Qr Code do blog

Qr Code do blog
Qr Code do blog

Rss

Contacto

Blog Archive

Followers

Follow by Email

Add me on Facebook

NutriViva Tv



Total de visualizações de página

quarta-feira, 21 de fevereiro de 2007

Espirulina

Espirulina

Contém mais nutrientes que qualquer alimento conhecido. Enquanto se investigam novos alimentos e plantas para melhorar a qualidade e prolongar o tempo de vida, esta alga coloca-se na vanguarda da revolução nutricional.



A espirulina, nome comercial desta espécie, constituiu, desde sempre, uma fonte suplementar na alimentação das populações que habitavam nas proximidades de lagos. De facto, sabe-se que os Aztecas consumiam espirulina sob a forma de caldo, que era adicionado a tudo o que comiam; o mesmo ocorreu no Norte de África, no seio de algumas tribos indígenas.

Somente há cerca de 30 anos é que a espirulina foi redescoberta pelos cientistas, vindo a ser utilizada de modo seguro e eficaz como suplemento nutricional nos últimos 20 anos. Países como o Japão, França e EUA consideram a Arthrospira platensis uma das maiores descobertas no campo da alimentação naturista, do último século.
Arthrospira platensis é uma cianobactéria microscópica de forma espiralada, normalmente denominada de microalga azul, por conter pigmentos azuis, as ficocianinas, que lhe conferem a sua cor azul-esverdeada. Possui ainda outros pigmentos como a clorofilina, de cor verde e os carotenóides, de cor laranja, que lhe permitem realizar fotossíntese em vários comprimentos de onda do espectro solar. Da sua ancestral actividade fotossintética, que remonta a 3.6 biliões de anos atrás, resultou a actual atmosfera rica em oxigénio, favorável à sobrevivência das espécies vegetais e animais. Sendo uma forma de vida extremamente adaptável, ocorre numa ampla variedade de ambientes aquáticos, e em especial, em águas alcalinas, quentes e ricas em minerais, como no Lago Tschad, em África, e no Lago Texcoco, no México.

Suplemento alimentar completo
Esta microalga oferece 85 a 95 % de proteína vegetal digerível, mais do que qualquer outro alimento conhecido, e contém todos os aminoácidos essenciais, vitaminas, fitonutrientes e minerais em níveis naturais muito elevados, dos quais são exemplo a vitamina B12, o antioxidante betacaroteno, o raro ácido gamalinoleico (GLA), o ferro e a clorofila (purificador do sangue). E ainda fitonutrientes como os sulfolípidos, os polissacáridos e as ficobilinas, que actuam no sistema imunitário, promovendo a saúde das células e, contribuindo, deste modo, para a prevenção do aparecimento de infecções e de doenças auto-imunes, como o cancro. Características que a tornam num suplemento alimentar de evidentes benefícios terapêuticos, muito completo relativamente aos minerais e vitaminas isolados.
Os suplementos de espirulina são úteis na manutenção da saúde em geral; como forma de obter energia, no caso de carências nutritivas, para limpar e desintoxicar o organismo, prevenir acidentes vasculares e infecções, aliviar os sintomas pré-mentruais, devido ao seu alto teor em ferro, ajudar a controlar o peso, e em dietas de emagrecimento.
Arthrospira platensis contendo fenilalanina actua como supressor do apetite, produzindo uma sensação de saciedade que induz a pessoa a comer menos, auxiliando assim em situações de obesidade, sem a ocorrência de perdas nutricionais.
Os complementos podem ser ingeridos por todos, e especialmente por aqueles que sofrem de má absorção intestinal ou perturbações digestivas, desde as crianças aos idosos. A sua utilização é também aconselhada na dieta dos atletas, uma vez que previne cãibras e a fadiga muscular.
Fonte com grande concentração de vitamina B-12, é ainda útil em casos de regimes alimentares alternativos, caso do vegetarianismo e veganismo. Assim, e devido à sua extraordinária composição proteica, é o complemento ideal para qualquer tipo de dieta, sendo capaz de proporcionar ao organismo importantes substâncias nutritivas, sem sobrecarregá-lo de gorduras ou hidratos de carbono.
Estudos revelam que os nutrientes fornecidos pela espirulina são melhor digeridos e absorvidos do que os suplementos, vitamínicos e minerais, isolados. A experiência dos consumidores de longa data e os dados científicos sugerem que a ingestão de 3 a 10 gramas diárias, geralmente sob a forma de comprimidos e cápsulas, a tomar em qualquer altura, ou em pó a adicionar a alimentos líquidos, constitui uma opção saudável.
Do ponto de vista ecológico, o consumo de espirulina pode reduzir grandemente o desbaste de árvores, evitando a desflorestação para a criação de campos de agricultura e de pastagens para o gado, uma vez que o seu elevado teor proteico é 20 e 200 vezes superior ao da soja e da carne de vaca, respectivamente. Assim, ao incluirmos os complementos de espirulina na nossa alimentação, não estamos só a melhorar a nossa saúde, como também a contribuir para o bem-estar do planeta.

Nome Comum: Espirulina
Outros Nomes: alga azul, alga-marinha, microalga
Sinónimos: Arthrospira platensis (Nordstedt) Gomont


Espirulina – suplemento nutricional e ecológico
Para além do potencial ecológico, uma vez que surge como uma alternativa saudável à carne, a espirulina é sobretudo reconhecida pelas suas principais acções no organismo humano:
• Fortalecimento do sistema imunitário
• Suporte da função cardiovascular e manutenção de níveis adequados de colesterol
• Melhor funcionamento do sistema digestivo e gastrointestinal
• Promoção da limpeza geral do organismo e desintoxicação
• Protecção antioxidante e redução de infecções

Fonte: Pedro Lôbo do Vale*
* médico

0 comentários: