Agave, mais areia nos olhos dos vegetarianos, vegans e restantes consumidores

De vez em quando a industria alimenticia, através dos seus lobbyes tenta jogar areia para os olhos dos vegetarianos e vegans.


Já aqui falei da soja e dos seus maleficios. A lista de problemas causados pela soja é demasiado grande para considerar a mesma como alimento seguro.


Nos ultimos anos, principalmente nos EUA foi introduzido um novo tipo de adoçante, o agave -  a comunidade crudivora foi uma das afectadas ao começar a consumir o suposto xarope de agave cru, principalmente os vegans mais extremistas que não querem usar mel. Sabe-se agora que o agave é proveniente da mesma industria que produz a tequila e alguns autores como David Wolfe refere envolvimentos da própria máfia na venda deste produto.




O publico mais informado deixou de consumir açucar refinado e xarope de milho para passar a consumir agave com a ilusão de que o mesmo seria saudável.

O agave tradicional era feito de yuca ou a planta do agave. O agave vendido comercialmente é feito do amido da raiz de uma espécie de ananás. Este amido é semelhande ao do milho ou do arroz e um hidrato de carbono complexo chamado inulina que é feita de cadeias de frutose. Tecnicamente a inulina é uma fibra altamente indigesta.


O processo de produção do "nectar" de agave actual é semelhante ao da produção do xarope de milho (o adoçante mais usado pela industria de bebidas gaseificadas como a Coca-Cola, por ex.), que tem sofrido imensas criticas pelos prejuizos á saude. É um processo enzimático e quimico que transforma o amido em frutose  altamente concentrada. As enzimas são modificadas geneticamente. São usados ainda ácidos causticos, clarificantes e quimicos filtrantes. O resultado é um concentrado de frutose refinada e inulina.


Existem dois tipos de coloração do agave, claro e escuro. O agave escuro é resultado de um erro de preparação em que o mesmo é queimado, mas mesmo assim vendido como se fosse proveniente de origem artesanal para justificar a cor.


O agave é rico em saponinas. Saponinas que são abortivas pois estimulam o fluir do sangue para o utero. São esteroides tóxicos, capazes de destruir as células vermelhas do sangue. As saponinas são usadas como veneno para peixes. A industria descreve a saponina do agave como  benéfica.

Uma das principais companhias distribuidoras do xarope de agave "cru", a Madhava, deixou de poder vender o produto por não poder garantir a qualidade do mesmo.


Embora com um índice glicémico baixo o xarope de agave pode provocar complicações variadas. Retirada de minerais do organismo, inflamação do figado, endurecimento das artérias, pressão arterial alta, doenças cardiovasculares e obesidade.

Outras complicações e efeitos secundários:



Síndroma Metabólico
Acido Urico
Problemas de resistencia insulinica
Problemas sérios de efeitos secundários em diabéticos
Pode produzir ainda diarreia e vómitos

Deve ser evitado por grávidas ou gestantes.

Estes adoçantes foram introduzidos no mercado pura e simplesmente para produzir lucro, aproveitando-se da desinformação do publico que preocupado com o açucar, aspartame e outros adoçantes correntes, procurava uma alternativa saudável.

A FDA teve que intervir junto do maior comerciante de agave nos EUA, a Western Commerce Corporation da California,  por este estar a dulterar o agave com xarope de milho altamente concentrado, incluindo o agave considerado biológico. A empresa foi fechada.

A informação das etiquets do agave nem está conforme as regulações das agencias responsáveis pela alimentação, incluindo a FDA.



Em Portugal o agave é denominado "Geleia de Agave" e vendido pela Provida


Luís Guerreiro

Mais em inglês e referencias:
http://ecopypaste.blogspot.com/2010/02/agave-nectar-worse-than-we-thought.html


Referencias:

http://www.answers.com/topic/saponin
http://www.westonaprice.org/Agave-Ne...e-Thought.html
http://renegadehealth.com/blog/2008/11/25/is-there-corn-syrup-in-agave-nectar/
http://renegadehealth.com/blog/2009/08/14/agave-re-revisited-more-on-raw-agave-high-fructose-corn-syrup-and-how-fructose-effects-the-liver/

Comentários

juliana andrada disse…
tambem existe a possibilidade do agave estar sendo atacado por ele substituir o acucar e tudo que substitui o acucar fica perigoso pro poderoso pessoal que lucra muito com ele. Assim tambem eh com a stevia que em muitos paises eh ate proibida e so pode ser vendida " para uso externo".
tenho minhas duvidas e acho que eh so prestar atencao na qualidade do agave, e que como qualquer produto tem uns de pessima qualidade e outros de alta qualidade.
tudo de bom,
juliana.
Luis Guerreiro disse…
Juliana, respeito a sua opinião mas são demasiadas as personalidades que se opõem ao uso do agave. A maioria dos "gurus" da raw food concordam...
Luis Guerreiro disse…
Mesmo sendo feito de Yucca, o agave pode ter efeitos estrogénicos prejudiciais promovendo inclusive o crescimento de células cancerígenas.

Referencias sobre estrogénios:
-Elizabeth Smith, M.D.
-Dr. David Zava, PHD - co-autor do livro "What Your Doctor May Not Tell You About Breast Cancer"
Anônimo disse…
Entao a Geleia de Agave Biológica da marca Seara também nao é recomendada ?
Ju Gerbelli disse…
Nossa, ontem em um curso de culinária com a Tatiana Cardoso, chef de cozinha natural gourmet, ela falou tão bem do agave. Hoje estava procurando mais a respeito e encontrei muitas criticas positivas e muitas criticas negativas. Fiquei na dúvida. Mas na verdade milagre não existe e vou continuar a consumir mel e açúcar normal.Os radicalismos atrapalham. Imagina que a cozinha dela é toda feita com orgânicos. Já imaginou o custo disso numa família de 5 pessoas? Infelizmente inviável.
Anônimo disse…
Nossa, estou absolutamente passada com essa informação! Parei com açúcar há 2 anos, parei com os adoçantes há pouco tempo e estou usando mel... mas já estava feliz pela existência do Agave e agora - literalmente, foi como tomar banho de água fria no inverno.

Obrigada por compartilhar a informação. Se tiver dicas sobre o que usar, vou lhe ser muito grata hehehe

Um abraço.

Postagens mais visitadas