NutriViva no Facebook é a nossa página no Facebook onde há uma constante actividade com pratos e ideias sobre Alimentação Viva.
Visitem o meu blog em inglês (com traduçao automática)
Raw in Copenhagen
Ao deixar um comentário referente a um artigo, por favor colar o link desse artigo.

Badge Raw Food

Qr Code do blog

Qr Code do blog
Qr Code do blog

Rss

Contacto

Search/ Busca

Carregando...

Blog Archive

Followers

Follow by Email

Add me on Facebook

NutriViva Tv



Total de visualizações de página

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Pasta de dentes Couto

Pasta de dentes Couto

Dentífrico fabricado em Portugal.


A pasta dentífrica Couto não é testada em animais e os ingredientes principais são à base de extractos de plantas. Não contém LSS, (Lauril Sulfato de Sódio).
Esta pasta de dentes é fabricada desde 1932 por uma empresa portuguesa.
Tem propriedades antissépticas e está igualmente indicada para evitar afecções inflamatórias e infecciosas da boca.
A sua fórmula é mais concentrada do que a doutros dentífricos, pelo que é necessário colocar menos quantidade de pasta na escova.

O centro Vegetariano vende por  EUR 1.65



Quem é que nunca ouviu falar na Pasta  Medicinal Couto?

A Pasta Medicinal Couto contribuiu decisivamente para a mudança dos hábitos de higiene oral dos portugueses e foi igualmente pioneira ao apostar – há várias décadas atrás – numa actividade «chamada» publicidade, sector que, nos dias que correm, é indispensável à promoção e visibilidade de uma empresa. Desde os spots para televisão, aos outdoors e cartazes alusivos ao produto, aPasta Medicinal Couto marcou a sociedade portuguesa do século XX.

Era a pasta que andava na boca de toda a gente. A imagem publicitária de um homem a fazer andar à roda uma cadeira presa pelos seus dentes – só possível graças à Pasta Medicinal Couto – ficou guardada no baú de recordações de todos os portugueses.

As origens

Foi na década de 30 que Alberto Ferreira Couto, auxiliado por um amigo dentista, quis desenvolver um produto para reduzir os casos de infecção gengival e limitar o fenómeno crescente da retracção das gengivas. Assim, após várias experiências, criou a primeira fórmula da pasta, registada pela primeira vez no Porto, a 13 de Junho de 1932
O sucesso foi quase imediato, a Pasta Medicinal Coutoentrou nas casas portuguesas e começou a fazer parte do dia-a-dia da população. 
A Pasta Medicinal Couto foi o dentífrico da maioria dos portugueses, e ainda hoje é sinónimo de qualidade e reconhecida como a pasta de dentes por excelência.

Passados vários anos desde a sua criação, ainda hoje é produzida de forma semi-artesanal, sem recurso a ingredientes de origem animal, mantém o design e a famosa embalagem retro original e continua a ser recomendada para limpeza diária dos dentes e da boca.
Desde Outubro de 2001, devido a directrizes comunitárias que limitavam o uso da palavra medicinal, o produto passou a denominar-se PASTA DENTÍFRICA COUTO.

0 comentários: