Qr Code do blog

Qr Code do blog
Qr Code do blog

Rss

Contacto

Blog Archive

Followers

Follow by Email

Add me on Facebook

NutriViva Tv



Total de visualizações de página

quinta-feira, 17 de janeiro de 2008

Falta de nutrição é responsável por mais de um terço das mortes infantis

16/01 - 17:50 - AFP


Mais de um terço das mortes anuais de crianças com menos de cinco anos (3,5 milhões) são atribuídas à falta de nutrição materna e infantil, segundo as conclusões de cinco estudos publicados nesta quinta-feira, no website da revista britânica The Lancet.

A subnutrição se traduz em magreza, atrasos no crescimento e déficit em vitaminas e minerais essenciais.

Quatro em cada cinco crianças que sofrem de desnutrição vivem em 20 países do planeta, escreve Richard Horton, redator-chefe da revista médica.

Entre os que necessitam uma ação urgente, estão Birmânia, Uganda, Índia e África do Sul, segundo Horton.

O melhor período para tratar a subnutrição é entre a gravidez e os dois anos, uma idade após a qual a criança pode ser vítima de "danos irreversíveis para seu desenvolvimento até a idade adulta", entre eles a pequena estatura, um nível de estudos e de remuneração mais modestos, segundo as conclusões de um dos estudos, assinado por Caroline Fall, da Universidade de Southampton (Grã-Bretanha).

Além disso, os pesquisadores descobriram que as crianças que sofreram de desnutrição até os dois anos e depois aumentaram rapidamente de peso têm um risco elevado de enfermidades crônicas.

Uma série de ações voltadas para a alimentação materna e infantil poderiam evitar 25% das mortes de crianças nos países mais afetados, segundo o estudo da equipe dirigida por Simon Cousens, da London School of Hygiene and Tropical Medicine.

As duas estratégias mais eficazes para reduzir a mortalidade infantil são estimular a lactação materna e fornecer suplementos de vitamina A.

Porém, segundo Horton, investir a longo prazo no papel das mulheres como cidadãs de pleno direito será o único meio para obter melhoras duradouras na alimentação materna e infantil.

vm/tl/sd

0 comentários: