Qr Code do blog

Qr Code do blog
Qr Code do blog

Rss

Contacto

Blog Archive

Followers

Follow by Email

Add me on Facebook

NutriViva Tv



Total de visualizações de página

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

BIODANZA


Se queres participar, confirma a tua presença!

BIODANZA® Sistema Rolando Toro, em Almada com Filipa Saramago, Facilitadora em Supervisão - Escola de Biodanza SRT de Portugal.

As sessões decorrem todas as 4ªs feiras, no ginásio da Escola Cacilhas Tejo - Praça Gil Vicente em Almada. Ás 20h!

A Biodanza, "Dança da Vida" é uma dança de expressão emocional, que promove todos os potenciais humanos, desde a saúde global, até ao estabelecimento de relações saudáveis, a partir de si mesmo, na relação com o outro e com o Todo.

Não é necessário saber dançar e sim querer expressar-se através do movimento e da dança.
Trazer roupa confortável.


Transportes:
- Metro Sul do Tejo (linhas 1 e 3 / Estação Gil Vicente)
- TST (Carreiras 103; 104; 106; 125; 126; 127)
- Transtejo (Barco Cais do Sodré - Cacilhas, seguido de 10 minutos a pé)

Poderão estacionar no parque da Escola mediante assinatura de termo de responsabilidade.


Se conhecerem alguém que poderá beneficiar desta informação, divulguem por favor.

Mais informações na newsletter em anexo,ou contacte.

Inscrições/ Informações:
- 912447865
biodanzafilipasaramago@sapo.pt

III Atelier de Plantas Medicinais


Picture
Remédio caseiros

Saiba que a utilização das couves vai muito para além da culinária.
 
O mel é um excelente cicatrizante e anti-séptico.
A paprica estanca o sangue.
A casca da banana trata os calos.

Venha aprender a elaborar alguns remédios e cosméticos com produtos do dia-a-dia: limão, vinagre, canela, aveia, batata e abóboras.
 

Local:Quinta dos sete nomes, Banzão/Sintra

data:29 de Novembro
horário 14,30 às 18
preço 20€ sócios da cooperativa e 25€ não sócios

Formadora 
Fernanda Botelho

Workshop de Raw Food


Picture

Workshops de Costura e Upcycling


Picture


com Joana Ramalho



"Como é que uma t-shirt originalmente vendida num centro comercial dos E.U.A. para promover uma equipa de desporto americana acaba a ser usada por um adolescente africano? Globalização, consumismo e reciclagem convergem neste cenário. A globalização tornou possível produzir roupa a preços incrivelmente baixos, preços tão baixos que muitos consumidores consideram esta roupa descartável. Alguns chamam-lhe“fast fashion”, o equivalente na moda da fast food."



Neste ciclo de workshops essencialmente práticos vamos aprender a dar um novo uso às peças de roupa que já não usamos, salvando-as do aterro, e transformando-as de novo numa peça querida por nós!
É importante trazer o material para levarmos a peça pronta para casa! 


Ciclo Corta! - t-shirts velhas  e tesoura.
Ciclo Corta e Cose! - t-shirts largas, uma manta velha, agulhas, linhas e tesoura.
Ciclo Recria! - um rolo de fita adesiva larga, uma peça simples para recriar, agulhas, linhas e tesoura.

II Curso de Horta Prática Biológica em Permacultura


   

Picture
Programa alterado:
o curso inicia-se com o módulo sementeira, passando o módulo eco-construção de um ponto de água para o dia 3 de Dezembro

com Isabel Castanheira


Com a chegada do Outono voltamos a lançar mãos ao trabalho e às aulas práticas de horta biológica. 

Neste segundo curso vamos iniciar os módulos pela construção de um ponto de água na horta, um pequeno lago. 

Os restantes módulos serão os mesmos que os do curso anterior, mas vamos aprofundar, mantendo uma componente prática. 

Mais informações e inscrições paraquinta7nomes@gmail.comou pelo 21 929 16 56

    Inscrição

VI Curso de Permacultura - intermédio


Picture

Atelier de Rebocos de Terra


Picture

Oficina de Hortas Verticais em Varandas


Picture
segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Livro "O Jejum Higienista" - Eduardo Corassa

"O Jejum Higienista" - Eduardo Corassa




Número de páginas: 183


Preço: R$40 + Frete


Texto da contracapa:


“Todos temos um médico dentro de nós; devemos apenas
auxiliá-lo em seu trabalho. O poder natural de regeneração
interno é a maior força que temos para retornar à saúde.
A nossa alimentação deve ser o nosso medicamento. O nosso
medicamento deve ser a nossa alimentação. Porém, comer
quando se está doente, é alimentar a doença.”
Hipócrates, médico grego, considerado o pai da medicina ocidental.


Acreditamos que uma pessoa doente necessite comer para
recuperar suas forças. Por que então uma pessoa fica doente
mesmo quando come em média mais de três refeições
ao dia?


O jejum é uma prática baseada no plano instintivo e é
exercida pelo reino animal desde o início da vida na terra.
Todo animal selvagem, quando machucado ou doente,
simplesmente perde a fome e jejua, até que sua fome e sua
energia retornem.


O jejum é praticado por todo organismo vivo no planeta,
menos pelo ser humano moderno. O ser humano “civilizado”
é o único animal no planeta que vai contra as indicações
do seu organismo e se alimenta durante a doença, apesar
de todos os indícios fisiológicos como a perda da fome, a
prostração muscular e o cessamento das secreções gástricas.


Neste livro você descobrirá por que o corpo humano tem
a capacidade inerente de se regenerar, promovendo a auto
cura de praticamente todo o tipo de doença que nos aflige.
Você perceberá que a perda da fome e a prostração na
doença têm uma razão. Aprenderá que, durante a história da
humanidade, muitas figuras ilustres da medicina defenderam
o jejum como a forma máxima de auto cura e que ele era
visto pelos profissionais de saúde que o utilizavam como
“a cirurgia da natureza”. Verá que a ciência comprova que
o jejum não apenas melhora a saúde enormemente como
também rejuvenesce o organismo e prolonga a vida em
inúmeros anos, fazendo o relógio “andar de volta no tempo”.


Como os higienistas afirmam: O JEJUM PODE SALVAR A
SUA VIDA.


Índice


Capítulo 1. - O jejum
Capítulo 2. - O jejum no mundo animal
Capítulo 3. - Casos documentados
Capítulo 4. - Pesquisas científicas
Capítulo 5. - O jejum higienista
Capítulo 6. - A aplicação prática do jejum
Capítulo 7. - Perguntas frequentes


Para contactar por email usem o formulário em baixo:

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Livro a Dieta Ideal


Livro a Dieta Ideal


Com a tecnologia de hoje, fica relativamente cada vez mais fácil comprovar a existência da Energia Vital. A máquina fotográfica Kirlian, inventada pelo casal de cientistas russos de mesmo sobrenome, veio revelar ao mundo a existência da Energia Vital. Podemos constatar a Energia Vital em todos os seres vivos, inclusive no ser humano. A fotografia mostra as cores azul e vermelha, conforme as alterações presentes nas pessoas.


Os alimentos também contêm Energia Vital e disto pode-se usufruir e obter muito proveito. Pois, pelas pesquisas cientificas do Dr. SHISHIMA no Japão, já se sabe que ocorre a TRANSMUTAÇÃO DE ELEMENTOS, ou seja, os elementos químicos se transformam em outros, quando ingeridos, se o alimento contiver Energia Vital. Essa TRANSMUTAÇÃO ocorre em nível atômico, favorecendo o organismo a dispor de elementos que ele próprio não ingeriu, mas que estarão à sua disposição para o seu metabolismo, devido à transmutação ocorrida dentro do nosso corpo. Isso parece fantástico! Porém, é isso mesmo! Pois a natureza usa de recursos para garantir a manutenção da espécie e proporcionar a LONGEVIDADE COM QUALIDADE.


Acontece que a energia vital se dissipa em algumas horas, sendo que, após 24 horas, está praticamente ausente. Pode-se comprovar esse fato com as fotos Kirlian dos alimentos. A questão é que nós, os seres humanos, tão longe de nossa origem, deixamos de nos alimentar de frutas e verduras recém colhidas. Usamos o sistema ora vigente, ou seja, o do Super-Mercado, onde os produtos encontrados já foram apanhados dias ou semanas antes de serem consumidos. E então não estaremos consumindo nada de Energia Vital. Deixamos nosso corpo sem os elementos para as reposições necessárias, pois a comida sem energia vital é considerada uma ração, ou seja, é uma alimentação desvitalizada, que vai conter elementos que serão absorvidos pelo corpo e permanecerão como tal, não havendo a possibilidade de se transmutarem naquilo de que o organismo necessita. Ou seja, fica tudo igual ao que entrou em nosso corpo. O resultado final é que o corpo humano fica com poucas alternativas de uso dos elementos absorvidos, pois a variedade que nós normalmente consumimos é pouca, ficando o organismo carente de vários nutrientes. Nós, seres humanos, ingerimos sempre as mesmas comidas.

Fazemos compras sempre nos mesmos locais! Devemos variar sempre o tipo de comida, procurarmos novas opções de alimentação. Pense um pouco e veja se isto não é o que está acontecendo com você! Podemos comprovar toda essa realidade quando realizamos o Exame Mineral do Cabelo ou das Unhas, o que mostra que estamos desnutridos de minerais, que são os elementos Antioxidantes mais importantes, junto das vitaminas. Esses Antioxidantes são responsáveis por bloquear as lesões degenerativas, tais como a arteriosclerose, osteoporose, tumores, inclusive o câncer. Portanto, o conhecimento sobre Energia Vital é de suma importância para quem quer garantir uma vida longa e saudável e uma terceira idade com dignidade.
• Antioxidantes: São os elementos responsáveis em nos proteger contra os ataques dos Radicais Livres, ou seja, os causadores das Doenças Degenerativas.

Os Antioxidantes são representados pelas Vitaminas e Sais Minerais. As vitaminas (vita - aminas) são as aminas da vida. Portanto são encontradas em seres vivos! Através de experiências realizadas na Universidade de São Paulo, foi verificado que as vitaminas químicas são eliminadas pela urina em 95% da quantidade ingerida, sobrando, assim, apenas 5% das mesmas! Para que a “vita-amina” seja aproveitada totalmente, ela deve estar agregada ao carbohidrato de origem, ou seja, nas verduras, frutas e cereais crus. Uma das características mais importantes da vitamina é a labilidade térmica ou seja , a fragilidade pela temperatura. As vitaminas se degradam, se quebram, quando aquecidas ou congeladas. A temperatura ideal para se manter a vitamina íntegra está entre 4ºC e 60ºC. Portanto, polpas de frutas congeladas não têm nada de vitamina e, tampouco, alimentos cozidos, mesmo que seja no vapor. Pois a ebulição da água ocorre a 100ºC.

O conhecimento sobre os antioxidantes é muito importante, pois eles representam as nossas defesas, a nossa garantia contra os invasores, que são os Radicais Livres. Os Sais Minerais, por sua vez, desempenham um papel bastante importante em todas as funções fisiológicas de nosso corpo. Eles são elementos que não se degradam nunca! Pelo contrário, se transformam em outros, quando necessário, se o alimento ingerido contiver Energia Vital (pesquisa realizada pelo cientista doutor Shishima no Japão). O exemplo mais fácil para se entender essa Transmutação ocorre na vaca. Este animal come capim e, dentro de seu corpo, no metabolismo próprio dele, o capim é transmutado em leite. O capim, que contém clorofila, pouco ferro, carboidratos e vitamina B, se transforma em proteína, cálcio, gordura e vitamina A. Não é fantástico? O mesmo ocorre dentro de nós! Basta, para isso, comermos alimentos ricos em Energia Vital.

O nosso corpo, tal qual o da vaca, vai transmutar alguns elementos em outros que são necessários naquele momento. Para isso, devemos ter em mente os alimentos ricos em vitaminas e sais minerais. Aqueles que mais os contêm são os cereais integrais crus, ou seja, flocos e farelos de cereais. Devem ser crus e não comidos como “granola”, que passa pelo forno para ficar mais crocante e ser facilmente vendida, perdendo assim todas as vitaminas! Devemos, portanto, comê-los crus, pois aí sim, teremos vitaminas em grande quantidade disponível e, também, sais minerais para nosso organismo.

Em nosso metabolismo, principalmente nas pessoas que usam muito o intelecto, as vitaminas e sais minerais são muito requisitados, pois fazem parte integrante de todos os processos cerebrais. E nós os consumimos muito! Portanto, devemos suprir o nosso organismo com bastante quantidade e variedade de antioxidantes. As frutas e verduras cruas também são grandes portadoras de Vitaminas e Sais Minerais. Devemos comê-las sempre que possível, cruas! Existem algumas verduras que as pessoas costumam comer cozidas, sendo possível ingeri-las cruas, tais como beterraba, couve-flor (bem cortadinha na salada), brócolis, milho-verde (aquela espiga com grãos bem pequenos são doces e saborosas!).

É possível, nos dias de hoje, desde que estejamos alertados, comer muitos alimentos crus e recém colhidos. Basta não perdermos algumas oportunidades, como aqueles passeios, por exemplo pelo parque da cidade, e colhermos algumas amoras ou, em uma visita a amigos na chácara, nos deliciarmos com algumas laranjas apanhadas na hora! Quem sabe na beira da praia, darmos alguns centavos a mais e pedirmos para o rapaz pegar um coco na hora e bebermos “aquela” água com Energia Vital! Comer hortaliças apanhadas na hora, quando possível... As ingestões desses alimentos, além de proporcionar vitaminas e sais minerais, estarão provendo o organismo de Energia Vital, havendo a possibilidade de ocorrer a transmutação dos elementos, suprindo a carência do corpo. São sugestões que você pode ampliar, à medida que se valorize o conhecimento sobre os antioxidantes.

Por Dr. Augusto Vinholis Médico / Cientista
http://www.drvinholis.com.br/pagina/Livro+a+Dieta+Ideal

Dia Mundial da Alimentação

Num mundo em mudança excepcional, celebrou-se o Dia Mundial da Alimentação.
Espero que (no programa em baixo) quando falam de novas tecnologias não pretendam introduzir ainda mais OGMs !!!
Precisamos sim de uma agricultura mais sustentável mais ligada à produção de alimentos biológicos/orgânicos, com impacto zero na natureza. Precisamos também de mais educação e promoção do vegetarianismo como forma de produzir efectivamente alimentos suficientes para a população mundial que cresce cada vez mais. A produção de gado é completamente insustentável e desnecessária. Para mudar os hábitos alimentares é necessário também mais informação nutricional dando a conhecer os alimentos que são verdadeiramente promotores de saúde e bem estar. 
Em relação ao vegetarianismo, não nos deixemos enganar pela industria alimentícia que promove alimentos como a soja como alternativa à carne. Existem de facto alimentos muito melhores e uma alimentação virada para os alimentos vivos pode mudar radicalmente o mundo pois podemos obter muito mais nutrientes quando não os processamos.

Luis Guerreiro

_______________________________________________

O Dia Mundial da Alimentação celebra-se no dia 16 de Outubro. Em 2011, as comemorações do Dia Mundial da Alimentação vão ter como tema principal "Preços da Alimentação - Da Crise à Estabilidade". O Dia Mundial da Alimentação tem como principal objetivo alertar as pessoas para a importância da luta contra fome e pobreza.

Principais Objetivos do Dia Mundial da Alimentação

  • Desenvolver medidas para combater a fome e sensibilizar as pessoas para adoção dos mesmos;
  • Sensibilizar as pessoas para necessidade da produção agrícola e estimular os apoios nacionais, bilaterais, multilaterais e não-governamentais para este fim;
  • Ajudar no desenvolvimento de novas tecnologias em países subdesenvolvidos;
  • Sensibilizar todos os países para importância da ajuda nacional e internacional na luta contra a fome, subnutrição e pobreza;
  • Estimular participação da população rural, em especial as mulheres e as camadas sociais mais desfavorecidas, nas decisões e actividades que influenciam as suas condições de vida.
O Dia Mundial da Alimentação foi criado em Novembro de 1979 pelos países membros na 20ª Conferência da Organização das Nações Unidas para a alimentação e a agricultura.

The greatest speech ever made (O melhor discurso de sempre)

domingo, 16 de outubro de 2011

15 de Outubro - Unidos pela Mudança


































target="_blank"
Posted by Picasa
segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Luis Guerreiro no Femina 2011 - Dinamarca - Cataplana



A Cataplana permite a cozedura em vapor a baixa temperatura preservando assim muitos dos nutrientes dos alimentos.


O próximo desafio será criar pratos vivos quentes baixando a temperatura por volta dos 45ºC.


Veja mais no Facebook


A TVI esteve lá:

1ª Sessão de Biodanza em Almada com Filipa Saramago

Quarta-feira, 12 de Outubro · 20:00 - 22:00





Ginásio da Escola Secundária Cacilhas Tejo
Praça Gil Vicente
Almada, Portugal



Podem estacionar no parque da escola, mediante assinatura de termo de responsabilidade. A paragem do metro de superfície é em frente à escola, estação Gil Vicente. Mais Informações: biodanzafilipasaramago@sapo.pt; 912447865
sábado, 24 de setembro de 2011

4ª Semana Vegetariana dedicada às razões ecológicas

A 4ª Semana Vegetariana Internacional decorre de 1 a 7 de Outubro. Este ano a Semana Vegetariana vai focar-se principalmente nas razões ecológicas para uma alimentação vegetariana, porque um futuro sustentável depende também das nossas escolhas alimentares.


O objectivo da campanha é divulgar o vegetarianismo, enquanto estilo de vida saudável, ético e ecológico. A semana de 1 a 7 de Outubro é particularmente favorável, uma vez que 1 de Outubro é o Dia Mundial do Vegetarianismo, e 4 de Outubro o Dia Mundial do Animal.


Restaurantes, lojas, associações, centros de terapias e outras entidades de todo o país irão promover actividades diversas, desde palestras e debates a workshops de cozinha vegetariana, degustações, piqueniques, descontos e promoções diversas de produtos e serviços.


A nível internacional, pela quarta vez consecutiva várias associações juntam-se para promover uma Semana Vegetariana em simultâneo, mobilizando centenas de activistas em vários países.


Em Portugal, o Centro Vegetariano é o promotor desta iniciativa e convida todos a participar e a promover actividades.


O site http://www.semanavegetariana.com disponibiliza toda a informação relativa a essa Semana, assim como uma lista de iniciativas que se irão realizar de Norte a Sul do país.

Pentágono com planos de vacina para mudar o comportamento em populações

Vídeo  mostrando planos no Pentágono para uso de uma vacina destinada a modificar o comportamento. Nome de código FunVax  (Vacina dos Fundamentalistas). A vacina é feita de virus respiratórios por serem fáceis de disseminar  e a intenção é usá-la  em crentes de várias religiões.


sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Ácido ursólico presente na casca da maçã previne atrofia muscular



Chega de choro: crianças já podem trocar espinafre por maçã e agradecerem aos pesquisadores de um estudo realizado na Universidade de Iowa. A casca da maçã contém uma substância cerosa chamada ácido ursólico que reduz a atrofia muscular e promove o crescimento de músculos em ratos saudáveis. Esta é a conclusão encontrada em artigo a ser publicado amanhã na revista Cell Metabolism.



 O estudo demonstrou que o ácido ursólico – também encontrado na uva ursi, de onde deriva seu nome – reduziu a atrofia muscular (conhecida por perda muscular) e promoveu o crescimento muscular em ratos saudáveis. Também reduziu os níveis de açúcar e gordura no sangue, triglicérides e colesterol em animais. Os resultados sugerem que o composto poderia ser utilizado para tratar a perda muscular e, possivelmente, distúrbios metabólicos como diabetes.
Christopher Adams, endocrinologista e pesquisador do estudo na referida universidade, explica que a atrofia muscular provoca grandes problemas. Também é muito comum, afetando a maioria das pessoas em algum momento de suas vidas, principalmente durante a doença ou envelhecimento. E não há nenhum medicamento para esta doença. Mas, agora os resultados do estudo dão novas esperanças de tratamento.
Quando os pesquisadores testaram o ácido ursólico em ratos, perceberam que estes animaizinhos tinham aumentado seus músculos em tamanho e força. O que aconteceu? O ácido ajudou dois hormônios que constroem músculos: fator de crescimento 1 (IGF1) e insulina. Surpreendentemente, o ácido ursólico também reduziu a gordura corporal, abaixou o colesterol e a glucose no sangue.
No estudo, a equipe utilizou uma nova técnica, mapeamento de conectividade, para comparar padrões de expressão gênica em células sob condições diferentes. Depois de determinar quais genes eram ligados e desligados em músculo humano durante a atrofia, a mesma equipe comparou os padrões com padrões de expressão gênica em linhas de célula de cultura tratadas com uma coleção de diferentes compostos. Descobriram que um destes compostos – ácido ursólico – causava um padrão de expressão gênica, oposto ao do padrão causado pela atrofia. Isto sugeriu que este ácido poderia reverter a doença. 
Em realização de experiências adicionais, os pesquisadores provaram que ratos alimentados com ácido ursólico foram, de fato, protegidos da atrofia muscular causada por jejum e lesões em nervos. Além disso, ratos saudáveis alimentados com ácido ursólico desenvolveram músculos maiores e mais fortes do que os ratos que não receberam o composto.


Matéria original do Portal Ciência Diária: Esqueça o espinafre: casca de maçã aumenta massa e força muscular


Artigo original do periódico Cell Metabolism:

Cell Metab. 2011 Jun 8;13(6):627-38.

mRNA Expression Signatures of Human Skeletal Muscle Atrophy Identify a Natural Compound that Increases Muscle Mass.

Department of Internal Medicine, Roy J. and Lucille A. Carver College of Medicine, The University of Iowa, Iowa City, IA 52242, USA; Department of Veterans Affairs Medical Center, Iowa City, IA 52246, USA.

Abstract

Skeletal muscle atrophy is a common and debilitating condition that lacks a pharmacologic therapy. To develop a potential therapy, we identified 63 mRNAs that were regulated by fasting in both human and mouse muscle, and 29 mRNAs that were regulated by both fasting and spinal cord injury in human muscle. We used these two unbiased mRNA expression signatures of muscle atrophy to query the Connectivity Map, which singled out ursolic acid as a compound whose signature was opposite to those of atrophy-inducing stresses. A natural compound enriched in apples, ursolic acid reduced muscle atrophy and stimulated muscle hypertrophy in mice. It did so by enhancing skeletal muscle insulin/IGF-I signaling and inhibiting atrophy-associated skeletal muscle mRNA expression. Importantly, ursolic acid's effects on muscle were accompanied by reductions in adiposity, fasting blood glucose, and plasma cholesterol and triglycerides. These findings identify a potential therapy for muscle atrophy and perhaps other metabolic diseases.

Fonte: http://lucasgf-ufes.blogspot.com/2011/06/acido-ursolico-previne-atrofia-muscular.html por Lucas Guimarães Ferreira

Coentros: Muito mais do que aroma… FERNANDA BOTELHO

feature photo

Introdução

O coentro – Coriandrum sativum – é uma planta da família das umbelíferas, é anual e muito aromática, de folhas superiores finalmente recortadas e flores pequenas de cor branca ou rosa. As sementes muito redondas de cor bege são muito apreciadas na culinária.

História

Embora de origem incerta, sabe-se que os antigos egípcios já a utilizavam para embalsamar os corpos. É provavelmente originária da bacia do Mediterrâneo onde os gregos e os romanos a utilizavam em pratos e bebidas. Na Idade Média era cultivada nos jardins dos mosteiros. É também conhecida por salsa árabe ou chinesa e é hoje cultivada um pouco por todo o mundo. Em inglês é conhecida por coriander e em espanhol por cilantro. Muito utilizado na cozinha indiana e árabe, tanto as sementes como as folhas. Entre nós é mais comum utilizarem-se as folhas na confecção de vários pratos e as sementes no fabrico de confetis e outros doces.

Propriedades

É digestivo, anti-séptico e calmante. Na Índia é considerado afrodisíaco, serve para aumentar as glândulas mamárias.
O coentro tem quatro vezes mais caroteno do que a salsa e três vezes mais cálcio do que esta. Tem ainda proteínas, sais minerais, vitamina B e niacina. As folhas são muito ricas em ferro e vitamina C.
Tanto os coentros como a salsa ajudam a neutralizar o hálito do alho.
A tisana das folhas combate ainda a fadiga e alguns tipos de enxaquecas. As suas sementes são um excelente digestivo quando mastigadas depois da refeição.
Alivia dores de estômago em caso de digestões difíceis, vómitos e flatulência, estimulando o apetite e ajudando a secreção gástricos e intestinais.
Na medicina chinesa inalam-se os vapores dos ramos dos coentros e massaja-se o corpo com chá para acalmar a comichão e eliminar as borbulhas do sarampo.
Na antiguidade, os coentros eram mais utilizados pelas suas propriedades medicinais, mas hoje em dia é mais comum serem usados na culinária.

Culinária

As sementes dos coentros devem ser adicionadas no princípio da cozedura.
A incorporação de coentros nos pratos com leguminosas favorece reabsorção dos gases intestinais.
Pode ainda ser utilizado para aromatizar a cerveja.
As sementes servem para aromatizar o gin e fabricar licores digestivos. Servem ainda para aromatizar vinagre e vários tipos de conservas como puré de tomate, pêras ou maçãs, salsichas ou patés.
Na Índia é um ingrediente essencial do caril em pó.
Tantos as folhas como as sementes salientam o sabor da choucroute, beterraba, cornichons, cogumelos, alcachofras e salada várias, especialmente de batata.
Um ou dois grãos de coentros esmagados numa chávena de café concedem-lhe um excelente sabor.

Jardim

Embora cultivada como erva aromática, convém separá-las das plantas de jardim, pois o forte aroma da folha e sementes frescas pode ser prejudicial a algumas plantas. Mas sabe-se que afasta os afídeos aos quais é imune.
Quando associada com o funcho, impede a formação das suas sementes, enquanto que ajuda a germinar as do anis.
As suas lindas e delicadas flores fazem lindos canteiros e atraem abelhas.
O aroma das suas sementes vai-se tornando mais intenso e agradável à medida que estas vão amadurecendo.

Sobre o autor

O Autor
FERNANDA BOTELHO é especialista em plantas aromáticas e medicinais, tendo frequentado vários cursos de plantas medicinais em Londres onde também trabalhou nessa área. Estudou na SSHM (Scottish School of Herbal Medicine). Tem vindo a desenvolver acções de formação para professores e alunos sobre plantas medicinais em escolas e nos encontros nacionais de Eco-Escolas. Desenvolveu ateliers de plantas medicinais nos jardins de Monserrate, Parque da Pena e Capuchos, Sintra, onde instalou jardins de plantas medicinais. Colabora há três anos com artigos mensais na revista Jardins. Actualmente participa em projectos de educação ambiental com a Naturanima.

Orégãos

As propriedades terapêuticas desta erva aromática

Esta planta cresce espontaneamente em Portugal e as suas folhas são tradicionalmente muito utilizadas em culinária.

É indicada no tratamento e prevenção da gripe. Imunoestimulante e antiviral, aumenta as resistências contra o vírus da gripe, sendo também útil em tosses e rouquidão.

Num grande estudo do Departamento de Agricultura dos E.U.A, publicado em 2001 no Journal of Agricultural and Food Chemistry, o orégão provou ter uma actividade antioxidante 3 a 20 vezes superior a todas as plantas medicinais estudadas (seguida pelo endro, tomilho, alecrim e hortelã-pimenta).

Adicionalmente, esta acção foi 42, 12 e quatro vezes superior às maçãs, laranjas e mirtilos, respectivamente. Outra conclusão interessante obtida neste estudo foi que as ervas aromáticas, plantas e especiarias possuem uma maior actividade antioxidante se forem consumidas frescas.

Princípios activos

Os orégãos contêm um óleo essencial (com timol, carvacrol, limoneno), ácidos gordos com propriedades antioxidantes, antibióticas, antivirais e imunoestimulantes e ácido rosmarínico, com forte acção antioxidante. 

De entre todos os seus constituintes fitoquímicos, destaca-se o carvacrol (uma das substâncias mais importantes em Fitoterapia), pelas suas propriedades antitumorais, anticancerígenas, analgésicas, anti-inflamatórias, hepatoprotectoras e antiplaquetárias.

Outras propriedades


Esta planta é eficaz contra bactérias como as salmonelas (Salmonella typhimurium), Escherichia coli e Staphylococcus aureus, sendo por isso muito eficaz como antibiótico no tratamento de gastroenterites, infecções urinárias e pneumonias, respectivamente. 

Os orégãos regulam a quantidade de glicose no sangue, sendo por isso também um antidiabético.

Administração
- Alimento: Em saladas, pizzas, marisco e massas.

- Comprimidos:
 200 a 400 mg por dia.

- Chá:
 ½ colher de sopa para uma chávena.

- Óleo essencial:
 Podem ser utilizadas cinco a dez gotas em água a ferver e fazer um aerossol com o vapor de água.

Remédios caseiros
Xarope para constipações e tosse: Em um litro de água, coloque dois ou três raminhos de poejo e orégãos, duas cebolas, duas maçãs, casca de limão, cinco ou sete figos secos e umas pinhas pequenas.
Coza 15-20 minutos (sem chegar a reduzir a água a metade), coe, adicione mel e volte a ferver um pouco. Guarde num frasco e, quando aquecer para beber, adicione umas gotas de sumo de limão (recolha etnobotânica de Joana Cameijo Rodrigues). 

Salada anti-gripe:
 Junte vegetais com propriedades antivirais, antioxidantes e desintoxicantes: corte cebola às rodelas, tomate e pepino aos quadrados, pique salsa e coentros e, no final, polvilhe com muitos orégãos. Adicione azeite de borragem e umas gotas de shoyu (molho de soja).


Revisão científica: Dr. João Beles (naturopata, Coordenador do curso de Naturopatia do Instituto de Medicina Tradicional de Lisboa). 

A responsabilidade editorial e científica desta informação é da revista

Fonte: http://saude.sapo.pt/saude-medicina/medicina-natural/guia-plantas-suplementos/oregaos.html?pagina=2