NutriViva no Facebook é a nossa página no Facebook onde há uma constante actividade com pratos e ideias sobre Alimentação Viva.
O blog também está acessivel em ALIMENTACAOVIVA.COM e ALIMENTACAOVIVA.INFO
Visitem o meu blog em inglês (com traduçao automática)
Raw in Copenhagen
Ao deixar um comentário referente a um artigo, por favor colar o link desse artigo.

Badge Raw Food

Qr Code do blog

Qr Code do blog
Qr Code do blog

Rss

Contacto

Search/ Busca

Carregando...

Blog Archive

Followers

Follow by Email

Add me on Facebook

NutriViva Tv



Ocorreu um erro neste gadget

Total de visualizações de página

quarta-feira, 20 de agosto de 2008

Fartura de Alimentos favorece a obesidade

Tradicionalmente, a perda de peso sempre foi vista como uma questão de responsabilidade pessoal. Embora a força de vontade exerça um papel importante no processo de emagrecimento, estudos mostram que as pessoas não comem excessivamente apenas por falta de autocontrole. Psicólogos sociais já constataram que diversos fatores podem influenciar na quantidade e na qualidade de alimentos ingeridos.


Os costumes de uma determinada sociedade influenciam fortemente a manutenção de hábitos alimentares saudáveis ou não. A ética publicitária e mercadológica que rege a comercialização de alimentos pode ser fator decisivo para a indústria da gula.Porções cada vez maiores de comida e estímulo ao consumo de doces, refrigerantes, fast food e toda a sorte de guloseimas, podem colaborar para aumentar os casos de obesidade. No cinema, por exemplo, o pacote de pipoca está cada vez maior e come-se muito mais do que se gostaria.

Muitas vezes não compensa comprar a porção menor, pois a diferença de preço entre a maior e a menor é bem pequena. Assim acontece com muitos outros produtos, que embalados em quantidades cada vez maiores, induzem a uma ingestão exagerada de alimentos, sem que a pessoa tenha percepção disso.

A oferta casada e com preços convidativos, como:- sanduíche com porção de batata frita e refrigerante; sanduíche com refrigerante e torta doce - constitui uma armadilha para quem deseja emagrecer e ter boa saúde.

Caixas repletas de biscoitos, chocolates e balas são deixadas casualmente em cima de balcões, mesas de escritório, residências e lojas. Esse costume faz as pessoas se empanturrarem durante o dia todo, mesmo não tendo fome.

Na avaliação de especialistas não é surpresa que as pessoas estejam cada vez mais obesas, como conseqüência de uma cultura em que as porções de alimentos são cada vez maiores e comidas atraentes são encontradas em qualquer esquina e estão cada vez mais baratas.

A tecnologia atual e a corrida para ganhar tempo dificulta a perda calórica através de exercícios físicos, que até bem pouco tempo era normal na vida diária. Subir escadas, caminhar até o trabalho, ir às compras a pé e voltar carregado de sacolas, brincar com amigos na rua ou no terreno ao lado de casa, tudo isso são coisas do passado. Hoje em dia, modernos elevadores, escadas rolantes, metrôs, carros, e até mesmo os perigos que enfrentamos nas ruas nos obrigam a tornar-nos reféns da tecnologia, que nos torna muito mais sedentários. Assim, o gasto calórico através de exercícios físicos depende de reservarmos um tempo para freqüentar uma academia ou praticar esportes.

A alimentação da criança também é prejudicada à medida que não há uma seleção do que ela ingere. A criança simplesmente vai comendo tudo o que vê pela frente, alimentando-se com a mesma comida dos adultos e a qualquer hora. Tudo o que vê, pede, recebe e come. É comum presenciar crianças bem pequenas comendo restos de seus pais, quando deveria haver uma diferenciação entre a alimentação do adulto e da criança. Essa criança poderá herdar, além de obesidade, os maus costumes alimentares de sua família. Alguns pais alegam compromissos profissionais e falta de tempo para estabelecer melhor disciplina alimentar aos filhos. Coisas da vida moderna!

A vida é dinâmica e nos impõe seu ritmo e sua evolução. É preciso acompanhar o desenvolvimento, porém sabendo selecionar o que é melhor para nós. Devemos priorizar o que é saudável e não apenas o sabor dos alimentos. Tente e você sentirá os benefícios!

0 comentários: