Qr Code do blog

Qr Code do blog
Qr Code do blog

Rss

Contacto

Blog Archive

Followers

Follow by Email

Add me on Facebook

NutriViva Tv



Total de visualizações de página

segunda-feira, 2 de abril de 2007

O aquecimento dos oceanos mundiais vai encurtar o dia

O aquecimento dos oceanos mundiais vai encurtar o dia, alegam investigadores alemães, mas não há necessidade de ajustar o relógio: o encurtamento será de apenas 0,12 milissegundos ao longo dos próximos 200 anos, estimam eles.

Há medida que a água aquece, expande, levando à subida do nível dos oceanos. Felix Landerer, do Max Planck Institute for Meteorology de Hamburgo, usou um modelo de computador para descobrir o efeito que esta expansão terá na distribuição da água em volta do globo.

Os investigadores analisaram apenas o aquecimento e não o degelo polar, logo no modelo alteração não se devia a uma alteração no total de água no oceano mas apenas na densidade da água e distribuição. Com a expansão do oceano e a subida da água na costa, o efeito global é a transferência de massa para longe do oceano central e em direcção à costa.

Dois factores significam que a massa de água se vai deslocar do equador para os pólos: primeiro, as profundezas do Atlântico norte devem aquecer mais rapidamente que as restantes, graças a uma corrente que transporta água para baixo. Assim, a expansão e movimento da água é mais forte aqui. Segundo, a superfície da placa continental é maior nas latitudes mais elevadas que perto do equador.

Ter mais massa perto dos pólos, mais perto do eixo de rotação da Terra, vai fazer o planeta rodar mais depressa. "É como um patinador a fazer uma pirueta", explica Landerer, "quando os braços estão perto do corpo, roda-se mais rápido do que quando estão afastados."

"Este estudo só reforça até que ponto é importante a alteração climática que está a acontecer", diz Richard Gross, perito em rotação da Terra no Jet Propulsion Laboratory de Pasadena, Califórnia. "A Terra é um corpo tão grande que precisa de uma alteração enorme na distribuição da sua massa para que isso se revele na sua rotação."

"Se aquecermos o oceano a diferentes profundidades e lugares, a água vai entornar", concorda Rui Ponte, investigador climático na Atmospheric and Environmental Research em Lexington, Massachusetts.

Mas, diz ele, se e de que forma isto irá afectar a duração do dia é menos certo porque não sabemos muito acerca da forma como as profundezas do oceano vão responder ao aquecimento. "Os modelos fazem várias aproximações e têm problemas", salienta Ponte. O degelo dos pólos pode retirar massa aos pólos e distribuir de forma mais regular a massa em volta do planeta.

Vários outros factores também afectam a duração do dia na Terra: a gravidade lunar, por exemplo, aumenta o dia em 2,3 milissegundos em cada século. Interacções entre o núcleo líquido e o manto sólido também podem levar a subtis alterações na duração do dia.

Em 2002, um grupo de investigadores argumentou que as alterações climáticas podiam aumentar o dia 0,1 milissegundos por século devido ao aumento dos ventos que sopram de oeste para leste, a direcção oposta à da rotação da Terra.

A equipa de Landerer está agora a tentar descobrir se outros efeitos na redistribuição dos oceanos podem surgir. Por exemplo, diz ele, o eixo da Terra pode mover-se ligeiramente, alterando a posição dos pólos geográficos.


Fonte:

http://www.mpimet.mpg.de/en/institut/mitarbeiter/landererfelix/index.html

0 comentários: