Qr Code do blog

Qr Code do blog
Qr Code do blog

Rss

Contacto

Blog Archive

Followers

Follow by Email

Add me on Facebook

NutriViva Tv



Total de visualizações de página

quinta-feira, 27 de março de 2008

Exercícios para o cotidiano

  1. No metrô ou no ônibus (barca, etc...)
    Sem segurar-se com as mãos, tentar manter o equilíbrio nas partidas, freadas, curvas, balanços, etc...

  2. Andando a pé na rua
    Acelerar o passo numa rua movimentada, tentando desviar-se dos outros transeuntes e tratando de não esbarrar em nada nem em ninguém.

  3. Ao carregar embrulhos, sacolas, malas, pesos em geral
    • Faça isso com todo o corpo, não só com os braços - você inteiro está carregando;
    • Viver internamente a atitude: "Estou sendo o elemento de ligação entre estas coisas e a terra."

  4. Em todos os intervalos possíveis de tarefas, espreguiçar-se.
    Se o intervalo não existe, crie-os, se possível, de meia em meia hora. Lembre-se de que espreguiçar pode ser com muito mais que braços. Inclua: pernas, pés, mãos e rosto, dedos (dos pés e mãos). Inclua coluna. Abaixe a cabeça em direção ao chão. Torça o tronco. Agache-se. Invente!
    Espreguiçar-se é afrouxar as memórias que envolvem o corpo. Não é exatamente livrar-se delas, mas deixá-las tão soltas que novas posturas e atitudes possam tomar conta de você.

  5. Ponha uma música (não habitual também) e dance.
    • No quarto, na sala, estique-se, role pelo chão, chore e ria, se for o caso. Exagere.
      Encontre momentos e espaços para incluir saltos e pulos.
      Em inglês, hop (pulo) tem a ver com hope (esperança).
    • Dance no banheiro, nu, no chuveiro, cante junto. Exagere.
    • Imagine-se um dançarino(a), e faça todos os gestos e poses que achar bacanas, que você lembrar ter visto no cinema, no teatro e na televisão.
    • Saia para dançar, sozinho ou com parceiro para dançar por muitas horas juntos; dance em grupo (todos juntos a mesma música). Observe e registre suas sensações, sentimentos e pensamentos.

  6. Peça emprestado discos de outras pessoas com músicas que não tem nada a ver com seu gosto pessoal e imagine-se um apreciador deste tipo de música e dance-as. Observe os movimentos que surgem, os sentimentos e sensações.

  7. Se você reconhece como uma pessoa com dificuldades rítmicas, ponha uma música bem marcada e trate de acompanhá-la com o pé, batendo palmas, batucando, etc...

  8. Com filhos, sobrinhos, netos, filhos de vizinhos, crianças pequenas: ponha-se no chão junto com eles e brinque, acompanhe-os nos sons e movimentos que em geral produzem.

Fonte: Exercícios criados por Michel Robin. Tornando-se dançarino. Rio de Janeiro: Mauad, pp. 109-110.

0 comentários: