NutriViva no Facebook é a nossa página no Facebook onde há uma constante actividade com pratos e ideias sobre Alimentação Viva.
O blog também está acessivel em ALIMENTACAOVIVA.COM e ALIMENTACAOVIVA.INFO
Visitem o meu blog em inglês (com traduçao automática)
Raw in Copenhagen
Ao deixar um comentário referente a um artigo, por favor colar o link desse artigo.

Badge Raw Food

Qr Code do blog

Qr Code do blog
Qr Code do blog

Rss

Contacto

Search/ Busca

Carregando...

Blog Archive

Followers

Follow by Email

Add me on Facebook

NutriViva Tv



Ocorreu um erro neste gadget

Total de visualizações de página

sábado, 10 de março de 2007

Viver Realmente

Reflicta nisto: se morrer amanhã, a sua família e os seus amigos irão com toda a certeza sentir a sua falta. Depois de amanhã o seu lugar, no trabalho, será ocupado por outro. Sendo totalmente substituível no emprego, como é possível que mais de dois terços da sua vida sejam dedicados ao trabalho e menos de um terço dedicados à família e amigos?...

Existe uma cultura dominante que afirma continuamente a escassez. Escassez de recursos, escassez de dinheiro, escassez de alimentos. É esta cultura que permite que menos de 3% da população mundial tenha o controlo sobre mais de 95% dos recursos do planeta. Nesta cultura é importante afirmar continuamente a vitimização, manter as massas amedrontadas. Enquanto a "culpa" for dos governos, das autoridades, das bactérias causadoras de doença, dos mercados mundiais, do desemprego que cresce continuamente, então o ser humano tem que viver na resignação. Tem que ser bem comportado para não perder o emprego onde muitos ganham apenas o suficiente para ir vivendo. Nesta cultura encoraja-se a pessoa aO medo mantém a pessoa condicionada. Impede a pessoa de crescer. Já pensou por que motivo há uns dias, ao longo do ano, em que se festeja algo? Há o dia do trabalhador, o dia de natal, o dia da mãe e do pai... Enfim, dias que por momentos emprestam alguma humanidade à vida. A
verdade é bem diferente. Cada dia deveria ser um dia de festa, de celebração, de alegria por experienciar a vida na sua plenitude!

O maior medo incutido ás pessoas é o medo da mudança! Mas se observar à sua volta, a Vida é feita de mudança. Tudo muda, tudo tem que mudar! É uma Lei do Universo. Como pode o ser humano agir contra-natura e limitar-se a viver os melhores anos da sua vida num trabalho que muitas vezes odeia, a fazer coisas que detesta, com colegas de trabalho que não suporta, para depois se reformar e viver na tristeza inerente de não ter vivido?... Pense nisto.

Para viver a Vida com que sonha, terá que efectuar algumas mudanças essenciais. A primeira é começar a acreditar na Sabedoria do Universo. Qualquer sistema de crenças (incluindo muitas religiões) que incutem no indivíduo a crença de que há um ser superior que castiga, que pune, limita a experiência humana. É de uma arrogância extrema acreditar que um Ser que cria Universos, Vida, Tudo o que existe, possa sentir-Se magoado, ofendido, por um ser humano que "peca"! Como pode um Ser tão Excepcional enfurecer-Se, sentir-Se ofendido e castigar algo criado por Si?

Só quando começar a pensar que todos os seres são na verdade Um só Ser é que poderá sentir a liberdade de experienciar a Vida na sua totalidade. Quando tiver consciência que aquilo que deseja aos outros é a si mesmo que está a desejar, quando aquilo que faz aos outros é a si mesmo que o faz, quando sentir que Tudo está continuamente interligado, então poderá começar a ver a Magia presente na Vida.

Todo o ser humano tem o direito a viver os seus sonhos. Todos podemos contribuir para um planeta saudável.

O que pode começar a fazer hoje mesmo
:

1.

Sinta-se grato pelo dia que lhe é oferecido. Agradeça a Deus, ou ao Universo, ou ao seu Guia (o nome é irrelevante, o importante é agradecer). Comece ainda na cama, ao acordar.

Agradeça o dia fantástico que vai ter. As situações maravilhosas que a Vida lhe irá
oferecer. Faça-o como já tendo acontecido;

2.

Enquanto se preparar para sair de casa, ouça música. Coma fruta (evite qualquer
alimento processado). Sorria. Sabe que é impossível sentir tristeza quando os músculos faciais esboçam um sorriso? Mantenha os ombros direitos, respire sem medo! Nunca, mas mesmo nunca, ouça as notícias no rádio ou veja as catástrofes emitidas pela televisão! Ao ver, ou ouvir, o mal que assola o mundo, sem se dar conta, está a criar realidade. Uma realidade que afirma que nada está bem, que é preciso ter medo, que as pessoas são basicamente más, no fundo que você é uma vítima sem poder para controlar a sua vida;

3.

Ok, esta é difícil: tem que parar de ver os noticiários na televisão! Não pode querer uma vida melhor para si e deixar-se inundar diariamente pelo mal-estar, pela doença, pelas calamidades que assolam o mundo. Quanto mais focar a sua atenção na crise presente, mais presente ela se tornará;

4.

Apaixone-se pelo que faz! Faça sempre mais do que é esperado de si. Isto é importante.

Se quer de facto outro emprego, ganhar mais dinheiro, ter mais tempo para aquilo, ou para aqueles, que são de facto mais importantes na sua vida, tem que começar na sua posição actual, no emprego que tem neste momento. Dê sempre mais em valor utilitário aos outros do que aquilo que recebe em valor monetário. Um exemplo: se é pago 5.00 € por hora para preencher 10 formulários, preencha 15 ou 20. Com alegria, por saber que está a dar mais do que é esperado de si. Pode ter a certeza que a Vida lhe retribuirá o esforço.

5.

Deixe de socializar com os arautos da desgraça. Os colegas de trabalho que gostam de contar as desgraças alheias, de falar da vida dos outros, de inundar todo o espaço à sua volta com veneno psicológico. Evite essas pessoas! Se é uma dessas pessoas, então está na altura de mudar! Num intervalo, em vez de ir beber um café e ler o jornal (outro arauto da desgraça), vá dar um passeio. Ou faça alguns exercícios de respiração. Ou pode falar com alguém sobre o tão maravilhoso que o dia está (sim, mesmo quando está a chover e frio, já pensou nas pessoas que não sentem a chuva na cara nem o frio na pele, porque estão numa cama de um hospital?). É bom poder experienciar cada momento do dia completamente consciente!

6.

Qual é o seu sonho? A maior parte das pessoas vive uma vida sem saber ao certo o que quer. A maior parte das pessoas tem medo de sonhar, porque lhes foi incutido que não são capazes, que não têm os recursos, as capacidades, as habilitações, etc. Isto é uma mentira perpetrada ao longo de séculos por aqueles que detêm poder e têm medo de o perder (mais uma vez o medo). Passe alguns dias a reflectir naquilo que quer para si. Não perca tempo a sonhar com o que quer para os outros, nem a tentar ser altruísta. O altruísmo é uma doença! (já pensou que, por exemplo, muitas religiões dedicam-se, há séculos, a fazer o "bem" e cada vez há mais mal? Muitos indivíduos lutam há séculos para combater a pobreza, mas cada vez há
mais pobreza? Governos gastam fortunas a lutar contra o terrorismo, e cada vez há mais terrorismo?). O que realmente quer? Vá ver a casa dos seus sonhos, compre a revista que tem o carro que quer conduzir. Como gostaria de ocupar o seu tempo? Aprenda novas técnicas, inscreva-se num curso que o ajude a desenvolver as suas capacidades. Imagine-se já a viver o seu sonho.

7.

A Lei da Atracção. Existe. Aquilo em que mais pensa atrai. Nós somos energia em
vibração contínua. Os nossos pensamentos são energia. Aquilo em que pensamos atraímos a nós.

Para poder criar a vida que quer para si, tem que começar a pensar apenas naquilo que quer, o resto é lixo, descarte-o. A maior parte das pessoas pensa de facto, por exemplo, em ter mais dinheiro. O problema é que foca a atenção na ausência de dinheiro e não na abundância prestes a manifestar-se. Este é um passo importante. Se quer um carro novo, deixe de ver o seu carro como velho, causador de problemas, sempre a avariar-se. Em vez disso, sinta-se alegre e agradeça o facto de ter um carro! Milhões de pessoas em todo o mundo não tem uma bicicleta sequer! Sinta-se bem pelo carro que tem neste momento e agradeça ao Universo o carro novo, como se já o tivesse. Não foque a atenção nos problemas, pois ao fazê-lo irá apenas atrair mais problemas! O mesmo se passa com as relações. Se só vê defeitos nos seus filhos, no seu namorado ou mãe, como espera que eles ajam na sua presença? Foque a sua atenção nos aspectos positivos das pessoas. Já reparou que, quase de certeza, teve um
professor de quem gostava muito, apesar de colegas seus o detestarem? O professor era o mesmo, mas você focava a sua atenção nos aspectos positivos enquanto os seus colegas focavam a atenção nos aspectos negativos. Quando tem que ir a uma repartição pública, o que lhe passa pela mente? Claro que ao acreditar que "todos" os funcionários públicos são lentos e não sabem o que andam a fazer, e que servem apenas para lhe dificultar a vida... Como pode esperar encontrar um funcionário público eficiente e simpático, se na sua mente não existe essa pessoa? Pense nisto.

8.

Se quer que o seu dia de amanhã seja diferente de hoje terá que obrigatoriamente agir hoje de maneira diferente da de ontem.


COMO FUNCIONA A CURA


1.

Em relação a qualquer doença, não pode acreditar no prognóstico que lhe é dado. Se lhe disserem que a sua doença é crónica, não acredite. Se lhe disserem que é mortal, não acredite. Para cada doença dita crónica ou mortal há uma série de pessoas que conseguiram curar-se. Verifique tudo a respeito da sua doença, não fique satisfeito com apenas aquiloque o seu profissional da doença lhe diz. Já reparou que quanto mais se estuda a doença (ok, muitos chamam-lhe estudar a saúde, mas isto é falso. Nos estabelecimentos de ensino de medicina, convencionais ou alternativos, apenas se estuda a doença. Os profissionais que poderão afirmar estudar a saúde são os biólogos, nunca os médicos), mais doenças surgem?

Quanto mais se foca a atenção na doença, mais doença irá ser criada;

2.

Viva uma vida sadia. Coma muita fruta e legumes. Não misture na mesma refeição
proteínas e amidos (batata e carne ou arroz e peixe, por exemplo). Um excesso de proteína animal irá causar um aumento de ácido úrico no seu organismo. O leite é danoso para a sua saúde. Num estudo que envolveu mais de 25 000 pessoas descobriu-se que as que bebiam mais de 3 copos de leite por dia eram as que tinham ossos mais frágeis. De facto nós não precisamos de tanta proteína como nos querem fazer crer. A propósito, sabe por que motivo a carne tem um sabor tão bom?... As bactérias responsáveis pela potrefacção dão-lhe o sabor! Na verdade é possível encontrar mais dessas bactérias num bife do que em estrume fresco. Nunca coma fruta à refeição. A fruta num estômago vazio passa para o intestino em 15 a 20 minutos, onde os seus nutrientes serão absorvidos. Não precisa de beber muita água, mas precisa de muitos
alimentos ricos em água;

3.

Veja muitas comédias. Ria-se muito. O riso aumenta as capacidades do seu sistema de defesa natural. Por outro lado deixa de focar a atenção no estado de doença, dando à Natureza tempo para intervir. O Dr. Bruce Lipton, biólogo, levou a cabo uma série de experiências em que colocou células cancerosas, retiradas de pessoas, em caixas de petri. As células regrediram para um funcionamento normal em menos de 3 dias. Ou seja, curaram-se.

Porque motivo isso não sucede no corpo da pessoa com cancro/câncer? A mente da pessoa pode ser um dos factores. É muito difícil alguém acreditar que pode curar quando se lhe é dito que tem seis meses de vida. No entanto há casos documentados. Por que motivo não se estudam os casos de remissão espontânea do cancro/câncer? Algo a pensar seriamente;

4.

Faça exercícios de respiração e meditação. Meditar pode ser uma actividade tão simples quanto olhar para uma flor durante uns minutos. Foque a sua atenção na beleza da flor. Nem por um segundo fale ou pense na sua doença. Acredite no seu íntimo que o seu corpo é capaz de se curar. O corpo humano, como todos os seres vivos, possui mecanismos de equilíbrio.

Evite o stress! Evite situações de conflito. Liberte-se da mágoa, do ressentimento e da angústia. A forma mais fácil de o fazer é vendo filmes cómicos.

5.

Lembre-se que a sua doença é lucrativa para outros. Por que motivo a medicina
convencional, com todo o seu arsenal bélico, há-de deter o monopólio da cura? A verdadeira cura só pode acontecer quando a pessoa está preparada para se curar, nunca antes. O médico é a maior parte das vezes bem intencionado. Acredite que ele quer o seu melhor, ele quer mesmo curá-lo. Mas por detrás do médico há todo um monopólio da doença interessado na obtenção do lucro. Aceite as palavras do seu médico, mas mexa-se! Não fique só à espera do médico. Se tem um problema de saúde, a cura é sua responsabilidade;

6.

Uma pessoa que esteja a viver a Vida com que sonha não consegue adoecer. Qual é o seu sonho? Vá atrás dele, não espere mais!

Acreditar


Amor é mais importante do que nutrição.

O amor abre.

o medo fecha.

O stress torna-nos menos inteligentes.

O corpo é como uma máquina fotográfica assim como as células. Absorvemos aquilo que se passa no exterior, mas somos condicionados pelos filtros que colocamos.

As crenças interferem com a visão do mundo.

É preciso acreditar num mundo positivo para não afectarmos aquilo que vai dentro de nós.

As células tem duas escolhas - defesa ou aceitação. Aceitam os nutrientes adequados e
rejeitam as toxinas.

Mas não podem fazer as duas coisas ao mesmo tempo.

Aceitam a energia positiva ou rejeitam a energia negativa.



Baseado em trabalhos de: James Oschman, Candace Pert, Fred A Wolf, Amit Goswami, Mae-Wan Ho, Bruce Lipton, assim como os exercícios práticos de visionários como Esther e Jerry Hicks, Bob Proctor, entre outros.

TAMARINDO


Tamarindo


Nome científico: Tamarindus indica L.

Família: Caesalpiniaceae; Fabaceae.

Sinônimo botânico: Tamarindus occidentalis Gaertn., Tamarindus officinalis Hook., Tamarindus umbrosa Salisb.

Outros nomes populares: tamarindo (casteliano).



História

Apesar de também ser conhecido por “Tâmara da Índia” o tamarindo é originário das savanas da África.

O tamarindo foi introduzido na Europa, mais precisamente na península Ibérica, pelos árabes e no Brasil pelos portugueses, com sementes trazidas da Índia.

A sua identificação com a Índia se deve ao fato de após ter sido levado para esse país, foi extensivamente cultivado e hoje é exportado para a Europa e América.


É uma vagem, apesar de o conhecermos como uma fruta, classificada como legume, que tem casca cor de terra, dura e quabradiça. Sua polpa avermelhada, fibrosa, de gosto agridoce, com alto teor de ácido tartárico (um estimulante das glândulas salivares). É rico em sais minerais, como cálcio, fósforo, ferro e cloro. Possui propriedades laxativas, porque estimula o funcionamento dos intestinos. Com o tamarindo preparam-se doces, conservas, bebidas, sucos e sorvetes. Para usar a polpa é preciso abrir a vagem, retirar as fibras do interior e deixar de molho em água.O tamarindo é uma das frutas mais calóricas. Cada 100 g da polpa fornece 340 calorias.


Ocorrência

É cultivado na região Nordeste do Brasil.

Safra

De setembro a dezembro.



Constituintes químicos: carboidratos; proteínas; gorduras; sais de cálcio, fósforo e ferro; ácidos fosfórico, láctico, málico, tartárico e acético; pectina; glicose; levulose; vitaminas A, B1, B2 e C.



Indicações: febre, intestinos presos, inflamações da garganta e estômago, hematemese, vermes intestinais, tosse.

Parte utilizada: folhas, polpa dos frutos.

Contra-indicações/cuidados: não encontrados na literatura consultada.

Modo de usar:
- suco de 60 g de polpa peneirada em um copo de água filtrada, adoce com mel e tome um copo por dia: febrífugo, laxante, antiinflamatório;
- infusão de uma colher (sopa) de folhas secas e picadas em duas xícaras de água. Ferver 15 minutos, Coe, adoce com mel e tome duas xícaras por dia: febrífugo, laxante, inflamação do estômago, antidiarréico, hematemese, vermes intestinais, tosse; uso externo em gargarejos: inflamações da garganta.


Propriedades medicinais:
- casca: adstringente, antidiarréico, tônico;
- polpa ácida do fruto: adstringente, antiinflamatório, carminativo, antiescorbútico, disgestivo, laxante, refrescante, anti-séptico, lenitivo, febrífugo, nutritivo;
- folhas em decocção: vermífugo para crianças.


Como preparar:
Escolha as frutas com casca inteira, preferindo as mais pesadas. Evite comprar frutas verdes, cujas cascas não são quebradiças.

Como utilizar:
Use no preparo de sucos, doces, bolos, sorvetes, xaropes, bebidas, licores e como tempero. E lembre-se que o passo inicial para usar o tamarindo é preparar a polpa.

Família: Fabaceae Lindl.
Algumas Espécies do Gênero:
Tamarindus L., 1753

Tamarindus erythraeus Mattei, 1908
Tamarindus indica L., 1753
Tamarindus intsia Spreng., 1826
Tamarindus occidentalis Gaertn., 1791
Tamarindus officinalis Hook., 1851
Tamarindus somalensis Mattei, 1908
Tamarindus umbrosa Salisb., 1796

Fontes: http://www.plantamed.com.br
http://culinaria.dnonline.com.br
http://www.dafruta.com.br/
http://tvtem.globo.com/culinaria/
http://www.arara.fr/BBTAMARINDO.html
sexta-feira, 9 de março de 2007

Abraços para evitar conflitos


Os macacos-aranha utilizam um ritual de abraços, 'beijos' faciais e cheiradelas aos sovacos no início de uma reunião de grupo, presumivelmente para evitar que a situação desencadeie comportamentos agressivos.

Os macacos-aranha vivem em grupos numerosos que frequentemente se subdividem e voltam a reunir. Mesmo entre macacos que se conhecem, estas reuniões podem, no entanto, ser cheias de tensão e incerteza acerca das reacções dos outros, o que pode facilmente desencadear agressões.

"Os abraços são usados para tentar evitar alguma dessa incerteza entre grupos e para que se possa retomar rapidamente a actividade diária", explica o líder do estudo, o primatólogo Filippo Aureli da Universidade John Moores de Liverpool. "Apesar dos abraços apenas durarem um momento, aceleram todo o processo."

Aureli notou que os macacos que se abraçam raramente se tornam beligerantes uns com os outros ou com outros macacos durante o período de fusão dos grupos.

O estudo baseia-se nas observações de macacos-aranha Ateles geoffroyi selvagens na floresta mexicana da Península do Yucatán e foi publicado na última edição da revista Biology Letters.

Grupos que se separam e voltam a reunir regularmente podem ser muito exclusivos e pouco abertos a estranhos, o que vulgarmente é causa de conflitos nas reuniões, descobriu o estudo.

"Os indivíduos podem afastar-se para evitar conflitos acerca de recursos como alimentos ou acerca da tomada de decisões sobre para onde se o grupo deve deslocar-se de seguida", diz Aureli. Mas eventualmente os macacos terão que se reunir para defender a área contra invasores ou para se proteger de predadores.

Fonte: News of the Wild

Um terço das espécies de peixe do Rio Amarelo já se extinguiram


Mais de 30% das espécies de peixe do Rio Amarelo já se extinguiram, revelaram funcionários governamentais chineses esta semana. "Existiam mais de 150 espécies de peixes a viver no Rio Amarelo mas agora um terço desapareceu de vez", referiu o ministro da agricultura num jornal local.

O funcionário do ministério da agricultura também referiu que as capturas n rio declinaram em 40% e enfatizou o papel do Homem, com a construção de barragens e a poluição, nesta catástrofe ambiental. "A sobre-exploração, as descargas sucessivas e os projectos hidroeléctricos ao longo do rio degradaram o ecossistema fluvial", disse ele.

O governo chinês estima que 66% da água do Rio Amarelo esteja tão poluída que é imprópria para consumo humano. Jennifer Turner, chefe do fórum sobre o ambiente chinês do Woodrow Wilson International Center for Scholars em Washington, D.C., diz que as águas poluídas do rio são o reflexo de um problema nacional que ameaça tanto a vida selvagem como a saúde pública.

"O Rio Amarelo é o rio mãe", diz Turner, referindo-se ao facto de esta via fluvial ter sido crucial para o desenvolvimento da civilização chinesa no norte do país. "Se o rio mãe está doente, é uma forte indicação de que a China não tem capacidade para proteger os seus recursos hídricos."

O governo chinês também considera que perto de 70% dos rios e lagos do país estão fortemente poluídos.

O Rio Amarelo é o segundo maior rio da China, logo a seguir ao Yangtze, percorrendo perto de 5500 Km desde o planalto árido de Qinghai no Tibete à baía Bo Hai no Mar Amarelo. Ao longo do seu percurso, o rio é fonte de água para mais de 155 milhões de chineses.

Mas o rio tem sofrido uma diminuição do caudal nos últimos anos, a ponto de em anos de seca não chegar água a certas zonas. A redução da precipitação é apontada como causa desta redução e sugere que as alterações climáticas podem piorar o problema.


Ainda assim, a acção humana também tem responsabilidades, com as toneladas de água removida do rio para alimentar as florescentes cidades, industrias e campos agrícolas ao longo das margens. "O problema é o rápido desenvolvimento da bacia do rio nos últimos 25 anos", diz Turner.

Em 2006 o nível do rio atingiu mínimos históricos, uma situação que exacerba o problema da poluição. "A diluição é a solução para a poluição", diz Turner, "logo o rio estar a secar tem sido o golpe final para as populações de peixe."

Apesar das espécies extintas estarem perdidas para sempre, outras ainda podem ser salvas e as águas do rio podem ser limpas. Turner diz que tudo tem que começar com alterações políticas.

"As reformas económicas chinesas foram bem sucedidas porque descentralizaram a autoridade para os governos locais", explica ela, "mas a sua motivação é o desenvolvimento económico. Muitos dos problemas de poluição estão associados a corrupção e o governo central não tem tido poder para aplicar as leis ambientais."




O Rio Amarelo, também conhecido como Huang He, é o segundo mais longo rio da China, medindo 5.464 km com uma bacia de 752.000 km².

É de grande importância para a economia chinesa pois o seu vale tem terras férteis, bons pastos e importantes jazidas minerais.

Foi nesse rio que a civilização chinesa começou.

Domesticação do Rio Amarelo


Huang He na cidade de Lanzhou

O Rio Amarelo recebe no verão um grande volume de águas originadas do degelo nas montanhas no oeste da China, e isso causava grandes inundações períódicas em toda a bacia. O loesse trazido pelo rio sedimenta-se, causando seu assoreamento, agravando as enchentes. No início do estabelecimento humano, as enchentes repentinas causavam tantas mortes que os chineses ainda apelidam o Rio Amarelo de "Rio das Lamentações". Por causa destas eventualidades, os chineses demoraram séculos para ocupar de forma permanente a grande e fértil planície central da bacia do Rio Amarelo.

O controle das inundações surgiu em algum momento por volta de 2.200 a.C., quando um extenso sistema de diques, canais de escoamento e reservatórios foi construído, contendo o excesso de água proveniente do degelo e possibilitando o cultivo permanente da planície central.

A construção destes sistemas data de antes dos registros escritos, e por isso sua documentação posterior é cercada de lendas. Uma delas a atribui a um imperador lendário, Yü o Grande, que teria coordenado a construção dos diques e terminado com uma inundação que teria durado 13 anos. Após tal feito, ele teria sido alçado ao status de divindade. A lenda perpetrou-se na cultura chinesa posterior, e há um provérbio local que diz: "Não somos peixes graças a Yü".

Fontes: simbiotica.org e Wikipedia

Poluição da Ásia afecta o clima global


A poluição industrial que vem da Ásia está a ter um efeito mais vasto no clima global do que antes se tinha considerado, sugere um novo estudo agora conhecido.

A 'bruma asiática' de poluição está a aumentar a incidência de tempestades no Pacífico, descobriram os cientistas.

Está também a realçar o crescimento de nuvens de grandes dimensões, que desempenham um papel central na regulação do clima a nível global.

Escrevendo na revista Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS), os investigadores referem que o impacto desta situação podem ser sentidos em zonas tão longínquas como o Árctico.

"É uma imagem muito complexa", salienta o líder do estudo Renyi Zhang, da Universidade do Texas A&M em College Station. "Mas o mais importante é que os aerossóis realmente reforçam a convecção e aumentam a precipitação sobre uma vasta área."

Enquanto a legislação do ar limpo ajudou a reduzir a produção de aerossóis, partículas muito finas de poeira, cinza e enxofre, na Europa e na América do Norte, o oposto tem vindo a verificar-se na Ásia. Aí, a rápida industrialização levou à formação de uma bruma de poluição que é especialmente marcada no Inverno, com o aumento da queima de carvão.

As emissões de enxofre também aumentaram em mais de um terço ao longo da última década, fazendo com que os aerossóis originem a formação de nuvens, à medida que as gotas de água coalescem em volta das pequenas partículas.

Quando os aerossóis são abundantes, as gotas permanecem demasiado pequenas para formar chuva, logo, nestas condições, as nuvens crescem mais e permanecem durante mais tempo.

Quando as nuvens são do tipo convectivo, significa que também transmitem mais calor da superfície da Terra para a atmosfera superior. As nuvens convectivas desempenham um papel central na regulação do clima global e o papel dos aerossóis no desenvolvimento das nuvens permanece a incerteza principal na previsão das alterações climáticas.

Na investigação mais recente, Zhang utilizou registos de satélite para mostrar que a quantidade de nuvens convectivas sobre o Pacífico norte aumentou. A cobertura durante o período 1994-2005 foi entre 20% e 50% superior à da década anterior.

Com o aumento das nuvens e o aumento da convecção veio um aumento do tempo tempestuoso sobre o oceano. Os modelos de computador sugerem que a tendência está a ser conduzida pela produção de aerossóis asiática e não por outros factores como as alterações de temperatura do oceano.

"As tempestades regulam as correntes", refere Zhang, "e se mais calor estiver a ser transportado das baixas para as altas latitudes, vamos ter um enorme efeito sobre a circulação global."

Mas a associação entre nuvens e aerossóis também trabalha na direcção oposta. As nuvens transportam as minúsculas partículas e nuvens mais abundantes e persistentes vão transportá-las ainda para mais longe, mesmo para as regiões polares, sugere Zhang.

Alguns estudos sugerem que a acumulação destas partículas está a alterar as propriedades do gelo árctico, tornando-o mais capaz de absorver a energia solar. Isto significa que o gelo estará mais sujeito a derreter, também reduzindo a capacidade da Terra em reflectir a energia solar de volta para o espaço.

Fonte: simbiotica.org


Cortiça - Pele natural e 100% vegan

Para quem não sabe trabalho parte do dia numa loja onde vendemos produtos derivados da cortiça.

A cortiça substitui perfeitamente a pele dos animais e serve para fazer os mais variados desde malas a chapéus de chuva. É tão resistente que é usada pela nasa para isolamento dos motores das naves espaciais.



Portugal é o maior fornecedor mundial de produtos de cortiça.


A cortiça está presente no nosso dia-a-dia, no revestimento de soalhos, no isolamento das casas, nas rolhas que protegem os vinhos e licores das nossas garrafeiras...

Mas a cortiça assume ainda uma outra forma, mais requintada e desconhecida, através da sua pele, confeccionada a partir das zonas mais finas do sobreiro.
No Algarve, junto às encostas da Serra do Caldeirão, zona da melhor cortiça do mundo, trabalha-se esta matéria da Natureza, versátil e surpreendente nas suas características, para muitos desconhecidas.

De facto, do mais simples e utilitário objecto ao mais sofisticado acessório de moda, os artigos em cortiça destacam-se pela sua qualidade e beleza. São práticos, maleáveis e agradáveis ao tacto, limpam-se facilmente e duram muito tempo.

Do rústico sobreiro à maciez da pele de cortiça, cria-se uma extensa gama de artigos para o conforto e beleza do quotidiano.

Intemporais, eles servem-nos em qualquer altura do ano, generosamente, tal qual a Árvore de onde nascem.
quinta-feira, 8 de março de 2007

Apesar de todos os dias serem dias da mulher...




Todos os dias tem que ser mães...
Todos os dias tem que ser companheiras...
Todos os dias tem que ser trabalhadoras...
Todos os dias tem que ser fortes...
Todos os dias tem que ser femininas...
Todos os dias tem que ser guerreiras...
Todos os dias tem que ser tanta coisa...
Todos os dias tem que SER...




Para mim o mais importante:

TODOS OS DIAS
TEM QUE SER AMADAS!
Só isso chega...








Foto (Luis Guerreiro - na loja da Lala - minha mãe)
quarta-feira, 7 de março de 2007

Pelos Animais

CAMPANHA CONTRA TRANGÊNICOS

27-02-2007 - Brasília
Senado aprova MP que abre país aos transgênicos
Presidente Lula terá até 15 dias úteis para sancionar medida, mas vamos apelar para a primeira-dama Marisa Letícia, para que ela convença ele a vetá-la. Por isso fomos ao Palácio do Alvorada entregar cestas com produtos à base de milho e deixar uma mensagem: "D. Marisa, salve a nossa polenta!"

O Senado repetiu nesta terça-feira o erro da Câmara dos Deputados e praticamente escancarou as portas do Brasil para os transgênicos. Em votação iniciada no final do dia, os senadores aprovaram a Medida Provisória 327, que reduz a área de contenção no entorno das Unidades de Conservação Ambiental e, graças a duas emendas acrescentadas pelos deputados federais em dezembro, também legaliza o algodão transgênico plantado irregularmente no país e reduz o quorum da Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio) para a aprovação de pedidos de liberação comercial de organismos geneticamente modificado.

Para entrar em vigor, a MP terá que ser sancionada em até 15 dias úteis pelo presidente Lula. Essa é a hora de agirmos para que ele respeite a opinião de mais de 70% dos brasileiros que não querem transgênicos em seus pratos. Clique aqui para enviar email ao presidente Lula pedindo que ele vete as emendas incluídas na MP 327.

"Os senadores perderam a chance de salvar a biossegurança nacional. Repetiu o erro dos deputados federais e agora está nas mãos do presidente da República salvar o alimento da população brasileira", afirmou Gabriela Vuolo, coordenadora da campanha de engenharia genética do Greenpeace Brasil, que acompanhou a votação realizada em Brasília.

A derrota no Senado foi triste mas não surpreendente. A bancada ruralista na Casa é ainda mais forte do que na Câmara e por isso o resultado final já era de certa forma esperado. Por isso ativistas do Greenpeace foram no início do dia ao Palácio do Alvorada, residência oficial do presidente da República, pedir para que a primeira-dama Marisa Letícia intercedesse em favor da biossegurança do país, solicitando ao seu marido que vete a MP.

Vestidos de mestres-cucas, eles levaram cestas com produtos feitos com milho - curau, bolo, cuscus, sucos e polenta, este o prato preferido do casal presidencial - para serem entregues à primeira-dama, com a mensagem: "Dona Marisa, salve nossa polenta!". Ela não estava em casa mas uma das cestas foi levada para o interior do Palácio do Alvorada para ser entregue mais tarde.

O milho foi escolhido como símbolo da manifestação por estar prestes a sofrer invasão de variedades transgênicas, que podem ser aprovadas na próxima reunião da CTNBio, marcada para março. Com a aprovação da MP 327 nesta terça-feira, a liberação comercial de milhos transgênicos é um possibilidade cada vez mais real - e terrível.

O futuro da biossegurança brasileira está nas mãos do presidente Lula - e de D. Marisa.

BANCADA LIBERADA

A votação no Senado começou com Delcídio Amaral (PT-MS), relator da MP na Casa, defendendo o texto que fora modificado na Câmara dos Deputados. Ele deu parecer favóravel à aprovação, repetindo a atuação de Paulo Pimenta (PT-RS), que foi relator da MP na Câmara e também deu parecer favorável às alterações ao texto original. A posição dos dois parlamentares petistas os coloca em posição difícil no PT, que votou majoritariamente contra a MP no Senado.

O primeiro senador a discursar contra a MP e suas emendas foi Aloizio Mercadante (PT-SP), que lembrou a seus colegas a intensa produção da CTNBio no último ano. Ele defendeu a aprovação do texto original da MP, sem as emendas acrescentadas na Câmara (que reduz o quorum da CTNBio e liberar o algodão transgênico plantado ilegalmente).

"Acho que as emendas que foram acrescentadas na Câmara não poderiam constar desse relatório e considero um erro o Senado Federal e o Congresso Nacional autorizarem e legalizarem o plantio de organismos geneticamente modificados, transgênicos, que é o algodão, que não teve a autorização da CTNBio, que já definiu que esse plantio deveria ser destruído e não poderia ser permitido", disse Mercadante.

O senador Sibá Machado (PT-AC) lembrou que é preciso pesquisar muito mais ainda antes de liberar comercialmente os produtos geneticamente modificados, e elogiou o trabalho da CTNBio justamente nessa área, aprovando inúmeros pedidos de pesquisa com os transgênicos. Sibá comparou as votações na CTNBio com as do Congresso, para exemplificar que assuntos polêmicos e delicados devem ter votações diferenciadas e mais rigorosas. Reduzir o quorum da CTNBio, afirmou Sibá, não ajuda em nada o país e atropela o princípio da precaução.

O senador José Nery (PSOL-PA) citou o escritor Eduardo Galeano para justificar ampla argumentação contrária ao lobby de empresas transnacionais pela legalização dos transgênicos, que teriam pressionado pela introdução de duas "emendas danosas" à MP.

Renato Casagrande (PSB-ES), líder de seu partido no Senado, encaminhou contra o relatório apresentado pelo relator Delcídio Amaral, mas a bancada do PT foi liberada para votar livremente, conforme informou a senadora Ideli Salvatti (PT-SC). Ela no entanto manifestou seu voto contrário às modificações feitas na MP pela Câmara dos Deputados.

VIDEO: The Future of Food - Inglês

The Future of Food: What Every Person Should Know with Deborah Garcia


What should every person know about the food they ingest. The documentary "The Future of Food" changed the way we think about food(and ... all » continues to do so) by answering this very question.

But, just how has food actually changed? Do we need to worry about genetically modified foods? What about artificial foods? Learn all this more as Kurt Olson, host of the Educational Forum, sits down with Deborah Garcia the award winning creator of "The Future of Food."

Aspartame: as MÁS notícias!

A noticia continua actual...

Cortesia de Mark Gold (mgold tiac.net) (investigador americano que estuda o assunto há cerca de 20 anos). Tradução de Beatriz Medina, janeiro de 1999.

O aspartame foi aprovado em 1981 apenas para uso em alimentos secos. Por mais de oito anos a FDA - Food and Drug Administration, órgão do governo norte-americano que regulamenta e aprova o uso e a comercialização de alimentos e medicamentos - recusou-se a aprová-lo por causa das convulsões e tumores cerebrais que esta droga provocou em animais de laboratório. A FDA continuou a recusar a aprovação até que o presidente Reagan (um amigo da Searle, empresa que criou o aspartame) assumiu o governo e demitiu o Comissário da FDA que não queria aprovar o produto. Foi então nomeado comissário o dr. Arthur Hull Hayes que apoiou o aspartame. Mesmo assim a aprovação foi alvo de tanta oposição que se criou uma Comissão de Inquérito. A Comissão concluiu: "Não aprovem o aspartame". O dr. Hayes PASSOU POR CIMA de sua própria Comissão de Inquérito.

Pouco depois de o Comissário Arthur Hull Hayes Jr. aprovar o uso de aspartame em bebidas carbonatadas, deixou o cargo em troca de um excelente emprego na empresa de relações públicas da G.D. Searle.

Danos a Longo Prazo
O aspartame pode causar danos de forma lenta e silenciosa nos pobres coitados que não apresentam reações imediatas que os impeçam de usá-lo. Pode levar um ano, cinco anos, 10 ou 40 anos, mas a substância provoca, a longo prazo, mudanças da saúde - geralmente reversíveis, outras vezes não.


METANOL (também conhecido como álcool de madeira e veneno) - representa 10% do aspartame. O metanol é um veneno mortal. Já causou a morte e a cegueira de muita gente. O metanol é libertado aos poucos no intestino delgado quando o grupo metil do aspartame encontra a enzima quimotripsina.

A absorção do metanol pelo corpo é bastante acelerada com a ingestão de metanol livre. O aspartame decompõe-se em metanol livre quando aquecido acima de 30°C. Isso acontece quando o produto que contém aspartame é armazenado de forma imprópria ou quando é aquecido (por exemplo, quando faz parte de um "alimento" como gelatina diet, ou quando é usado para
adoçar o café).


No corpo, o metanol decompõe-se em ácido fórmico e formaldeído. O formaldeído é uma neurotoxina mortal.
Uma avaliação da EPA (Environmental Protection Agency - Agência de Proteção Ambiental norte-americana) sobre o metanol afirma que ele "é considerado um veneno cumulativo dada a baixa taxa de excreção após ser absorvido. No corpo, o metanol é oxidado em formaldeído e ácido fórmico; esses dois metabólitos são tóxicos." O limite recomendado de consumo é de
7,8mg por dia. Um litro de refrigerante adoçado com aspartame contém cerca de 56mg de metanol. Grandes consumidores de produtos que contenham aspartame podem assim estar a ingerir até 250mg de metanol por dia, ou seja, 32 vezes o limite máximo da EPA.

Os males mais conhecidos causados pelo envenenamento por metanol são os problemas de visão. O formaldeído é uma substância carcinogênica, causa danos à retina, interfere com a duplicação do DNA e causa defeitos congênitos no feto. Por causa da falta de duas enzimas fundamentais, os seres humanos são muitas vezes mais sensíveis aos efeitos tóxicos do metanol do que os outros animais. Como indica o dr. Woodrow C. Monte, director do Laboratório de Ciência Alimentar e Nutrição da Universidade do Estado do Arizona: "Não há estudos em mamíferos ou seres humanos para avaliar os
possíveis efeitos mutagênicos, teratogênicos ou carcinogénicos da administração crónica de álcool metílico.


Já se divulgou que sumos de fruta e bebidas alcoólicas contêm pequenas quantidades de metanol. Mas é importante lembrar que o metanol em produtos naturais nunca ocorre isolado. Na natureza, há também a presença de etanol, geralmente em quantidade muito maior. O etanol é um antídoto para a toxidade do metanol em seres humanos. As tropas da Operação
Tempestade no Deserto (Guerra do Golfo) foram "presenteadas" com grande quantidade de bebidas adoçadas com aspartame, aquecidas acima de 30°C sob o sol da Arábia Saudita. Muitos soldados voltaram para casa com numerosos problemas de saúde semelhantes aos encontrados em pessoas quimicamente envenenadas com formaldeído. O metanol livre nos refrigerantes pode ter sido um factor importante destas doenças. Outros produtos da decomposição do aspartame, tais como DKP (dicetopiperazina da aspartilfenilalanina), podem ter contribuído também.

Numa resolução de 1993, que só pode ser descrita como irresponsável, a FDA aprovou o aspartame como ingrediente de numerosos alimentos que devem ser sempre aquecidos acima de 30°C.

Como se não bastasse, em 27 de junho de 1996, sem nada divulgar, a FDA removeu todas as restrições ao aspartame, permitindo seu uso em tudo, inclusive em produtos quentes e assados.

A verdade sobre a toxicidade do aspartame é muito diferente do que a NutraSweet Company quer que os consumidores acreditem. Em Fevereiro de 1994, o Departamento de Saúde e Serviço Social dos Estados Unidos emitiu uma lista de reações adversas relatadas à FDA (DHHS 1994). O aspartame respondia por 75% de todas as reacções negativas relatadas nesta lista. A própria FDA admitiu que menos de 1% dos consumidores que tiveram problemas com algum produto reclamam com a
FDA. Isso faz as quase 10.000 queixas que receberam corresponderem a cerca de um milhão de pessoas. No entanto, a FDA tem um grave problema na manutenção de seus registos (nunca responderam à carta registada do autor deste texto, Mark Gold, uma das vítimas) e tendem a desencorajar ou até mesmo confundir os queixosos, pelo menos em relação ao aspartame. Mas
permanece o facto de que a MAIORIA das vítimas não tem a menor ideia de que o aspartame pode ser a causa de seus muitos problemas! Várias reações ao aspartame são muito graves, como convulsões e morte. Essas reações incluem:


Artrite
Ardor nos olhos ou na garganta
Ardor ao urinar
Asma
Ataques de ansiedade
Ataques de pânico
Câncer no cérebro (estudos pré-aprovação em animais)
Comichão
Confusão
Convulsões
Depressão
Diarréia
Dificuldades para pensar e raciocinar
Dificuldades para respirar
Dor abdominal
Dores nas articulações
Dores de cabeça e enxaquecas
Dores no peito
Dormência ou comichão nas extremidades
Enxaquecas ou dores de cabeça muito fortes (provocadas pelo uso crónico)
Espasmos musculares
Exantema (placas vermelhas pelo corpo)
Excesso de fome ou sede
Fadiga
Fadiga crônica
Fala arrastada
Fobias
Ganho de peso
Hipertensão (pressão alta)
Impotência e problemas sexuais
Incapacidade de concentração
Inchaço, edema (retenção de fluidos)
Insónia
Irritabilidade
Laringite
Morte
Mudanças marcantes de personalidade
Náusea e vómitos
Palpitações cardíacas
Pensamento enevoado
Perda de audição
Perda (calvície) ou queda de cabelo
Perda de memória
Perda de visão
Problemas ou alterações menstruais
Problemas de controle do açúcar no sangue (hipoglicemia ou hiperglicemia)
Reações alérgicas
Reações asmáticas
Rubor da face
Sentimento de irrealidade
Suscetibilidade a infecções
Taquicardia
Zumbido nos ouvidos
Tosse crónica
Tontura
Tremores
Urticária
Vertigens

A doença do aspartame apresenta os mesmos sintomas e agrava as seguintes doenças:

Fibromialgia
Artrite
Esclerose múltipla
Doença de Parkinson
Lúpus
Sensibilidade Química Múltipla (MCS)
Diabetes e complicações relativas aos diabetes
Epilepsia
Doença de Alzheimer
Defeitos congênitos
Síndrome da Fadiga Crónica
Linfoma
Doença de Lyme (doença bacteriana causada pelo micro-organismo Borrelia burgdorferi, depois da picada de um carrapato infectado. Os sintomas incluem exantema (mancha vermelha) grande e circular no local da picada (em 50-60% dos casos), mal-estar, febre, dor de cabeça, dores musculares e inchaço dos nódulos linfáticos. Se não for tratada, pode provocar artrite
e comprometer a função cardíaca.)
Transtorno do Déficit de Atenção (ADD, hiperatividade)
Síndrome do Pânico
Depressão e outros problemas psicológicos

Como acontece
O metanol do aspartame é liberado no intestino delgado quando o grupo metil do aspartame encontra a enzima quimotripsina (Stegink 1984, pág. 143). O metanol livre começa a formar-se em produtos líquidos contendo aspartame em temperaturas acima de 30°C - inclusive dentro do organismo humano.

O metanol é então convertido em formaldeído. Este transforma-se em ácido fórmico, que é o veneno da picada das formigas. Usa-se o venenoso ácido fórmico para remover verniz de epóxi e uretano. Imagine o que ele pode fazer nos tecidos de seu corpo!

A fenilalanina e o ácido aspártico, que compõem 90% do aspartame, são aminoácidos normalmente usados na síntese do protoplasma, quando fornecidos pelos alimentos que ingerimos. Mas quando desacompanhados dos outros aminoácidos que usamos (são 20), tornam-se neurotóxicos (nocivos ao sistema nervoso).

É por isso que há um alerta aos fenilcetonúricos nos adoçantes e produtos com aspartame. Os fenilcetonúricos correspondem a 2% da população e apresentam extrema sensibilidade à fenilalanina, excepto aquela ingerida através dos alimentos. Ela também é nociva ao restante da população, causando problemas cerebrais e defeitos em fetos. Além disso, a fenilalanina decompõe-se em DKP, um agente causador de tumores no cérebro.

Em outras palavras: o aspartame transforma-se em subprodutos perigosos para os quais não temos defesas naturais. O estômago vazio de quem faz regime acelera esta transformação e amplifica os danos. Os componentes do aspartame vão directo para o cérebro, causando dores de cabeça, confusão mental, convulsões e equilíbrio deficiente. Ratos de laboratório e outros animais usados nos testes morreram de tumores cerebrais.

Apesar das alegações da Monsanto e seus associados:
O metanol do álcool e dos sumos de frutas não é convertido em formaldeído em quantidade significativa. Há indícios muito fortes que confirmam este facto quanto a bebidas alcoólicas e indícios bastante fortes no caso dos sumos.


O formaldeído obtido do metanol é muito tóxico mesmo em doses *muito pequenas*, como visto em pesquisa recente.

O aspartame causa reações/danos de intoxicação crónica devida ao metanol e ao formaldeído e outros subprodutos, apesar do que afirmam as experiências breves financiadas pela indústria usando uma substância de teste que é quimicamente diferente e
absorvida de forma diversa do que a que está à disposição do grande público. "Estranhamente", quase todos os estudos independentes demonstram que o aspartame pode causar problemas de saúde.

Uma alegação comum da Monsanto é que o aspartame é "seguro", mas algumas poucas pessoas podem apresentar reacções "alérgicas" a ele. Isto não faz sentido e é típico da empresa. Sua própria pesquisa demonstra que o aspartame não causa reacções "alérgicas". Éste é o modo deles para tentarem minimizar e esconder o número imenso de reacções toxicológicas e danos sofridos pelas pessoas por causa do uso a longo prazo do aspartame.

Conclusão
Dados os pontos a seguir, é definitivamente prematuro que os investigadores desprezem o papel do metanol nos efeitos colaterais do aspartame:

A quantidade de metanol ingerida com o aspartame não tem precedentes na história humana. O metanol proveniente da ingestão de sucos de frutas nem sequer se aproxima da quantidade de metanol ingerida com o aspartame, especialmente em pessoas que tomem de um a três litros (ou mais) de refrigerantes dietéticos por dia. Diferentemente do metanol do aspartame, o metanol presente em produtos naturais ou não é absorvido ou é convertido em seus metabolitos em quantidade insignificante, como já explicamos acima.

A inexistência de mudanças perceptíveis em laboratório do nível de ácido fórmico e formaldeído no plasma sanguíneo não exclui que esses metabolitos tóxicos estejam causando algum dano. Mudanças perceptíveis em laboratório dos níveis de sais do ácido fórmido costumam não acontecer com exposições rápidas ao metanol.

Os produtos que contêm aspartame costumam oferecer poucos ou nenhum nutriente que possa proteger do envenenamento crónico por metanol, e são geralmente consumidos entre as refeições. A maioria das pessoas que ingerem produtos com aspartame estão fazendo dieta e estão mais sujeitas a deficiências nutricionais do que as pessoas que preferem sumos de fruta frescos.


Pessoas com certos problemas de saúde ou que estejam tomando certos remédios podem ser muito mais susceptíveis ao envenenamento crónico por metanol.


As doenças crónicas e os efeitos colaterais de venenos de acção lenta costumam acumular-se em silêncio durante um longo período de tempo. Muitas doenças crónicas que parecem surgir de repente na verdade levaram muito tempo para se desenvolver no corpo.


Um conjunto crescente de pesquisas está demonstrando que muitas pessoas são altamente sensíveis a baixas
doses de formaldeído no ambiente. A exposição ambiental ao formaldeído e a ingestão de metanol (que se converte em formaldeído) com o aspartame tem provavelmente um efeito deletério cumulativo.

Já se demonstrou que o ácido fórmico acumula-se aos poucos em várias partes do corpo. Já se demonstrou também que o ácido fórmico inibe o metabolismo do oxigênio.

Há um número grande e crescente de pessoas sofrendo de problemas crónicos de saúde semelhantes aos efeitos colaterais do envenenamento crónico por metanol ao ingerirem produtos com aspartame por um período de tempo significativamente longo. Isso inclui vários tipos de problemas oculares semelhantes ao tipo de dano encontrado nos casos de envenenamento por
metanol.

Nota sobre os efeitos da toxidade do uso do aspartame a curto ou longo prazo
Em geral são necessários sessenta dias, pelo menos, de abstinência do aspartame para que sejam visíveis melhoras ignificativas. Verifique cuidadosamente todos os rótulos (inclusive os de vitaminas e medicamentos). Procure a palavra "aspartame" no rótulo, e evite-o. É também boa ideia evitar "acesulfame-k", "neotame" e "sunette" (produtos semelhantes ou sucedâneos do aspartame, compostos basicamente das mesmas substâncias). Finalmente, evite procurar informações nutricionais junto à indústria alimentar ou empresas de divulgação que recebem grandes somas de dinheiro da indústria alimentar ou química, como a Associação Dietética Americana.


Se você usa qualquer produto com aspartame e tem problemas físicos, visuais ou mentais, experimente passar 60 dias sem aspartame. Se depois de dois meses sem ingerir nenhum aspartame seus sintomas se reduzirem aliviados ou desaparecerem, por favor, ajude a tirar esta neurotoxina do mercado. Escreva cartas aos jornais, às Secretarias e ao Ministério da Saúde,
conte a sua história. . Escreva aos vereadores e deputados que você ajudou a eleger. Envie sua história para o representante da Mission Possible no Brasil (Beatriz Medina, diagrama hotmail.com), que divulgará seu caso para a FDA e a sede da Mission Possible.
Devolva os produtos com aspartame à loja que os vendeu... e exija seu dinheiro de volta. Faça uma cena se NÃO o reembolsarem! Conte a todos os seus amigos e à sua família... e se eles pararem de tomar aspartame e também melhorarem... traga-os para a briga!

O aspartame é um "adoçante aprovado" por causa de gente gananciosa e desonesta que coloca o lucro acima da vida e do bem-estar dos outros. Como a FDA e o Congresso americano também são culpados, só o público BEM-INFORMADO e ACTIVO poderá afetar sua reclassificação de "aditivo alimentar" para "DROGA TÓXICA", a ser removida da cadeia alimentar humana.

Links para mais informações (em inglês):

http://www.dorway.com: Este site concentra a maior quantidade de informações sobre aspartame disponível na Internet!

http://www.dorway.com/possible.html: Arquivos da Mission Possible

http://www.dorway.com/asprlink.html Links para outros sites com informações

http://www.holisticmed.com/aspartame Informações mais aprofundadas

http://www.trufax.org/menu/chem.html#aspartame Mais artigos interessantes

Links para livros (infelizmente ainda não traduzidos):

http://www.dorway.com/books.html

http://www.dorway.com/amazon.html

Retirado do site de Beatriz Medina

Número de animais Torturados e massacrados para consumo humano

Com base nas estatísticas da FAO (Food and Agriculture Organization of the United Nations - http://www.fao.org) sobre Agricultura (Statistical Databases - Agriculture), o Secretariado da União Vegetariana Europeia (EVU), num comunicado anterior, apresentou o número de animais mortos no mundo para consumo humano durante o ano de 2003. Os números foram estabelecidos a partir de relatórios provenientes de mais de 210 países. Mas deve ter-se em atenção que alguns países e territórios não fornecem dados.


Animais abatidos em 2003 (por ordem decrescente):

- Galinhas e frangos: 45 biliões e 900 milhões
- Patos: 2 biliões e 260 milhões
- Porcos: 1 bilião e 240 milhões
- Coelhos: 857 milhões
- Perus: 691 milhões
- Gansos: 533 milhões
- Carneiros, ovelhas, cordeiros: 515 milhões
- Cabras: 345 milhões
- Bois, vacas, vitelos: 292 milhões
- Roedores: 65 milhões
- Pombos e outras aves: 63 milhões
- Búfalos: 23 milhões
- Cavalos: 4 milhões
- Asnos, mulas, machos: 3 milhões
- Camelos e outros camelídeos: 2 milhões

A soma de todos estes números prefazem um total de mais de 50 biliões de animais, sem ter em conta os animais aquáticos (peixes e crustáceos).
Os números referem-se apenas aos animais abatidos nos matadouros. Excluem-se os animais de criação extensiva (geralmente para consumo doméstico) assim como os que são alvo da caça, difíceis de contabilizar por não haver qualquer tipo de controlo.
Tendo em conta que um omnívoro consome em média 80 animais por ano e que a população mundial não-vegetariana é de biliões, depreende-se que o número exacto de animais mortos para a alimentação humana será muito superior àquele que os dados da FAO nos fornece. Sabe-se que só nos EUA se consomem anualmente mais de 10 biliões de animais.
Sendo que a esperança média de vida em Portugal é de 75 anos, um omnívoro consome cerca de 6000 animais durante a sua vida.


Referência:
http://www.allianceveg.org/Articles/index.php

Quinoa - Quinua




Quinoa



Nutrição
A grande riqueza da Quinoa está no seu grão que contém em média de 16 a 18% de proteínas e às vezes, para algumas variedades, até 23% de proteínas. Entretanto, como para os amarantos a grãos, não é tanto o teor de proteína que é essencial, mas a qualidade dessa proteína. Essa proteína é de fato, ela também, muito equilibrada e contém todos os aminoácidos essenciais à vida humana. A FAO considera que é, com o Amaranto a grãos, a melhor proteína de origem vegetal do planeta.

Foto. Quinoa. "Linares"

Crudoterapia (uso de alimentos crus)


O médico e nutricionista suíço Maximilian Bircher-Benner (22 Agosto, 1867 – 24 Janeiro , 1939) foi o primeiro a comprovar cientificamente a relação existente entre a alimentação e as doenças, através da crudoterapia (uso de alimentos crus), ficando mundialmente conhecido também pelo famoso "Müsli"(muesli) se bem que a sua invenção difere imenso do ""Müsli" (muesli) actual. Nesta pesquisa está baseada toda a moderna crudoterapia e o movimento mundial para o uso de produtos naturais, integrais e biológicos. Também foi ele que procurou através de pesquisas clínicas, feitas em Zurique e Londres, introduzir a Medicina Naturista no conceito de tratamento de enfermidades, principalmente na cura de artrite reumatóide.

"Existe uma prevenção segura e confiável das doenças reumáticas: a vida dentro da ordenoterapia" (ver em baixo), citou Bircher-Benner, enfatizando a importância do respeito ao nosso biorritmo.

Para saber mais - Wikipedia em inglês.


Ordenoterapia

Este é um dos pilares da medicina naturista. Pode-se afirmar que é a terapia pela ORDEM. Na verdade para que tenhamos saúde integral, é fundamental o acatamento às ordens, ritmos e ciclos da natureza, respeitando os diversos ritmos e ordens que a vida nos oferece. Tanto os internos como sono/vigília, fome/saciedade, como externos : dia/noite, atividade/ recuperação, direitos/deveres. Tudo na existência tem ritmo e movimento e quando nos submetemos a esta realidade, tiramos dela grande proveito.
Não se trata de ordem imposta de forma autoritária, mas de uma experiência de retorno às nossas origens, isto é, ORDENAÇÃO ou ORDENAMENTO. Não nascemos quando queremos, mas sim quando os ritmos ambientais e biológicos assim definem.
Este conceito inclui visão sobre o tempo de trabalho, descanso, sono, relacionamento, enfim de tudo o que compõe o nosso existir.

terça-feira, 6 de março de 2007

OBESIDADE ATINGE 40% DA POPULAÇÃO

Um artigo oficial sobre a obesidade dos brasileiros. Algumas partes foram editadas, nomeadamente em relação a produtos que não recomendo...
O brasileiro nunca esteve tão gordo. Segundo nova radiografia sobre nutrição no Brasil, apontada em pesquisa divulgada recentemente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 40% da população apresenta excesso de peso. Entre os jovens, o quadro é ainda mais alarmante: o Brasil tem hoje 5,9 milhões de adolescentes acima do peso, o que corresponde a 16,7% do grupo etário de 10 a 19 anos. ‘Podemos dizer, sem medo, que o maior desafio hoje é tratar e prevenir a obesidade na infância e na adolescência, situação bem diferente de tempos atrás, quando a desnutrição era o problema alimentar mais grave do brasileiro‘, afirma a endocrinologista e nutróloga Ellen Simone Paiva, diretora-clínica do Centro Integrado de Terapia Nutricional (Citen), em São Paulo.

Segundo ela, a diferença pode ser percebida também no padrão de beleza infantil. Ellen lembra que, há cerca de 25 anos, numa época em que a meninada ainda tinha liberdade para brincar nas calçadas e praças, um bebê roliço, bochechudo e corado era considerado uma ‘gracinha‘. Já os pequenos que não se enquadravam neste modelo eram motivo de grande preocupação para pais, amigos e familiares. ‘A maioria das mães não trabalhava fora de casa, portanto a alimentação ficava sob seus cuidados e supervisão, o que, sem sombra de dúvida, era muito mais saudável. Sem falar na liberdade de correr, pular corda e andar de bicicleta‘, lembra.

À entrada feminina no mercado de trabalho, soma-se a pressa, a falta de tempo e, conseqüentemente, a praticidade do consumo de guloseimas, como biscoitos recheados, chocolates, balas, refrigerantes, pizzas, alimentos enlatados e fast food. Ao mesmo tempo, ainda segundo a endocrinologista, as brincadeiras de rua, como queimada, amarelinha, pique esconde e pique pega, perderam terreno para a violência urbana. "Mais um ponto marcado a favor do sedentarismo e seu carro-chefe - o trio televisão, computador e jogos eletrônicos. O resultado é uma equação bombástica", diz Ellen.

‘As crianças estão limitadas. Nos tempos atuais, quase todo mundo mora em apartamento e tem medo de ser assaltado. É normal que os pais impeçam seus filhos de saírem de casa. Assim, a criançada acaba ficando reclusa em seus quartos, sentada ou deitada na cama, brincando com jogos eletrônicos ou navegando pela internet‘, endossa a especialista em endocrinologia e metabologia, a médica Ana Paula Xavier Zanini.

A conseqüência é que doenças como hipertensão arterial, diabetes, colesterol alto e reumatismo, até então desconhecidas da puberdade, hoje já não são mais restritas ao universo adulto. ‘Não é possível permitir que nossos jovens sigam comendo diariamente batata frita, pipoca, coxinha ou salgadinhos em pacotes com gosto de isopor. Precisamos orientá-los a fazer novas escolhas‘, afirma Ellen Paiva, que faz um alerta aos pais: ‘Muitas mães embarcam na onda de dietas milagrosas, o que acaba sendo um efeito influenciador. Os adultos têm o desejo de ser magro por estética e não por saúde e, equivocadamente, transmitem isso para as crianças.

Há quase um ano, a estudante M.C.A., 12 anos, não tem coragem de enfrentar a balança. Da última vez em que se pesou, o ponteiro acusou 80 quilos. Um susto para ela e sua mãe, a relações públicas E.A. ‘Até os cinco anos, ela era uma criança magrinha. Depois disso, me casei de novo e engravidei pela segunda vez. Acho que o fato de ganhar um padrasto e uma irmã acabou contribuindo para esta situação‘, acredita.

Hoje, M.C.A. coleciona passagens endocrinologistas. Já passou por quatro. Faz terapia e buscou apoio de uma nutricionista. O próximo passo é deixar de ser sedentária. ‘Com a chegada da adolescência, ela começou a se preocupar com a vaidade e teve a iniciativa de pedir ajuda. Estou dando muito apoio, pois as conseqüências podem ser sérias. A psicóloga disse que nesta fase o jovem pode acabar trocando a compulsão por comida pelo uso de drogas‘, receia.

Para evitar o pior, a relações públicas decidiu promover mudanças que afetaram toda a família. E.A. conta que há alguns meses evita comprar guloseimas - apesar da insistência da caçula -, e não permite que as refeições sejam feitas na sala, em frente a televisão. Para a especialista em endocrinologia e metabologia Ana Paula Zanini, modificações na rotina familiar são fundamentais para ajudar a criança a emagrecer sem muito sofrimento. ‘Todos os moradores da casa precisam se adaptar. Não adianta um só não comer e os outros esbaldarem-se em guloseimas‘, alerta.

Servir as refeições em porções controladas, manter a geladeira sempre provida de frutas, iogurte desnatado, hortaliças e legumes , não colocar sobre a mesa maionese, requeijão, geléias, manteiga e, principalmente, não brigar ou criticar a criança à mesa, para que ela não desconte suas frustrações no prato de comida, são comportamentos que fazem a diferença, conforme indica a médica.

De acordo com Ana Paula, estabelecer horários para as refeições, elogiar sempre qualquer progresso que a criança alcançar e estimular a prática de alguma atividade física são outras dicas importantes que irão contribuir para a perda de peso e ganho da saúde.

Dez passos para começar a combater a obesidade

Tema do V Congresso Paulista de Clínica Médica, Setembro

O Dr. Abrão José Cury Jr, presidente do VI Congresso Paulista de Clínica Médica, dá dez dicas para que o obeso se sentir melhor e começar a combater essa doença que abre as portas do organismo para outras doenças.

1. Com sua saúde, mais do que com seu aspecto estético.

2. Não sucumba às promessas de medicamentos mágicos, de dietas milagrosas e equipamentos de ginástica que trabalham por você.

3. Medicamentos com hormônio tireoidiano, estimulantes, inibidores de apetite, diuréticos, laxantes, tranqüilizantes e antidepressivos, usados em conjunto para emagrecer, são prejudiciais à saúde. Quando unidos a dietas milagrosas são catastróficos. Podem provocar fraqueza, desmaios, palpitação, infarto, redução da resistência, sincopes e mal-estar súbito.

4. Comece passando por uma consulta médica. Através do exame clínico, o médico avalia sua condição física e sua saúde.

5. Um profissional da saúde, como um educador físico, deve ser consultado para que indique a atividade física adequada a seu biofísico.

6. Procure uma nutricionista para desenvolver um plano alimentar adequado às suas características e necessidades.

7. No início, sem exageros e respeitando seus limites, a pessoa deve deixar mais o carro em casa e andar mais à pé. Troque o elevador por alguns lances de escadas.

8. Alimentos gordurosos, doces e fast food. Nas refeições, prefira legumes, verduras e frutas, e semente e nozes germinadas.

9. Mantenha-se hidratado, através do consumo de água frequentemente.

10. Finalmente, entenda que o importante não é chegar ao peso ideal, mas ficar nele pelo resto da vida. Isso exige a adoção de hábitos saudáveis para sempre.

A obesidade é doença e fator de risco para doenças cardiovasculares, hipertensão, colesterol elevado e diabetes, sendo que até graus menores de sobrepeso podem levar indivíduos susceptíveis a desenvolver doenças. Mesmo que o obeso esteja com seu colesterol controlado, não tenha diabetes, nem hipertensão, assim como outros problemas, a tendência é que venha a desenvolver alguma dessas doenças no futuro.

Estima-se que, no Brasil, cerca de 40% da população está acima do peso ou é obesa. A obesidade é reconhecida pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como doença grave, que atinge proporções epidêmicas no mundo.

http://www.homecareplus.com.br/nutricao.htm

OBESIDADE ATINGE 40% DA POPULAÇÃO

Um artigo oficial sobre a obesidade dos brasileiros. Algumas partes foram editadas, nomeadamente em relação a produtos que não recomendo...

O brasileiro nunca esteve tão gordo. Segundo nova radiografia sobre nutrição no Brasil, apontada em pesquisa divulgada recentemente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 40% da população apresenta excesso de peso. Entre os jovens, o quadro é ainda mais alarmante: o Brasil tem hoje 5,9 milhões de adolescentes acima do peso, o que corresponde a 16,7% do grupo etário de 10 a 19 anos. ‘Podemos dizer, sem medo, que o maior desafio hoje é tratar e prevenir a obesidade na infância e na adolescência, situação bem diferente de tempos atrás, quando a desnutrição era o problema alimentar mais grave do brasileiro‘, afirma a endocrinologista e nutróloga Ellen Simone Paiva, diretora-clínica do Centro Integrado de Terapia Nutricional (Citen), em São Paulo.

Segundo ela, a diferença pode ser percebida também no padrão de beleza infantil. Ellen lembra que, há cerca de 25 anos, numa época em que a meninada ainda tinha liberdade para brincar nas calçadas e praças, um bebê roliço, bochechudo e corado era considerado uma ‘gracinha‘. Já os pequenos que não se enquadravam neste modelo eram motivo de grande preocupação para pais, amigos e familiares. ‘A maioria das mães não trabalhava fora de casa, portanto a alimentação ficava sob seus cuidados e supervisão, o que, sem sombra de dúvida, era muito mais saudável. Sem falar na liberdade de correr, pular corda e andar de bicicleta‘, lembra.

À entrada feminina no mercado de trabalho, soma-se a pressa, a falta de tempo e, conseqüentemente, a praticidade do consumo de guloseimas, como biscoitos recheados, chocolates, balas, refrigerantes, pizzas, alimentos enlatados e fast food. Ao mesmo tempo, ainda segundo a endocrinologista, as brincadeiras de rua, como queimada, amarelinha, pique esconde e pique pega, perderam terreno para a violência urbana. "Mais um ponto marcado a favor do sedentarismo e seu carro-chefe - o trio televisão, computador e jogos eletrônicos. O resultado é uma equação bombástica", diz Ellen.

‘As crianças estão limitadas. Nos tempos atuais, quase todo mundo mora em apartamento e tem medo de ser assaltado. É normal que os pais impeçam seus filhos de saírem de casa. Assim, a criançada acaba ficando reclusa em seus quartos, sentada ou deitada na cama, brincando com jogos eletrônicos ou navegando pela internet‘, endossa a especialista em endocrinologia e metabologia, a médica Ana Paula Xavier Zanini.

A conseqüência é que doenças como hipertensão arterial, diabetes, colesterol alto e reumatismo, até então desconhecidas da puberdade, hoje já não são mais restritas ao universo adulto. ‘Não é possível permitir que nossos jovens sigam comendo diariamente batata frita, pipoca, coxinha ou salgadinhos em pacotes com gosto de isopor. Precisamos orientá-los a fazer novas escolhas‘, afirma Ellen Paiva, que faz um alerta aos pais: ‘Muitas mães embarcam na onda de dietas milagrosas, o que acaba sendo um efeito influenciador. Os adultos têm o desejo de ser magro por estética e não por saúde e, equivocadamente, transmitem isso para as crianças.

Há quase um ano, a estudante M.C.A., 12 anos, não tem coragem de enfrentar a balança. Da última vez em que se pesou, o ponteiro acusou 80 quilos. Um susto para ela e sua mãe, a relações públicas E.A. ‘Até os cinco anos, ela era uma criança magrinha. Depois disso, me casei de novo e engravidei pela segunda vez. Acho que o fato de ganhar um padrasto e uma irmã acabou contribuindo para esta situação‘, acredita.

Hoje, M.C.A. coleciona passagens endocrinologistas. Já passou por quatro. Faz terapia e buscou apoio de uma nutricionista. O próximo passo é deixar de ser sedentária. ‘Com a chegada da adolescência, ela começou a se preocupar com a vaidade e teve a iniciativa de pedir ajuda. Estou dando muito apoio, pois as conseqüências podem ser sérias. A psicóloga disse que nesta fase o jovem pode acabar trocando a compulsão por comida pelo uso de drogas‘, receia.

Para evitar o pior, a relações públicas decidiu promover mudanças que afetaram toda a família. E.A. conta que há alguns meses evita comprar guloseimas - apesar da insistência da caçula -, e não permite que as refeições sejam feitas na sala, em frente a televisão. Para a especialista em endocrinologia e metabologia Ana Paula Zanini, modificações na rotina familiar são fundamentais para ajudar a criança a emagrecer sem muito sofrimento. ‘Todos os moradores da casa precisam se adaptar. Não adianta um só não comer e os outros esbaldarem-se em guloseimas‘, alerta.

Servir as refeições em porções controladas, manter a geladeira sempre provida de frutas, iogurte desnatado, hortaliças e legumes , não colocar sobre a mesa maionese, requeijão, geléias, manteiga e, principalmente, não brigar ou criticar a criança à mesa, para que ela não desconte suas frustrações no prato de comida, são comportamentos que fazem a diferença, conforme indica a médica.

De acordo com Ana Paula, estabelecer horários para as refeições, elogiar sempre qualquer progresso que a criança alcançar e estimular a prática de alguma atividade física são outras dicas importantes que irão contribuir para a perda de peso e ganho da saúde.

Dez passos para começar a combater a obesidade

Tema do V Congresso Paulista de Clínica Médica, Setembro

O Dr. Abrão José Cury Jr, presidente do VI Congresso Paulista de Clínica Médica, dá dez dicas para que o obeso se sentir melhor e começar a combater essa doença que abre as portas do organismo para outras doenças.

1. Com sua saúde, mais do que com seu aspecto estético.

2. Não sucumba às promessas de medicamentos mágicos, de dietas milagrosas e equipamentos de ginástica que trabalham por você.

3. Medicamentos com hormônio tireoidiano, estimulantes, inibidores de apetite, diuréticos, laxantes, tranqüilizantes e antidepressivos, usados em conjunto para emagrecer, são prejudiciais à saúde. Quando unidos a dietas milagrosas são catastróficos. Podem provocar fraqueza, desmaios, palpitação, infarto, redução da resistência, sincopes e mal-estar súbito.

4. Comece passando por uma consulta médica. Através do exame clínico, o médico avalia sua condição física e sua saúde.

5. Um profissional da saúde, como um educador físico, deve ser consultado para que indique a atividade física adequada a seu biofísico.

6. Procure uma nutricionista para desenvolver um plano alimentar adequado às suas características e necessidades.

7. No início, sem exageros e respeitando seus limites, a pessoa deve deixar mais o carro em casa e andar mais à pé. Troque o elevador por alguns lances de escadas.

8. Alimentos gordurosos, doces e fast food. Nas refeições, prefira legumes, verduras e frutas, e semente e nozes germinadas.

9. Mantenha-se hidratado, através do consumo de água frequentemente.

10. Finalmente, entenda que o importante não é chegar ao peso ideal, mas ficar nele pelo resto da vida. Isso exige a adoção de hábitos saudáveis para sempre.

A obesidade é doença e fator de risco para doenças cardiovasculares, hipertensão, colesterol elevado e diabetes, sendo que até graus menores de sobrepeso podem levar indivíduos susceptíveis a desenvolver doenças. Mesmo que o obeso esteja com seu colesterol controlado, não tenha diabetes, nem hipertensão, assim como outros problemas, a tendência é que venha a desenvolver alguma dessas doenças no futuro.

Estima-se que, no Brasil, cerca de 40% da população está acima do peso ou é obesa. A obesidade é reconhecida pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como doença grave, que atinge proporções epidêmicas no mundo.

EUA aprovam cultivo de arroz com gene humano


As autoridades nos Estados Unidos aprovaram provisioriamente o pedido de uma empresa que quer cultivar arroz modificado geneticamente para produzir proteínas humanas.




Sementes poderiam cair na cadeia alimentar, dizem alguns

De acordo com o plano, o arroz contendo genes humanos envolvidos na produção do leite materno seria produzido no Estado do Kansas.

A companhia por trás da proposta, Ventria Bioscience, diz que as plantas poderiam ser usadas na criação de remédios para diarréia e desidratação em crianças.

Mas grupos opostos à idéia dizem que partes da planta poderiam cair na cadeia alimentar.

De acordo com a proposta, que na semana passada recebeu o apoio inicial do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos, a empresa plantaria o arroz em cerca de 1.200 hectares de terra no Kansas.

A Ventria Bioscience disse que tomaria precauções para assegurar que as sementes não se misturassem com outras plantações.

Alguns argumentam, no entanto, que o mau tempo, ventos fortes ou erro humano poderiam causar problemas.

Um representante do Center for Food Safety dos Estados Unidos, Bill Freese, disse: "Estou realmente preocupado com isso, primeiro porque existe o potencial para este arroz cair na cadeia alimentar, segundo porque ele (o arroz) não foi testado".

"(O arroz transgênico) não passou por um processo de revisão. Então estamos lidando com o desconhecido - algo que poderia causar danos à saúde humana", acrescentou.

Enquanto aumenta a polêmica em torno do assunto, os grupos envolvidos aguardam a aprovação final do Departamento de Agricultura americano - diz o correspondente da BBC em Washington, James Westhead.

E ainda que a permissão seja obtida, existem grandes obstáculos na forma de complicados regulamentos que terão de ser vencidos antes que a comida contendo DNA humano possa ser vendida a consumidores.

O público tem até o final de março para enviar suas objeções ao plano, informou a agência de notícias AP.

Se conseguir a aprovação, a Ventria Bioscience vai iniciar a plantação do arroz em maio, disse o presidente da companhia, Scott Deeter.

Fonte: http://www.bbc.co.uk/portuguese/ciencia/story/2007/03/070306_arroz_proteina_mv.shtml

Foie Gras foi banida na Itália




Uma noticia espectacular: na Itália, nenhuma fazenda
de animais poderá criar patos, gansos, marrecos,
etc, com essa alimentação forçada. É LEI!!! Isso só
aconteceu graças a LAV: liga Anti-Vivissecção, cuja
sede é Milão. eles tambémb conseguíram outra vitoria

Inédita: em 1 de janeiro de 2008, todas as fazendas
que criam chichilas, visons e outros animais para a
extracção de pele estão PROIBIDAS de continuar esse
negocio cruel!! Entrem no site http://www.infolav.org/home/5849.htm e lá
poderão obter mais informações!
segunda-feira, 5 de março de 2007

Príncipe Charles sugere proibição de McDonald´s
















Príncipe Charles observa comida durante visita a um centro médico de Abu Dhabi


LONDRES - O príncipe Charles da Inglaterra entrou em conflito com o McDonald´s ao sugerir durante uma visita a um centro médico de Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, que a saúde da população melhoraria com uma proibição da rede de fast-food, segundo informações da imprensa do Reino Unido nesta quarta-feira, 28.

Quando a nutricionista Nadine Tayara, do Centro para o Diabetes do London College, em Abu Dhabi, expôs ao príncipe de Gales as iniciativas para melhorar a dieta dos habitantes dos Emirados, ele perguntou se tinham tentado proibir a McDonald´s. "Isto é fundamental", comentou.

A imprensa britânica repercute nesta quarta-feira, 28, as palavras do herdeiro do trono britânico, entusiasta dos alimentos orgânicos, e a rápida reação da McDonald´s.

A empresa acusou o herdeiro de não estar a par das suas mudanças e da sua atual contribuição para a melhora da dieta dos consumidores e da "agricultura sustentável".

A residência oficial do príncipe se viu obrigada a emitir uma nota segundo a qual Charles "há tempos destaca a importância de uma dieta equilibrada, especialmente para as crianças".

"Na sua visita ao centro de diabetes, ele falou da necessidade de as crianças terem uma dieta variada e não abusarem de um alimento específico", acrescenta a nota.

A imprensa britânica diz que nem a própria família de Charles segue seus conselhos. Os príncipes William e Harry costumavam ir com sua mãe, a princesa Diana, a uma casa de hambúrgueres londrina, que não era no entanto da rede McDonald´s.

Fonte

28 de fevereiro de 2007 - 08:33

Prainha - Alvor

A beleza que ainda se pode ver...

Está a desaparecer... erosão da terra...

domingo, 4 de março de 2007

Simplicidade

A beleza de uma pedra e dos reflexos espreitando...

Tirada ontem ao fim da tarde (03-03-2007)

Água, Força de Viver !




Monchique

Para que cenários como estes possam, eternamente, preencher o prisma contemplativo da nossa visão, que não sejam meras miragens passadas que não mais regressarão, é necessário preservar racionalmente este recurso em particular, mas também todos os outros na generalidade, os solos, o ar….

A água, como nos demonstra a imagem, para além de Vital e imprescindível para a nossa sobrevivência, proporciona-nos paisagens simplesmente soberbas que resplandecem uma essência e paz de espírito contagiante e única que nos leva, num só instante, a reflectir, pensar, sonhar, viver.

Viver, sim, Viver intensamente como a força de um rio e poder de um oceano. Preservemos e protejamos todos os Recursos Aquíferos para que a fraqueza, no futuro, não nos impeça de Viver com a maior das Forças !

Fonte: Escola Secundária José Belchior, Faro, Portugal.

Hamburger - Cru

Mais uma foto do livro "Cozinha Vibrante".

Hamburger sem carne...

Eclipse lunar


Este eclipse teve boa visibilidade na Europa, a meio da noite, e na América do Norte, ao anoitecer - aí já a Lua estava no meio do eclipse.

Em Portugal foi visível a partir das 21:30, por volta das 22:00 já estava bastante escura, e por volta da 1:00 da madrugada de dia 4 (Domingo) já estava de novo bastante clara.

Foi lindo!