Qr Code do blog

Qr Code do blog
Qr Code do blog

Rss

Contacto

Blog Archive

Followers

Follow by Email

Add me on Facebook

NutriViva Tv



Total de visualizações de página

sábado, 7 de abril de 2007

A sobrevivência do atum-rabilho está por um fio!


Em última análise, conservaremos apenas o que amamos. Amaremos apenas o que compreendermos e compreenderemos apenas o que nos ensinarem." ~~ Baba Dioum, 1968


2007 pode ser o ano em que o magnífico atum-rabilho, o peixe tão querido pelos apreciadores do melhor sushi do mundo, desaparece do Mediterrâneo.

Ao longo dos últimos anos, a pesca de alto desempenho capturou, frequentemente de forma ilegal, toneladas destes gigantes do oceano em tal grau que o atum-rabilho pode brevemente ser considerado comercialmente extinto.

Em Maio recomeça a época de capturas do atum-rabilho mas em vez de tomar medidas para impedir a continuação desta verdadeira tragédia, a União Europeia estabeleceu quotas de pesca superiores em mais do dobro o recomendado pelos cientistas. O resultado mais que provável é o colapso das pescas desta espécie.

O Conselho Europeu das Pescas, entidade responsável pelas pescas na União Europeia, reúne-se a 16 de Abril e irá decidir que quantidade de atum-rabilho a França, a Itália e a Espanha (donos das maiores frotas de pesca de atum na Europa) podem capturar esta temporada.

International Commission for the Conservation of Atlantic Tunas

WWF Global Marine Programme

Bluefin tuna in crisis

Tuna for sale at the Tokyo Fish Market, Japan

O Conselho tem que tomar medidas drásticas e reduzir a metade as capturas de atum esta época, antes que a temperada comece, de modo a que este peixe possa ter hipótese de se reproduzir.

O WWF está a apelar a todos os países que capturam atum-rabilho que dediquem metade das suas quotas à conservação, de modo a colocar as capturas ao nível recomendado pelos investigadores, e a todos os países importadores que apoiem os esforços da campanha para salvar o atum apelando à França, Espanha e Itália que abdiquem de metade das suas quotas de capturas.

Envie um email aos governos de França, Itália e Espanha pedindo que assumam a responsabilidade pelas acções das suas frotas. Apele a que abdiquem de metade das suas quotas de pesca de atum-rabilho deste ano em prol da conservação deste predador de topo.

A sobrevivência de um dos peixes mais imponentes dos oceanos da Terra, as pescas e mesmo o próprio sushi estão aqui em jogo!



Fonte

0 comentários: