Qr Code do blog

Qr Code do blog
Qr Code do blog

Rss

Contacto

Blog Archive

Followers

Follow by Email

Add me on Facebook

NutriViva Tv



Total de visualizações de página

quarta-feira, 15 de agosto de 2007

Biogenia



A Biogenia, tal como aplicada por Jesus, pelos Essênios, os Sumérios, Pitágoras, entre outros, se manteve inalterada nos últimos 8.000 anos.
O motivo de tal estabilidade é sem dúvida a validade atemporal de seus princípios e métodos que se baseiam nas leis da Vida e da Saúde, as quais são eternas.
Os mesmos processos que traziam a cura há 8.000 anos entre os Sumérios e nos Essênios há 2500 anos, aperfeiçoou-se em Jesus há 2.000 anos, e nos chegou no século 20 através do Dr. Edmond B. Szèkely.

Diferente da medicina, ciência experimental empírica, que testa nos doentes suas novas drogas
porque se mostram ineficientes e danosas, e técnicas que geralmente são abandonados em 98% após 20 anos,a Biogenia, por outro lado, conhece todas as causas das doenças e também tudo aquilo que cura, sem a necessidade de experimentar!
Os elementos curativos da Biogenia estão no Sol (luz e calor naturais), na água pura, no ar puro, na vida das árvores, na terra fértil, nos alimentos puros adequados ao homem, na beleza, na alegria e prazer da vida e do viver, nos poderes e forças da consciência e do cosmos.
A Biogenia é capaz de dosar exatamente estes elementos com suas energias curativas para o restabelecimento da saúde. Para a Biogenia,tudo o que não é alimento é veneno e não deveria jamais ser introduzido no corpo sob qualquer forma (como alimentos ou remédios) sob risco de danifica-lo ou destruí-lo.

"Os remédios muitas vezes, fazem tão mal às pessoas saudáveis quanto fazem aos doentes.
Eles não deixam de ser venenos simplesmente porque foram receitados, e sempre fazem mal, não importa a quantidade. Quando alguém diz que o remédio atua sobre o organismo não entende que,na verdade, ele não está curando ninguém.
Esses efeitos são decorrentes da reação do corpo a essas substâncias. Não é o remédio que é anti-inflamatório ou anti-cancerígeno. Quem inflama oudesinflama, quem produz um tumor e reabsorve esse tumor é o organismo. O corpo não é suicida.Ele faz o melhor para manter a vida e a saúde.Tomar remédio para eliminar um sintoma éinterromper um processo natural e saudável de cura que, mais tarde, o organismo precisará retomar.

As mortes com sofrimento decorrem da prática de drogar o doente. A velha e confiável
aspirina é um veneno mortal e está proibida naInglaterra para quem tem até 16 anos – já destruiu a saúde de milhares de crianças em todo o mundo.
O Interferon, que, na década de 80 era anunciado como a “cura do câncer”, foi mais um fracasso; a talidomida, testada por mais de 3 anos, aleijou milhares. Isso para não falar dos antibióticos, que acabam com nossa imunidade e, como diz o próprio nome, são “antivida”.

A maioria dos remédios que estavam em uso há 20 anos já não são usados porque são “ineficientes”.Não há esperança de que a cura de alguma doença apareça dos remédios. A saúde não é fruto de remédios, vacinas ou qualquer outra substância externa ao corpo. Ela é fruto de bons hábitos de vida e de um ambiente amigável.
Os remédios geram muita riqueza para seusfabricantes, mas escravizam e matam seus
usuários. Nada substitui o poder curativo exclusivo do organismo. "

(Fernando Travi é biogenista e presidente da Sociedade Brasileira de Biogenia e Higienismo.)

0 comentários: