Qr Code do blog

Qr Code do blog
Qr Code do blog

Rss

Contacto

Blog Archive

Followers

Follow by Email

Add me on Facebook

NutriViva Tv



Total de visualizações de página

quarta-feira, 15 de agosto de 2007

A Bíblia não confere à Humanidade o domínio sobre os animais?


É verdade que a Bíblia contém uma passagem que confere à humanidade o domínio sobre o mundo animal. A importância desse fato deriva de que muitas pessoas acreditam na Bíblia como palavra de Deus e acreditam que a descrição de Deus encontrada na Bíblia corresponde à autoridade moral suprema.

Deixando de lado o significado de "domínio" por um momento, podemos discutir a idéia de buscar autoridade moral na Bíblia. Primeiro, há sérios problemas de interpretação das passagens bíblicas, com vários versículos contradizendo uns aos outros, e vários estudiosos diferindo dramaticamente em suas opiniões sobre o significado de determinados versículos.

Mesmo que a Bíblia seja uma fonte digna de consulta com relação às questões morais, há problemas de interpretação. Segundo, há várias alegações sobre Deus sendo feitas pelas diversas culturas e religiões deste mundo em que vivemos; algumas das descrições de Deus incluem o requisito de respeitar a vida e não matar desnecessariamente. Qual destas descrições corresponde à verdadeira autoridade moral?

Finalmente, como Tom Regan observou, várias pessoas não acreditam em Deus e assim, apelos a Sua autoridade moral não são consideradas pelos ateus. Para essas pessoas, a validade das alegações sobre os julgamentos de Deus devem ser verificados com outros métodos. Quais seriam esses métodos de validar as afirmações baseadas na Bíblia?

Esses comentários se aplicam igualmente a outras alegações sobre a aprovação bíblica de praticas humanas como o consumo de animais.

Mesmo aceitando que a descrição de Deus contida na Bíblia corresponde à Deus, podemos dizer que "domínio" é um termo bastante vago, podendo significar "tutela" ou "guarda" dos animais. E é bastante fácil argumentar que uma tutela ou guarda apropriada consistiria em respeitar os animais em seu direito de viver de acordo com sua própria natureza.

Por fim, há uma distancia enorme entre conceder o domínio e aprovar a exploração brutal dos animais. Certamente, não há nada no versículo citado da Bíblia aprovando a crueldade e o abuso dos animais, nem explicitamente, nem implicitamente.

Fonte: http://www.vegetarianismo.com.br

0 comentários: