NutriViva no Facebook é a nossa página no Facebook onde há uma constante actividade com pratos e ideias sobre Alimentação Viva.
O blog também está acessivel em ALIMENTACAOVIVA.COM e ALIMENTACAOVIVA.INFO
Visitem o meu blog em inglês (com traduçao automática)
Raw in Copenhagen
Ao deixar um comentário referente a um artigo, por favor colar o link desse artigo.

Badge Raw Food

Qr Code do blog

Qr Code do blog
Qr Code do blog

Rss

Contacto

Search/ Busca

Carregando...

Blog Archive

Followers

Follow by Email

Add me on Facebook

NutriViva Tv



Ocorreu um erro neste gadget

Total de visualizações de página

quinta-feira, 5 de abril de 2007

Carne aumenta risco de câncer de mama, diz estudo


Atualizado às: 04 de abril, 2007 - 09h31 GMT (06h31 Brasília)
Envie por e-mail
Versão para impressão
Carne aumenta risco de câncer de mama, diz estudo
Por ser rica em gordura, carne aumentaria produção de estrogênio


O consumo de carne vermelha pode aumentar significativamente o risco de câncer de mama em mulheres que já passaram da menopausa, segundo um estudo publicado no British Journal of Cancer.

Uma equipe de cientistas da Universidade de Leeds, na Grã-Bretanha, monitorou a saúde de 35 mil mulheres durante sete anos e concluiu que mulheres que comiam uma porção de cerca de 60g de carne por dia apresentaram 56% mais risco do que aquelas que não consumiam o alimento.

Ainda segundo o estudo, as mulheres que comiam carne processada, como bacon, salsichas e presunto, têm 64% mais risco de desenvolver o câncer de mama do que aquelas que evitam esses pratos.

"A carne vermelha é rica em gordura saturada, e esse tipo de gordura influencia na quantidade de colesterol produzida pelo organismo. O colesterol é um precursor do estrogênio, substância que está associada a um maior risco de câncer de mama", explicou Janet Cade, chefe da equipe que realizou a pesquisa.

Fibras

Segundo a médica, cozinhar a carne em altas temperaturas também pode acelerar a formação de componentes cancerígenos.

"Meu conselho para mulheres que consomem grandes quantidades de carne vermelha e processada diariamente é para que elas reavaliem sua dieta", disse.

Cade afirmou ainda que mulheres mais jovens, que ainda não entraram na menopausa e que comem carne vermelha, também apresentaram mais chances de sofrer da doença, mas os resultados não foram significantes estatisticamente.

O mesmo estudo mostrou que mulheres mais jovens que consomem grande quantidades de fibras cortaram pela metade o risco de desenvolver o câncer de mama.

Estilo de vida

A pesquisa foi elogiada por entidades britânicas de prevenção e combate à doença.

"Este estudo é interessante porque até agora era difícil isolar os efeitos específicos da carne vermelha sobre o câncer de mama", disse Alexis Willett, da Breakthrough Breast Cancer.

"Os cientistas também encontraram diferenças em outros fatores como idade, peso e nível de atividade física entre aquelas mulheres que comiam e as que não comiam carne, e tudo isso também influencia no desenvolvimento da doença."

Henry Scowcroft, do Cancer Research UK, disse que as mulheres deveriam tentar manter um peso saudável, fazer exercícios físicos e evitar porções regulares de alimentos gordurosos, como a carne vermelha.

Fonte BBC Brasil

2 comentários:

RECANTO VILA BRASIL disse...

Ola Luiz. Tive um câncer de ovário apos uma alimentação integral e natural por mais de 20 anos. Alem desta sou professorad e yoga e meditação, ja tive restaurante natural e uma das áreas de meu maior interesse sempre foi nutrição e culinária.
Nao preciso dizer que isto foi uma surpresa muito grande pra mim. As pessoas se perguntavam: Nossa , logo ela? Como se eu estivesse imune a doencas e olha eu tambem pensava que estava. Mas a pergunta foi: PRA Que e nao Por Que: Fui a luta para descobrir dentro de mim mesma o porque de tudo isto. Bem estou viva e este foi um dos períodos mais ricos de toda a minha vida. Em termos da alimentação, aderi a alimentação crua mas nao totalmente e adotei 100% de alimentos orgânicos
( aprendi tambem que somos seres únicos e individualissimos) O que funciona para um nao funciona pra outro. Cada um e um universo em si mesmo a ser desvendado , talvez por isto cada um tenha a sua receita individual na cura do câncer. Nunca a medicina curou o câncer. Cada um tem a sua historia individual. Nao existe verdades únicas.
Bom tudo isto e pra passar um pouquinho de minha experiência e te te fazer uma pergunta: Voce tem alguma pesquisa na area de câncer de ovário? Ou de canceres hormônio dependentes? Li algumas coisas sobre sobre os alimentos fitoestrogenos. como a soja e a linhaça. Mas nao achei muita coisa a este respeito. Tenho muitas duvidas em relação a isto. As pessoas apregoam que este ou aquele alimento seja bom para o câncer. Mas ha que se saber que tipo de câncer. O que e bom para um tipo de câncer nao e bom para outro. Tem alimentos que sao excelentes preventivos, mas quando ja existe a condição ele passa a ser um agravante.
Tenho lido muito estas coisas por ai e tem que se tomar muito cuidado. Câncer nao e brincadeira. Agradeço a atenção.

Luis Guerreiro disse...

Olá!

Em relação ao câncer em geral, o mesmo desenvolve-se mais rapidamente num organismo onde existe um nível alto de acidez e consumo exagerado de proteína e açúcar (mesmo que seja de frutas). Os alimentos de origem animal e os cozidos geralmente provocam acidez. No caso de comida (não considero bem alimentos) como a soja, esta é rica em fito-estrogénios que podem desregular o balanço hormonal e em certos casos promover o crescimento de células cancerígenas. Não me regulo só por estudos científicos pois os mesmos são na maioria manipulados para vender produtos e medicamentos. Dizem-me mais as estatísticas e algumas experiências , mesmo que individuais, que podem revelar formas alternativas de prevenir e curar o câncer.

O Instituto Hipócrates, na Florida, tem curado milhares de casos de doenças consideradas incuráveis, imensos canceres, com alimentos crus, particularmente os mais alcalinos como as verduras e as algas e os rebentos/brotos.

Cada caso é um caso mas existe linhas gerais que levam ao desenvolvimento do câncer.

As dietas vegans e vegetarianas praticadas pelos considerados mais naturebas não são geralmente ideais. ao contrário do que muitos pensam. Já passei por essas experiências e for só com uma mudança para alimentos vivos que consegui reverter os problemas que tinha, inclusive risco de câncer

Claro cada um pode escolher o seu caminho. dentro das suas convicções ...penso que os alimentos vivos são a alimentação ideal para viver livre de riscos de doenças, seja câncer ou qualquer outra.