NutriViva no Facebook é a nossa página no Facebook onde há uma constante actividade com pratos e ideias sobre Alimentação Viva.
O blog também está acessivel em ALIMENTACAOVIVA.COM e ALIMENTACAOVIVA.INFO
Visitem o meu blog em inglês (com traduçao automática)
Raw in Copenhagen
Ao deixar um comentário referente a um artigo, por favor colar o link desse artigo.

Badge Raw Food

Qr Code do blog

Qr Code do blog
Qr Code do blog

Rss

Contacto

Search/ Busca

Carregando...

Blog Archive

Followers

Follow by Email

Add me on Facebook

NutriViva Tv



Ocorreu um erro neste gadget

Total de visualizações de página

quinta-feira, 17 de julho de 2008

Dieta rígida pode proteger contra o câncer de próstata

Regime propõe redução do total de gorduras da dieta diária a 10%.
Pacientes que seguiram o programa apresentaram melhora no quadro da doença.

Luís Fernando Correia

Especial para o G1

Um trabalho científico de um grupo de pesquisadores da Califórnia buscou diminuir o avanço de tumores da próstata em fase inicial.
O estudo foi comandado pelo médico Dean Ornish, autor de uma dieta radical que já provou ter efeitos positivos sobre as doenças cardiovasculares. Seu esquema dietético utiliza o vegetarianismo, redução do total de gorduras da dieta diária a 10%, exercícios regulares e técnicas de gerenciamento de estresse.

Os especialistas da Universidade da Califórnia de San Francisco selecionaram 93 homens com diagnóstico de câncer de próstata em fase inicial. Esses pacientes tinham optado por uma abordagem conservadora do tumor, ou seja, acompanhar os níveis do PSA e deixar tratamento habitual, inclusive cirurgias, para mais tarde.

Metade desse grupo aderiu à dieta de Ornish e a outra metade seguiu o tratamento sem orientação dietética específica. A hipótese era de que a dieta poderia impedir ou modificar o comportamento do tumor agindo sobre suas células.

A teoria era baseada em evidências científicas de que algumas substâncias presentes nos vegetais agiriam sobre as células tumorais da próstata -- entre elas, o Licopeno, presente no brócolis ou nos tomates.

Amostras de sangue para dosagens seriadas do PSA, antígeno específico da próstata foram colhidas nos particpantes dos dois grupos. Para garantir a isenção do estudo as amostras foram enviadas a um centro de referência para tratamento de câncer, o Memorial Sloan Kettering em Nova York.

Os resultados mostraram que os participantes que aderiram à dieta de Ornish apresentaram uma queda de 4% nos níveis de PSA em um ano. Os pacientes que seguiram o tratamento tradicional tiveram uma elevação de 6% nos níveis do PSA.

Apesar de ter um número de participantes, essa pesquisa chama a atenção da necessidade de aprofundamento no estudo dos aspectos nutricionais no tratamento do câncer.

Califórnia pode ser 1º Estado americano a proibir gorduras trans

Arnold Schwarzenegger (arquivo)
A decisão final é do governador da Califórnia, Arnold Schwarzenegger
O Estado da Califórnia pode se tornar o primeiro nos Estados Unidos a proibir que lanchonetes e restaurantes utilizem, na preparação de alimentos, gorduras trans, que podem contribuir para doenças cardíacas.

Uma proposta com esse objetivo foi encaminhada para o governador Arnold Schwarzenegger, depois de aprovada por uma pequena margem de votos pelo legislativo estadual na última segunda-feira.

A proposta prevê que, a partir de 2010, restaurantes, hospitais e instalações com áreas de preparação de alimentos abandonem óleos, margarinas e outros produtos que contenham gorduras trans.

Panificadoras terão um ano a mais para decidir como fabricar produtos sem a hidrogenização de óleos vegetais. As multas para quem violar a proibição vão de US$ 25 a US$ 1 mil.

As gorduras trans tornam os alimentos mais crocantes e aumentam seu prazo de validade, mas são consideradas um fator de risco para a obesidade e as doenças cardiovasculares.

No último dia 1º de julho, uma lei que proíbe quase completamente a utilização de gorduras trans entrou em vigor na cidade de Nova York.

No ano passado, Schwarzenegger sancionou uma lei que proíbe o uso de gorduras trans nas cantinas de escolas públicas, mas ainda não se manifestou sobre a nova proposta votada na segunda-feira.

Fonte: BBC Brasil

Fenômeno genético pode criar 'geração de obesos', diz estudo

Gestação (arquivo)
Ambiente do útero influencia peso nas futuras gerações
Cientistas americanos alertaram que a crise de obesidade enfrentada por vários países pode se agravar ainda mais por causa da influência de alterações químicas sobre genes ocorrida no útero de mães grávidas obesas.

Em outras palavras, o aumento na incidência de obesidade entre mães ameaça a saúde de gerações futuras, podendo resultar em uma epidemia de obesidade, disseram os cientistas.

Os pesquisadores constataram, em um estudo realizado com ratos, que mães obesas podem dar à luz filhos que se tornarão ainda mais gordos, resultando no aumento da obesidade através das gerações.

Os cientistas da Faculdade de Medicina Baylor, em Houston, no Estado americano do Texas, descobriram que não os genes em si, mas alterações químicas ocorridas no útero materno e que afetam a forma como os genes se expressam é que seriam responsáveis pelo fenômeno.

Os cientistas conseguiram, entretanto, cancelar o efeito das alterações nos ratos através de uma dieta.

Útero

Nossos genes por si só não explicam totalmente porque somos de um determinado jeito - porque algumas pessoas desenvolvem câncer ou mal de Alzheimer e outras se tornam obesas, por exemplo.

Os cientistas acreditam que as condições no útero podem desempenhar um papel importante sobre o desenvolvimento do feto e determinar sua saúde no futuro.

Nossos genes não podem ser mudados, mas há evidência de que o ambiente do útero pode mudar a forma como eles funcionam, como se expressam.

Especificamente, no útero podem ocorrer alterações químicas que controlam o nível em que determinados genes funcionam - fenômeno conhecido como epigenética.

Há fortes evidências de que o peso da mãe tem um impacto no futuro peso de seus filhos, mas as razões para isto não são totalmente compreendidas pelos cientistas.

Os pesquisadores usaram um tipo de rato que, se alimentado com uma dieta normal, tende a engordar.

Um grupo desses ratos foi alimentado com uma dieta normal e o outro teve uma alimentação fortificada com vitaminas e ácido fólico, formulada para alterar o processo epigenético "silenciando" genes.

Os ratos com uma dieta normal engordaram como era previsto e, gerações sucessivas ficaram progressivamente mais obesas.

Já na linhagem dos animais que receberam a dieta diferenciada não foi verificado um aumento de peso.

"Há uma epidemia de obesidade nos Estados Unidos e isto está sendo cada vez mais reconhecido como um fenômeno mundial", afirmou Robert A. Waterland, que liderou o estudo, publicado no International Journal of Obesity.

"Por que todo mundo está ficando mais e mais pesado? Uma hipótese é que a obesidade materna antes e durante a gestação afeta o estabelecimento de mecanismos reguladores do peso em seu bebê. A obesidade materna pode promover obesidade na geração seguinte", alertou o especialista.

Fonte: BBC Brasil

quarta-feira, 16 de julho de 2008

Espermatozóides de obesos têm qualidade inferior, diz estudo


espermatozóide
Gordura nos testículos pode afetar qualidade do espermatozóide
Um estudo conduzido por pesquisadores escoceses sugere que homens obesos têm espermatozóides de qualidade inferior.

Uma das razões por trás disso, explicaram os especialistas durante uma conferência sobre fertilidade em Barcelona, seria que a concentração excessiva de gordura em volta dos testículos aquece os espermatozóides.

Além disso, uma dieta alimentar inadequada e um estilo de vida sedentário podem afetar a qualidade da célula reprodutiva masculina.

A equipe de cientistas da Universidade de Aberdeen analisaram cerca de 2 mil homens que faziam parte de casais com problemas para engravidar.

Os voluntários foram divididos em quatro grupos de acordo com seu Índice de Massa Corporal (IMC).

Outros fatores que podem potencialmente afetar a fertilidade, como fumo, alto consumo de álcool e idade, também foram levados em consideração.

Fertilidade

Os especialistas observaram que homens que tinham um IMC saudável, entre 20 e 25, tinham maior quantidade de espermatozóides normais do que os mais pesados.

Os mais magros ainda tinham maior volume de sêmen do que os mais gordos.

Os especialistas não observaram diferenças significativas entre os quatro grupos no que se refere à concentração e atividade dos espermatozóides.

“Nossos resultados sugerem que homens que estão tentando engravidar suas parceiras devem, antes de tudo, estar dentro de um índice de massa corporal saudável”, afirmou Ghiyath Shayeb, coordenador da pesquisa.

“Estamos felizes em poder adicionar a qualidade dos espermatozóides a longa lista dos benefícios que trazem um corpo com peso adequado”, afirmou.

Os cientistas agora pretendem examinar os índices de massa corporal de casais férteis e inférteis para investigar se espermatozóides de pior qualidade estão diretamente ligados a problemas de fertilidade.
terça-feira, 15 de julho de 2008

Solução para a artrite está na mesa




Uma alimentação rica frutas e verduras pode prevenir a artrite no joelho

Uma pesquisa realizada por estudiosos da Universidade Monash,na Austrália, mostrou que uma alimentação rica em frutas com vitamina C pode combater este problema.

Os estudos foram feitos durante dez anos com 293 homens saudáveis e com idades acima de 50 anos. Os resultados mostraram que aqueles que ingeriram frutas com grandes quantidades desta vitamina, apresentaram menor risco de desenvolver a artrite no joelho.

Aqueles que comeram durante este período, vegetais como o brócolis,também apresentaram menor incidência deste problema.

Isto ocorreria,segundo os pesquisadores,devido às altas concentrações de carotenóides, como luteína e zeaxantina, encontrados nestes vegetais e que teriam a propriedades de proteção à cartilagem do joelho.

Por Marco de Cardoso

Fonte: Bem Estar

Goji Berries - as bagas anti-envelhecimento

goji berries


As Goji berries são umas bagas vermelhas provenientes do Noroeste da China e do Tibete. São vendidas no seu estado seco, ainda cruas, porque são desidratadas ao sol ou a temperaturas inferiores a 40ºC. São saborosíssimas e podem ser comidas directamente do pacote ou adicionadas a cereais de pequeno-almoço, saladas de frutas, batidos, como se tratasse de qualquer outra fruta seca.

Embora sejam uma novidade na cozinha Ocidental, os chineses têm conhecimento dos poderes especiais desta baga desde há milhares de anos. Das cerca de 8000 ervas e alimentos que fazem parte da Medicina Tradicional Chinesa, as Goji berries são consideradas a erva-alimento nº1. Estão no topo da tabela.

As Goji berries contribuem para uma vida alegre, energética e saudável. Saborosas, fáceis de incorporar no dia-a-dia e tão concentradas em nutrientes, não admira que estas pequenas bagas sejam um fenómeno extraordinário de sucesso por todo o mundo.

Informação nutricional
As Goji berries são provavelmente a fruta mais rica em nutrientes que existe no planeta. São uma fonte de proteína completa. Contêm 18 aminoácidos diferentes, entre os quais estão os 8 essenciais ao corpo humano.
Contêm até 21 minerais, entre os quais: zinco, ferro, cobre, cálcio, selénio e fósforo. As Goji berries contêm também vitaminas B1, B2, B6 e vitamina E. E também polissacarídeos, que fortificam o sistema imunitário, sendo que este é um dos elementos responsáveis pelo seu extraordinário efeito anti-envelhecimento.

Usos tradicionais
Na Medicina Tradicional Chinesa, as Goji berries têm sido consideradas como um alimento da mais alta qualidade para promover a longevidade, dar força e estimular a potência sexual.
O famoso Li Qing Yuen, que popularizou o Ginseng na cultura chinesa e que aparentemente viveu até à madura idade de 252 anos (!!!) (1678-1930), consumia Goji berries diariamente. A vida de Li Qing Yuen é o caso mais bem documentado de longevidade extrema.

Benefícios e possíveis efeitos medicinais
Muitos estudos publicados nos últimos anos, principalmente na China, reportam possíveis efeitos medicinais das Goji berries, especialmente devido às suas propriedades anti-oxidantes, incluindo potenciais benefícios contra doenças cardio-vasculares e inflamatórias, problemas de visão, do sistema neurológico e imunitário. Também se lhe atribuem propriedades anti-cancerígenas.
É uma fruta anti-envelhecimento por excelência, aumentando os níveis de energia, ajudando no processo digestivo e na perda de peso - por ser tão concentrada, basta comer pouca quantidade para se sentir saciado e bem nutrido.
Os aminoácidos presentes nestas pequenas bagas estimulam o funcionamento de células brancas até 300%, tornando muito difícil que quem as consome fique constipado ou com gripe.
Uma das mais recentes descobertas acerca dos benefícios das Goji berries é a sua capacidade de melhorar os níveis de insulina nos diabéticos.
As Goji berries têm ainda a propriedade de o fazer rir e sorrir durante o dia todo. Por isso há quem lhes chame de happy berry ou smiling berry.

Como usar
Directamente do pacote, em misturas com outras frutas secas e/ou frescas, em batidos, mueslis, chás (excelente para melhorar o sabor de alguns chás medicinais, mitigando o sabor adstringente ou amargo que muitas plantas têm). Também podem ser demolhadas e rehidratadas em água. Esta água é excelente para hidratar o corpo e pode ser usada como base para qualquer receita culinária.

Dosagem: quantidade razoável – 15 a 45 gramas diárias, ou seja, cerca de uma mão-cheia.

Nota: as Goji berries podem adaptar-se a climas europeus e é uma planta naturalizada na Grã-Bretanha há mais de 200 anos. Porque não lançar uma bagas no solo do seu quintal (ou num vaso, se vive num apartamento) e ter o privilégio de consumi-las frescas sempre que lhe apetecer? É uma planta que se propaga muito facilmente. Só não gosta de demasiada chuva.

Cláudia Sá

Referências:
http://www.naturalnews.com/022924.html
http://www.gojiberryguide.com/PDFs/GojiBenefits.pdf
http://en.wikipedia.org/wiki/Wolfberry
http://food.lifeisround.com
http://www.centrovegetariano.org

Vídeo sobre a importância da alimentação crua, com o Dr. Alberto Gonzalez II

Vídeo sobre a importância da alimentação crua, com o Dr. Alberto Gonzalez, autor do livro "LUGAR DE MÉDICO É NA COZINHA" no Programa Mulher.com, exibido no dia 09 de julho de 2008.

Vídeo sobre a importância da alimentação crua com o Dr. Alberto Gonzalez

Vídeo sobre a importância da alimentação crua com o Dr. Alberto Gonzalez, autor do livro "LUGAR DE MÉDICO É NA COZINHA" no Programa Mulher.com, exibido no dia 09 de julho de 2008.