Qr Code do blog

Qr Code do blog
Qr Code do blog

Rss

Contacto

Blog Archive

Followers

Follow by Email

Add me on Facebook

NutriViva Tv



Total de visualizações de página

domingo, 14 de fevereiro de 2010

Açúcar mascavo ou mascavado



Quase toda a gente adora um doce. O facto talvez se deva ao sabor doce do leite materno que nunca esquecemos, ao carinho recebido durante a amamentação... e que depois nos faz procurar substitutos ao longo da vida. Outra razão é a nossa necessidade de cálcio (que tb é doce) como apontou o Dr Alberto Gonzalez numa palestra que assisti em Belo Horizonte. Assim andamos sempre procurando doces e aqueles mais alerta tentam usar soluções mais saudáveis.



Em alimentação natural fala-se muito no uso do açúcar mascavo ou mascavado (em Portugal) como opção mais saudável e nutricional...será?



Apesar de muita gente acreditar que o açúcar mascavo é um produto bruto, não-refinado. Na realidade, ele é um açúcar “semi-refinado”.  Não tem o tratamento químico que o açúcar branco o que o torna menos adoçante. Na realidade é preciso maior quantidade de  açúcar mascavado para adoçar do que açucar branco.  O açúcar mascavado tem ainda mais nutrientes mas a sua absorção é duvidosa já que no caso dos minerais,  devido à alta temperatura os mesmos são transformados em minerais inorgânicos, dificilmente absorvidos pelo organismo. “Para satisfazer suas necessidades diária de minerais, você teria de comer quantidades nada saudáveis de açúcar mascavo”, escreve Robert L. Wolke no livro O que Einstein disse a seu cozinheiro.


Tanto o açúcar branco como o mascavado são acidificantes do organismo, além disso são desmineralizadores que arrastam minerais importantes e deveriam ser excluídos da nossa dieta.


As opções saudáveis são a stevia, o mel em pequenas quantidades e as frutas secas ou desidratadas (atenção aos conservantes se forem de origem comercial).


Mas na realidade não há nada mais doce do que fruta madura...


Luís Guerreiro

0 comentários: