Qr Code do blog

Qr Code do blog
Qr Code do blog

Rss

Contacto

Blog Archive

Followers

Follow by Email

Add me on Facebook

NutriViva Tv



Total de visualizações de página

segunda-feira, 31 de dezembro de 2007

A Saúde do Cólon

A saúde do cólon guarda uma relação muito estreita com a saúde integral do corpo. A saúde total passa necessariamente pelos cuidados com a saúde do cólon.


Apesar do cólon ser um importante órgão excretor do corpo humano, ele é também um órgão de digestão e uma central de decisões. Ele é responsável pela absorção de nutrientes, produção de nutrientes valiosos como algumas vitaminas, administrar a flora intestinal e muitas funções complexas que regulam a saúde do corpo inteiro.

http://www.docelimao.com.br/images/colon.jpg


É fácil entender que a maioria das doenças se originam no cólon. Quando consumimos alimentos muito processados, refinados, aditivados, irradiados e carentes de enzimas digestivas, o cólon não tem nenhuma condição de funcionar apropriadamente e, aos poucos se torna doente. Some a esta alimentação inadequada o estresse, as poluições, a falta de atividade física, e está pronto o coquetel intoxicante e o passaporte para o declínio da saúde.

O trabalho do cólon é absorver nutrientes e eliminar excretos (resíduos alimentares, toxinas e venenos). Se o cólon não está funcionando bem teremos:

- Privação de nutrientes pela inabilidade do cólon de absorver = desnutrição = desvitalização.

- Organismo literalmente carregado de toxinas e venenos = doente.

Cólon doente

Diante de maus hábitos de vida e alimentares, a maior parte dos cólons se parecem com um sistema de esgoto, carregados com matéria em decomposição, descargas tóxicas, gases abundantes e tóxicos, parasitas e outras condições alarmantes. Menos de 5% da população atual tem cólons saudáveis.

A seguir uma descrição dos principais fatores que facilitam as enfermidades dentro do cólon:

Bactérias nocivas
O cólon é um campo natural para reprodução de bactérias. Existem basicamente dois tipos de bactérias: saudáveis e nocivas.

Em um corpo saudável, as saudáveis lactobactérias se alimentam do bolo alimentar pré-digerido e geram nutrientes valiosos como a vitamina K e as vitaminas do complexo B, incluindo a B12. Uma lactobactéria que todos conhecem é a acidófila, que é responsável por a manter as bactérias nocivas sob controle. A flora intestinal é a lubrificação produzida por um cólon saudável.

Entretanto, quando os maus hábitos abundam, o cólon fica sobrecarregado de bactérias nocivas que causam putrefação, gases e doença. Quando o cólon está doente, não pode produzir uma flora saudável que é necessária para o intestino funcionar apropriadamente.

Para sanar a doença toma-se antibióticos, que só pioram a situação, encorajando o crescimento de mais bactérias nocivas, e desestabilizando a presença das saudáveis lactobactérias. Pronto: o cólon passa a ser um perfeito campo de reprodução de doenças. Quando as bactérias nocivas estão no controle é muito difícil alcançar uma condição de saúde holística e verdadeira.

Material endurecido
Quando o cólon não elimina seus excretos regular e eficientemente, o material começa, ao longo do tempo, a ser compactado e endurecer nas paredes do cólon, se tornando cada vez mais duro e espesso. O resultado final é que existem pessoas carregando, em seu intestino, desde algumas gramas (raras) até 15 quilos de placas endurecidas. Isto tem sido confirmado em autópsias.

Este material fecal endurecido faz com que o cólon esteja constantemente absorvendo substâncias altamente tóxicas que passam a circular no sangue. A corrente sanguínea é a circulação da vida. Se o sangue está continuamente poluído, com refugos e toxinas de um cólon impotentemente doentio, doença no corpo inteiro será inevitável.

Lembrando que um cólon doente não consegue absorver nutrientes eficientemente. Conclusão: corpo desnutrido e intoxicação generalizada.

Parasitas
Eu acredito firmemente que mais de 90% da população têm parasitas. Eles são muito mais comuns do que possamos imaginar. Eles são, nada mais nada menos, que "grupos de limpeza" enviados pela mãe natureza para reciclar o material em decomposição.

Os parasitas se instalam nessas paredes compactadas e alguns deles chegam até as camadas externas da parede do cólon. Eles podem ser muito persistentes e levar muito tempo para serem completamente expelidos.

Parasitas drenam energias, roubando do organismo os nutrientes que iriam para a corrente sanguínea. Lá se instalam porque se alimentam apenas de ambientes com material em decomposição.

Ou seja, não adianta tomar remédio para parasitas, sem antes remover a causa da formação do material em decomposição, que encontra-se armazenado no cólon, pelos maus hábitos alimentares.

A forma mais eficiente de se trazer o cólon de volta a um estado saudável e eliminar as suas desordens é resgatar hábitos saudáveis de alimentação, como também sua limpeza feita através de enemas (lavagens intestinais auto-administradas).

Gases e constipação
Os gases são sintomas de que a digestão está com problemas, o cólon também. Fermentações estão acontecendo de forma exagerada, sinalizando que todo o processo digestivo (das escolhas alimentares, do mastigar ao evacuar) está com dificuldades.

A constipação sinaliza que tudo está congestionado, parado, travado.

Estresse total, desequilíbrio nutricional e metabólico, podendo desencadear uma série de doenças: diverticulite, colite, hemorróidas, alergias, mau-humo e irritação crônica, distúrbios de aprendizado e atenção, deficiência imunológica, etc.

Alimentos que não estão sendo digeridos causam estas condições dentro do cólon, produzindo uma combinação de gases tóxicos, falta de fluidez (água) e reações químicas venenosas.

As causas das desordens digestivas são diversas: comer em excesso, alimentos muito processados e cozidos com elevada deficiência de enzimas digestivas e combinação inadequada de alimentos.

Alguns passos simples para se trazer o cólon de volta à saúde:

- Aumentar o consumo (mínimo 50%) de alimentos crus e vivos, ricos em enzimas, que são altamente energéticos e fáceis de digerir;

- Praticar hábitos de desintoxicação diária através de sucos, chás, lanches e sopas desintoxicantes, como sugerido pela prática da Alimentação Desintoxicante.

- Praticar o consumo diário do Alimento Vivo, produzindo seus próprios germinados, fermentados e caldos enzimáticos.

- Praticar a limpeza do cólon através dos enemas.

Fonte: texto adaptado da apostila O que é estilo de vida Alimento Vivo – Ann Wigmore.

Leia também todos os demais textos do Boletim Doce Limão: Alimentação Crua

Reprodução permitida desde que mantida a integridade das informações e citada a autora e fonte.

Recomenda-se a leitura na íntegra do livro Alimentação Desintoxicante - Conceição Trucom - editora Alaúde , o que possibilitará a prática desta filosofia de vida com consciência e responsabilidade.

0 comentários: