias

O óleo de linhaça é extraído da semente inteira, usando métodos de extração desenvolvidos especialmente para este fim. O produto obtido é engarrafado ou colocado em capsulas gelatinosas, sendo utilizado como suplementação de ômega-3 por alguns especialistas.

Molho para Salada com Semente de Linhaça

Rendimento: 12 colheres (sopa)
Tempo de Preparo: 15 minutos
Calorias: 10 por porção
Proteínas: 0,4g
Gorduras: 0,6g
Carboidratos: 0,7g
Ingredientes
2 colheres (sopa) de sementes de linhaça (16g)
2 dentes de alho amassados (5g)
suco de 1 limão (30ml)
1 tomate sem pele e sem sementes (90g)
½ xícara (chá) de água (100ml)
sal a gosto

Modo de preparo:

Deixe as sementes de molho de um dia apara o outro - lave - escorra bem.
Bata os ingredientes em um processador e use como tempero de salada verde.



LINHAÇA

O nome botânico da linhaça é Linum usitatissimum da família Linaceae. A
semente é chata, ovalada e pontiaguda. É um pouco mais larga que uma
semente de girassol, com uma medida aproximada de 2.5 x 5.0 x 1.5 mm. A
linhaça tradicional é de cor marrom avermelhada, brilhante, com uma
textura firme e mastigável. Seu sabor é parecido com o da castanha e é
levemente amargo. A planta da linhaça é azul e florida.

A Linhaça é rica em proteína, gordura e fibras dietéticas, análises da
linhaça canadense mostraram uma média de 41% de gordura, 28% de fibras
dietéticas, 21% de proteína, 4% de resíduos e 6% de outros carboidratos
(os quais incluiriam açúcares, ácidos fenólicos, lignana e hemicelulose).

CALORIAS, PROTEÍNAS & LIPÍDIOS
A quantidade de calorias presente em 100 gramas de linhaça é de 396 kcal,
sendo 109 kcal de proteína e 287 kcal de lipídios. Isto corresponde a
30,90 g de lipídios e 24,40 g de proteínas.

PROTEÍNAS
A composição de aminoácido (tabela 1) encontrada na proteína da linhaça é
similar ao da proteína de soja, que é vista como uma das mais nutritivas
proteínas vegetais. As proteínas da linhaça são a albumina e a globulina.
Elas respondem por cerca de 20 a 42% da proteína da linhaça.

Tabela 1: Composição de Aminoácido da Linhaça

Aminoácido g/100g de proteína
-----------------------------------------------------------------------------
Alanina 4.7
Arginina 10.0
Ácido Aspártico 10.0
Cistina 1.8
Ácido Glutamínico 20.0
Glicina 5.9
Histidina* 2.1
Isoleucina* 4.1
Leucina* 6.0
Lisina* 4.0
Metionina* 1.4
Fenilalanina* 4.8
Prolina 3.8
Serina 4.7
Treonina* 3.8
Triptofano* -
Tirosina 2.4
Valina* 5.1

Fonte: OOMAH E MAZZA (1993) - * Aminoácidos essenciais aos humanos

LIPÍDIOS
A linhaça é composta por 57% de ácidos graxos ômega-3, 16% de ômega-6, 18%
de ácido graxo monoinsaturado e somente 9% de ácidos graxos insaturados. A
predominância do ômega-3 na semente da linhaça tem sido correlacionada com
a prevenção das doenças coronarianas e câncer.

FIBRAS
As fibras dietéticas, no total, respondem por cerca de 28% do peso seco de
linhaça. Relatórios sobre as proporções de fibras solúveis e insolúveis na
linhaça variam entre 20:80 e 40:60. A faixa depende do método usado na
análise química e extração de resina. A fração de fibra mais importante
consiste de amidos resistentes, como a celulose e complexos polímeros com
a lignana. O componente solúvel em água da fibra de linhaça, é basicamente
composto por resinas adesivas em níveis de 7% a 10%. Pela presença das
fibras solúveis, a linhaça apresenta efeitos fisiológicos na dislipidemia
e arteriosclerose.

MINERAIS E VITAMINAS
A linhaça é particularmente rica em potássio, fornecendo cerca de 7 vezes
mais que a banana. A vitamina E está presente na linhaça primariamente
como gama-tocopherol funcionando como um antioxidante biológico.

Fitoquímicos
A linhaça exerce proteção contra certos tipos de câncer, particularmente
aqueles sensíveis à hormônios como os de mama, endométrio e próstata.
Reduz os níveis de colesterol sangüíneo, o risco de doenças
cardiovasculares e modula o sistema imune.

A linhaça contém 2 componentes que afetam favoravelmente o sistema imune:
ácido alfa-linoléico (ALA) ou ácido graxo ômega-3, e lignanas
(fitoestrógeno). Estes componentes afetam as células e mediadores
responsáveis do sistema imune como os eicosanóides e citoquinas. ALA, por
exemplo, elimina a proliferação do sangue periférico mononuclear dos
linfócitos e a dilatação a resposta hipersensitiva de certos antígenos. As
lignanas são componentes fenólicos, que contém o 2,3-dibenzilbutano em sua
estrutura. São fitoquímicos biologicamente ativos com potencial
anticancerígeno A linhaça é uma fonte particularmente rica em um precursor
da lignana, chamado secoisolariciresinol diglycoside, ou SDG.

Os ácidos fenólicos são fitoquímicos abundantes na linhaça e por ocorrerem
em associação com as fibras nas paredes celulares alguns deles poderiam
assumir o papel nos benefícios à saúde atribuíveis às fibras da linhaça.
Os mais importantes são: trans-ferulico, trans-sinapico, p-coumarico e
trans-caffeico. O total dos ácidos fenólicos variou de 7.9 mg/g a 10.3
mg/g em 8 variedades de linhaça cultivadas no Canadá.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
1. SIMOPOULOS, A.P. Ômega-3 fatty acids in health and disease and in
growth and development. Am. J. Clin. Nutr., 54: 438-463, 1991.
2. CARTER, J.F. Potential of flaxseed and flaxseed oil in baked goods and
other products in human nutrition. Cereal Foods World 38: 753-759, 1993.W
3. LEAF, A & WEBER, P.C. Cardiovascular effects of ômega-3 fatty acids. N.
Engl. J. Med., 318: 549-557,1988.
4. WHO & FAO JOINT CONSULTATION. Fats and oils in human nutrition. Nutr.
Res., 53: 202-205, 1995.

Como seria o mundo se seguissem seus próprios sonhos?

Paulo Coelho

Como seria o mundo se as pessoas deixassem de tentar agradar aos outros e seguissem seus próprios sonhos?

Uma mudança de atitude, aparentemente individualista, pode fazer do planeta um lugar melhor ou não – e apenas trazer mais isolamento e menor interação entre as pessoas?

(in Yahoo http://br.answers.yahoo.com/ - Perguntas e Respostas a Paulo Coelho )

Nos últimos dias tenho vindo a ser distraído por esta mensagem (subliminal) cada vez que abro o meu correio no Yahoo. Destaquei uma das respostas que acho interessante:

"Na minha opinião, o ser humano aprendeu que seguir seus próprios sonhos é uma forma de pecado. É como se ele fosse um grande egoísta, passível de castigo divino e indigno de viver em sociedade.

O ser humano aprendeu que a felicidade não é aqui, que a nossa missão é tentar, da melhor maneira possível, suplantar o fato de sermos imperfeitos. Dar a outra face, fazer o bem sempre, viver uma vida humilde, etc. Sendo assim ,passamos a vida toda a perseguir um paraíso fora da terra, sermos salvos dos pecados do mundo, transcender. Com isso, muitos se tornam subservientes e esquecem de viver e de sonhar.

Com isso, termino minha linha de pensamento: Sim, o mundo seria muito melhor, ou talvez diferente, se ouvíssemos nosso Deus interno, nosso Self, nós mesmos."

Testemunho de Playmate 100% crua













Rebbeca Scott

100% Crua...

Não estou a brincar - ela é modelo e foi a Playmate do mês em agosto de 1999
Foi considerada uma das 10 mulheres mais bonitas a posar para a Playboy. "Por isso eu posso assegurar que comer cru tem os seus beneficios" (palavras dela em entrevista para o livro "Eating for Beauty" de David Wolfe.

Fruta e legumes para combater Alzheimer




A fruta e os legumes, ao serem ricos em antioxidantes, podem ajudar a combater a morte de células cerebrais como ocorre na doença de Alzheimer e de Parkinson. Esta foi a conclusão de uma equipa de investigadores da Universidade de Harvard nos Estados Unidos, onde participou um cientista português.

Estudos anteriores tinham descoberto sinais de stresse oxidativo no cérebro de pacientes com doenças neurodegenerativas, como Alzheimer e Parkinson, mas não se sabia se eram causa ou efeito. Por isso, esta equipa de investigadores americanos, analisou o efeito de níveis diferentes de stresse oxidativo num modelo de Alzheimer em moscas da fruta. E descobriram que a redução de actividade das enzimas com propriedades antioxidantes agrava a morte de células neuronais no cérebro das moscas mutantes, ao passo que a vitamina E melhora a neurodegenerescência.

O neurocientista português e investigador em Harvard, Tiago Monteiro, investigador afirmou que "se percebermos como e porque é que as células neuronais morrem nestas doenças, seremos capazes de descobrir novas formas de impedir que isso aconteça, evitando o aparecimento e progressão das doenças".

Fonte: Jornal de Noticias http://jn.sapo.pt/2007/01/24/sociedade_e_vida/fruta_e_legumes_para_combater_alzhei.html

Dentro do buraco...






















Dentro do buraco... (praia de Alvor - 22-jan-2007)

às vezes é necessário ir dento do buraco para endermos o que se passa lá fora...

Comparação ente moléculas de Clorofila e de Hemoglobina














Comparação ente moléculas de Clorofila e de Hemoglobina















Smoothie (batido) - Abacaxi - Banana - o verde tem Espirulina e Hortelã com a mistura de frutas do primeiro.

Link sobre Espirulina
Em Inglês

Aonde foi parar o "gordinho"?






















Eh! não vale mexer...

22-01-2007 - 65 Kg

Salada "Espinalto"















Espinafres - Alface - Tomate - Molho de Abacate + Hortelâ + Poejo - Pinhões

Salada "Rucólica"















Base de Rucola Selvagem e Couve branca - Molho Abacate + Amendoa + Funcho + Nabo - decoração - Rabanetes Abacaxi e Amendoa

Salada com "batata fake"





















Couve Chinesa (cortada aos palitos), Pepino, Alface, Pimento,Cenoura, Couve Roxa c/ Hortelã e Vinagre - creme de Abacate + Cogumelos+Pimento+Alho+ Levedura (levedo) deCerveja

Salada mista - fruta e companhia



Aqui tem uma salada preparada para a minha mãe (62) que se iniciou ao crudivorismo no principio deste ano.

É simples

1-Deixar 1/2 xicara (chávena)de linhaça de molho de um dia para o outro
2-Deixar 1/2 xicara(chávena) de amendoas ou outras nozes, castanhas, etc (ao vosso gosto) de molho de um dia para o outro
3-No dia seguinte lavar e escorrer a linhaça e as amendoas
4-Molho-creme = Misturar com um pouco de água e ervas a gosto (poejo ou hortelã ou salsa,etc)e sal a gosto (pode levar um pouco de abacate também)até ficar tipo queijo fresco
5-Com um descascador cortar tiras fininhas de courgete tipo "linguini" e colocar no fundo do prato
6-Cortar os pimentos em tiras, o abacaxi e a maçã em triângulos.
7-Colocar o molho-creme sobre o "esparguete", "linguini" ou o que lhe quiserem chamar
8- Decorar com as frutas e azeitonas (ai no Brazil não sei se há azeitonas naturais - qd ai fui em Setembro só encontrei de conserva se não houver não usem)

É um prato fresco e para quem está habituado a encher um pouco vai sentir essa sensação mais facilmente.

Este prato é bastante consistente devido à gordura do Molho-creme. Para mim chega metade do prato mas para quem está a começar talvez tenha que comer tudo. Depois de algum tempo com a comida viva não precisamos de comer tanto pois a absorção de nutrientes é muito maior.

Podem fazer variações - a imaginação e o gosto de cada um é que conta.

Com o tempo é provável que comecem a simplificar mais a alimentação - mas este já é um bom começo.

Bom apetite.

Comunas no Orkut

Venham conhecer a minha comuna no Orkut em português.

Outra comuna criada por mim em Inglês sobre David Wolfe