NutriViva no Facebook é a nossa página no Facebook onde há uma constante actividade com pratos e ideias sobre Alimentação Viva.
Visitem o meu blog em inglês (com traduçao automática)
Raw in Copenhagen
Ao deixar um comentário referente a um artigo, por favor colar o link desse artigo.

Badge Raw Food

Qr Code do blog

Qr Code do blog
Qr Code do blog

Rss

Contacto

Search/ Busca

Carregando...

Blog Archive

Followers

Follow by Email

Add me on Facebook

NutriViva Tv



Total de visualizações de página

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Aves alimentam-se de super-alimentos antes das migrações

Alguns pássaros mudam radicalmente a sua dieta antes das migrações de inverno, empanturrando-se de frutos ricos em antioxidantes (super-alimentos), para preparar as suas viagens longas, foi descoberto por investigadores.


"Os resultados confirmam a hipótese de que algumas aves migratórias podem ativamente selecionar frutas altamentepigmentadas como um sinal para refeições que são ricas em antioxidantes," disee a investigadora Navindra Seeram da Universidade de Rhode Island."Estes antioxidantes de anti- doença podem ajudar a combater o stress das aves e a inflamação durante longos vôos."



"É conhecido há algum tempo, este fenómeno de aves mudarem para frutos no outono", disse o co-autor deste estudo, Scott McWilliams, um investigador de aves.


O fenômeno é particularmente notável porque pardais, melros, toutinegras e outras aves com bicos altamente especializados para comer insetos de repente começam a usá-los para as bagas. Um pássaro pode consumir até três vezes o seu peso em frutas por dia - o equivalente a um ser humano consumir mais de 140 kilos de alimentos.


"Eles parecem desajeitados e ridículos", disse o pesquisador de aves migratórias David Bonter do Laboratório Cornell de Ornitologia.


Os investigadores pensavam inicialmente que as aves estavam apenas tentando consumir tantas calorias quanto possível antes de migrar, e que consumiam as bagas porque os insetos escasseavam.


"Mas isso não explica o suficiente", disse McWilliams.


Em seguida, os pesquisadores perceberam que muitas aves migratórias iam seletivamente comer frutos de pele mais escura, que são conhecidos por conter níveis mais elevados de antioxidantes . Isso levou McWilliams e outros cientistas a sugerirem que as aves podem deliberadamente procurar alimentos ricos em antioxidantes, que ajudam a proteger o seu corpo do stress da migração.


"Sempre que exercítamos, passamos por um stress oxidativo , eo mesmo é verdade para as aves ", disse McWilliams.


"Quando eu comecei a estudar as aves migratórias durante a sua paragem em Block Island, fiquei impressionado que a maioria das aves migratórias comiam frutas de baga, embora geralmente se alimentem de insetos e sementes em outras épocas do ano ", disse ele."Comecei a estudar a relação entre as qualidades nutricionais dos frutos e como essesnutrientes podem serv ir de combustível para a migração. "


Então McWilliams vi um artigo sobre Seeram, um novo membro da faculdade de química.


"Vi a história sobre Navindra, e em que ele estava falando sobre o stress oxidativo e inflamação e os efeitos que os frutos de bagas podem ter sobre a redução dos impactos nas pessoas", disse McWilliams. "O nosso colega é muito mais um bioquímico. A sua área está à procura de compostos na natureza que podem ter benefícios para o homem."


McWilliams contactou Seeram, e eles concordaram em se juntar e realizar uma análise de alimentos das aves favoritas.


Na primeira fase do estudo, a estudante Jessica Bolser passou meses observando os pássaros da Block Island alimentam-se, ao largo da costa de Rhode Island. Os pesquisadores então coletaram amostras de 12 de bagas maduras favoritas das aves para análise.


A baga favorita das aves foi a “arrowwood”, onde os investigadores encontraram a mais elevada quantidade de antioxidantes e pigmentos de todas as frutas testadas. A fruta continha 650 por cento mais pigmento do que a média das outras 11 bagas juntas, e 150 por cento mais antioxidantes.


"Nós sabemos que uma dieta rica em antioxidantes, como os encontrados em frutas e verduras é bom para o ser humano e para a saúde ", disse Seeram, PhD. "Como químico, eu acho que é fascinante aprender que as aves migratórias também procuram alimentos que são ricos em antioxidantes."


Seeram e os colegas McWilliamdes "imediatamente enalteceram os resultados como novos e significativos.




"Este estudo é uma nova geração de estudos na alimentação de pássaro que não só ... estuda a energia e proteína, mas olha para os micronutrientes", disse Douglas Levey ecologista da Universidade da Flórida, Gainesville.


Seeram e McWilliams acreditam que os pássaros e as bagas, provavelmente co-evoluíram com aves seletivamente comendo os frutos que fornecem a maioria dos antioxidantes, em seguida, sem querer, reembolsaram as plantas, espalhando as suas sementes por toda parte através de defecação.


"As aves mais inteligente e os melhores frutos parecem de mãos dadas", disse Seeram."Eles precisam uns dos outros."


Outras áreas de estudo surgiram imediatamente. Bonter manifestou interesse em saber como os pássaros aprendem a buscar as bagas escuras, observando que, no momento da migração muitas aves já deixaram o ninho e não têm os pais por perto para ensinar-lhes.


"Deve haver alguns compostos no fruto, que servem como atrações", disse ele. "O meu palpite é que há aves jovens testando um monte de frutas."


"Nós só analisámos alguns destes antioxidantes", disse Seeram. "Nosso próximo passo é determinar como os pássaros podem detectar estes compostos."




Fontes:
http://www.naturalnews.com/029391_birds_superfoods.html
http://news.discovery.com/animals/birds-berries-migration.html;
http://www.eurekalert.org/pub_releases/2010-03/acs-bb030810.php;
http://www.indiatalkies.com/2010/03/migratory-birds-berry-eating-habits-teach-healthy



0 comentários: