Qr Code do blog

Qr Code do blog
Qr Code do blog

Rss

Contacto

Blog Archive

Followers

Follow by Email

Add me on Facebook

NutriViva Tv



Total de visualizações de página

sexta-feira, 9 de março de 2007

Abraços para evitar conflitos


Os macacos-aranha utilizam um ritual de abraços, 'beijos' faciais e cheiradelas aos sovacos no início de uma reunião de grupo, presumivelmente para evitar que a situação desencadeie comportamentos agressivos.

Os macacos-aranha vivem em grupos numerosos que frequentemente se subdividem e voltam a reunir. Mesmo entre macacos que se conhecem, estas reuniões podem, no entanto, ser cheias de tensão e incerteza acerca das reacções dos outros, o que pode facilmente desencadear agressões.

"Os abraços são usados para tentar evitar alguma dessa incerteza entre grupos e para que se possa retomar rapidamente a actividade diária", explica o líder do estudo, o primatólogo Filippo Aureli da Universidade John Moores de Liverpool. "Apesar dos abraços apenas durarem um momento, aceleram todo o processo."

Aureli notou que os macacos que se abraçam raramente se tornam beligerantes uns com os outros ou com outros macacos durante o período de fusão dos grupos.

O estudo baseia-se nas observações de macacos-aranha Ateles geoffroyi selvagens na floresta mexicana da Península do Yucatán e foi publicado na última edição da revista Biology Letters.

Grupos que se separam e voltam a reunir regularmente podem ser muito exclusivos e pouco abertos a estranhos, o que vulgarmente é causa de conflitos nas reuniões, descobriu o estudo.

"Os indivíduos podem afastar-se para evitar conflitos acerca de recursos como alimentos ou acerca da tomada de decisões sobre para onde se o grupo deve deslocar-se de seguida", diz Aureli. Mas eventualmente os macacos terão que se reunir para defender a área contra invasores ou para se proteger de predadores.

Fonte: News of the Wild

0 comentários: