Qr Code do blog

Qr Code do blog
Qr Code do blog

Rss

Contacto

Blog Archive

Followers

Follow by Email

Add me on Facebook

NutriViva Tv



Total de visualizações de página

sábado, 3 de maio de 2008

Crianças vegetarianas não torcem o nariz para legumes e verduras


Crianças Kelsy, Gabriela e Yuri, que são vegetarianos, adoram legumes e verdurasVocê torce o nariz para jiló ou abobrinha? Então não está no grupo da Nathalia, do Yuri, do Pedro, da Ana Luiza e da Gabriela, que são vegetarianos.

Rafael Hupsel/Folha Imagem


Crianças Kelsy, Gabriela e Yuri, que são vegetarianos, adoram legumes e verduras

Os vegetarianos não comem nenhum tipo de carne: de boi, de frango, de porco ou de peixe. E as crianças explicam que fazem isso pelo amor aos animais. "Os bichinhos são como nossos amigos", diz Yuri Costa, 8.

Eles trocam a carne por verduras e legumes. Não gostam de tudo, mas, ao contrário de muitas crianças, pedem para as mães colocarem no prato boas porções de alface, tomate, cenoura e broto de feijão.

Pedro Schuwenck de Jesus, 7, conta que come verdura, mas não gosta de brócolis. Ele diz que já nasceu vegetariano: "Minha mãe conta que, quando eu era bebê, não queria a papinha com carne".

O garoto já convenceu colegas da escola a comer mais legumes. "Tenho um amigo que não gostava de tomate. Falei para ele que era muito bom, que tinha um monte de vitamina. Ele comeu e gostou".

Nathalia Jordão, 12, conta que um de seus pratos preferido é jiló. "Adoro o gosto amarguinho!" E também prefere uma boa porção de tofu (queijo-de-soja) a um cachorro-quente com uma grande salsicha. Ela seguiu a mãe e virou vegetariana, há mais de dois anos.

A mãe de Yuri não proíbe o garoto de comer carne, mas ele diz que não gosta nem do cheiro. Ele prefere comer milho, couve-flor e, principalmente, quiabo. "Eu como quiabo cru, até sem sal", conta.

Ana Luiza Ablas, 11, é vegetariana como os pais e adora berinjela e rúcula. Ela conta que fez a professora de piano mudar de idéia sobre comida. "Dizia para ela que comer carne não fazia bem. Um dia ela me disse que ia parar e parou. Fiquei feliz", lembra.

Gabriela Alves, 11, tinha uns sete anos quando tirou carne do cardápio. "Em casa, quem primeiro parou foi meu pai. Depois fui eu." Mas ela diz que não foi fácil: "Depois de três meses sem carne, vi que eu já era vegetariana de verdade".

JULIANA DORETTO

Colaboração para a Folha de S.Paulo

28/04/2008 - 15h58

0 comentários: