NutriViva no Facebook é a nossa página no Facebook onde há uma constante actividade com pratos e ideias sobre Alimentação Viva.
O blog também está acessivel em ALIMENTACAOVIVA.COM e ALIMENTACAOVIVA.INFO
Visitem o meu blog em inglês (com traduçao automática)
Raw in Copenhagen
Ao deixar um comentário referente a um artigo, por favor colar o link desse artigo.

Badge Raw Food

Qr Code do blog

Qr Code do blog
Qr Code do blog

Rss

Contacto

Search/ Busca

Carregando...

Blog Archive

Followers

Follow by Email

Add me on Facebook

NutriViva Tv



Ocorreu um erro neste gadget

Total de visualizações de página

quinta-feira, 7 de agosto de 2008

Receita dos biscoitos de chocolate

primeiro tem que fazer outra receita , a das gotas de chocolate. presta atenção pq tem que deixar as castanhas de molho antes.
ingredientes:
1 1/3 copo de castanha cajú ( que ficaram de molho na agua por 1-2 horas. )
1 copo de xarope de bordo ( maple syrup)
1 copo de pó de cacau ( cru)
1/4 colher de chá de extrato de baunilha
1/2 colher de chá de sal marinho.

coloque todos os ingredientes no liquidificador e deixa bater até ficar cremoso ( eu tive que ficar mechendo com uma pá ) coloque a mistura num saco plástico e corte um buraquinho pra vc ficar espremendo a mistura e ela sair em forma de bolinhas na folha da gaveta do desidratador. deixe a noite ( eu deixei mais do que isso) em 118 F ( 48 C) . deixe na geladeira.

para o biscoito:
ingredientes:
2 1/2 copos de castanha de cajú em pó
1 1/3 copo de farinha de aveia
1/2 copo de cacau em pó ( cru)
1/4 copo de agua
3/4 copo de xarope de bordo( maple syrup)
1 cholher de sopa de extrato de baunilha
1 1/2 colher de chá de sal marinho
1 copo e mais umas extras de gotas de chocolate

sem as gotas de chocolate misture todos os ingredientes num pote e jogue o copo de gotas e de uma misturada.
forme rodelas com a massa e coloque por cima umas gotas de chocolate. deixe no desidratador por 118F ( 48 C) durante a noite. ( eu deixei pouco mais que isso)

Fonte: http://rocknraw.blogspot.com/2008/07/receita-dos-biscoitos-de-chocolate.html

Erva de trigo/wheatgrass

A erva de trigo vem da mesma planta que serve de base para tantos alimentos usados na alimentação moderna: o trigo. No entanto, são radicalmente diferentes em todos os aspectos. A erva de trigo refere-se às folhas jovens da planta do trigo, que é depois espremido em sumo fresco ou seco e reduzido a pó.
O sumo de erva de trigo é, para muitos, um alimento milagroso. Limpa, nutre e reconstitui o sangue como nenhum outro. E porquê? Por ser uma extraordinária fonte de clorofila. Muitas pesquisas foram feitas para examinar as qualidades curativas da clorofila em geral e estas parecem estar relacionadas com o facto da molécula da clorofila ser praticamente idêntica à da hemoglobina. Médicos especialistas de renome reportaram centenas de casos nos quais a clorofila curou infecções profundas, acelerou a cura e removeu detritos necróticos de feridas abertas e acelerou a proliferação de tecido conjuntivo e epidérmico

A erva de trigo é também muito rica em ferro, oxigénio e enzimas; é uma das fontes vegetais mais ricas em vitaminas A, B e C.
Há quem diga que se todos tomássemos sumo de wheatgrass, os hospitais poderiam muito bem fechar as suas portas!

Estudos levados a cabo pelo Dr. Chiu Nan Lai da University of Texas System Cancer Center demonstrou que a erva de trigo pode ser um potente inibidor de vários carcinogéneos. Ao serem aplicadas pequenas doses do extracto de erva de trigo a agentes mutagéneos diminuiu a actividade destes em até 99%.
Grande parte dos estudos feitos acerca da eficácia da clorofila chegaram-nos através da Dr Ann Wigmore, pesquisadora de métodos alternativos de saúde que depois de sofrer um acidente grave, curou a sua perna gangrenada, evitando a sua amputação, através da toma de erva de trigo. Subsequentemente ela fundou o Hippocrates Health Institute em Boston para ensinar outras pessoas acerca dos seus benefícios.
De cordo com a Dra. Ann, Dr. Bernard Jensen e G. P. Earp-Thomas do Bloomfield Laboratories, a clorofila purifica o sangue, previne a cárie dentária, ajuda a digestão, paeticipa na desintoxicação do fígado, mantém a glândula tiróide em equilíbrio, limpa os orgãos internos, melhora a função capilar, dá suporte às hormonas sexuais, desintoxica o corpo de contaminantes químicos inorgânicos e ajuda a aumentar o número de células brancas do sangue.

Em geral, sumos verdes providenciam uma fácil assimilação dos nutrientes, dando ao seu corpo um nível óptimo de nutrientes numa quantidade reduzida de calorias.
1 colher de chá (5 g) de pó de wheatgrass é equivalente a 100 g de vegetais como espinafres, couve verde, alfalfa, germinados ou brócolos. Verdura concentrada!

Como usar:
Para fazer o sumo fresco tem que se fazer crescer erva de trigo em casa e depois liquidificá-la. É um processo muito simples, mas requer dedicação e tempo disponível. Se isto parece ser demasiado trabalhoso para ti, ainda assim podes beneficiar dos incríveis benefícios deste superalimento se comprar o pó de erva de trigo.

Cláudia Sá


Referências:
Wigmore, Ann, Be your own Doctor, Avery Publishing Group, New Jersey, 1982
Carey, Dr. James, The handbook to going raw, CST, 2007
http://www.wheatgrasshealth.info/
http://en.wikipedia.org/wiki/Wheatgrass
http://curezone.com/forums/fm.asp?i=1094505

Fonte: Centro Vegetariano
quarta-feira, 6 de agosto de 2008

Crianças com gene da obesidade 'não sabem parar de comer'

criança obesa
Crianças com gene duplicado comem além do necessário
Um estudo conduzido por pesquisadores britânicos apontou que crianças com duas cópias do gene da obesidade têm mais dificuldades de saber a hora de parar de comer.

A equipe, do University College of London e do King’s College, acompanhou 3 mil crianças entre 8 e 11 anos para avaliar o impacto do gene FTO - um dos primeiros a serem apontados como o vilão da obesidade - na queima de calorias e no apetite.

Os especialistas consideraram o tamanho, peso e circunferência da cintura das crianças e aplicaram um questionário aos pais com perguntas sobre o comportamento dos filhos durante as refeições.

Eles observaram que as crianças que carregam o gene FTO duplicado tendem a comer demais, e a apresentar dificuldades em perceber quando já estão satisfeitas.

Os cientistas afirmaram que os efeitos do gene no apetite independem de idade, sexo, condição sócio-econômica e índice de massa corporal.

Gene

Estudos anteriores mostraram que adultos com duas cópias do gene FTO estão, em média, 3 quilos acima do peso, enquanto os que carregam uma cópia do gene são, em geral, 1,5 quilo mais pesados.

A coordenadora da pesquisa, Jane Wardle, disse que as crianças com o gene FTO duplicado têm mais tendência a comer além do necessário.

"Essas pessoas são mais vulneráveis ao ritmo de vida moderno, que nos confronta com grandes porções de comida e várias oportunidades para comer o tempo todo", disse a pesquisadora.

A especialista ponderou que a ação do gene FTO isoladamente pode ser relativamente pequena.

"Muitos genes contribuem para a obesidade e o apetite. Cada um tem uma pequena parcela de culpa que, quando somadas, criam um efeito significativo."

A pesquisa britânica foi divulgada na publicação científica Clinical Endocrinology & Metabolism.

Fonte: BBcC Brasil

Grã-Bretanha abre colégio interno para obesos

Acampamento Wellspring. Foto: Wellspring UK
Jovens participam de atividades físicas durante os acampamentos
O primeiro colégio interno exclusivo para adolescentes obesos da Grã-Bretanha deverá ser aberto dentro de três anos, na turística região de Lake District, no norte da Inglaterra.

A escola vai aceitar alunos entre 12 e 18 anos de idade que estejam pelo menos 10 quilos acima do peso, tenham passado pelo menos um ano tentando perder peso sem sucesso e estejam comprometidos com uma mudança de hábitos alimentares e de estilo de vida.

A escola será aberta pela Wellspring UK, uma subsidiária da Wellspring que já mantém duas dessas academias nos Estados Unidos. Na Grã-Bretanha, a Wellspring UK mantém acampamentos de férias para adolescentes obesos desde 2004.

No currículo, estão incluídas as matérias normais, aprendidas em qualquer escola, além de terapias de comportamento, nutrição e culinária e intensas atividades físicas. O programa prevê ainda uma dieta de calorias controladas e baixo teor de gordura.

Eficiência

A Wellspring UK afirma que seus acampamentos de verão são o programa não cirúrgico de perda de peso mais eficiente fora dos Estados Unidos. A média de perda de peso é de 2 quilos por semana, e os programas duram de quatro a oito semanas, podendo custar até 6.500 libras, cerca de RS$ 20 mil.

Depois do acampamento, os jovens ainda mantêm um programa de manutenção por pelo menos nove meses, para garantir o compromisso com a perda de peso a longo prazo.

Segundo estatísticas do governo britânico, 16% das crianças entre 2 e 15 anos foram classificadas como obesas em 2006. Outras 13,7% estariam acima do peso.

Um relatório do governo prevê que, se não for tomada nenhuma ação, 25% das crianças serão obesas na Grã-Bretanha, até 2050.

O Departamento de Saúde afirma ainda que o excesso de peso está relacionado a doenças como a diabetes tipo 2, doenças cardíacas e alguns tipos de câncer, como o do endométrio, mama e intestino. Ainda segundo o Departamento de Saúde, a obesidade reduz a estimativa de vida em nove anos, em média.

Como tentativa de reverter este quadro, o Departamento de Saúde anunciou que, a partir de Setembro deste ano, o peso e a altura das crianças medidos nas escolas serão disponibilizados para os pais, para que eles possam ajudar seus filhos a alcançar um peso mais saudável.

Fonte BBC Brasil




Loja Alimentação Viva
Em Inglês