Qr Code do blog

Qr Code do blog
Qr Code do blog

Rss

Contacto

Blog Archive

Followers

Follow by Email

Add me on Facebook

NutriViva Tv



Total de visualizações de página

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Longevidade e saúde: o Goji



O mais nutritivo e mais poderoso alimento antioxidante conhecido pelo homem. Um super-alimento milagroso que nos chega do tecto do mundo.

É uma verdadeira loucura a procura que se verifica, desde há um par de anos, nos EUA e no Canadá de um pequeno fruto oriundo dos Himalaias e para a qual contribuiu certamente o facto de famosos como Oprah Winfrey, Madona, Steven Seagal e outros o consumirem regularmente, como parte dos seus programas anti-envelhecimento, e o recomendarem.

Essa febre chegou entretanto à Europa, onde a procura dessas pequenas bagas é já frenética, quer pelas importantes promessas que consigo trazem quer devido à sua própria escassez. Mas afinal qual é o se-gredo que há mais de 3000 anos encerram esses atractivos frutos de um vermelho coração?

O que é o Goji?

O Goji dá pelo nome científico de Lycium barbarum L., pertence à família das solanáceas e é oriundo dos Himalaias, pelo menos as bagas autênticas,(I) onde é colhido de Julho a Setembro.

Tem a aparência de um pequeno tomate-morango, de cor vermelho vivo e, segundo a tradição tibetana, é extremamente sensível e delicado pelo que não deve ser tocado pela mão humana, pois, quando isso acontece, transforma a sua cor vermelho-vivo numa outra cor mais escura, quase negra, e perde qualidades.

Daí que a sua colheita se faça sacudindo os ramos do Goji e recolhendo o fruto em malhas de bambú, sendo de seguida as bagas transportadas, lavadas e postas a secar à sombra e posteriormente envasadas, isso sim, sem nunca serem tocadas pela mão humana.

O seu sabor único é uma mistura entre noz-suave, tomate-morango frutado, amoras e cerejas, libertando um particular aroma à fresca fragrância de nozes tostadas.

Porque é que as bagas de goji têm despertado um interesse tão avassalador nos consumidores ocidentais e na comunidade científica?

Além da sua milenar reputação na Ásia, e em concreto no Tibete, na China e na Índia, de extraordinária planta medicinal, (II) o Goji despertou, também, o interesse da ciência ocidental pela sua riqueza nutritiva e antioxidante que deixa a milhas de distância os outros alimentos conhecidos (III).

Na verdade, de acordo com o que esses estudos apontam, as bagas de Goji são talvez a fruta de maior riqueza nutritiva conhecida.

Há que no entanto referir que essa riqueza se encontra no fruto, que foi aquele que foi estudado, e não nalguns dos sumos comercializados. Essa riqueza nutritiva traduz-se em:

Proteínas

Contém 18 tipos de aminoácidos (13gr por cada 100gr de fruto seco, isto é, seis vezes superior ao pólen da abelha e com mais proteína que a generalidade dos cereais integrais), incluindo todos os 8 aminoácidos essenciais, tais como a isoleucina e o triptofano.

Minerais

As bagas de Goji contêm também mais de 21 oligoelementos, incluindo o zinco, o ferro, o cobre, o cálcio, o germânio (mineral anti-cancerígeno), o selénio e o fósforo.

Antioxidantes e Vitaminas

As bagas de Goji estão entre as mais elevadas fontes de carotenóides de todos os alimentos ou plantas comuns conhecidos na Terra. Contêm o espectro completo de carotenóides antioxidantes, incluindo o betacaroteno (me-lhor fonte do que a cenoura), a zeaxantina e a luteína (os grandes protectores da vista).

As bagas de Goji contêm 500 vezes a quantidade de vitamina C das laranjas, fazendo com que seja uma das fontes de vitamina C mais rica da Terra. São ricas, ainda, em vitaminas B1, B2, B6 e vitamina E.

Os gojis maduros contêm betasisterol (um agente anti-inflamatório, baixa o colesterol, trata a impotência sexual e também ajuda no tratamento da hipertensão), sesquiterpenóides como a ciperona (regula a tensão arterial, alivia o desconforto menstrual, é usada no tratamento do cancro do colo do útero) e a solavetivona (que contém propriedades anti-bacterianas e anti-fúngicas), os tetraterpenóides e a betaína (úteis para melhorar o funcionamento do fígado, promovendo a digestão, e reputadas substâncias para promover a memória e proteger o ADN) e a fisalina (subs-tância activa contra todos os tipos de leucemia).

As bagas de Goji contêm, também, uma excelente riqueza em fibra através da presença de polissacarídeos de elevada densidade que for-talecem e apoiam um sistema imunitário saudável. Os polissacarídeos são longas cadeias de moléculas de açúcar que alimentam os macrófagos (grandes glóbulos brancos) na parede dos intestinos.

Um polissacarídeo encontrado nas bagas de goji, demonstrou-se ser um poderoso estimulante da secreção da rejuvenescedora hormona do crescimento.

As bagas de Goji (Goji Berries, em inglês) foram avaliadas como o alimento com a capacidade antioxidante mais elevada na escala da ORAC (Oxygen Radical Absorvance Capacity), espantosamente, com 3.472 unidades ORAC.

Ómegas 3 e 6

As bagas de goji são também muito ricas em ácidos gordos essenciais, vulgarmente denominados ómegas saudáveis, e que são requeridos pelo corpo para a produção de hormonas e promovem o bom funcionamento do cérebro e do sistema nervoso.
Quais são os benefícios das bagas de goji?

Os seus mentores (V) , e são cada dia mais, encontram propriedades raras e únicas entre os alimentos conhecidos, a este verdadeiro "alimento milagre" tibetano, entre as quais:

- Protege o corpo do envelhecimento e aumenta a longevidade (conhecido como a fruta da longevidade entre os Tibetanos e em particular os Hunzas que são tidos por serem o povo mais são e feliz da terra, (VI) com longevidades de até 140 anos).

- Promoção da energia e bem-estar em geral

- Fortifica e mantém um sistema imunitário saudável

- Defende de e luta contra vários tipos de cancro

- Combate a inflamação e a artrite

- Baixa o colesterol

- Equilibra os níveis de pressão do sangue

- Reduz os níveis de glicose no sangue

- Melhora as cataratas, a visão turva e a audição

- Fortalece e suporta a função saudável do fígado e dos rins

- Fortalece os ossos e os tendões

- Mantém um sistema nervoso saudável

- Protege a pele dos danos causados pelo sol

- Combate a formação de celulite (daí algumas pessoas, como o Dr. Howard Murad, um conceituado dermatologista, lhe chamarem "o assassino da celulite").

- Ajuda na perda de peso

- Promove a felicidade (diz-se que "um pu-nhado pela manhã fará com que se sinta feliz para o resto do dia")

- Aumenta a líbido e o desempenho sexual (conhecido no Oriente como o viagra natural)

- Promove a fertilidade

O que nos diz, para já, a ciência sobre as Bagas de Goji?

De realçar a utilidade dos polissacarídeos presentes no Goji, que se têm mostrado pro-metedores para o tratamento de vários tipos de cancro (renal, melanoma, colonrectal, pulmão, nasofaringe, hidrotorax) em conjugação com LAK/IL-2, bem como a sua utilidade, também, no retardar do envelhecimento e no glaucoma .

(VII) No entanto, convém sublinhar que alguns destes estudos sobre os benefícios destas super poderosas bagas foram, para já, apenas levados a cabo in vitro ou em ratos (VIII) e não em humanos.
Notas e bibliografia

(I) A preocupação com a origem e a qualidade da sua produção, processamento e distribuição levou a uma curiosa união entre o governo tibetano, o Colégio de Médicos Tibetanos e a companhia distribuidora australiana Tibet Authentic, por forma a garantir a sua autenticidade.

(II) O Ben Cao Gang Mu de Li Shi-Zhen, datado do séc. XVI, é o tratado mais célebre e extenso de fitoterapia chinesa, alguma vez le-vado a cabo por uma só pessoa. Aí podemos ler que "o consumo quotidiano do Goji pode regular o fluxo de energia vital e fortalecer a mente, sendo factor de longevidade" e enumeram-se os usos tradicionais do Goji na Medicina Tradicional Chinesa e na Tibetana (esta última segundo se crê, o berço daquela): artrite, degeneração macular, diabetes, disfunção sexual em ambos os sexos, dores, doenças hepáticas, febre, hipertensão, infertilidade, insónia, irritabilidade, má circulação (pernas cansadas), produção de sangue (glóbulos vermelhos e plaquetas), produção de glóbulos brancos, suores espontâneos, tosse, tuberculose, vertigem, zumbidos nos ouvidos.

(III) Gross, P.M., Zhang, X., Zhang, R.: Wolfberry: Nature´s Bounty of Nutrition & Health, Charleston, South Caroline, BookSurge Publishing, 2006. Young, G., Lawrence, R., schreuder, M.: Discovery of the Ultimate Superfood: How the Nigxia Wolfberry and Four Other Foods Help Combat Heart Disease, Cancer, Chronic Fatigue, Depression, Diabets and More, Orem, Utah, Essential SciencePublishing, 2005.

(IV) A escala de ORAC é um teste estandar-dizado, usado pelo departamento da agricultura dos EUA, para medir os níveis totais de antio-xidantes dos alimentos. ORAC significa Oxygen Radical Absorbance Capacity, ou seja, "Capacidade de Absorção dos Radicais de Oxigénio", e a medida é expressa em "unidades ORAC por 100g" de um certo alimento.

(V) Entre os quais se destaca o tão famoso, quanto polémico, nutricionista e farmacêutico Earl Mindell. Vide Mindell, E.: The Himalayan Health Secret, Momentum Media, Dallas, 2005.

(VI) Hoffman, J.M.: Hunza, Secrets Of The World's Healthiest And Oldest Living People, New Jersey, New Win Publishing, 1968.

(VII) Cao, G.W., Yang, W.G., Du, P.: Observation of the effects of LAK/IL-2 therapy combining with Lycium barbarum polysaccharides in the treatment of 75 cancer patients, Zhonghua Zhong Liu Za Zhi. 1994 Nov;16(6):428-31. Xin, Y.F., Zhou, G.L., Deng, Z.Y., Chen, Y.X., Wu, Y.G., Xu, P.S., Xuan, Y.X.: Protective effect of Lycium barbarum on doxorubicin-induced cardiotoxicity. Phytother Res. 2007 Jul 11.

(VIII) Zhu, J., Zhao, L.H., Zhao, X.P., Chen, Z.: Lycium barbarum polysaccharides regulate phenotypic and functional maturation of murine dendritic cells, Cell Biol Int. 2007 Jun;31(6):615-9. Li, X.M., Ma, Y.L., Liu, X.J.: Effect of the Lycium barbarum polysaccharides on age-related oxidative stress in aged mice, J Ethnopharmacol. 2007 May 22;111(3):504-11. Chan, H.C., Chang, R.C., Koon-Ching, Ip, A., Chiu, K., Yuen, W.H., Zee, S.Y., So, K.F.: Neuroprotective effects of Lycium barbarum Lynn on protecting retinal ganglion cells in an ocular hypertension model of glaucoma, Exp Neurol. 2007 Jan;203(1):269-73.

Por: Dr. António Marcos Ph.D.

Docente Universitário ( www.drmarcos.net) , Presidente do Instituto Português de Naturologia (www.ipnaturologia.com) e da Sociedade Portuguesa de Nutrição Ortomolecular e Director da Dr. Marcos Blood Diet Clínic (www.fozvital.com)

Pode encontrar este artigo em:
SAPO SAUDE

1 comentários:

As melhores t-shirts do mundo disse...

Olá a todos..

Sou de Portugal, semeei há cerca de 2 meses Goji e as plantinhas estão com cerca de 4/5 cm de altura, cada folha tem mais ou menos 3/4 cm de comprimento, em média umas 6 ou 7 folhas cada planta..

o que eu queria saber, era como vou fazer agora com o começo do outono e depois inverno, para conseguir proteger as minhas plantas por causa do frio, não irão morrer?

existe alguma maneira de as proteger?eu moro num apartamento, mas tenho varandas e uma espécie de marquise fechada..

espero por respostas, muito obrigado,

Márcio Pereira