Qr Code do blog

Qr Code do blog
Qr Code do blog

Rss

Contacto

Search/ Busca

Carregando...

Blog Archive

Followers

Follow by Email

Add me on Facebook

NutriViva Tv



Total de visualizações de página

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Codex Alimentarius



A gripe já parece mau....e o "codex alimentarius"?
Regulamentação alimentar a nível mundial....vamos perder o direito a
saber aquilo que estamos a comer, a FAO e a WHO vão decidir o que nós
comemos, os alimentos vão deixar de ter rótulos com a composição e não
vais saber se são transgénico ou não.
Vão ser reintroduzidos químicos que foram proibidos, tais como o DDT
(quem não ouviu falar deste produto fantástico) e o gramoxone
(paraquat).
Entre outras coisas tão más como estas....a empresa "MONSANTO" está
envolvida nisto.

É verdade e tudo isto vai acontecer sem nunca ninguém ter ouvido falar
sobre o assunto.
Entra em vigor a partir de Janeiro de 2010....!






quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Agrião

Originário da Europa. É uma pequena planta aquática ou semi-aquática que vive em riachos, brejos e lugares úmidos.
Seu caule e folhas frescas são comestíveis e possuem sabor amargo.
Se consumido cru, o agrião combate a anemia, pois possui grande concentração de vitaminas e sais minerais, tambem possui propriedades dissolventes da nicotina, combate os efeitos da nicotina no organismo.
É utilizado no tratamento do escorbuto e da bronquite, como diurético, nas hidropsias, na atonia dos órgãos digestivos e no raquitismo e como depurador do sangue. Sendo rico em enxofre, o agrião é excelente no tratamento anti-caspa, sem efeitos colaterais, estimula a circulação agindo contra a queda de cabelos, favorecendo seu crescimento.


OUTROS NOMES: Agrião - da - água

COMPOSIÇÃO QUÍMICA : Calorias, Água, Hidratos de Carbono, Proteínas, Gorduras, Sais, Vitamina A, Vitamina B1, VitaminaB2,Vitamina B5,Vitamina C, Enxofre, Potássio, Cálcio, Fósforo, Magnésio, Cloro, Sódio, Ferro.

O agrião é uma planta da família das Crucíferas, conhecida e apreciada desde a mais remota antiguidade. Unicamente nos EUA, seu consumo tem aumentado muito, não só em saladas mas também em sanduíches. E de fato merece a preferência que lhe dão, pois é um vegetal riquíssimo em vitaminas e sais.

Nele se encontra cinco vezes mais ferro do que na couve, na alface e no salsão. Mesmo sobre o espinafre, o agrião leva vantagem, pela maior quantidade de ferro que encerra. Contém, igualmente, boa proporção de cobre.

USO MEDICINAL: O agrião encerra inúmeras propriedades medicinais, podendo ser usado em saladas, em sucos, e de muitas outras formas.

Seu uso prolongado tem eficaz efeito depurador do sangue e antiescorbútico. Emprega-se, outrossim, como ótimo remédio contra a atonia dos órgãos digestivos; como estimulante no escorbuto, escrofulose e raquitismo; como diurético nas hidropisias, nas enfermidades das vias urinárias, nos cálculos; como expectorante nos catarros pulmonares crônicos; como desopilante do fígado. Tomam-se diariamente, 3 a 4 colheres das de sopa de suco de agrião puro ou diluído em água.

É aperitiva, diurética, adstringente, antiescorbútica, refrescante, fortificante, oxidante dos humores do sangue, antidiabética e depurativa. Seu sumo é muito usado nas dermatites e nas litíases hepáticas e renais.

O uso do agrião tem sido muito encomiado na tuberculose pulmonar. É um remédio excelente nas desordens digestivas caracterizadas por assinalada debilidade ou associadas com escrófulas. É usado também, com êxito, na dispepsia associada com flatulências e azedume.

O agrião é de real valor nas enfermidades da pele, relata-se o caso de uma senhora que havia consultado todos os médicos de Paris, com o fim de ver-se livre de seu eczema, do qual vinha sofrendo gravemente fazia já quinze anos. Todos os recursos da farmacopéia já tinham sido experimentados por ela, mas em vão. Desesperada, provou finalmente a receita: comeu agrião três vezes por dia, e, ao cabo de seis meses, estava quase boa.

O agrião tem sido igualmente recomendado nas enfermidades do fígado, especialmente na congestão deste órgão. É também bom para curar icterícia, pois estimula o fluxo da bílis para o intestino.

Como refrescante e depurativo, dá magníficos resultados no enfarte do fígado, na dispepsia e nas escrofulose.

É também usado nas enfermidades dos rins, pois atua como tônico para estes órgão, limpando-os das areias e pedras.

Conhecida sua ação benéfica nas enfermidades da pele, como no caso de herpes, borbulhas, etc. Pois depura e faz transpirar.

O agrião tem sido recomendado, também, em casos graves de varíola e sarampo, para prevenir complicações. Assim, por exemplo, declara-se que as emulsões preparadas com sementes de agrião removem a varíola e provocam a transpiração.

Em saladas, come-se o agrião para combater o reumatismo, a gota, o artritismo, a inchação das glândulas, a debilidade do coração e dos nervos.

O suco do agrião tem virtudes diaforéticas e vermífugas. Para expelir os vermes intestinais, toma-se meia a uma xícara pequena, duas vezes ao dia, segundo a idade. Em maior quantidade pode irritar ligeiramente os intestinos, se bem que sem maiores conseqüências.

Em saladas

Usa-se principalmente para combater o escorbuto e em todos os casos de avitaminose ou deficiência do organismo em vitamina C, e acrescenta que esse vegetal "limpa o ventre, mata as lombrigas intestinais, mundifica as vias urinárias, provoca a urinação, e combate o reumatismo, a bronquite e toda espécie de enfermidades catarrais. Comido em quantidade moderada, tonifica o estômago e abre o apetite.

O agrião estimula a secreção salivar, favorecendo, assim , o apetite e a digestão.

Em saladas ou sucos, é recomendado para: fraqueza geral, falta de apetite, dispepsias, catarros brônquicos, herpes, eczemas, pruridos.

Por sua essência sulfurada, usa-se o agrião, com êxito, em forma de salada, como modificador das inflamações da boca em geral: estomatite, gengivite e faringite. Sua ação é maior quando se empregam, em maceração, os talos e as folhas, em jejum.

Aos que sofrem de tuberculose recomenda-se comer muita salada de agrião.

Convém aos diabéticos, porque encerra poucos princípios amiláceos.

Atribuem-se ainda propriedades antídotas dos efeitos tóxicos da nicotina.

O agrião contém apreciável quantidade de iodo, elemento indispensável ao organismo humano e cuja falta perturba o funcionamento da glândula tireóide que, esforçando-se por fazer face às sua funções, aumenta de volume. É o "papo", também chamado "bócio", tão comum nos que vivem longe do mar.

Os que sofrem de ácido úrico, em virtude de terem comido muita carne, especialmente carne de porco, toicinho, salsichas, devem comer diariamente uma salada de agrião.

Uma boa receita: escolhe-se um punhado de agrião, em quantidade suficiente para encher um prato. Lava-se bem. Tempera-se com limão, azeitonas, um pouco de azeite e um pouco de sal.

A cura desejada- bem entendido – só se alcança sob a condição de se remover completamente a causa do ácido úrico a saber, as condenadas substâncias venenosas, que acima mencionamos e que erroneamente soem ser chamadas "alimentos". O agrião nada pode fazer quando se proseegue no abuso causador do ácido úrico; mas acelera grandemente a cura quando os alimentos cárneos, principalmente os de origem suína, são abandonados.

Em sucos

O suco de agrião, na dose de 60 a150 gramas por dia, tem o poder de melhorar as bronquites crônicas, provocando abundante expectoração mucopurulenta. Toma-se aos goles.

Esse suco é bom também para: amenorréia, dismenorréia, anorexia, colecistite, colelitíase, debilidade cardíaca, debilidade geral, dermatose, escrofulose, hidropisia, hepatite, impurezas do sangue, icterícia catarral, litíase renal, litíase vesical, neurastenia, raquitismo, tuberculose, vermes.

Externamente usa-se esse suco, em fricções diárias no couro cabeludo, para prevenir a queda do cabelo.

Em maceração

Em maceração, o agrião é recomendado para: anúria, anorexia, ascite, cardiopatia, edemas, hidropisia, nefrite.

Em decocção

Em caso de hidropisia, bebe-se o caldo do agrião cozido, para desinchar o ventre.

O suco de agrião, fervido com leite, em partes iguais, dá excelentes resultados como remédio para combater as enfermidades do peito, os catarros pulmonares, a tuberculose principiante, e o reumatismo.

Em xaropes

Muitas pessoas sabem usar o agrião no preparo de xaropes caseiros contra a tosse. Misturando-se o suco desse vegetal com o mel, obtém-se um xarope valioso para combater, não só a tosse, mas também a bronquite e a tuberculose pulmonar.

Para os mesmos fins pode-se também preparar um xarope da seguinte maneira: Lava-se o agrião em água corrente e passa-se na máquina de moer carne ou soca-se no almofariz. Quando convertido em massa, deita-se num pano e espreme-se bem. Para 300 gramas de suco de agrião, tomam-se uns 400 gramas de mel de abelha e meia clara de ovo batida. Leva-se ao fogo e mexe-se sempre. Começando a ferver, remove-se a espuma. Deixa-se ainda ferver e, ao subir, tira-se do fogo. Coa-se, deixa-se esfriar e guarda-se em frascos bem tapados. Toma-se uma colher das de sopa quatro vezes por dia.

Em cataplasma

Aplicado em cataplasmas sobre úlceras, pústulas de sarna, o agrião lhes apressa a cicatrização. Nesse caso, as folhas e os talos devem ser bem pisados. Apicados assim, com azeite de oliva, sobre tumores, úlceras, chagas, fazem-nos desaparecer rapidademte.

Contra-indicações

As mulheres grávidas não devem comer agrião em grandes quantidades, pois, em virtude de sua ação sobre a matriz, pode provocar aborto.

Valor alimentício

Entre as muitas verduras usadas pelas pessoas observadoras de boas normas alimentares, que incluem sempre e obrigatoriamente uma salada de vegetais crus, figura o agrião pelo seu grande valor alimentício.

Os nutricionistas aconselham comer com maior freqüência o agrião, dada a sua riqueza em sais e vitaminas.

O principal valor nutritivo do agrião está nos talos. Um dos erros que muitos cometem é, pois, o de comer só as folhas e desprezar os talos, que incorporam os mais importantes princípios desta verdura.

Fonte: Ednatureza

Flor de tomate



A parte central dessa flor já é bem conhecida e básica, mas vamos ao passo-a-passo geral.

Para essa decoração é melhor usar um tomate grande. Descasque-o cuidadosamente numa tira única e de largura constante, preservando o furinho do fundo. Enrole toda a casca com a parte brilhante para fora e reserve. Corte o tomate em cruz, sem ir até o final. Corte um triângulo dentro de cada parte (2a. foto), cuidando para não quebrar. Com uma faca afiada, corte a parte interna das sementes (3a. foto), retirando o máximo que puder, sem cortar fundo demais. Empure a pétala menor para dentro da pétala maior (4a. foto). Pegue a casca enrolada e coloque no miolo da flor (vide 1a. foto do post). Decore a salada e saboreie o tomate!

Diospiro, fruto outonal


Diospiro


Diospiro dióspiro ou caqui – diopyros - (apelidado de fruto dos deuses e fogo divino) é um fruto centenário originário da China, tendo-se expandido mais tarde para a Coreia e Japão. É amplamente cultivado em climas moderados, existindo cerca de 800 variedades, mas podem ser divididos em duas grandes categorias: os adstringentes (só podem comer-se totalmente maduros, doutra forma os taninos presentes no fruto fazem com que “trave na boca”) e os não-adstringentes (estes podem ser comidos tal como maçãs quando estão estaladiços).

DiospireiroA variedade de diospiros mais conhecida em Portugal é a de casca lisa, fina, cor-de-laranja forte ou amarelo-torrado e de polpa muito mole e viscosa que surge na época inicial de Outono. São, por isso, frutos bastante ricos em hidratos de carbono (embora de absorção rápida, devendo ser consumidos com moderação), caroteno, vitamina C, fibras, potássio, magnésio e ferro promovendo a saúde dos olhos, pele, intestinos, ossos, contracção muscular, controlando a hipertensão e o colesterol e equilibrando fluidos do organismo humano.
Têm também efeitos antioxidantes e anti-cancerígenos.


Aquando da compra, é aconselhável que os frutos tragam pedúnculo e cálice, bem como a casca sem manchas nem fissuras pois é frequente a polpa ser atacada por pequenas larvas brancas camufladas nos pequenos e frágeis veios esbranquiçados.


Os diospiros são geralmente consumidos ao natural sem casca, com canela ou em recheio de tartes, em compotas, batidos, saladas, no iogurte ou secos no desidratador.



Referências:
http://www.crfg.org/pubs/ff/persimmon.html
http://healthmad.com/nutrition/the-many-health-benefits-of-eating-persimmons/
http://www.clubeprodutores.sonae.pt/fichatecnica_diospiro.html
http://www.diabetic-diet-secrets.com/super-foods-that-heal---persimmon.html
http://www.nestle.pt/BemEstar/Presentation/Nutricao/Alimentos.aspx?id=235



Copyright Centro Vegetariano. Reprodução permitida desde que indicando o endereço: http://www.centrovegetariano.org/Article-531-Diospiro%252C%2Bfruto%2Boutonal.html
sábado, 28 de novembro de 2009

URINOTERAPIA - actualizado

Os artigos sobre urinoterapia aqui publicados ficam a titulo informativo, ao critério dos leitores. Não me responsabilizo pelo uso da informação.

No entanto gostaria de dizer que tenho recebido muitos comentários sobre o tema, nalguns casos de anónimos (alguns supostamente médicos) que me criticam por expor esta terapia ao público acusando-me de várias maneiras. Verdadeiros médicos deveriam sim abrir-se ao estudo de possibilidades alternativas como esta - perderem (ganhar neste caso) algum tempo na pesquisa e depois falarem honestamente.
Quanto mais pesquiso sobre Urinoterapia mais acredito que a mesma pode ser realmente um método excelente como prevenção e cura das anomalias que causamos com o nosso estilo de vida.
A nivel cientifico não se conhecem contra indicações do uso da nossa urina, no entanto todos os remédios sintéticos e mesmo os naturais, incluindo suplementos, tem efeitos secundários de uma forma ou de outra, nalguns casos até fatais, consoante a dose.
Espero como sempre expor aqui alternativas saudáveis para evitar o uso de remédios - isso doí a quem os vende e quer continuar a vender de forma irresponsável....


Juntei parte da informação que encontrei na Internet nos textos que se seguem...se encontrarem algo de útil para acrescentar sejam bem-vind@s!!!



Façam o melhor uso desta informação!!!



Luis Guerreiro


Continua aqui
sexta-feira, 27 de novembro de 2009

O maior jantar de Alimentação Viva em Portugal

Sem estarmos com sensacionalismo...foi isso mesmo. O maior jantar de Alimentação Viva em Portugal...Ontem dia 26 de Novembro.

Perto de 100 pessoas foram ao GAIA para comerem pratos vivos, deliciosos e baratos, em mais um Jantar Popular.

Ouviam-se falar várias línguas, O francês, inglês e espanhol escutavam-se por todo o lado...mas a maioria eram portugueses, claro, e a experimentarem uma refeição completa de alimentos biológicos, crus com o mínimo de processamento (só liquidificador)...suspeita-se que o preço de custo ficou por 1 (um) Euro por pessoa mas ninguém aparentou fome e alguns até repetiram...

Um Esparguete de Courgete foi servido com um rico Molho de Tomate, Mangericão e Linhaça entre outros...acompanhando uma excelente salada de verduras e pastas e cremes de Pastinaca e Trigo Sarraceno. Sobremesa uma deliciosa mousse de Dióspiro com Maçã.

O que é o Jantar Popular?

- Um Jantar comunitário vegano e LIVRE DE OGMs que se realiza todas as Quintas-feiras no Grupo Desportivo
da Mouraria















Workshop - India Saudável Sábado dia 28 pelas 17.00h na BRIO em Campo de Ourique

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Povos do Xingu contra a construção de Belo Monte


Cenas gravadas na Aldeia Piaraçu, na Terra Indígena Capoto/Jarina, entre os dias 28 de outubro e 4 de novembro. Nesse período, os ministros do Meio Ambiente e Minas e Energia foram convidados a ir ao Xingu para discutir os impactos da obra na região.

Fonte: Greenpeace Brasil

CAMINHADA NOCTURNA



27 DE NOVEMBRO - 21:00

Estamos no Outono, os dias são mais curtos. A noite cada vez mais escura (embora a lua cresça) revela-nos um cheiro a terra molhada, a folhas que pisamos no chão mesmo sem as vermos, como se fossem partes de nós que queremos esquecer, apagar da nossa vida.

Caminhamos à noite, no meio da Serra, que nos leva a viajar dentro de nós mesmos, através dos sons e ritmos de uma floresta que nunca dorme, pois nela sempre existe vida!

Embarquemos nesta aventura, onde a Lua que nos olha lá do alto, cresce para a sua plenitude. Mostrando-nos o caminho que devemos seguir, e todos os seres da Floresta, correm para a beira do caminho para nos verem passar, para de alguma forma poderem participar, também eles na nossa caminhada!

Esta caminhada terá início na sede do Projecto Terra.


Dia 27 de Novembro, Sábado, pelas 21:00 na sede do Projecto Terra. Inicio da caminhada às 21:30.


A caminhada é feita por Donativo, a reverter para o Projecto Terra. As inscrições são OBRIGATÓRIAS e LIMITADAS.

Faz já a tua inscrição.


Percurso com 5km, Aproximadamente.

Grau de Dificuldade: Média +

Tempo de caminhada: Aproximadamente 3 horas.

Aconselhamos levarem: Roupa confortável, calçado e roupa confortável e quente. E, algo para comer e beber…………….e claro, mente aberta e boa disposição!

Inscrições Obrigatórias: projectoterra.geral@gmail.com ou Tlm. 932623131

www.projectoterra.com

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Cartilha sobre produtos orgânicos (do Ziraldo) boicotada pela Monsanto

O Ministério da Agricultura do Brasil lançou uma cartilha informando a população sobre os benefícios de alimentos livres de agrotóxicos, bem como sobre a questão dos produtos transgênicos que "colocam em risco a diversidade de variedades que existem na natureza".

Porém essas cartilhas não serão distribuídas porque a indústria dos alimentos transgênicos (Monsanto) entrou com uma ação que impede a distribuição.

A cartilha foi ilustrada pelo Cartunista Ziraldo

Vamos fazer nossa parte e divulgar para nossos amigos. Vamos ver se a Monsanto consegue barrar também a internet...

Fonte: Verde Mais

cartilha_ziraldo

Permacultura e o Colapso



O Poder Verde da CLOROFILA



Substância exclusiva das plantas, a clorofila é hoje um suplemento alimentar de respeito na nutrição humana. sem contra-indicações e rica em elementos essenciais ao bom funcionamento do organismo, tem a capacidade de promover a saúde e a qualidade de vida de quem acredita nos benefícios do "sangue verde".

A clorofila é o pigmento verde das plantas que, através da fotossíntese, permite transformar a energia solar em alimento. Uma substância há muito responsável pela nutrição dos vegetais, mas que só no século XX se assumiu como suplemento essencial na alimentação humana, depois do químico alemão Richard Willstatter ter descoberto a semelança entre a molécula de clorofila e a hemoglobina do sangue. Um néctar 100% natural, não tóxico e altamente nutritivo, que pose ser consumido em todas as idades, seja diluído em água, em leite ou misturado com sumos de frutas.

Fonte nutritiva. Com mais de 100 nutrientes, a clorofila é considerada, por muitos, o alimento do futuro. Tem alto teor de oxigénio e contém todos os minerais conhecidos, além de diversas vitaminas, proteínas, 18 tipos diferentes de aminoácidos, antioxidantes e sete enzimas importantes. O chamado "sangue verde" é composto por vitamina A (betacaroteno) - fortalece os ossos, a visão, o crescimento e a reprodução -, vitamina B - combate o stress, ajuda o sistema digestivo e favorece o sistema nervoso-, vitamina C - melhora a saude dos dentes, pele, musculos e articulações -, vitamina E - é antioxidante, protege o coração e previne a degeneração muscular - e vitamina B-17 - previne certos tipos de cancro.
A clorofila possui ainda uma boa quantidade de ferro, zinco, magnésio, potássio e cálcio, minerais que neutralizam a acidez na corrente sanguínea e protegem o sistema imunológico. No que respeita aos sais minerais, esta substância exclusiva dos vegetais é abudante em selénio (poderoso antioxidante), potássio (tonifica os musculos e enrijece a pele), magnésio (fortalece nervos e musculos), ferro (formador de hemoglobina) e sódio (necessário à digestão). Entre as proteínas contam-se a lisina (anti-envelhecimento), a valina (activa o cérebro), a treonina (estimula a digestão), a tirosina (actua na formação de cabelos e unhas) e o glinício (oxigena o sangue). Ou seja, uma verdadeira fonte de energia, rica em elementos essenciais à renovação celular e ao equilíbrio orgânico.

Benefício verde. O sangue das plantas regula quase todos os sistemas do corpo humano, garantindo assim uma vida mais saudável. Graças à semelhança estrutural com a hemoglobina do sangue, a clorofila é rapidamente absorvida, fazendo com que as substâncias químicas dos alimentos não cheguem ao instestino, limpando o organismo dos radicais livres e protegendo-o contra doenças. Uma acção desintoxicante e depurativa que reforça o sistema imunológico, neutralizando toxinas e aumentando o número de anticorpos. Ao mesmo tempo fortalece o sistema circulatório e o musculo cardíaco e revitaliza o sistema vascular, regulando a pressão, assumindo-se como um poderoso tónico revigorante e rejuvenescedor.
Diversas provas clínicas revelam que a introdução da clorofila na alimentação melhora a absorção de oxigénio e ferro, nutrindo e purificando o sangue, e estimula a formação de glóbulos vermelhos, prevenindo a anemia. Uma vantagem, sobretudo para idosos, convalescentes, gestantes, lactantes e crianças - a partir de um ano de idade. O consumo de clorofila é ainda benéfico no tratamento da arteriosclerose, tensão alta e artrite, pela sua capacidade de remover a matéria estranha das paredes das artérias.

Outras indicações. A clorofila tem ainda o dom de manter equilibradas as taxas de glicose e colesterol, combater a diabetes e aliviar hemorróidas, além de melhorar a função intestinal e regular a produção hormonal. Outra característica é a capacidade de desodorizar o corpo, reduzindo o mau hálito causado pelo tabaco, bebidas e alimentos, além de eliminar os odores provocados pela transpiração. Graças à sua acção expectorante, quando aplicada localmente nas narinas, diminui a congestão e provoca alívio imediato. Para tratar doenças da cavidade oral, como cáries, estomatites, gengivites, e aliviar a dor de dentes, o ideal é ingerir a clorofial diluída ou massajar as gengivas com o extracto concentrado.
O efeito suave e calmante do sangue das plantas garante à pele brilho e vivacidade, os musculos tonificam-se e relaxam e o corpo ganha flexibilidade. Um elemento natural que também é eficaz na redução da celulite e no tratamento de vários problemas da derme, como irritações, acne, eczemas, úlceras, picadas de insectos ou infecções, penetrando nas camadas mais superficiais e mais profundas da pele. Além disso, garante maior velocidade na recuperação de contusões e queimaduras, devido à sua natural capacidade analgésica, cicatrizante e restauradora dos tecidos. O extracto de clorofila é ainda um grande aliado contra a queda do cabelo, sendo suficiente esfregar o concentrado no couro cabeludo e enxaguar para garantir resultados eficazes.

Contra o cancro. De acordo com pesquisas recentes, a clorofila tem um papel importante na inibição da actividade metabólica das células cancerígenas, pela acção da rara vitamina B-17. Assume um papel fundamental no combate ao crescimento de tumores, nomeadamente hepáticos e pulmonares, e actua sobre as glândulas endócrinas, evitando os tumores linfáticos e libertando as artérias entupidas. Na quimioterapia, os aminoácidos presentes nesta substância auxiliam o processo de regeneração celular.
Além dos benefícios para o organismo, a clorofila é um poderoso desinfectante, capaz de eliminar os agrotóxicos das frutas e verduras, e um excelente adubo para as plantas. O sangue dos vegetais ainda aguarda o reconhecimento científico das suas propriedades, mas variadas provas clínicas demonstraram já benefícios para os humanos. Se o objectivo é uma vida mais saudável, porque não adiantar-se à ciência e começar a consumir clorofila que, por ser um alimento, não possui contra-indicações e não apresenta efeitos colaterais.

Sumo de Clorofila

O sumo de clorofila é uma excelente fonte de vitaminas, capaz de aumentar o oxigénio no sangue e e melhorar a circulação, além de nutrir e fortalecer as defesas do organismo. Beber um simples copo por dia equivale a suprir toda a carência de alimentos verdes que um ser humano precisa. Uma alternativa saudável de aumentar o consumo diário de vegetais crus, já que as hostaliças em forma de salada são mais dificeis de digerir, mais pesadas e demoram mais tempo a ser assimiladas pelo organismo. O sumo verde é absorvido imediatamente, assumindo o papel de salada liquída, rica em vitaminas e sais minerais. Além disso, em forma líquida, a clorofila ganha eficácia, já que em forma de vegetal não se encontra tão concentrada e, pelo facto de estar rodeada de gorduras, torna a sua absorção apenas parcial.
Para potenciar a acção da clorofila, o sumo deve ser tomado de manhã, em jejum, puro, ou batido com laranja, e deve ser preparado a partir de vegetais frescos e orgânicos, como couve, brócolos, chicória, salsa, coentros, folhas de beterraba, folhas de nabo, folhas de rabanete, cenoura, abóbora, pepino, entre outros vegetais de folha verde. O gérmen de trigo é o mais recente e eficaz alimento utilizado no sumo verde, possuindo uma alta concentração de vitaminas, minerais, proteínas, aminoácidos e oxigénio. Entre várias outras propriedades, o sumo concentrado de clorofila é um poderoso antioxidante e um desintoxicante natural do organismo. Além de poder ser usado como bebida, pode ainda ser aplicado na pele ou no couro cabeludo, utilizado em bochechos e gargarejos e, ainda, em banhos de imersão.


Gérmen de Trigo

O gérmen de trigo, a parte mais nutritiva do grão, é a maior fonte natural de clorofila conhecida, com cerca de 70% de "sangue verde" na sua composição, e a planta com maior concentração de oxigénio. Com mais de 100 elementos essenciais, incluindo todos os minerais e vitaminas A, complexo B, C, E e K, tem tudo o que o corpo necessita. No organismo evita o desenvolvimento de bactérias e actua como purificador do sangue, detergente do corpo, digestivo, revitalizador da pele e neutralizador de toxinas. Além disso, nutre e fortalece os sistemas circulatório e intestinal, facilita a assimilação de gorduras, açúcares e proteínas, previne a acumulação de colesterol nas artérias, as cáries dentárias, trata problemas de garganta e infecções vaginais, diminui o cansaço intelectual e é aliado da beleza do cabelo e unhas. Um alimento em sintonia perfeita com os benefícios da clorofila.

(Extraído da Revista Xis, do Público)















Comparação ente moléculas de Clorofila e de Hemoglobina






Dr. Alberto Peribanez Gonzalez ensina a fazer o suco/sumo verde.
Suco/sumo indicado para problemas vasculares e combate uma séries de doenças além de ser uma óptima fonte de revigoração ao corpo.
É indicado que tome um copo grande por dia, de preferência no café da manhã/pequeno-almoço.
Com a ajuda de um liquidificador e um coador de preferência um vual/tule, você conseguirá fazer sem nenhuma dificuldade.

Video fonte: http://verdemais.ning.com





Fonte videos: http://vivaacomidaviva.blog...
segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Video: Uma Vida Interligada





um beijinho
quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Cientistas e sociedades médicas questionam benefícios da soja

Soja, só para relembrar... artigo de 03/08/2006


FLÁVIA MANTOVANI

THIAGO MOMM PEREIRA
da Folha de S.Paulo

Na contramão da grande oferta e dos estudos que sinalizam benefícios, cientistas, agências governamentais e sociedades médicas de alguns países questionam as propriedades atribuídas a ela e alertam para possíveis efeitos adversos do consumo excessivo.

Autoridades e sociedades médicas de países como Inglaterra, Canadá, França e Nova Zelândia recomendam cautela, por exemplo, ao alimentar bebês com fórmulas à base de soja. "Eles alegam que não há estudos de longo prazo que mostrem a segurança desses produtos para crianças pequenas. A soja tem isoflavona [substância semelhante ao hormônio feminino estrógeno], e não sabemos os efeitos dela em um sistema reprodutivo imaturo como o da criança", afirma Roseli Sarni, presidente do departamento de nutrologia da Sociedade Brasileira de Pediatria. Ela diz que a entidade levará isso em conta em um consenso sobre alergias que está elaborando.

Estudos também vêm mostrando que a soja interfere na produção do hormônio tiroxina (da tireóide) e que pode, por isso, não ser indicada para quem tem predisposição genética ao hipotireoidismo.

Crianças, idosos, gestantes e pessoas com dificuldade de absorver nutrientes também são recomendados a não exagerar --compostos antinutricionais da soja diminuem a absorção de certos minerais.

A discussão vem ganhando espaço principalmente na Nova Zelândia e no Reino Unido.

No Brasil, a Sbem (Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia) alerta em relação a possíveis riscos e questiona uma das principais propriedades atribuídas à soja: o alívio dos calores da menopausa. Após revisar vários estudos, a entidade concluiu, em um artigo, que sua eficácia como alternativa de reposição hormonal é praticamente nula.

Segundo a endocrinologista Ruth Clapauch, do departamento de endocrinologia feminina e andrologia da Sbem, a maior parte dos estudos que mostram efeitos positivos é in vitro ou com animais e não pode ser transposta diretamente para o ser humano.

"Na prática, os efeitos estrogênicos da isoflavona são muito fracos e praticamente iguais aos do placebo. Ela não consegue se ligar aos receptores de estrogênio com a mesma facilidade que os hormônios do nosso corpo. Concluímos que não é eficaz para esse fim", diz.
sábado, 14 de novembro de 2009

Açucar identico a drogas pesadas

Os neurocientistas informam repetitivamente que a combinação gordura/açúcar tem a capacidade de estimular o neurotransmissor cerebral dopamina – resultando assim uma sensação de bem-estar. É o mesmo processo que condiciona as pessoas a abusarem do álcool ou das drogas.

Num estudo com ratos alimentadas com 25% de açúcar, estes ficavam ansiosos quando o açúcar era removido da alimentação – apresentando sintomas idênticos aos das pessoas que padecem de síndromes de abstinência.

Encontrou-se um elo entre os opioides libertados pelo nosso cérebro – para nos fazer sentir bem – e a ânsia de comer alimentos-lixo (como pipocas, etc). Os nossos genes “lembram-se” quando comemos açúcar, desligando mecanismos de controlo desenhados para proteger o coração e da diabetes, mas o impacto dura cerca de 2 semanas. Ainda mais assustador será se comermos disto durante longos períodos de tempo pois o ADN pode ficar alterado permanentemente podendo os efeitos passarem para os seus filhos e netos!

Fonte: anti-envelhecimento.blogs.sapo.pt
quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Feno-grego (Trigonella foenum-graecum)







Sementes de Feno grego
Sementes de Feno grego
Nativo da Índia e da Ásia Menor, desde a Antigüidade popular como especiaria, erva medicinal e tempero, o feno-grego, ou trigonela, hoje é cultivado em quase toda a Bacia do Mediterrâneo, na Índia, no Paquistão, no Marrocos e na Argentina. Seu nome em latim,foenum-graecum, significa “feno-grego”; já o nome trigonela faz referência à forma triangular de sua flor amarelo-pálida. Seus grãos eram usados picados pelos gípcios, no ungüento que reparavam para embalsamar os mortos. Foi cultivado como planta forrageira pelos romanos e. mil anos depois, usado nos jardins imperiais de Carlos Magno. Os grãos amarelo-marrons lisos e duros são atravessados por um sulco; parecem pedrinhas pequeninas de 3 a 5 mm. O perfume condimentado que a planta exala só é sentido nos grãos se estes forem torrados antes de moer. O feno-grego já em pó, vendido no comércio, não é tão bom; o melhor é moer na hora os grãos. Na Índia, onde o seu uso é muito freqüente, os grãos, depois de tostados, são usados no cozimento de legumes ricos e feculentos, passando um leve sabor amargo e um cheiro pronunciado.
terça-feira, 10 de novembro de 2009

Leite de soja - compradores enganados nos EUA

Até o início de 2009, a marca de leite de soja Silk nos EUA foi feita com soja biológica/orgânica. Mas no início deste ano,a Dean Foods (proprietário da marca Silk) calmamente introduziu a soja convencional nos seus produtos, que muitas vezes é cultivada com pesticidas. Mas mantiveram o mesmo código de barras UPC nos seus produtos, e mantiveram o rótulo do produto, praticamente o mesmo, apenas substituindo a palavra "orgânico" com a "natural" de uma maneira que era pouco perceptível. Eles também mantiveram o preço do mesmo leite, cobrando dos consumidores "biológicos/orgânicos" preços de um produto que foi feito agora, de repente com a soja convencional cultivada.

Investidores da Dean Foods incluem a Pfizer, a ExxonMobil, a Coca-Cola e Wal-Mart.

• A Dean Foods controla 70% de todos os produtos de
leite "orgânico" vendido nos E.U.A.



domingo, 8 de novembro de 2009

Workshop NutiViva em Lisboa - Fotos

Aconteceu hoje (dia 8 de Novembro) o Workshop NutriViva em Lisboa.

Animado como sempre com uma série de pratos vivos...


Matilde, Hugo e Luís ...

Antes...alimentos a preparar...


Depois... alimentos servidos








sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Veganário GAIA amanhã


segunda-feira, 2 de novembro de 2009

LEUCOCITOSE digestiva


Que palavrão, não? Pois é... mas é mais simples do que parece - vejamos...

Em todos os processos inflamatórios, especialmente nas enfermidades infecciosas, ocorre um aumento de glóbulos brancos no sangue - leucocitose - considerando-se esse fenômeno em tais casos como uma reação defensiva do corpo aos "invasores".

Quando se prepara uma refeição comum, composta, por exemplo, de arroz, feijão, carne, batatas e legumes cozidos, ou também um café da manhã constituído por uma xícara de café com leite ou de chocolate, pão com manteiga ou geléia, aumenta o número deleucócitos (glóbulos brancos) no sangue, passando, num prazo de dez minutos dos 6000-8000 normais por milímetro cúbico para 10000, e num prazo de 30 minutos para 30000, voltando no fim de 90 minutos ao normal. Este fenômeno é conhecido desde há quase um século e qualifica-se comoleucocitose digestiva.

Entretanto, o pesquisador Kuschakoff observou, em 1930, que a ingestão de vegetais e frutos crus não levava a um aumento dos glóbulos brancos no sangue, isto é, não se apresentava a reação inflamatória antigamente considerada normal, se os alimentos fossem consumidos crus.

Kuschakoff comprovou ainda que esta reação também não se produz, quando a comida cozida se segue à crua. Ele observou que se pelo menos uns dez por cento dos alimentos forem consumidos crus e imediatamente ANTES dos cozidos, evita-se esta reação inflamatória.

Kuschakoff também observou que os alimentos que tenham sofridoqualquer tipo de processamento, provocam o mesmo tipo de reação inflamatória. Isso significa que leite pasteurizado, embutidos, açúcar e farinha branca, só para citar alguns poucos exemplos, deveriam ficar bem longe de sua mesa!

As enzimas são os catalisadores de todas as reações químicas do organismo. Sem elas, não há divisão celular, funcionamento do sistema imunológico, produção de energia nem atividade cerebral. Cozinhar a nossa comida destrói as suas enzimas, deixando ao organismo todo o trabalho de as produzir.

É um tremendo fardo para o nosso organismo produzir leucócitos e enzimas. Não é de admirar que nos sentimos tão cansados e sonolentos depois de uma refeição cozida. Na realidade queimamos cerca de metade das calorias que ingerimos só para as digerir.

Há um famoso estudo com gatos, onde foi demonstrado que comida cozida resulta em vidas mais curtas, anormalidades congênitas e eventualmente, perda da capacidade reprodutiva. Experiências em laboratório também comprovaram que ratos alimentados a crus viveram 50% mais tempo do que outros alimentados com alimentos cozidos.

O cozimento destrói não apenas as preciosas enzimas, mas também algumas vitaminas e alguns minerais dos alimentos. Além disso, nossos dentes e gengivas tornam-se preguiçosos e inoperantes quando só recebem alimentos cozidos e "pré-mastigados" nas refeições, levado a problemas periodontais.

Habituar-se a substituir alimentos cozidos por crus e começar as refeições com uma grande salada ou mesmo um suco de vegetais, irá poupar enormemente o seu processo digestivo e o seu sistema imunológico!

Vale a pena saber mais!


Fonte: http://enzimato.blogspot.com/2008/10/leucocitose-digestiva.html

picnic crudívoro

picnic15nov.jpg
picnic crudívoro | domingo, 15 de novembro, a partir do meio dia e meia

encontramo-nos no jardim da fundação calouste gulbenkian (Lisboa), ao pé do lago, na colina verde junto à sede, como da última vez (esperemos que o tempo seja bondoso)
traz comida, receitas, livros, histórias e experiências
sábado, 31 de outubro de 2009

Jantar NutriViva em Lisboa...




Jantar animado ontem no restaurante " É o Nosso Espaço"....boa comida e bons amigos convivendo á volta da Alimentação Viva.


O lixo de um jantar para 20 pessoas quando se come alimentos vivos...3 sacos de plástico...





No saco verde são só restos orgânicos que vão servir para alimentar galinhas...
terça-feira, 27 de outubro de 2009

Concerto com Roop Verma


Namasté!

Queridos amigos,
Somos um grupo de pessoas que estamos dando nascimento a um projecto educativo-cultural que denominamos Escola da Terra.

Temos o prazer de vos convidar ao primeiro evento cultural que dará inicio ao ciclo de Actividades e Workshops que vamos desenvolver regularmente na região de Sintra.


A Escola da Terra sente-se honrada com a invalorável presença do internacionalmente conhecido músico indiano
Roop Verma!
Para quem ainda não tem tido a sorte de ouvir Roop ou de assistir aos retiros de Nada Yoga que anualmente organiza cá em Portugal, esta será uma grande oportunidade!

O Concerto de Citara no próximo Sábado 7 de Novembro, as 15 horas,
tera lugar no local Village Prária Grande, (Avenida do Atlântico s/n 2705-333 Sintra, Colaboração: ?10
( Localização: www.villagepraiagrande.com).

Este concerto tem por finalidade difundir o trabalho que este Professor e Mestre de Cítara e de Nada Yoga vem desenvolvendo há mais de 35 anos. Assim também esperamos angariar fundos para que o Projecto Escola da Terra continue sendo possível.
Contamos com vossa presença e agradecemos nos ajudem a difundir esta actividade!
Mais informes: escolaterra@gmail.com
Contacto: 967 941 468 (Portugues), 922 145 178 (Ingles)

Saudações amistosas,
Valentina/ Projecto Escola da Terra
Acerca de Roop Verma
Roop Verma dedicou mais de 35 anos da sua vida ao estudo e prática dos diversos aspectos do Yoga e da sua filosofia holística. Recebeu formação rigorosa de alguns dos Mestres do nosso tempo: Maestros Ali Akbar Kan, Ravi Shankar, Swami Shyam dos Himalaias e Swami Brahmananda Saraswati que lhe atribuiu o prestigiado título de "Acharya" (Mestre Professor) em 1980. E, nos ultimos anos Roop Verma fez a composição musical do filme" Dalai Lama Renaissence" já disponível em alguns países.
Nada Yoga é a ciência e prática de meditação que estuda o efeito da vibração dos sons na nossa consciência. Esta ?ciência da consciência? tem por objectivo trazer o movimento pendular da mente a um estado de quietude e torna-se num passo poderoso para nos levar ao campo do silêncio, uma espécie de estado de vazio, onde não há muros, barreiras ou montanhas para atravessar.

Durante a prática de Nada Yoga, o corpo e a mente recebem um novo fluxo de energia que eleva a saúde, a criatividade, o entusiasmo e a espontaneidade. Durante os momentos de quietude da experiência de Nada Yoga, o corpo e a mente regressam a um estado natural de equilíbrio que liberta e neutraliza o stress. O objectivo de Nada Yoga é purificar e harmonizar os corpos densos e subtis, alinhando-os com a sua vibração natural. Nada Yoga abre portas para um profundo nível espiritual de conhecimento e transformação. Todas as nossas experiências de amor, alegria, paz, saúde e felicidade são orquestradas pela consciência através do campo do conhecimento elevado.

A música utilizada durante o retiro de Nada Yoga é uma combinação de sons com uma ordem e padrão específico para invocar diferentes sentimentos que nos influenciam profundamente. Os sons da música têm uma harmonia entre eles e, quando combinados de forma específica, produzem um efeito dinâmico e admirável no equilíbrio das energias do corpo.
O corpo é literalmente um espelho que reflecte com precisão os efeitos de cada pensamento, emoção e actividade.

Nesta oportunidade Roop vem acompanhado de sua esposa Tracy , ela é praticante de yoga há mais de 30 anos. Recebeu a seu certificado de Professora de Yoga em 1989 pelo Yoga For Youth, Inc. em Halladale, Florida, E.U.A. A sua especialidade é o Yoga tradicional, clássico, Sivananda Yoga. Ensinou em escolas, igrejas, hospitais e centros de retiro em Oneonta, na área de Nova Iorque. Os seus ensinamentos provêm de formação directa do Dr. Edith Epstein, Swami Bramananda Sarswati, um dos pioneiros e Mestres de Yoga no mundo ocidental, e de Swami Shyam dos Himalaias.
Nos seus retiros de meditação, Roop Verma transmite os ensinamentos e a riqueza espiritual da tradição Yogui de uma forma simples, totalmente adaptada ao mundo actual, respeitando a sensibilidade de cada um. Encoraja-nos a observar a mente, leva-nos à reflexão de aspectos profundos da vida e partilha ensinamentos preciosos e úteis para a vida quotidiana, facilmente aplicáveis. Para tornar esta experiência mais profunda, convida os participantes a observar o silêncio.
"Tu és o Universo assim como uma parte do Universo. Tu és o Oceano e ao mesmo tempo uma gota no Oceano. Larga o control. O oceano sabe onde te levar"
Roop Verma


(Quem quiser saber mais acerca de Roop Verma pode visitar o site www.roopverma.com)