NutriViva no Facebook é a nossa página no Facebook onde há uma constante actividade com pratos e ideias sobre Alimentação Viva.
O blog também está acessivel em ALIMENTACAOVIVA.COM e ALIMENTACAOVIVA.INFO
Visitem o meu blog em inglês (com traduçao automática)
Raw in Copenhagen
Ao deixar um comentário referente a um artigo, por favor colar o link desse artigo.

Badge Raw Food

Qr Code do blog

Qr Code do blog
Qr Code do blog

Rss

Contacto

Search/ Busca

Carregando...

Blog Archive

Followers

Follow by Email

Add me on Facebook

NutriViva Tv



Ocorreu um erro neste gadget

Total de visualizações de página

sábado, 29 de dezembro de 2007

Uso do solo e Consumo de carne

Em Portugal, cerca de 46% do uso agrícola do solo é dedicado a pastagens permanentes.

Referência:

Revista Proteste, Janeiro 2008, pág 13.

Consumo de carne

Cada português consome em média 69kg de carne por ano.

A nível mundial, estima-se que o consumo ronde os 40kg por ano.

Referência:

Revista Proteste, Janeiro 2008, pág 13.

Uso do solo

Em Portugal, cerca de 46% do uso agrícola do solo é dedicado a pastagens permanentes.

Referência:

Revista Proteste, Janeiro 2008, pág 13.

Homem afasta grandes mamíferos

Quase 80% da superfície da Terra experimentou um acentuado declínio do número de grandes mamíferos em resultado das actividades humanas, sugere um novo estudo agora dado a conhecer.

Ao examinar registos datados desde 1500 d.C. investigadores americanos descobriram que pelos menos 35% dos mamíferos com mais de 20 Kg de peso viram o seu território habitual reduzido em mais de metade.

Os investigadores referem que é necessária acção urgente para proteger os animais, que continuam a ser caçados ou a sofrer perda de habitat.

As descobertas foram publicadas na última edição da revista Journal of Mammalogy.

A investigação, levada a cabo por uma equipa de cientistas da Universidade de Princeton e pela organização conservacionista WWF na sua delegação americana, foi descrita como a primeira "medição do impacto humano na biodiversidade baseada na ausência de mamíferos nativos de grande porte".

"Talvez o resultado mais chocante do nosso estudo seja que os 109 locais que ainda retêm o mesmo efectivo de grandes mamíferos que apresentavam em 1500 sejam ou pequenas áreas protegidas e geridas intensivamente ou zonas de climas extremos", comenta o principal autor do estudo, John Morrison, director das medidas de conservação do WWF-US. "As áreas remotas são ou demasiado quentes, secas, húmidas, geladas ou pantanosas para suportar a actividade humana intensa."

Os investigadores compararam a distribuição actual dos 263 maiores mamíferos terrestres do mundo com a sua distribuição há 500 anos e descobriram que as espécies que sofreram a maior perda de habitat foram as de habitat generalista, onde se incluem os tigres, leopardos, leões, bisontes americanos, alces e lobos.

Geograficamente, a Australásia aguentou-se melhor, retendo 68% dos seus mamíferos de grande porte. No outro extremo da escala está o sudeste asiático, que apenas mantém 1% da megafauna que percorria a região em 1500.

No seu estudo, os cientistas explicam porque motivo os mamíferos de grande porte são tão importantes para a manutenção do equilíbrio ecológico.

"Os grandes carnívoros frequentemente moldam o número, distribuição e comportamento das suas presas", escrevem eles. "Os grandes herbívoros funcionam como engenheiros ecológicos ao alterar a estrutura e a composição específica da vegetação que os rodeia e, para além disso, ambos os tipos de mamíferos influenciam profundamente o ambiente para além das interacções directas entre as espécies, como as que ocorrem nas cadeias alimentares."

O cientista chefe do WWF Eric Dinerstein refere que espera que as descobertas ajudem a focar os esforços conservacionistas: "Podemos agora localizar as zonas onde grandes grupos de mamíferos de grande porte ainda desempenham um papel importante nos ecossistemas terrestres."

"Através de reintroduções estratégicas, como a devolução dos lobos ao Parque Nacional de Yellowstone, podemos restaurar [...] locais onde estejam a faltar uma ou duas espécies aos ecossistemas e recuperar o tecido ecológico dessas paisagens tão importantes para a conservação."

Saber mais:

WWF-US

American Society of Mammalogists

Journal of Mammalogy

Hidroterapia - A terapia pela água


A água é um remédio natural que beneficia todo o corpo. Pode ser usado através de uma variedade de formas e não apresenta efeitos colaterais. Ajuda a controlar a cura dos estados agudos da diarréia e enxaqueca, passando pelos resfriados, bem como a má saúde crônica. Pode ser usada como preventivo das doenças e também como uma inestimável salvaguarda da saúde.

Certamente você já fez uso da hidroterapia mesmo sem saber, quando tomou um banho quente para relaxar ou uma chuveirada fria para o corpo cansado, ou quando dou para alguém uma água para acalmar. Isso não é só uma crendice popular. A água aumenta a nossa energia.

Além do que a ingestão da água aumenta a filtragem renal, eliminando assim os neuro-transmissores, responsáveis pelo estresse.

.

Sem contar que todos nós bebemos água, pelo menos, para sobreviver. Sem bebê-la morreríamos.

Mas infelizmente alguns bebem água apenas para saciar a sede ou como um solvente para os alimentos, ignorando os múltiplos benefícios que ela acarreta para a saúde. A água é internamente necessária para todas as células e órgãos. O simples fato de beber um copo de água pode aumentar a tua energia.

O que acredito ser excepcional na terapia pela água é que ela interage com a natureza de cada um de nós. E não destrói a valiosa flora interna, nem debilita qualquer órgão, ela cria uma circulação e supera a inércia, desbloqueia as barreiras energéticas para que o corpo funcione de modo mais livre e normal. Ela age no sentido de desintoxicar, ou seja, livra o nosso corpo de qualquer veneno ou toxina, acumulados, que pode vir a causar doenças. Dessa forma, a água fortalece os mecanismos naturais de defesa do corpo.

Dependendo da forma (líquida, gasosa, sólida), temperatura (fria, quente, gelada, neutra) e pressão (desde a água que escorre até um jato), a água exercerá uma reação física e química específica no interior do corpo e sobre o corpo.

Água Fria

Uma aplicação rápida de água fria age como tônico, enquanto que uma aplicação mais demorada age como depressor. No entanto, ela é basicamente restauradora, reenergizadora e ajuda a desenvolver resistência a doenças.

A água fria pode ajudar a baixar febres altas, aliviar a sede, age como estimulante, diurético, anestésico, diminui a dor, reduz a constipação e auxilia a eliminação de toxinas do corpo.

Gelo ou Água Gelada

São eficazes quando se trata de diminuir a dor de queimaduras simples. Uma massagem com gelo ou gelo envolto no pano é o tratamento mais adequado a ferimentos, pois ajuda a controlar a sangria e reduz o inchaço. É o melhor tratamento para qualquer tipo de ferimento ocorrido em atletismo. É um excelente anestésico.

Água Morna (neutra)

A água fria é calmante, relaxa o corpo. E quando necessária revela-se um emético eficaz.

Água Quente

Os usos mais freqüentes usos são: o banho quente para provocar a transpiração, compressas quentes e banhos quentes nos pés e nas mãos a fim de reduzir a dor e a inflamação.

Tônus contrastantes quentes e frios a fim de apressar a circulação e reação do corpo. Enquanto um banho quente na mão suaviza a dor e o espasmo, o banho frio pode ser usado quando o corpo está superaquecido ou quando se quer controlar uma hemorragia nasal.

É importante que o calor aumenta o fluxo sanguíneo e age no sentido de intensificar qualquer inflamação. Por isso que a água quente não deve ser usada no tratamento de ferimentos. Embora seja usada para relaxar, acalmar e aliviar o corpo em outras condições.

Uma rápida aplicação de água quente baixa e descongestiona o tônus do corpo e do músculo, fazendo com que o corpo se sinta mais relaxado. E uma aplicação prolongada, quente, excita e ao mesmo tempo deprime o corpo, causando um efeito integral de completo relaxamento.

Vapor

Consegue-se vapor através da água quente, que ferve, ou usando um vaporizador, ou modificador, assim como nas saunas.

O vapor acelera a ação da pele e cria a transpiração, que, por sua vez, limpa a partir do interior o próprio corpo.

As aplicações de vapor no rosto abrem os poros, mantendo-os limpos e ajudando a evitar problemas de pele.

O jato quente vaporizado ajuda na congestão pulmonar.

O ar úmido e morno, desumidificadores usados nas casas, acrescenta umidade aos aposentos ressecados pelo aquecimento interno, impedindo a inflamação e as hemorragias nasais e dos sinus ao mesmo tempo em que alivia também os problemas alérgicos, veiculados pelo ar.

Principais métodos hidroterápicos

1) Fricção e lavagens – estimulam o metabolismo, a circulação, a respiração, além de fortificar;

2) Compressas, ligaduras e cataplasmas – fazem baixar a febre e estimulam a irrigação cutânea, acalmam o sistema nervoso quando frias, aliviam as dores e eliminam espasmos quando quentes;

3) Duchas – de corpo inteiro ou localizados, quentes ou frias;

4) Banhos de imersão – frios para estimular o sistema nervoso circulatório ou quente para relaxar, acalmar e combater as insônias.

5) Banhos localizados - para resolver problemas específicos nos braços, olhos, rostos, pés, etc; banhos de assento, que estimulam a irrigação da região abdominal e da bacia, quando frios.

6) Banhos de vapor – sudoríferos, descongestionantes e emagrecedores.

7) Técnicas diversas – inalação, lavagem, clister, gargarejo, etc.


Bibliografia
PEREZ-CATAPOS, Rafael Lezaeta. A saúde pela Natureza. São Paulo. Hemus editora.
ACHARAN, Manuel Lezaeta. Medicina natural ao alcance de todos. São Paulo. Hemus editora.
STANWAY, Andrew. Guia geral das terapias Alternativas. Rio de Janeiro. Xenon Editora. 1993.
LEIBOLD, Gerhard.
Hidroterapia Practica. Madrid. EDAF. 1982.
KNEIPP, Sebastião.
A minha cura d'água. P. Alegre. Escolca superior de Teologia de S. Lourenço. Edição fac-similada da 4edição brasileira sobre a 62 edição alemã.
BUCHMAN, Dian Dincin.
Terapia pela água. S. Paulo. Editora Brasiliense. 1981

A Colonterapia

A Colonterapia é um antigo método de tratamento e formador de saúde que nunca teria sobrevivido nesta era científica se não fosse, realmente, um sistema simples e eficiente de inquestionável valor terapêutico.

Esse procedimento é de valor incalculável para o profissional médico, que é a favor da saúde total. São a favor, invariavelmente, desse sistema, profissionais muito experientes, que valorizam esses métodos desintoxicantes. Os profissionais que condenam este sistema geralmente são aqueles que têm pouca informação e conhecimento dessa pratica.

A colonoterapia é realizada por um técnico, depois de ser indicada pelo médico, pois há contra-indicações, embora só traga muitos benefícios na maioria dos casos.

A Colonterapia é um tratamento muito relaxante. É tanto agradável como efetivo, o que leva muitas pessoas a sentirem alívio logo na primeira sessão. Precisa-se no mínimo, de três sessões de limpeza iniciais para restauração do Cólon. O resto do tratamento depende de uma avaliação da condição em que se encontra o Cólon de cada indivíduo.

A Colonterapia não é a cura total, mas é, sem dúvida um dos mais valiosos procedimentos na ampla variedade de diferentes sistemas de melhorar a saúde. O treinado e qualificado Colonterapêuta opera seu equipamento o hidrohigienizador, por controle de temperatura e pressão, baseada na lei da gravidade, enchendo e esvaziando o Cólon do paciente, utilizando a simples pressão da gravidade natural da água e da força do peristaltismo intestinal.

Uma suave massagem abdominal, em que é utilizada a teoria dos reflexos, é aplicada pelo terapeuta, estimulando a remoção e saída das matérias fecais e gases.

Este processo seguro e inofensivo tem como objetivo a remoção de uma flora intestinal desequilibrada, a fim de que o intestino recrie uma flora natural com predominância de lactobacilos, que manterão o intestino com pH adequado. Os lactobacilos controlam o aumento indiscriminado de bactérias proteolíticas que se desenvolvem num ambiente de fermentação continua



ESTES SÃO ALGUNS BENEFÍCIOS:


A limpeza é anti-séptica e tem ação solvente sobre o intestino. O resto de material putrefato em processo de decomposição, excesso de mucos (catarro) e igualmente pus e tecidos necrosados provenientes do desprendimento celular, são removidos para fora do Cólon. Essa limpeza deixa o Cólon higienizado em excelentes condições de saúde e em ótimas condições para iniciar suas funções sem a presença indesejável desses inconvenientes, evitando a impactação de material fecal que, pôr muito tempo retido no cólon, intoxica o nosso precioso organismo, debilitando nossas defesas, submetendo-nos a um envelhecimento precoce e abrindo as portas para muitas outras doenças.

A Colonterapia tem uma ação Anti-helmíntica. Com esse método, os parasitas são removidos para fora do intestino com muita efetividade. Sabemos que são aproximadamente 300 espécies de parasitas diferentes que invadem o intestino humano. Considerando, em realidade, que é quase impossível evitar que eles penetrem em nosso intestino, faz-se necessário que cada pessoa faça uma desintoxicação dos intestinos pelo menos uma vez por ano.

A nutricionista Teresa Schumacher, (USA), declara quais são os fatores que fazem possível uma epidemia de parasitas: Cólon e intestinos incrustados, obstruídos por açucares e comida artificial. Essas são as condições ideais para que bactérias e lombrigas de todos os tamanhos se reproduzam.

A Colonterapia também acrescenta o nível da água no organismo e tem ação diurética. A água temperada é absorvida e aumenta o volume do sangue, Por isso, a circulação é aumentada, resultando em um grande banho hidroterapêutico para as células, individualmente. Isso dilui as toxinas e ácidos que, descarregados no sistema renal, aumentam a eliminação através dos rins e pele, e também pelo intestino. Isto também assiste o sistema circulatório que passa a ser mais eficiente.

Água quente e fria podem ser utilizadas no decorrer da higiene, intercaladamente. Água quente é utilizada para banhar o Cólon e suprir de calor o corpo. A ação de limpeza com água, em temperatura um pouco maior, é benéfica para gripes e resfriados. A água fria pode ser benéfica quando aplicada fisiologicamente. Em todo tempo quando existe no corpo excesso de temperatura ou febre, a aplicação de água fria ajudará a reduzi-la. Água fria também pode ser usada para destruir parasitas.

Algumas pessoas são gordas, e podem ter entre dois a vinte quilos de gorduras armazenadas no interior das paredes do Cólon. Justamente, a Colonterapia ajudará grandemente a eliminação destes excessos de gorduras. Essas gorduras também são causadoras de certos estados de irritação, que se manifestam com maior intensidade quando o Cólon está sobrecarregado de matérias fecais endurecidas.

A limpeza interna ou Colonterapia aumenta a circulação e transpiração, devido ao aumento da atividade circulatória na pele, o que provoca a eliminação tóxica que se encontra nela depositada. Isso tem como resultado uma excelente presença de pele saudável. De fato ela rejuvenesce e faz as pessoas parecerem dez anos mais jovens.

A Colonterapia, também pode ajudar no esvaziamento da vesícula biliar, e também a drenar o fígado dos produtos que causam irritação, devido à liberação da pressão exercida pela impactação da matéria fecal.

Bibliografia: BHAT, Prof. P. Keshava. Las bases del naturismo. Caracas. Editorial Texto. 2 edição. 1993.

Geoterapia ou Argiloterapia


Se observarmos os animais, que são guiados unicamente pelo instinto, percebemos que eles afastam as folhas e ramagens para escolherem o lugar onde vão dormir, entrando em contato imediato com a terra.

Dormir despido sobre a terra faz conciliar o sono até para pessoas que estão há muito tempo privados dele. O mal-estar das primeiras noites pode impedir um sono contínuo, no entanto, levantar-se-ão pela manhã frescos, alegres e vigorosos. Podem escolher um bom lugar com grama. E se não for possível diretamente sobre a terra, estende-se um lençol fino, poroso, ou uma esteira de junco. Isso é indicado especialmente nas doenças febris e também as pessoas sujeitas a quadros convulsivos.

Em muitas formas de medicina rústica a lama é usada não só sobre feridas abertas, mas também para curar lesões internas, inflamações e dores.

Geralmente a argila é utilizada na forma de cataplastos diretamente sobre a pele na região afetada.

Pode ser usado também na forma de compressas, o que facilita sua aplicação, usando mais água ou envolvendo a argila com tecido ou gaze.

Os banhos de imersão também são utilizados especialmente em clinicas de beleza e spas.

As envolturas são uma das técnicas de aplicação mais utilizadas para desintoxicação. Podem ser feitas em qualquer local, sem a necessidade de material especial como os banhos.

A intenção é retirar as toxinas ocasionadas pela alimentação, álcool, fumo, falta de exercícios que causam o aumento dos radicais livres (responsáveis pelo envelhecimento precoce, a obesidade, a celulite).

Certamente é altamente eficaz na redução de manchas na pele. Por remover toxinas melhoram também a celulite, deixam a pele mais sedosa e jovem, perdendo a aparência seca , áspera ou ressecada. Há quem diga que ajuda a perder peso, além de melhorar a definição corporal e aumentar a rigidez.

Enfaixamento Natural de Terra Úmida

Essas aplicações são indicadas a todas as lesões, feridas de arma de fogo ou branca, contusões, mordidas ou picadas de animais, envenenamento do sangue, qualquer afecção de pele, câncer, lupus, herpes, escaras, erupções cutâneas, lepras, fraturas, inflamações, etc. O benefício experimentado é imediato. A dor desaparece logo nas primeiras aplicações.

Modo de Preparar

É imprescindível que a terra se encontre o mais úmida possível. E pode ser colocada diretamente sobre a ferida. É importante que se procure pegar essa argila, este barro, esta terra, de um lugar um pouco mais limpo. Mas não se preocupe com as substâncias impuras, pois na nossa alimentação ingerimos muito mais coisas impuras do que pode haver na terra.

Para o enfaixamento, colocamos primeiro uma faixa de linho, e, depois, uma outra de lã, mas, a rigor , basta a primeira. De início, as faixas devem ser renovadas principalmente se forem feridas e afecções cutâneas acompanhadas de grande inflamação a cada duas ou três horas. Depois pode se deixar as faixas por mais tempo ou mesmo durante toda a noite ou todo o dia. Nunca devem ser deixadas por menos do que duas horas para que haja um bom efeito.

As compressas aliviam o calor das partes doentes, sejam internas ou externas. A compressa deverá ser aplicada sobre o local da afecção. No caso, por exemplo, das dores de cabeça é conveniente que ela seja aplicada na nuca. Embora alguns prefiram que ela seja aplicada sobre a barriga da perna a fim de descarregar a cabeça.

As compressas no ventre podem ser aplicadas ao mesmo tempo do que outras sobre outra parte do corpo, mas prefiro a aplicação alternada.

Durante o banho de sol podem se cobrir distintas partes do corpo com terra ou argila úmida e deixar secar ao sol. Essa é a aplicação de terra mais simples e natural.

As compressas de terra dão excelentes resultados para uma infinidade de casos, como tumores, afecções no peito, doenças no pescoço e garganta, dos olhos e dos ouvidos, nos casos de gota, reumatismo, herpes, escaras, doenças do baixo-ventre, órgãos genitais, rins, fígado, difteria(ao redor do pescoço), dores de toda a espécie, nevralgia, dores de cabeça, dentes e etc.

Ela impede a intoxicação também produzida por mordeduras de cobra. E para acalmar as dores têm a vantagem de ser completamente inofensiva.

Estética

Hoje, em dia, usa-se muito a argila para tratamentos estéticos, máscaras faciais, e, também aplicações em áreas onde possa diminuir a celulite. Alguns referem, inclusive, o emagrecimento. Na realidade, o uso da argila em locais de inflamação é o argumento utilizado para a diminuição da celulite.

Bibliografia:
PEREZ-CATAPOS, Rafael Lezaeta. A saúde pela Natureza. São Paulo. Hemus editora.
ACHARAN, Manuel Lezaeta. Medicina natural ao alcance de todos. São Paulo. Hemus editora.

domingo, 23 de dezembro de 2007

Boas Festas! - Indigo