Qr Code do blog

Qr Code do blog
Qr Code do blog

Rss

Contacto

Blog Archive

Followers

Follow by Email

Add me on Facebook

NutriViva Tv



Total de visualizações de página

domingo, 3 de fevereiro de 2008

Bebês bem nutridos ganham mais na fase adulta, diz estudo

Bebês bem nutridos ganham mais na fase adulta, diz estudo
Criança comendo
A boa nutrição é mais importante até os 3 anos, dizem os cientistas.
Um estudo realizado por cientistas americanos liga a boa nutrição até os 3 anos de idade a uma renda mais alta na fase adulta.

A pesquisa, publicada na revista científica The Lancet, comparou a situação financeira e profissional de 1,5 mil pessoas entre 25 e 42 anos na Guatemala com dados colhidos quando estas eram bebês.

Estes dados vieram de uma pesquisa realizada durante 1969 e 1977, quando o Instituto de Nutrição da América Central e Panamá (INCAP, na sigla em inglês) analisou o efeito do consumo de proteínas no desenvolvimento mental e físico de crianças de quatro vilas do país.

Neste estudo, o INCAP dividiu as cidades em dois grupos: um recebeu um suplemento nutritivo líquido e outro um placebo.

Os cientistas americanos da Universidade de Emory, em Atlanta, nos Estados Unidos, obtiveram dados econômicos recentes de 60% das pessoas que participaram, quando criança, da pesquisa do INCAP.

O estudo divulgado nesta sexta-feira indica que os homens que consumiram o suplemento nutritivo até os 3 anos de idade tinham um salário 46% maior do que os que haviam consumido o placebo.

Os cientistas também observaram que os homens que haviam consumido o suplemento nutritivo entre 0 e 2 anos trabalhavam menos horas e tinham renda maior.

Para obter uma estatística mais precisa, os cientistas consideraram fatores como a qualidade das escolas e a localização das cidades, que poderiam influenciar no resultado.

Sexo

O aumento nos salários, no entanto, não foi observado nas mulheres que participaram da pesquisa.

Segundo John Hoddinott, que liderou o estudo, as razões para a diferença de aumento salarial entre os sexos pode ser a natureza do trabalho das mulheres, que normalmente trabalhavam na colheita agrícola e em outras atividades de renda baixa.

De acordo com ele, a equipe pretende desenvolver mais pesquisas para esclarecer a diferença do resultado entre homens e mulheres.

Efeitos

Hoddinott ressalta que a principal influência da boa nutrição sobre os salários na fase adulta não estaria relacionada com um crescimento físico, mas com uma melhoria na atividade cerebral.

"A idade entre 0 e 3 anos é considerada como uma janela de ouro para os nutricionistas", afirma Hoddinott. "Nas crianças novas, a subnutrição tem efeitos sérios pois pode retardar o crescimento e afetar o desenvolvimento do cérebro", esclarece.

Segundo ele, os cientistas suspeitam que a diferença na capacidade cognitiva das crianças bem nutridas foi crucial para os resultados da pesquisa.

Economia

Os pesquisadores sugerem que investimentos em nutrição na infância poderiam se tornar fatores importantes no crescimento econômico de um país.

De acordo com Hoddinott, o estudo publicado nesta sexta-feira é o primeiro a estabelecer "uma relação direta entre a boa nutrição na infância e a produtividade econômica na vida adulta", afirma.

"Os governos que estão interessados em reduzir a pobreza deveriam investir mais em nutrição antes do período escolar", aconselha o pesquisador.

Fonte: BBC Brasil

Acessado em 3 de Fevereiro de 2008

0 comentários: