Qr Code do blog

Qr Code do blog
Qr Code do blog

Rss

Contacto

Blog Archive

Followers

Total de visualizações de página

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Marmelo


O marmelo (cydonia oblonga) advém do Sudoeste Asiático da região dos mares Cáspio e Negro, de clima moderado e é conhecido há cerca de 4 mil anos. Os gregos consagravam estas “maçãs de ouro” à deusa Afrodite e na Croácia são símbolos de fertilidade e vida. Começou a ser cultivado provavelmente na antiga Pérsia (atual Irão), de onde se espalhou pelo Mediterrâneo.
É uma árvore de muitos galhos, folhas duras e cor verde-escura. As flores são grandes e brancas ou rosadas.

Medicinalmente, por serem bastante ricos em pectina, tanino e substâncias gelatinosas, os marmelos costumavam ser ministrados na Idade Média a quem sofria de diarreia e a geleia vegetal resultante da semente do fruto demolhada é um bom xarope (ainda usado no Médio Oriente) para inflamações da faringe, bronquites, tosse e dores de garganta. Para catarros da faringe e brônquios, o dr. Schneider (1) também recomenda cozer 5 g de sementes de marmelo trituradas com 5 ml de água, misturado com xarope de malvaísco e tomado às colheres. Outras propriedades do marmelo são a adstringência, anti-oxidação, a riqueza em vitamina A, cálcio, ferro e fibra, decorrendo pesquisas quanto às suas propriedades anti-virais e no combate à úlcera gástrica.
No acto de compra devem escolher-se os frutos firmes, perfumados e amarelos e ser manuseados com cuidado para evitar que fiquem com manchas castanhas de pressão.

Curiosidade: o sabor amargo de um marmelo maduro torna-se doce quando em contacto com água do mar.

O fruto tem cor dourada, formato arredondado. É ácido (mesmo depois de cozido), de perfume forte e polpa dura.

VITAMINAS - O marmelo cru é uma boa fonte de vitamina C, mas, durante o cozimento, perde-se grande parte dessa vitamina. Também contém vitaminas do complexo B e alguns sais minerais.

Além disso, auxilia no bom funcionamento do aparelho digestivo.

Ao comprar, escolha frutos maiores, mais pesados e de formato regular, sem sinais de picadas de insetos ou manchas esverdeadas. O marmelo maduro se conserva muito bem fora da geladeira durante uma semana.

Referências:
«A saúde pelos Alimentos», Dr. Ernest Schneider (médico), Publicadora Altântico, S.A.R.L., 1977
http://www.everynutrient.com/healthbenefitsofquince.html
http://www.zhion.com/herb/Quince.html
http://www.seagri.ba.gov.br
http://www.todafruta.com.br
http://www.centrovegetariano.org/

0 comentários: