Qr Code do blog

Qr Code do blog
Qr Code do blog

Rss

Contacto

Blog Archive

Followers

Follow by Email

Add me on Facebook

NutriViva Tv



Total de visualizações de página

sábado, 29 de dezembro de 2007

Hidroterapia - A terapia pela água


A água é um remédio natural que beneficia todo o corpo. Pode ser usado através de uma variedade de formas e não apresenta efeitos colaterais. Ajuda a controlar a cura dos estados agudos da diarréia e enxaqueca, passando pelos resfriados, bem como a má saúde crônica. Pode ser usada como preventivo das doenças e também como uma inestimável salvaguarda da saúde.

Certamente você já fez uso da hidroterapia mesmo sem saber, quando tomou um banho quente para relaxar ou uma chuveirada fria para o corpo cansado, ou quando dou para alguém uma água para acalmar. Isso não é só uma crendice popular. A água aumenta a nossa energia.

Além do que a ingestão da água aumenta a filtragem renal, eliminando assim os neuro-transmissores, responsáveis pelo estresse.

.

Sem contar que todos nós bebemos água, pelo menos, para sobreviver. Sem bebê-la morreríamos.

Mas infelizmente alguns bebem água apenas para saciar a sede ou como um solvente para os alimentos, ignorando os múltiplos benefícios que ela acarreta para a saúde. A água é internamente necessária para todas as células e órgãos. O simples fato de beber um copo de água pode aumentar a tua energia.

O que acredito ser excepcional na terapia pela água é que ela interage com a natureza de cada um de nós. E não destrói a valiosa flora interna, nem debilita qualquer órgão, ela cria uma circulação e supera a inércia, desbloqueia as barreiras energéticas para que o corpo funcione de modo mais livre e normal. Ela age no sentido de desintoxicar, ou seja, livra o nosso corpo de qualquer veneno ou toxina, acumulados, que pode vir a causar doenças. Dessa forma, a água fortalece os mecanismos naturais de defesa do corpo.

Dependendo da forma (líquida, gasosa, sólida), temperatura (fria, quente, gelada, neutra) e pressão (desde a água que escorre até um jato), a água exercerá uma reação física e química específica no interior do corpo e sobre o corpo.

Água Fria

Uma aplicação rápida de água fria age como tônico, enquanto que uma aplicação mais demorada age como depressor. No entanto, ela é basicamente restauradora, reenergizadora e ajuda a desenvolver resistência a doenças.

A água fria pode ajudar a baixar febres altas, aliviar a sede, age como estimulante, diurético, anestésico, diminui a dor, reduz a constipação e auxilia a eliminação de toxinas do corpo.

Gelo ou Água Gelada

São eficazes quando se trata de diminuir a dor de queimaduras simples. Uma massagem com gelo ou gelo envolto no pano é o tratamento mais adequado a ferimentos, pois ajuda a controlar a sangria e reduz o inchaço. É o melhor tratamento para qualquer tipo de ferimento ocorrido em atletismo. É um excelente anestésico.

Água Morna (neutra)

A água fria é calmante, relaxa o corpo. E quando necessária revela-se um emético eficaz.

Água Quente

Os usos mais freqüentes usos são: o banho quente para provocar a transpiração, compressas quentes e banhos quentes nos pés e nas mãos a fim de reduzir a dor e a inflamação.

Tônus contrastantes quentes e frios a fim de apressar a circulação e reação do corpo. Enquanto um banho quente na mão suaviza a dor e o espasmo, o banho frio pode ser usado quando o corpo está superaquecido ou quando se quer controlar uma hemorragia nasal.

É importante que o calor aumenta o fluxo sanguíneo e age no sentido de intensificar qualquer inflamação. Por isso que a água quente não deve ser usada no tratamento de ferimentos. Embora seja usada para relaxar, acalmar e aliviar o corpo em outras condições.

Uma rápida aplicação de água quente baixa e descongestiona o tônus do corpo e do músculo, fazendo com que o corpo se sinta mais relaxado. E uma aplicação prolongada, quente, excita e ao mesmo tempo deprime o corpo, causando um efeito integral de completo relaxamento.

Vapor

Consegue-se vapor através da água quente, que ferve, ou usando um vaporizador, ou modificador, assim como nas saunas.

O vapor acelera a ação da pele e cria a transpiração, que, por sua vez, limpa a partir do interior o próprio corpo.

As aplicações de vapor no rosto abrem os poros, mantendo-os limpos e ajudando a evitar problemas de pele.

O jato quente vaporizado ajuda na congestão pulmonar.

O ar úmido e morno, desumidificadores usados nas casas, acrescenta umidade aos aposentos ressecados pelo aquecimento interno, impedindo a inflamação e as hemorragias nasais e dos sinus ao mesmo tempo em que alivia também os problemas alérgicos, veiculados pelo ar.

Principais métodos hidroterápicos

1) Fricção e lavagens – estimulam o metabolismo, a circulação, a respiração, além de fortificar;

2) Compressas, ligaduras e cataplasmas – fazem baixar a febre e estimulam a irrigação cutânea, acalmam o sistema nervoso quando frias, aliviam as dores e eliminam espasmos quando quentes;

3) Duchas – de corpo inteiro ou localizados, quentes ou frias;

4) Banhos de imersão – frios para estimular o sistema nervoso circulatório ou quente para relaxar, acalmar e combater as insônias.

5) Banhos localizados - para resolver problemas específicos nos braços, olhos, rostos, pés, etc; banhos de assento, que estimulam a irrigação da região abdominal e da bacia, quando frios.

6) Banhos de vapor – sudoríferos, descongestionantes e emagrecedores.

7) Técnicas diversas – inalação, lavagem, clister, gargarejo, etc.


Bibliografia
PEREZ-CATAPOS, Rafael Lezaeta. A saúde pela Natureza. São Paulo. Hemus editora.
ACHARAN, Manuel Lezaeta. Medicina natural ao alcance de todos. São Paulo. Hemus editora.
STANWAY, Andrew. Guia geral das terapias Alternativas. Rio de Janeiro. Xenon Editora. 1993.
LEIBOLD, Gerhard.
Hidroterapia Practica. Madrid. EDAF. 1982.
KNEIPP, Sebastião.
A minha cura d'água. P. Alegre. Escolca superior de Teologia de S. Lourenço. Edição fac-similada da 4edição brasileira sobre a 62 edição alemã.
BUCHMAN, Dian Dincin.
Terapia pela água. S. Paulo. Editora Brasiliense. 1981

0 comentários: