NutriViva no Facebook é a nossa página no Facebook onde há uma constante actividade com pratos e ideias sobre Alimentação Viva.
Visitem o meu blog em inglês (com traduçao automática)
Raw in Copenhagen
Ao deixar um comentário referente a um artigo, por favor colar o link desse artigo.

Badge Raw Food

Qr Code do blog

Qr Code do blog
Qr Code do blog

Rss

Contacto

Search/ Busca

Carregando...

Blog Archive

Followers

Follow by Email

Add me on Facebook

NutriViva Tv



Total de visualizações de página

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Traças e outras pragas nos alimentos biológicos



De vez em quando encontro os meus cereais atacados por traças, pequenas borboletas que se multiplicam

Resolvi pesquisar métodos naturais para repelir estes bichinhos.


Não os experimentei todos mas penso que as fontes são fidedignas.


Aqui ficam algumas dicas:

 Colocar os sacos de cereais dentro de outros vários de plástico, para tentar evitar que as traças não se multipliquem. Este método resulta durante algum tempo mas nos cereais biológicos as traças parecem vir já nos mesmos.

São três as espécies da traça da farinha e cacau, cujo nome científico é Ephestia spp. :

1-E. elutella a traça mais comum na maioria dos cereais e produtos processados.
2-E. kunniella que ataca a farinha de trigo.
3- E. cautella que prefere o cacau.

Embora uma ou outra espécie tenha preferência por determinado substrato, hoje em dia as diferentes espécies podem ser encontradas em qualquer substrato ou cereais. Suas características corporais também são muito parecidas, tendo coloração acinzentada com estrias transversais e de tonalidades diferentes que auxiliam na distinção das espécies. Os adultos não se alimentam e apresentam maior intensidade de vôo no crepúsculo e ao alvorecer.

As larvas apresentam grande mobilidade e produzem fios de seda intensamente, formando massas de teias nos produtos que infestam. Apresentam capacidade de penetração em embalagens.

Repelindo visitantes indesejados

"Em geral não é difícil afastar insetos e parasitas de forma eficaz e não agressiva. Basta apenas utilizar produtos que nós gostamos mas, eles não.

Para afastar os insetos e os maus cheiros numa casa, colocar debaixo dos tapetes e carpetes: alecrim, cavalinha, erva-cidreira, tanaceto, funcho, hortelã, macela, manjericão, manjerona, margaridas, pinheiro, poejo, primavera, rosa, salva, satureja-das-montanhas, tomilho, violeta de cheiro...

FORMIGAS
Colocar ou pendurar ramos de poejo, arruda ou tanaceto. De vez em quando agitar as folhas para o cheiro se libertar; estas ervas não matam as formigas mas, afastam-nas.
Colocar ramos de menta ou gotas de óleo essencial de menta nos locais onde as formigas passam.
Lavar com uma mistura de vinagre e água todos os locais e objetos onde aparecem formigas.
Cortar um limão bolorento em pedaços pequenos e coloca-los nos locais onde passam os bichos.
Espalhar cravinhos pela casa, dentro dos armários e dentro do açucareiro.
Cascas de tangerina e limão, ramos de salsa e folhas de louro também são repelentes naturais.
Espalhar farinha de trigo (branca) ou borra de café pelos locais onde as formigas passam também as afasta.

GORGULHO ou CARUNCHO
Utilizar folhas de louro nos recipientes de farinha, arroz, legumes secos, etc.

MOSCAS e MOSQUITOS
Colocar penduradas em jarras ou vasos as seguintes ervas em molhos: sabugueiro, alfazema, hortelã, hortelã-pimenta, artemísia, poejo, arruda e abrótano.
Pendurar pedaços de raiz pegajosa da énula-campana nas portas, janelas, etc.
Folhas de louro, eucalipto e manjericão, maceradas em água ou espalhadas pelo ambiente.
Queimar um pau de incenso também ajuda a afastar as moscas.

PULGAS e TRAÇAS
Para afastar pulgas, traças e outros insetos, espalhar sobre o chão da casa, à porta de casa ou à volta as seguintes ervas: abrotanos, alecrim, aspérula-odorífera, cálamo-aromático, cavalinha, cidreira, tanaceto, funcho, hortelã-pimenta, lúpulo, macela, manjericão, manjerona, margaridas, pinheiro, poejo, rosas, salva, tomilho, arruda, violetas e erva-ulmeiro. Usar as ervas que conseguir encontrar e colocá-las misturadas pelo chão.

Uma infusão de arruda e poejo é ótima para lavar os animais domésticos, pois repele as pulgas e é inofensiva para os bichos.

Para evitar que os cães tenham pulgas: aplicar 2 colheres de sopa de alecrim fervidas num litro de água.

PIOLHOS
Fazer chá de arruda (40g de folhas num litro de água) e aplicar no cabelo, de maneira que todo o cabelo fique molhado.
Colocar uma toalha para envolver e deixar por cerca de meia-hora. Depois lavar com sabão azul ou com um xampu natural. À noite, preparar a seguinte loção: por ao lume um litro de água com um pouco de arruda, quando ferver juntar um caroço de abacate ralado e deixar ferver 5 minutos. Coar, deixar arrefecer e aplicar na cabeça, friccionando bem o couro cabeludo.

Outra forma eficaz é pegar uma boa porção de sal de cozinha refinado, molhá-lo até formar uma pasta e aplicar na cabeça da pessoa infectada. Deixar por várias horas (por exemplo, durante toda a noite).
Depois, lavar normalmente a cabeça. Repetir a aplicação a cada três dias, até eclodirem todas as lêndeas.

RATOS
Ramos de hortelã e tanaceto pendurados ou colocadas num local onde se suspeite que passam os ratos.
Com os ramos de arruda também se faz um ótimo repelente contra ratos.
Outra forma de apanhar ratos sem crueldade nem morte consiste no seguinte:

- Arranjar um tubo de papel higiênico e fazer dois vincos no sentido do comprimento de maneira a obter um túnel com os lados planos
- Por uma guloseima ao fundo do tubo
- Arranjar um balde alto
- Colocar o tubo mal equilibrado na ponta de uma mesa ou balcão com a guloseima diretamente sobre o balde
- O rato correrá através do túnel e cairá no balde
- Libertar o animal bastante longe da sua casa.

VESPAS
Para afastar vespas, queimar folhas secas de trevo cervino".


Fontes:www.centrovegetariano.org.br, www.protectapragas.com.br, http://blogdadeborahrajao.blogspot.com/2009/05/xo-saia-do-armario.html

2 comentários:

Sabão Vegetal disse...

colocar os cereais dentro de sacos de plástico, misturados com folhas de louro. Esse saco mete-se dentro de um outro, em que se metem vários cravos de cabecinha (cravinho). Espalhar cravinho nas prateleiras da dispensa é fantástico, não há bicho que entre. Tem que se ter mta atenção ao comprar os cereais, massas, etc, pq por vezes apresentam uma espécie de farinha, o que significa que já trazem bicho!

Mário Nunes disse...

Já tinha escrito sobre esta matéria apesar dum oceano nos separar creio que o tema é comum para muitos agricultores e para muitas donas de casa, receio ainda pelas consequências na conservação de alimentos um tema a seguir atentamente nos próximos meses.
http://kafekultura.blogspot.com/2010/09/uma-questao-de-venenos.html