Qr Code do blog

Qr Code do blog
Qr Code do blog

Rss

Contacto

Blog Archive

Followers

Follow by Email

Add me on Facebook

NutriViva Tv



Total de visualizações de página

quarta-feira, 28 de novembro de 2007

Uso excessivo de antibióticos preocupa médicos

Muitas pessoas têm recorrido ao uso de antibióticos para problemas rotineiros
de saúde como tosse, constipações e dor de garganta. O comportamento tornou-se tão comum, muitas vezes os próprios médicos contribuem com a tendência, que tem levado não apenas à auto-medicação, mas ao aparecimento de certos tipos de fármacos preferidos, como se tais medicamentos fossem doces ou refrigerantes.


Para o médico Jim Wilde, da Faculdade de Medicina da Geórgia, nos Estados Unidos, a situação é tão grave que «a guerra contra as bactérias está a ser perdida». O ponto mais preocupante é que a proliferação de microrganismos resistentes aos antibióticos tem ocorrido em velocidade e frequência muito superiores ao ritmo de produção de novos medicamentos.


O cientista explica que, mesmo que os antibióticos sejam utilizados apenas quando realmente necessários, as bactérias encontrarão maneiras de lhes resistir. Mas a diferença é que, nesse cenário, o período de eficácia seria muito maior, dando tempo para que fossem desenvolvidas novas drogas.


Wilde acredita que, se nenhuma medida drástica for tomada, a maioria dos antibióticos (necessários para tratar estados graves como meningite ou pneumonia ) pode tornar-se inútil em 50 anos.


O especialista lembra que em países em desenvolvimento, onde a falta de médicos e profissionais de saúde acaba por conduzir a um uso ainda mais indiscriminado de antibióticos do que nos países mais ricos, o perigo é ainda maior. «Em diversas regiões, as infecções comuns que já não têm tratamento disponível».


Traduzido por:
MNI-Médicos Na Internet

0 comentários: