Qr Code do blog

Qr Code do blog
Qr Code do blog

Rss

Contacto

Blog Archive

Followers

Follow by Email

Add me on Facebook

NutriViva Tv



Total de visualizações de página

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Aves alimentam-se de super-alimentos antes das migrações

Alguns pássaros mudam radicalmente a sua dieta antes das migrações de inverno, empanturrando-se de frutos ricos em antioxidantes (super-alimentos), para preparar as suas viagens longas, foi descoberto por investigadores.


"Os resultados confirmam a hipótese de que algumas aves migratórias podem ativamente selecionar frutas altamentepigmentadas como um sinal para refeições que são ricas em antioxidantes," disee a investigadora Navindra Seeram da Universidade de Rhode Island."Estes antioxidantes de anti- doença podem ajudar a combater o stress das aves e a inflamação durante longos vôos."



"É conhecido há algum tempo, este fenómeno de aves mudarem para frutos no outono", disse o co-autor deste estudo, Scott McWilliams, um investigador de aves.


O fenômeno é particularmente notável porque pardais, melros, toutinegras e outras aves com bicos altamente especializados para comer insetos de repente começam a usá-los para as bagas. Um pássaro pode consumir até três vezes o seu peso em frutas por dia - o equivalente a um ser humano consumir mais de 140 kilos de alimentos.


"Eles parecem desajeitados e ridículos", disse o pesquisador de aves migratórias David Bonter do Laboratório Cornell de Ornitologia.


Os investigadores pensavam inicialmente que as aves estavam apenas tentando consumir tantas calorias quanto possível antes de migrar, e que consumiam as bagas porque os insetos escasseavam.


"Mas isso não explica o suficiente", disse McWilliams.


Em seguida, os pesquisadores perceberam que muitas aves migratórias iam seletivamente comer frutos de pele mais escura, que são conhecidos por conter níveis mais elevados de antioxidantes . Isso levou McWilliams e outros cientistas a sugerirem que as aves podem deliberadamente procurar alimentos ricos em antioxidantes, que ajudam a proteger o seu corpo do stress da migração.


"Sempre que exercítamos, passamos por um stress oxidativo , eo mesmo é verdade para as aves ", disse McWilliams.


"Quando eu comecei a estudar as aves migratórias durante a sua paragem em Block Island, fiquei impressionado que a maioria das aves migratórias comiam frutas de baga, embora geralmente se alimentem de insetos e sementes em outras épocas do ano ", disse ele."Comecei a estudar a relação entre as qualidades nutricionais dos frutos e como essesnutrientes podem serv ir de combustível para a migração. "


Então McWilliams vi um artigo sobre Seeram, um novo membro da faculdade de química.


"Vi a história sobre Navindra, e em que ele estava falando sobre o stress oxidativo e inflamação e os efeitos que os frutos de bagas podem ter sobre a redução dos impactos nas pessoas", disse McWilliams. "O nosso colega é muito mais um bioquímico. A sua área está à procura de compostos na natureza que podem ter benefícios para o homem."


McWilliams contactou Seeram, e eles concordaram em se juntar e realizar uma análise de alimentos das aves favoritas.


Na primeira fase do estudo, a estudante Jessica Bolser passou meses observando os pássaros da Block Island alimentam-se, ao largo da costa de Rhode Island. Os pesquisadores então coletaram amostras de 12 de bagas maduras favoritas das aves para análise.


A baga favorita das aves foi a “arrowwood”, onde os investigadores encontraram a mais elevada quantidade de antioxidantes e pigmentos de todas as frutas testadas. A fruta continha 650 por cento mais pigmento do que a média das outras 11 bagas juntas, e 150 por cento mais antioxidantes.


"Nós sabemos que uma dieta rica em antioxidantes, como os encontrados em frutas e verduras é bom para o ser humano e para a saúde ", disse Seeram, PhD. "Como químico, eu acho que é fascinante aprender que as aves migratórias também procuram alimentos que são ricos em antioxidantes."


Seeram e os colegas McWilliamdes "imediatamente enalteceram os resultados como novos e significativos.




"Este estudo é uma nova geração de estudos na alimentação de pássaro que não só ... estuda a energia e proteína, mas olha para os micronutrientes", disse Douglas Levey ecologista da Universidade da Flórida, Gainesville.


Seeram e McWilliams acreditam que os pássaros e as bagas, provavelmente co-evoluíram com aves seletivamente comendo os frutos que fornecem a maioria dos antioxidantes, em seguida, sem querer, reembolsaram as plantas, espalhando as suas sementes por toda parte através de defecação.


"As aves mais inteligente e os melhores frutos parecem de mãos dadas", disse Seeram."Eles precisam uns dos outros."


Outras áreas de estudo surgiram imediatamente. Bonter manifestou interesse em saber como os pássaros aprendem a buscar as bagas escuras, observando que, no momento da migração muitas aves já deixaram o ninho e não têm os pais por perto para ensinar-lhes.


"Deve haver alguns compostos no fruto, que servem como atrações", disse ele. "O meu palpite é que há aves jovens testando um monte de frutas."


"Nós só analisámos alguns destes antioxidantes", disse Seeram. "Nosso próximo passo é determinar como os pássaros podem detectar estes compostos."




Fontes:
http://www.naturalnews.com/029391_birds_superfoods.html
http://news.discovery.com/animals/birds-berries-migration.html;
http://www.eurekalert.org/pub_releases/2010-03/acs-bb030810.php;
http://www.indiatalkies.com/2010/03/migratory-birds-berry-eating-habits-teach-healthy



0 comentários: